Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, dezembro 05, 2009

O Jogo Da TV (Parte II) - Juventus x Internazionale



Il campionato è salvo! Em uma partida franca, troppo fisica (em certos momentos até faltosa mesmo, terminada com 36 infrações anotadas pelo árbitro Saccani, sendo 19 cometidas pela Vecchia Signora), a Juventus venceu a Inter por 2 x 1 neste sábado e diminuiu para 5 pontos a diferença que a separa da capolista, tendo ainda o Milan neste interregno.
Com a bola rolando, ambas as equipes gastaram alguns minutos se estudando, até que aos 5' ocorreu o primeiro lance controvertido da gara, com a Juventus reclamando um pênalti de Muntari em Sissoko, que acabou concluindo sem perigo para defesa de Júlio César.
Com Del Piero formando o ataque ao lado de Amauri, a Juventus efetivamente começou mais incisiva, mas só conseguiu chegar ao gol de maneira um tanto fortuita, aos 20', com a bola enganando Júlio César após cruzamento de Diego, em que Chiellini e Del Piero tentaram a conclusão e a bola ainda sofreu mais um desvio antes de entrar (acima, o lance do gol que abriu o marcador - Reuters).
Em desvantagem no marcador, a Inter, que teve Mourinho expulso logo após o gol juventino, adiantou seu baricentro, mas continuou, assim como a Juventus, explorando principalmente o flanco direito, onde Stankovic e Milito deixavam constantemente Grosso em apuros.
E foi em um cruzamento de Stankovic (ao lado marcando Diego - Getty Images) que Eto'o, esquecido na área pela defesa bianconera, testou no contrapé de Buffon para igualar o marcador aos 26'.
Em uma partida nervosa, o 1º tempo ainda teve no argentino Samuel protagonista, seja reclamando de um pênalti supostamente cometido por Cannavaro, seja derrubando Chiellini na área oposta ou ainda caçando Del Piero em campo.
Com troppo agonismo, na 2ª etapa o ritmo da partida caiu e o jogo caminhava para ficar feio, até que Marchisio resolveu iluminar o Olimpico - chute de Sissoko de média distância, com o rebote de Júlio César sendo aproveitado pelo jovem centrocampista, que, com apenas 3 toques, aproveitou um espaço mínimo para cortar Samuel e tocar por cima de Júlio César - golaço (abaixo o monento da belíssima conclusão - Getty Images) que fez explodir de alegria os tifosi bianconeri!
Dentro Balotelli, fuori Muntari, a Inter saiu em busca de novo empate, mas, sem muita coordenação, viu seus esforços se dissiparem sem qualquer resultado.
No final, se o argentino Samuel não foi expulso, o brasileiro Felipe Melo o foi por uma cotovelada em Balotelli, que acentuou, é verdade, a queda.
Como conseqüência, lamentavelmente, vários jogadores se envolveram em uma confusão que teve seu ápice em uma cabeçada de Chivu em Sissoko, passada despercebida pelo árbitro Saccani.
O tabellino:
Juventus: Buffon; Caceres, Cannavaro, Chiellini, Grosso; Sissoko, Felipe Melo, Marchisio (80' Poulsen), Diego (90' Grygera); Amauri, Del Piero (71' Camoranesi). All. Ferrara.
Inter: Júlio César; Zanetti, Lúcio, Samuel (89' Materazzi), Chivu; Muntari (59' Balotelli), Cambiasso (78' Mancini), Thiago Motta, Stankovic; Milito, Eto'o. All. Mourinho.
Gols: 20' Chiellini, 26' Eto'o, 58' Marchisio.
Árbitro: Saccani.
Cartões amarelos: Felipe Melo, Samuel, Grosso, Amauri e Caceres.
Cartão vermelho: Felipe Melo (além do allenatore Mourinho).
Abaixo, os highlights do clássico.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte I) - Milan x Sampdoria



Foi, sem qualquer chance de errar, a melhor atuação do Milan targato Leonardo, padrone total no duelo contra a Sampdoria que abriu a 15ª rodada da Serie A 2009/2010 neste sábado.
Jogando no habitual 4-4-2 privilegiando as laterais com as duplas Stankevicius-Padalino na direita e Ziegler-Mannini na esquerda, com Pazzini e Cassano no ataque, a Samp foi totalmente controlada pelo time rossonero, que alcançou incríveis 69,9% de posse de bola segundo o scout da Gazzetta dello Sport (vide http://www.gazzetta.it/tr_xml_sics/2009/HTML/match.html?id_c=1320&id_e=27209&id_p=193723).
Efetivamente, o domínio do Milan foi inconteste desde os primeiros minutos, tanto que aos 2' já estava em vantagem no placar depois que Antonini interceptou um passe de Cassano em seu próprio campo e com extrema velocidade serviu Ronaldinho, que bem aberto pela esquerda cruzou na cabeça de Borriello, que com uma cabeçada certeira fez 1 x 0.
Sem Palombo e com Cassano pouco inspirado, a Sampdoria encontrou muitas dificuldades para criar e o Milan manteve seu domínio, constrangendo a trupe blucerchiata ao seu próprio campo com uma incessante troca de bola, que resultou em 17'40'' de supremazia territoriale rossonera, contra apenas 7'41'' da Samp em todo o jogo.
Mas o Milan não precisou nem da metade dos 90' para definir a partida, chegando ao 2 x 0 aos 21' em bela troca de bolas entre Seedorf e Ronaldinho (acima marcado por Stankevicius - Sampdoria), com a conclusão do holandês (na foto abaixo, à esquerda, contra Cassano - Sampdoria) entrando no ângulo do gol defendido por Castellazzi.
E não deu nem para Cassano & Cia. respirarem, pois aos 23' o gol começou do outro lado, com Zambrotta cruzando da direita para Borriello ajeitar a bola para o brasiliano Pato, que na primeira tentativa esbarrou em Castellazzi, mas no rebote estufou as redes para fazer 3 x 0!
Del Neri, então, sacou o esterno Mannini para inserir o zagueiro Lucchini, enquanto Leonardo, alguns minutos depois, tirou Ronaldinho, que sentiu uma piccola contrattura, poupando o astro brasileiro com vistas ao decisivo confronto contra o Zurich pela Champions League.
Mas, mesmo com o Milan diminuindo o ritmo, as alterações táticas não mudaram o desenrolar da partida, que continuou tendo a squadra rossonera amplamente padrona, com Pato ainda desperdiçando uma ótima oportunidade aos 37', quando concluiu cruzamento de Abate em cima de Accardi.
E a história não mudou também no 2º tempo, com o Milan só não transformando a vitória em goleada porque tirou o pé e esbarrou em um ótimo Castellazzi, que impediu gols de Pato (na foto abaixo marcado por Ziegler - Cebrelli) aos 18' e aos 47', com a Samp só exigindo de Dida uma fácil defesa em tiro (central e de longa distância) de Tissone aos 38' - os números, aliás, são implacáveis - o Milan concluiu 16 vezes na partida, tendo acertado 8 conclusões, enquanto a Sampdoria efetuou apenas 5 chutes durante todo o jogo, sendo apenas 1 na meta.
Portanto, com 5 vitórias consecutivas e uma atuação majestosa, o Milan de Leonardo entrou de vez na corrida pelo scudetto, enquanto a Sampdoria, depois de chegar a liderar a Serie A, começa a ver até a Champions League com alguma dificuldade.
Já o tabellino ficou assim:
Milan: Dida; Zambrotta, Nesta, Thiago Silva, Antonini; Pirlo, Ambrosini (75' Flamini), Seedorf; Pato, Borriello (68' Huntelaar), Ronaldinho (34' Abate). All. Leonardo.
Sampdoria: Castellazzi; Stankevicius, Gastaldello, Accardi, Ziegler; Padalino (52' Semioli), Tissone, Poli, Mannini (25' Lucchini); Pazzini (76' Bellucci), Cassano. All. Del Neri.
Gols: 2' Borriello, 21' Seedorf, 23' Pato.
Árbitro: Rocchi.
Cartões amarelos: Tissone, Lucchini, Seedorf e Stankevicius.
A seguir, os highlights da partida acompanhados de entrevista com Seedorf:

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 15ª Rodada 2009/2010



Ciliegia de uma grande giornata, o 'Match Clou' da 15ª rodada da Serie A 2009/2010 é o Derby d'Italia Juventus x Internazionale, confronto que coloca frente-a-frente duas das mais acreditadas candidatas ao scudetto da temporada.
E, em evidente calo técnico, a Vecchia Signora sabe que o confronto é fundamental para suas aspirações, vez que, estando já 8 pontos atrás da rival, uma vitória é essencial para se manter no páreo.
Felizmente para a grande torcida juventina, os vários jogadores que estavam entregues ao departamento médico (à exceção do atacante Iaquinta) recuperaram e Ferrara tem diversas opções para preencher o seu predileto 4-3-1-2.
Com Buffon confirmado no gol, a defesa deve ser formada por Cáceres, Cannavaro, Chiellini e Grosso, enquanto Diego (ao lado - Getty Images) deve fazer a função de trequartista alle spalle de Amauri e Del Piero (que deverá entrar pela primeira vez como titular na temporada!), com Trezeguet ficando como opção no banco para o ataque.
Para a linha de centrocampisti é que Ferrara ainda parece ter dúvidas, podendo optar por Sissoko, Felipe Melo e Marchisio (mais abaixo, à esquerda - Getty Images), ou inserir Camoranesi pela direita e Poulsen pela esquerda, centralizando Sissoko (ou Felipe Melo).
De qualquer maneira, o allenatore bianconero, em entrevista concedida ontem, deu a receita para vencer a partida: "serve gara perfetta"!
Já o nerazzurro Mourinho, para o importantíssimo duelo, não poderá contar com o meia Sneijder, que assim como Santon e Quaresma está indisponibile e vem treinando em separado, bem como com Maicon, pois o lateral brasileiro terá que cumprir mais uma partida de suspensão em decorrência da expulsão verificada contra o Bologna.
De qualquer maneira, a Inter deve entrar em campo também no 4-3-1-2, com Zanetti na lateral direita compondo com Lúcio, Samuel e Chivu a linha defensiva em proteção a Júlio César.
No meio de campo, Thiago Motta e Cambiasso devem aparecer ao lado de Muntari (mais abaixo - Debattista), com Stankovic dietro le punte Eto'o e Milito, um dos artilheiros do certame até aqui.
Aliás, falando em gols, vale lembrar que a capolista marcou até aqui 33 gols no campeonato, sendo 18 no 1º tempo e 15 na 2ª etapa, só passando em branco na derrota para a Sampdoria na 6ª rodada (para maiores detalhes dessa partida, acesse http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/o-jogo-da-tv-parte-i-sampdoria-x.html).
Já a Juventus realizou 26 gols nas 14 primeiras rodadas, sendo 12 no 1º tempo e 14 no 2º com 11 jogadores diferentes, mesmo número da rivalíssima de hoje.
Apesar do domínio nerazzurro nas últimas temporadas da Serie A e dos 2 empates registrados nas últimas vezes que se encontraram em Turim, o histórico do confronto não é nada animador para a Beneamata, que só venceu a Juventus no Piemonte em 10 ocasiões, colecionando ainda 14 empates e ... 52 derrotas!
Ao todo, a Juventus balançou as redes da Inter 137 vezes, enquanto teve as suas movimentadas em 60 ocasiões, sendo que o ítalo-argentino Sivori é o maior artilheiro do embate, tendo anotado 7 gols pela Juventus - 6 apenas no lendário 9 x 1 de 10 de junho de 1961!
De qualquer modo, nos últimos anos o equilíbrio é patente, com 2 vitórias para cada lado e 2 empates nas últimas 6 temporadas (embora para se verificar uma vitória nerazzurra antes de 2003 tenha que se retroceder até ... 1993 e contar 8 sucessos bianconeri!).
Para os mais moços, vale ainda lembrar que Del Piero e Zanetti podem ser autênticas bandieri, mas os jogadores que mais atuaram neste imperdível confronto são, até a presenta data, Giuseppe Bergomi e Giacinto Facchetti, colossos que também envergaram durante anos a mítica maglia nerazzurra e colecionaram, cada um, 16 aparições no clássico.
Completando o panorama, não é possível esquecer que um dos lances mais polêmicos do futebol italiano nos últimos anos ocorreu exatamente em um Derby d'Italia, mais precisamente na edição de 26 de abril de 1998, quando o árbitro Ceccarini não anotou um pênalti de Iuliano em Ronaldo muito reclamado pelos interisti até hoje e que poderia ter mudado o rumo do certame à ocasião, vez que a Juventus tinha 1 ponto apenas de vantagem sobre a adversária faltando 4 rodadas para o fim do campeonato.
E, antes que a história prossiga, vale a pena assistir aos highlights daquele encontro no vídeo abaixo:

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Melhor colocada na tabela (ocupa atualmente a 9ª colocação, contra apenas a 15ª da Lazio), a Roma também teve a ampla preferência dos amigos do Calcio Serie A na 'L'Enigma' da semana, que perguntou como vai terminar o Derby della Capitale do próximo domingo.
Aliás, vamos aos palpites consignados: 0 x 0 - Alcindo; 0 x 1 - Cyntia; 1 x 0 - Leonardo Mafra; 1 x 1 - Michel Costa; 0 x 2 - Lucas; 2 x 0 - Pai (como na temporada 2001/2002 - na foto acima, Totti marca, de cabeça, o derradeiro dos gols giallorossi na ocasião - Guerin Sportivo); 2 x 1 - JP; 2 x 2 - Sérgio André; 3 x 0 - Afonso e 3 x 1 - Leonardo Redenção.
Que seja um ótimo jogo!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, dezembro 04, 2009

Rodada é simplesmente imperdível!


A 15ª rodada da Serie A 2009/2010, que será disputada neste final de semana, é, sem qualquer dúvida, a mais espetacular de todo o girone d'andata (talvez só não seja de todo o campeonato porque no girone di ritorno os jogos vão se repetir com o mando de campo invertido ...)!
Para começar, às 15h00 de sábado, o Milan recebe a Sampdoria com transmissão da ESPN, SporTV e RAI.
Novo vice-líder do certame, o Milan de Leonardo vai entrar no San Siro disposto a aumentar a série de vitórias consecutivas (são 4 até aqui, computada apenas a Serie A) e jogar a pressão para cima da capolista Internazionale, que protagoniza o 'Match Clou' contra Juventus logo em seguida, com início programado para às 17h45 (sempre horário de Brasília) e cobertura, ao vivo, da ESPN Brasil e RAI.
Mas, voltando ao cotejo que irá abrir a giornata, o Milan deve começar no 4-2-3-1 com os brasileiros Dida, Thiago Silva, Ronaldinho e Pato regularmente em campo.
Na Samp, que atualmente ocupa a 4ª posição na tábua de classificação, Del Neri não poderá contar com os suspensos Cacciatore, Palombo e Rossi, mas deve ter os habilidosos Mannini e Padalino (acima - Getty Images) abertos nas extremidades no suporte do duo Cassano-Pazzini.
No domingo, o tradicional horário das 12h00 será preenchido com o interessante Genoa x Parma, duelo de equipes que ocupam, respectivamente, a 5ª e a 6ª colocações e terá transmissão, sempre ao vivo, da ESPN Brasil, SporTV, RAI e TV Esporte Interativo.
No mesmo horário, ainda acontecem Bologna x Udinese; Fiorentina x Atalanta; Livorno x Chievo; Napoli x Bari; Palermo x Cagliari e Siena x Catania.
Já um pouco mais tarde, com início às 17h45, olho na ESPN, na RAI ou na TV Esporte Interativo para acompanhar um dos confrontos mais entusiasmantes de todo o mundo (vale lembrar que o defensor Christian Panucci, atualmente no Parma, declarou que "credetemi, io di derby ne ho giocati tanti: quello di Milano, quello di Madrid, i tanti derby di Londra, ma Roma è la città in cui la passione per la stracittadina è più forte"), o Derby della Capitale entre Roma e Lazio.
Assim, embora vindo de resultados opostos na Europa League (enquanto a Roma assegurou sua classificação antecipada para a próxima fase, a Lazio foi eliminada precocemente durante a semana) e distantes na tabela (a Roma vem crescendo, enquanto a Lazio, depois de um começo entusiasmante, não vence há 12 rodadas!), De Rossi (que estará em campo no 4-2-3-1 escolhido por Ranieri - acima - Getty Images) sabe que a Lupa não pode perder a concentração por um só instante se quiser somar mais 3 pontos na Serie A.
Assim como os amigos do Calcio Serie A não poderão se distrair por um só minuto em rodada tão espetacular!
De qualquer maneira, horários alternativos podem ser conferidos no http://www.trivela.com/Transmissao.aspx.
Um final de semana repleto de saúde, porque emoção não faltará!

quinta-feira, dezembro 03, 2009

A Itália Na Europa


Foi uma semana atípica nos torneios europeus, com jogos válidos apenas pela Europa League, mas não para os clubes italianos, que continuaram inconsistentes na competição continental.
Assim, na quarta, o Genoa foi até a República Tcheca e sofreu para arrancar um empate de 0 x 0 com o Slavia Praha, lanterninha do Girone B da competição com até então míseros 2 pontos (embora ambos conquistados contra o forte Valencia).
Apesar de bem distribuído em campo, jogando no 3-4-3 com Mesto, Crespo e Floccari (o único a ficar os 90' em campo, ao lado contra Grajciar - Reuters) formando o ataque, o time rossoblù não conseguiu reeditar a ótima atuação contra a Sampdoria pela Serie A e, na verdade, só não saiu derrotado do Eden porque o arqueiro Scarpi esteve em dia inspirado e o Slavia ainda teve 2 gols não convalidados pelo árbitro alemão Kircher.
Agora, para obter a classificação à próxima fase sem depender de outros resultados, o Genoa terá que vencer o Valencia no próximo dia 17 no Luigi Ferraris.
Porém, decepcionante mesmo foi a participação da Lazio, que acabou eliminada (isso mesmo, eliminada!) da competição ao ser derrotada pelo Salzburg por 2 x 1 na Áustria, mesmo resultado ocorrido na estréia em Roma.
No gramado sintético do Red Bull Arena a Lazio até que começou praticando uma marcação avançada, mas foi totalmente inoperante no ataque durante todo o 1º tempo, largando mesmo atrás no início do 2º, quando o nigeriano Afolabi (com uma passagem relâmpago pelo Napoli no início da década - acima contra Zárate - Ap) acertou uma cabeçada no ângulo de Muslera.
Com Foggia, Meghni, Rocchi e Zárate em campo, a squadra biancoceleste até que chegou ao empate com o esperto mancino nascido em Nápoles, mas acabou derrotada com um gol sensacional anotado pelo camaronês Tchoyi, que se livrou de Cribari antes de bater Muslera com um tocco morbido.
Para salvar a honra dos italianos, nesta quinta a Roma assegurou sua classificação antecipada no Grupo E ao derrotar, no Olimpico, o Basel por 2 x 1, devolvendo assim a derrota sofrida no confronto d'andata.
Com o que tinha de melhor à disposição, Ranieri lançou a Lupa com clara tração ofensiva e o time, depois de um início um tanto sonolento, acordou após o gol marcado por Huggel e praticou um pressing asfixiante, empatando ainda no 1º tempo com Totti cobrando pênalti depois que Perrotta, que esteve muito bem, perdeu ao menos duas boas oportunidades.
Na etapa final, foi a vez de Vucinic (acima perseguido pelo português Carlitos - Ap) marcar um golaço de esquerda coroando excepcional jogada iniciada por Cicinho e rifinita da De Rossi, decretando o placar final.
Será um prenúncio do Derby della Capitale do próximo final de semana?

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, dezembro 02, 2009

E Na Copa ...


Completando o quarto turno da Copa Itália 2009/2010 (o último antes do ingresso das equipes que conseguiram vagas nas competições européias na temporada passada), 3 jogos foram realizados nestas terça e quarta.
A grande surpresa ficou por conta da clamorosa eliminação da Sampdoria, atual vice-campeã e vencedora da competição em 4 outras oportunidades, que perdeu para o Livorno por 2 x 1 e, assim, deu adeus ao torneio.
E olha que a Samp, jogando no Marassi, saiu na frente logo no início do 2º tempo com Mannini, mas permitiu o revés nos minutos finais, primeiramente com o gol contra de Lucchini aos 76' e depois com o atacante lituano Danilevicius, que já havia propiciado o intervento in modo scomposto do zagueiro blucerchiato, aos 86' (na foto acima o gol decisivo - Getty Images).
Em outra partida disputada na terça, a Triestina eliminou o Sassuolo fazendo 1 x 0 com Stankovic ... obviamente não o capitão da seleção sérvia, mas o atacante austríaco contratado junto ao Sturm Graz neste ano.
Por fim, nesta quarta, deu a lógica no confronto entre Catania e Empoli, com o time etneo fazendo 2 x 0, gols de Moretti no 1º tempo e Morimoto (ao lado marcando o defensor Cupi - Empoli) no 2º.
Assim, essas equipes se juntaram a Chievo, Lumezzane, Napoli, Novara e Palermo, que já haviam garantido a passagem as 8ªs de final na semana passada (vide link 'Na Última Vez ...').

Marcadores:

Na Última Vez ...

L'Enigma


Em um final de semana simplesmente sensacional, enquanto para o sábado está previsto o 'Match Clou' Juventus x Internazionale, no domingo, fechando a giornata nº 15, ocorrerá o Derby della Capitale.
E a 'L'Enigma' quer saber exatamente como vai terminar Roma x Lazio, certamente um dos embates com maior rivalidade em todo o mundo!
Vale lembrar que o primeiro que postar o palpite acertando o resultado final do jogo somará 1 (um) ponto no III Desafio Calcio Serie A, que premiará o amigo que primeiramente chegar aos 10 (dez) pontos com uma flâmula oficial da Inter (igualzinha a da imagem ao lado, medindo 28 x 20 cm) e um exclusivo certificado do blog!
Atualmente, a classificação indica o seguinte: 1º JP (5 pts); 2º Leonardo Mafra e Michel Costa (4); 4º Raphael Zerlottini (3); 5º Afonso e Lucas (2) e 7º Alcindo, Cyntia, Marra, Pai e Sérgio André (1)
Vale lembrar que na temporada passada o Derby terminou com a vitória da Roma por 1 x 0 (vide - http://calcioseriea.blogspot.com/2008/11/o-jogo-da-tv-parte-iii-roma-x-lazio.html), gol do brasileiro Júlio Baptista (na foto do alto exultando diante de um perplexo Pandev - Afp).
Vamos participar!

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, dezembro 01, 2009

Momento Panini - Diego De Ascentis


Em posição delicada na tábua de classificação, a Atalanta, então na penúltima colocação com apenas 3 pontos conquistados depois de 7 rodadas, foi buscar o veterano Diego De Ascentis para reforçar imediatamente seu centrocampo em outubro último.
E o biondo centrocampista, dono de um vigor ímpar, foi figura de destaque logo em seu secondo esordio in maglia nerazzurra, contribuindo até com um gol na vitória por 3 x 1 sobre a Udinese em pleno Friuli, naquele que seria o primeiro dos sucessos que colocariam o time bergamasco, 7 rodadas depois, fora da zona do rebaixamento.
Nascido na belíssima Como aos 31 de julho de 1976, Don Diego começou sua carreira profissional no time homônimo de sua cidade, disputando a Serie B na temporada 1994/1995 ao lado de jogadores experientes como o líbero Comi (que transcorreu quase toda sua carreira entre Torino e Roma de 1982 a 1994) e o meia Galia (na Serie A de 1980 a 1994, defendendo Sampdoria, Verona e Juventus, além do próprio Como), bem como de jovens como o zagueiro Sala e o atacante Dionigi, que vingariam também na Serie A posteriormente.
Chamado pelo Milan para defender as cores do time rubro-negro durante o Torneio de Viareggio com a Primavera allenata da Giorgio Morini, De Ascentis acabou se transferindo foi ao Bari, aos 20 anos, depois de um campeonato como protagonista na Serie C1, para onde o Como havia sido rebaixado.
Na Puglia, sob o comando de Fascetti, De Ascentis (a figurinha acima é da temporada 1997/1998) se transformou em um precioso jolly, se tornando figura indispensável na equipe que conquistou a promoção à Serie A, onde fez sua estréia no dia 14 de setembro de 1997 na derrota frente a Fiorentina de Batistuta (que realizou uma doppietta) por 3 x 1.
Entretanto, apesar de um começo pouco alentador, aquele Bari que tinha os suecos Ingesson e Allback, o alemão Doll e vários jovens como Ventola, Volpi e Zambrotta, acabou conquistando uma salvezza relativamente tranquila ao final de 34 rodadas.
Convocado para a U 21 comandada por Giampaglia, De Ascentis, já então apelidado de Cagnaccio pela sua dureza na marcação, ficou no Bari até 1999, de onde passou ao poderoso Milan, que também pretendia contar com o ala Zambrotta, outro gioellino barese e companheiro de De Ascentis desde os tempos do Como, mas que acabou contratado pela Juventus.
Em Milanello, porém, De Ascentis teve poucas oportunidades e acabou obscurado pelos vários Albertini, Ambrosini e Gattuso, acabando por aceitar a proposta de se transferir ao Torino depois de apenas uma temporada em Milão.
Assim, de 2000 a 2005, De Ascentis defendeu a mítica maglia granata, sempre como titular, acompanhando o Torino em suas andanças entre as Serie A e Serie B.
Após a desastrosa gestão Cimminelli, que terminou com a não aceitação da inscrição do Toro na Lega Calcio (embora o time tenha obtido a promoção à Serie A dentro de campo), De Ascentis restou svincolato.
Mas este meia que ostenta diversas tatuagens no corpo não restou desempregado por muito tempo, passando a defender o Livorno no campeonato 2005/2006, concluído com 29 presenças e 1 gol na Serie A.
Sentindo nostalgia de Turim, De Ascentis retornou ao Torino, então sotto la guida del neo presidente Urbano Cairo de volta à Serie A, para o campeonato 2006/2007.
Aí, nell'estate de 2007, Don Diego se mudou para Bergamo, onde foi defender a Atalanta, com contrato de 2 anos.
Comandado por Del Neri, De Ascentis colecionou 54 boas aparições na Serie A com a maglia orobica (a figurinha acima é da temporada 2008/2009), mas acabou não tendo seu contrato renovado com a saída do mesmo Del Neri para a Sampdoria.
Porém, diante dos maus resultados colhidos por Gregucci e da falta de consistência do centrocampo nerazzurro nas primeiras rodadas do atual campeonato, a diretoria da La Dea resolveu chamar de volta seu mastim!

Marcadores:

Na Última Vez ...

Especiais Do Mês


No mês em que festejou seu 3º aniversário (clap, clap), o Calcio Serie A presenteou seus amigos com nada menos do que 50 posts, incluíndo aí 14 partidas acompanhadas pela 'O Jogo Da TV' que, com isso, apenas nas 14 primeiras rodadas, fez minuciosa análise de 49 partidas da Serie A 2009/2010!
Mais impressionante é que apenas no mês de novembro 18 das 20 equipes da Serie A tiveram jogos acompanhos pela 'O Jogo Da TV' (ficaram de fora apenas Chievo e Siena, que, entretanto, já estiveram por aqui nos meses anteriores), valendo o registro que, verificado todo o campeonato, a Inter teve 12 de suas 14 partidas acompanhadas, enquanto o Milan 11 e a Juventus 10, observando a graduatória do campeonato ...
Aliás, campeonato que ainda foi objeto da 'Match Clou', que trouxe, previamente, os detalhes do principal jogo de cada rodada, enquanto a 'Panorama Da Rodada' abordou os demais jogos (com os highlights de uma delas!) e os números de cada giornata, inclusive trazendo os recordmen.
Já a ''B' Em Pílulas' continuou, em seu estilo direto, relatando os principais acontecimentos do torneio cadetto.
Por sua vez, a trajetória dos clubes italianos nas competições européias ficou por conta da 'A Itália Na Europa', enquanto o desenrolar da Copa Itália pela 'E Na Copa ...'.
Aos domingos, a 'Você Sabia ...' trouxe curiosidades não só sobre o campeonato italiano, mas também sobre os técnicos mais vencedores e a Azzurra.
Seleção italiana que teve seus amistosos contra Holanda e Suécia abordados na 'Gli Azzurri', que ainda trouxe a campanha da U 21 de Casiraghi.
Especiais foram também a 'Momento Panini' com o goleiro brasileiro Dida (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/10/momento-panini-dida.html) e a 'Memorabilia' com o habilidoso espanhol Martin Vazquez (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/11/memorabilia-martin-vazquez.html).
Super interativa continuou a 'L'Enigma', instigando os amigos do Calcio Serie A a palpitarem sobre o placar de um jogo a cada semana.
Afinal, neste mês de aniversário, os parabéns foram mesmo é para os mais de 2.000 visitantes que, segundo o contador Site Meter, visualizaram 3.409 páginas do Calcio Serie A!

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

segunda-feira, novembro 30, 2009

'B' Em Pílulas


* O Lecce voltou à liderança da Serie B ao vencer, pela 16ª rodada neste sábado, o Grosseto por 3 x 2 jogando no Via del Mare;
* Porém, o jogo foi bastante complicado para os comandados de De Canio, que saíram perdendo por 2 x 0 graças a uma doppietta do chileno Pinilla (que saiu contundido aos 38'!) e só conseguiram reverter o placar ao final da 2ª etapa, quando o uruguaio Giacomazzi completou a reviravolta que ainda teve gols dos brasileiros Fabiano (que ainda foi o jogador que mais recuperou bolas na partida - 29!) e Ângelo;
* No time giallorosso, o meia Edinho completou o trio brasileiro em campo, enquanto o zagueiro Digão (irmão de Kaká) ficou só esquentando o banco;
* O Lecce só retornou a liderança porque o Ancona, que ainda assim tem os mesmos 30 pontos, ficou no 2 x 2 casalingo com o Sassuolo de Pioli, tentos de Masucci (S), doppietta de Mastronunzio (A) e Noselli (S);
* Em partida realizada ainda no sábado, o Torino perdeu para o Crotone por 2 x 1 jogando em pleno Olimpico torinese;
* Já neste domingo, o Brescia foi atropelado pela Reggina no Oreste Granillo por 4 x 0, gols de Pagano (2), Cascione e Lanzaro (na foto ao lado, o atacante bresciano Caracciolo entre os meias Carmona e Barillà - Laganà);
* Mesmo com a vitória, a Reggina treinada por Ivo Iaconi continua em situação bastante complicada, ocupando apenas a 18ª colocação com 16 pontos.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Depois da deludente atuação contra o Barcelona na UCL, a semana não poderia terminar melhor para a Internazionale, que colheu menos do que plantou contra a Fiorentina (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/11/o-jogo-da-tv-parte-iii-internazionale-x.html), mas terminou a 14ª rodada da Serie A 2009/2010 com 7 pontos de vantagem sobre o seu mais próximo perseguidor.
Aliás, a 2ª colocação agora é do Milan, que venceu in extremis o Catania (confira os detalhes em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/11/o-jogo-da-tv-parte-iv-catania-x-milan.html) e ainda contou com a derrota da Juventus frente o Cagliari para ultrapassar o time bianconero.
Efetivamente, na Sardenha, o que se viu foi uma Vecchia Signora pouco tônica e nada eficaz em zona ofensiva, com a squadra rossoblù treinada por Allegri amplamente merecedora da vitória por 2 x 0 (foi a 5ª nas últimas 6 rodadas!), construída com gols do brasileiro Nenê (um petardo de fora da área que entrou no ângulo de Buffon, valendo a pena assistí-lo no vídeo ao final do post, que traz os highlights desta partida) e de Matri (acima o lance decisivo - Locci), um em cada tempo.
Se a Juventus não vem conseguindo repetir as boas atuações que a colocaram como protagonista nas primeiras rodadas, a Roma, depois de um começo decepcionante, vem subindo na tabela e neste domingo fez 2 x 1 na Atalanta em plena Bergamo.
Porém, a partida do Atleti Azzurri D'Italia começou equilibrada, com a equipe bergamasca, sem Doni, mas com Ceravolo no suporte da dupla de ataque formada por Acquafresca e Tiribocchi, jogando em alta velocidade, chegando mesmo a largar na frente com gol do bom fantasista de Locri, que passou pelo brasileiro Juan antes de definir no canto de Júlio Sérgio aos 13'.
Mas a Lupa, jogando no 4-2-3-1 com Motta festejando sua 100ª partida na Serie A e Perrotta ao lado de Menez e Vucinic no suporte de Totti, chegou ao empate ainda no 1º tempo com uma imperiosa cabeçada do avante montenegrino (acima contra Padoin - Cerescioli) em escanteio cobrado por Pizarro aos 44'.
No 2º tempo a peleja continuou igual até que, aos 19', Vucinic achou Perrotta passando pela defesa nerazzurra e o giallorosso testou para vencer Consigli e decretar o 2 x 1 final, apesar do forcing praticado pelo time de Conte a partir de então, que criou várias oportunidades para empatar novamente o duelo, mas esbarrou na má pontaria de seus atacantes ou, então, em arrojadas defesas de Júlio Sérgio.
Por sua vez, o outro time capitolino não passou de um empate em 0 x 0 jogando no Olimpico contra o Bologna, com ambas as squadre restando em situação preocupante perto da zona da degola.
Quem também decepcionou nesta giornata foi a Sampdoria, que perdeu mais uma - desta vez inapelavelmente no Derby della Lanterna (confira em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/11/o-jogo-da-tv-parte-ii-genoa-x-sampdoria.html) e vê os líderes se distanciarem.
Já o Bari, uma das outras surpresas positivas deste início de campeonato, conseguiu passar pelo Siena no San Nicola por 2 x 1, embora, depois de sair perdendo com gol de Vergassola, só tenha conseguido empatar aos 33' do 2º tempo com Andrea Masiello e concretizado a rimonta já nos acréscimos, quando o atacante Greco se antecipou a defesa senese e aproveitou o cruzamento de Antonelli para colocar o Siena al tappeto.
O Chievo também aproveitou o fator campo e, com um gol de Abbruscato, derrotou o Palermo na estréia de Delio Rossi como allenatore rosanero, que teve Liverani expulso em uma atuação pouco convincente.
No Ennio Tardini, o Parma não foi tão feliz e ficou apenas no 1 x 1 com o Napoli, desperdiçando a oportunidade de ingressar em plena zona Champions, embora o resultado ao final tenha sido até comemorado pela equipe crociata, que saiu atrás graças a um gol do argentino Denis (acima entre Morrone e Dellafiore - Villa) e só chegou ao empate no final, quando o ex Amoruso converteu um pênalti cometido por Aronica em Lanzafame.
Por fim, no jogo que abriu a rodada, a Udinese venceu o Livorno por 2 x 0, em mais uma partida acompanhada pela 'O Jogo Da TV' - confira em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/11/o-jogo-da-tv-parte-i-udinese-x-livorno.html.
Com o gol marcado nesta partida, Di Natale voltou a liderança isolada da classifica marcatori com 10 gols, sendo seguido por Milito (Inter) e Totti (Roma), ambos com 9, e Pazzini (Sampdoria) com 8.
Já a classifica por equipes está assim delineada: 1º Internazionale (35 pts); 2º Milan (28); 3º Juventus (27); 4º Sampdoria (24); 5º Parma (24); 6º Genoa (23); 7º Cagliari (22); 8º Bari (21); 9º Roma (21); 10º Fiorentina (21); 11º Napoli (20); 12º Udinese (18); 13º Chievo (18); 14º Palermo (17); 15º Lazio (13); 16º Bologna (13); 17º Atalanta (12); 18º Livorno (12); 19º Catania (9) e 20º Siena (6).
E os recordmen della giornata, para completar o quadro, foram os seguintes: Palle recuperate: 1º Chiellini (Juventus) 31 - também o melhor em absoluto neste quesito no campeonato até aqui; 2º Conti (Cagliari) 30; 3º Carboni (Catania) e Lúcio (Inter) 27; Passaggi riusciti: 1º Abate (Milan) 74; 2º Masiello (Bari) 69; 3º Pizarro (Roma) 67; Assist: 1º Cambiasso (Inter), Floro Flores (Udinese), Jarolim (Siena), Santana (Fiorentina) e Zárate (Lazio) 4; Tiri: 1º Di Natale (Udinese) 9; 2º Zárate (Lazio) 7; 3º Vucinic (Roma) 6.

video

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, novembro 29, 2009

O Jogo Da TV (Parte IV) - Catania x Milan



Foi uma partida sofrível (segundo o periódico Gazzetta dello Sport, "la più brutta della quattordicesima giornata"), mas uma improvável doppietta do holandês Huntelaar nos acréscimos foi suficiente para que o Milan ultrapassasse a Juventus na tabela de classificação, chegando ao 2º posto na graduatória da Serie A.
Contra um Catania jogando no 4-3-2-1 com Morimoto avançado rispetto a Mascara e Martinez, o Milan, disposto no 4-2-1-3 com Abate na lateral direita e Flamini no posto de Pirlo, suspenso, foi pouquíssimo incisivo, permanecendo estático diante da ausência de seu regista, com Pato disperso em um ataque onde só Borriello (acima marcado por Silvestre - Laganà) apareceu, embora Ronaldinho tenha até tentado dar o ar da graça e de sua habilidade quase infinita em alguns momentos.
De qualquer maneira, com o time etneo bastante fechado (com uma defesa quase toda argentina), jogando com a clara intenção de sfruttare il più possibile il contropiede, o Milan não conseguiu furar o bloqueio montado por Atzori durante todos os 90' (chega a ser impressionante constatar que os rossoneri tiveram 71,8% da posse de bola, mas apenas 48,09% de vantaggio territoriale, evidenciando que a contenção do Catania foi eficaz), tendo com Seedorf (na foto abaixo entre Bellusci e Carboni - Laganà), aos 19' aos 76', criado as únicas chances relevantes (e ainda assim mediante chutes de média distância) até a entrada de Huntelaar, aos 84', que transformou o esquema tático do Milan em um 4-2-4!
Porém, o aríete holandês, até então um legítimo (e caro) oggetto misterioso, tabelou com Inzaghi (que entrou no lugar de Borriello também na 2ª etapa) em sua segunda participação e já em pleno acréscimo e, de esquerda, disparou um tiro da entrada da área não de todo indefensável para Andujar, que colaborou para deixar o Milan em vantagem aos 48'!
Talvez o lance já fosse suficiente para colocar Huntelaar nas manchetes, mas o atacante contratado a peso de ouro no início da temporada provavelmente ficou temeroso de que a falha do arqueiro argentino fosse mais evidenciada e resolveu, aos 50', em mais uma jogada que contou com a participação de Pippo Inzaghi, confeccionar um pallonetto sensacional que encobriu um atônito Andujar para sacramentar o 2 x 0 finale (vale a pena conferir o golaço do orange no vídeo ao final do post)!
O tabellino:
Catania: Andujar; Bellusci, Silvestre, Spolli, Alvarez; Biagianti, Carboni, Llama (61' Izco), Martinez, Mascara (86' Potenza); Morimoto. All. Atzori.
Milan: Dida; Abate, Nesta, Thiago Silva, Zambrotta (66' Antonini); Flamini (84' Huntelaar), Ambrosini, Seedorf; Pato, Borriello (74' Inzaghi), Ronaldinho. All. Leonardo.
Gols: 93' Huntelaar, 95' Huntelaar (acima o avante holandês comemorando seu primeiro gol - Reuters).
Árbitro: Brighi.
Cartões amarelos: Flamini, Biagianti, Martinez, Spolli e Inzaghi.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Internazionale x Fiorentina



Depois da apresentação um tanto amórfica contra o Barcelona pela Champions League, o confronto contra a Fiorentina neste domingo - o 'Match Clou' da rodada - era importantíssimo para Mourinho & Cia.
E, embora tenha sido uma vitória magrinha, concretizada apenas no final mediante um gol de pênalti, o resultado foi fundamental para as aspirações da Inter, que irá visitar a Juventus no próximo final de semana com a tranquilidade de somar 8 pontos de vantagem sobre a adversária.
De qualquer maneira, apesar do placar, foi uma boa atuação da Beneamata, que entrou em campo formando no 4-3-3, com um time bastante diverso do que se apresentou no Camp Nou, especialmente pelo ingresso do português Quaresma (mais abaixo entre Gobbi e Cristiano Zanetti - La Presse) no ataque ao lado de Milito e Eto'o, com Muntari formando o meio ao lado de Stankovic e Cambiasso e tendo Javier Zanetti na lateral direita, no posto do suspenso Maicon.
Já a Fiorentina foi no 4-2-3-1, com Santana preferido ao ainda não totalmente recuperado Jovetic no suporte de Gilardino, que acabou muito isolado diante da escassa participação do argentino (que só participou de 21 jogadas na partida, contra, por exemplo, 62 do interista Stankovic).
Mas não foi só na ligação com o ataque que a Fiorentina encontrou dificuldades, mas também na defesa, onde Gobbi e Koldrup non sempre sembrano adeguati, dando muita liberdade ao ataque nerazzurro.
Aliás, a vitória da Inter foi por apenas 1 x 0 porque seus atacantes não estiveram em dia inspirado, com a dupla formada por Milito e Eto'o desperdiçando várias boas oportunidades.
Porém, a Beneamata não abriu o marcador logo aos 14' porque Muntari foi individualista e chutou diretamente a gol ao invés de servir Eto'o, que aparecia totalmente livre dentro da área.
Depois, aos 16', sempre pela direita às costas de Gobbi, foi a vez de Milito, sozinho na frente do goleiro Frey e na linha da pequena área, concluir para defesa do arqueiro viola.
Para piorar as coisas para Prandelli, aos 18' o ala Marchionni teve que deixar o campo para a entrada de Jorgensen, que passou a fechar o meio de campo pela direita, mas sem a mesma incisividade no ataque, com o peruano Vargas restando como a única alternativa de saída do time gigliato, que foi para o intervalo sem assustar Júlio César.
O 2º tempo começou sem alterações e com a Inter chegando ao gol aos 5', quando o argentino Samuel (acima marcando Gilardino - Getty Images) testou após escanteio cobrado por Cambiasso, mas o árbitro Damato, após alguns instantes, acabou anulando o tento por falta do zagueiro nerazzurro em Dainelli.
Fora esse lance, a 2ª etapa prosseguiu como se fosse um replay da anterior, com a Inter criando, mas pecando nas finalizações, até que, percebendo que poderia conseguir o colpaccio, a Fiorentina se soltou e, em grande jogada individual de Gilardino, acertou a trave de Júlio César aos 35' (esse lance e todos os highlights podem ser conferidos no vídeo ao final do post).
Mesmo com Mancini e Thiago Motta em campo, a Inter caminhava para um empate casalingo até que, aos 38', Comotto derrubou Milito dentro da área, com o próprio avante argentino (ao lado em evidência contra Frey - La Presse) convertendo com categoria.
Apenas para não fugir da tônica do confronto, aos 43', Eto'o disparou, totalmente sozinho, do seu próprio campo com a bola dominada, mas esbarrou em um Frey milagroso, que fez que ia sair para ficar e impedir o gol (o mais feito da partida) do camaronês e uma vantagem maior da Inter, que teve que se contentar com a vitória por 1 x 0.
Assim, o tabellino final ficou assim:
Inter: Júlio César; J. Zanetti, Lúcio, Samuel, Chivu; Stankovic, Cambiasso, Muntari (73' Thiago Motta); Quaresma (73' Mancini), Milito (86' Vieira), Eto'o. All. Mourinho.
Fiorentina: Frey; Comotto, Dainelli (76' De Silvestri), Koldrup, Gobbi; Montolivo, C. Zanetti, Marchionni (18' Jorgensen), Santana (85' Castillo), Vargas; Gilardino. All. Prandelli.
Gol: 85' Milito (pênalti).
Árbitro: Damato.
Cartões amarelos: Chivu, Gobbi, Koldrup, C. Zanetti, Samuel e Comotto.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, transcorridas as primeiras 13 rodadas da Serie A 2009/2010, o Milan (abaixo uma formação recente do time rossonero - Milan) é a equipe que mais fica com a bola no pé, alcançando 28'41'' de possesso palla por partida?
* Que, depois do Milan, aparecem a Internazionale (27'44''), o Bari (26'33'') e a Juventus (25'53''), sendo que Catania (20'38''), Bologna (20'59'') e Chievo (21'20'') são os que menos ficam com a bola por partida?
* Que a surpresa fica por conta do pouco tempo a que a Sampdoria, 4ª colocada, fica com a bola (apenas 21'56'' por partida), bem como a dupla Lazio e Roma, ambos com apenas 22'35'' de média por partida, todos atrás do lanterna Siena, que coleciona 23'14'' por gara?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker