Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, dezembro 06, 2008

O Jogo Da TV (Parte II) - Lazio x Internazionale



E a Inter fez 6! A cada vez mais capolista da Serie A 2008/2009 não tomou conhecimento da Lazio e chegou a sua 6ª vitória consecutiva na competição, totalizando 11 sucessos em 15 rodadas e abrindo 9 pontos de seus principais perseguidores - Juventus e Milan, que jogam amanhã.
E não foi uma vitoriazinha qualquer, com o resultado final de 3 x 0 não deixando dúvidas quanto a superioridade nerazzurra, evidenciada ainda pela maior posse de bola (52,5%) e melhor consistência na troca de passes (84,16% de acertos interisti contra 82,20% da Lazio).
Aliás, o sucesso dos comandados de Mourinho, dispostos no 4-3-1-2 com Cruz e Ibrahimovic no ataque, começou a ser delineado logo aos 2', quando o zagueiro Samuel apareceu totalmente desmarcado no ataque para concluir de cabeça (ao lado - Afp) cruzamento de Muntari e colocar a Inter em vantagem.
Aí, a Lazio, distribuída no 4-3-3 com os ofensivos laterais De Silvestri e Kolarov e com o rápido Foggia compondo o tridente ofensivo ao lado de Pandev e Zárate, tendo ainda Mauri no centrocampo (com Brocchi preterido a começar no banco), ficou sotto choc, só conseguindo entrar na partida quase aos 10', quando Diakite não alcançou um cruzamento per un nulla e Kolarov arriscou um petardo que passou perto da trave defendida por Júlio César.
Com uma marcação proposta a partir de um baricentro elevado, a Lazio chegou até a aparentar dominar as ações, mas a Inter, com a premissa tática do controllo, possesso palla e ripartenze micidiali, na verdade apenas aguardava a melhor oportunidade para dar o bote fatal.
Momento que apareceu já nos acréscimos, quando Ibra achou um galopante Maicon pela direita, com o lateral brasiliano centrando para a área, onde o sfortunato francês Diakite (ao lado marcando Ibrahimovic - Grazia Neri) acabou anotando um clamoroso autogol.
De volta do intervalo com Brocchi no lugar de Dabo (e Rocchi, que entrou ainda no 1º tempo no posto de Pandev, assim como Crespo - vaiadíssimo - no de Cruz), a Lazio continuou fazendo um pressing muito forte na tentativa de abrir espaços em uma bem postada defesa nerazzurra que não concedia espaços para Zárate & Cia.
E, aos 10', ocorreu o golpe de misericórdia, com Ibrahimovic realizando o 3º tento interista de cabeça, em cross perfetto de Cambiasso.
Mesmo com o placar dilatado, a Inter continuou perfeita em sua tática de fechar os espaços para sair em contra-ofensivas implacáveis, enquanto a Lazio também não se entregou (e terminou com 56,40% de vantaggio territoriale), deixando o jogo interessante até o apito final do árbitro Orsato.
O tabellino:
Lazio: Carrizo; De Silvestri, Diakite, Rozenhal, Kolarov (que chegou a estufar as redes adversárias em uma cobrança de falta que Orsato, porém, mandou repetir - ao lado contra Cruz - Bartoletti); Dabo (46' Brocchi), Ledesma, Mauri; Foggia (77' Meghni), Zárate, Pandev (31' Rocchi). All. Rossi.
Inter: Júlio César; Maicon, Cordoba, Samuel, Maxwell; Zanetti, Cambiasso, Muntari (78' Figo), Stankovic (86' Mancini); Cruz (28' Crespo), Ibrahimovic. All. Mourinho.
Gols: 2' Samuel, 48' Diakite (contra), 55' Ibrahimovic.
Árbitro: Orsato.
Cartões amarelos: Stankovic, Diakite, Zárate, Júlio César, Brocchi e Maxwell.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte I) - Chievo x Roma



Sucesso meritato per la Roma, che ha sprecato molte occasioni, mas chegou a sua 4ª vitória consecutiva no campeonato italiano, onde completou 360' sem sofrer gol, deixando a clara impressão de que, se não fosse aquele começo terrível...
Armada no 4-3-2-1 com Júlio Baptista e Menez alle spalle de Totti, com De Rossi, Brighi e Perrotta no centrocampo, a Lupa deixou o Chievo, proposto por Di Carlo no 4-4-2 com Pellissier e o ex Esposito (ao lado perseguindo Cicinho - La Presse) no ataque, atônito diante de uma movimentação incessante.
Ao final da partida, os sufocantes 65,7% de posse de bola romanista evidenciam o total controle das ações por parte dos comandados de Spalletti
A Lupa foi, efetivamente, quem tomou as iniciativas desde o começo, com destaque para o até aqui incógnito Menez que, depois de se lamentar durante a semana ("Se non gioco è giusto che a gennaio vada via"), fez bela jogada individual e exigiu importante intervenção do goleiro Sorrentino logo aos 10'.
E o francesino voltaria a carga aos 25': capolavoro sulla fascia sinistra, cruzamento perfeito para Brighi que, há apenas dois passos da meta, permitiu a defesa do arqueiro clivense - o melhor dentre os seus!
No 2º tempo, il tema tattico non cambia, com o Chievo permanecendo muito compacto, sempre com, pelo menos, otto giocatori spesso dietro alla linea della palla, enquanto a Roma buscava encontrar espaço nessa retranca armada por Di Carlo.
E, aos 6', a Roma teve outra incrível palla gol, sendo que, desta vez, foi o zagueiro Mantovani que, quase em cima da linha, impediu o gol do brasileiro Júlio Baptista em jogada de Riise.
Com um pressing cada vez mais forte, a Roma chegou ao gol aos 24', ocasião em que Menez superou Sorrentino con un meraviglioso destro al volo dall'area (acima - Grazia Neri).
O mister Di Carlo, então, trocou o meia Pinzi pelo atacante Langella, mas o Chievo continuou praticamente nulo ofensivamente, não melhorando sequer nos últimos 5' (mais acréscimos), depois que o meia Brighi (ex di turno) foi expulso (abaixo, à direita, o romanista contra dois adversários - Grazia Neri).
Já a Roma soube gestir o resultado e, assim, prosseguir em sua risalita.
O tabellino:
Chievo: Sorrentino; Moro, Mandelli, Yepes, Mantovani; Pinzi (72' Langella), Bentivoglio, Marcolini (86' Italiano), Luciano; Esposito (80' Iunco), Pellissier. All. Di Carlo.
Roma: Doni; Cicinho, Mexes, Juan, Riise; De Rossi, Brighi, Perrotta, Júlio Baptista (62' Taddei), Menez (86' Cassetti); Totti. All. Spalletti.
Gol: 69' Menez.
Árbitro: Morganti.
Cartões amarelos: Pinzi, Mexes, Brighi, Menez, Mandelli e Yepes.
Cartão vermelho: Brighi.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 15ª Rodada 2008/2009



Em busca de sua 6ª vitória consecutiva na Serie A, a Internazionale irá visitar a Lazio neste sábado no 'Match Clou' da 15ª giornata com o objetivo de restar folgada na liderança da competição.
Já a equipe romana, que vem de uma vitória sobre o Milan na Copa Itália, mas está sem vencer desde a 11ª rodada no campeonato italiano, precisa voltar a somar pontos para continuar na disputa por uma vaga nas próximas competições européias.
E, se não bastasse a qualidade do adversário, o técnico laziale Delio Rossi (que afirmou que "contro l'Inter ci serve un'impresa") ainda terá que administrar as ausências do zagueiro Siviglia, do ala Lichtsteiner e dos meias Firmani e Matuzalem, estes últimos já de longa data.
Para a posição de Siviliga, deverá ser mantido o brasileiro Cribari (à direita - Tanopress), que vem formando a dupla de zaga com o tcheco Rozehnal desde que Seba se contundiu.
Nas alas, De Silvestri deve aparecer pela direita e Radu pela esquerda, deixando o sérvio Kolarov no banco, com a equipe biancoceleste perdendo em termos ofensivos, mas ganhando poder de marcação.
Marcação que deverá ser a tônica também do centrocampo, onde deverão formar Dabo, Ledesma e Brocchi, com Mauri (abaixo à esquerda - Tanopress) sendo deslocado para o ataque, já que o macedônio Pandev, longe da plenitude fisica, deverá começar no banco de reservas.
Além do goleiro Carrizo, devem completar l'undici iniziale os avantes Rocchi e Zárate.
Mourinho, para quem "la Lazio non sarà stanca", mas sim "caricata dalla vittoria in Coppa Italia a San Siro", mais uma vez não fugiu das polêmicas e, na entrevista coletiva de sexta-feira, comunicou o afastamento de Adriano e Balotelli (que irá jogar com a Primavera) e o retorno de Quaresma para a lista de convocados.
Assim, o 4-3-1-2 interista deverá ser preenchido com: Júlio César; Maicon, Cordoba, Samuel e Maxwell; Zanetti, Cambiasso, Muntari e Stankovic (um dos ex da partida - abaixo - Insidefoto); Cruz e Ibrahimovic.
Embora tenha vantagem no retrospecto, com 21 vitórias, 28 empates e 16 derrotas, a Lazio não vence a Inter, em Roma, desde a temporada 2003/2004, quando, ainda com Stankovic em suas fileiras, derrotou a adversária por 2 x 1, gols de Vieri (I), Corradi (L) e Zauri (L).
Mas, se na última temporada houve empate em 1 x 1 (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/03/o-jogo-da-tv-parte-ii-lazio-x.html) e na stagione 2006/2007 a vitória foi interista por 2 x 0 (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2006/12/o-jogo-da-tv-lazio-x-internazionale.html) - gols de Cambiasso e Materazzi com Ibrahimovic expulso, antes, sucesso nerazzurro apenas em 03 de março de 1996, quando um gol contra de Nesta deu a vitória ao time então treinado pelo inglês Roy Hodgson.
O confronto entre Lazio e Inter, aliás, teve seu auge em 1998, quando as equipes decidiram a Coppa Uefa daquela temporada, e em 2002, quando a Inter perdeu o scudetto ao ser derrotada pela Lazio, no Olimpico de Roma, por 4 x 2 no que seria a última partida de Ronaldo com a camisa interista.
Em termos individuais, Giuseppe Meazza e Silvio Piola dividem o posto de maior artilheiro do embate, com 8 gols cada.
Meazza, por sinal, anotou todos os tentos da Inter na goleada de 4 x 1 ocorrida em 05 de novembro de 1933, naquela que é a maior já aplicada pelos nerazzurri, que, porém, sofreram o mesmo placar em 14 de maio de 1995, quando Signori, Negro, Rambaudi e Winter reverteram o gol solitário de Nick Berti.
Já Giuseppe Bergomi, com 13 aparições entre 1983 e 1999, é o giocatore con più presenze no confronto, tendo participado, inclusive, do sucesso nerazzurro de 04 de junho de 1989, quando a Inter de Trapattoni venceu a Lazio de Materazzi (pai do atual zagueiro interista) por 3 x 1.
Os highlights daquela partida podem ser visualizados abaixo!
Para melhor contextualizar, naquela oportunidade o tabellino foi o seguinte:
Lazio: Fiori; Monti, Gregucci, Piscedda, Beruatto; Acerbis, Di Canio, Sclosa; Dezotti, Rizzolo (85' Greco), Sosa. All. Materazzi.
Inter: Zenga; Bergomi, Ferri, Mandorlini, Brehme; Matteoli, Berti, Bianchi, Matthäus; Diaz, Fanna (63' Morello). All. Trapattoni.
Gols: 53' Dezotti, 68' Bergomi, 79' Diaz, 84' Diaz.
Árbitro: Amendolia.
Cartões amarelos: Zenga e Berti.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

sexta-feira, dezembro 05, 2008

Serie A tem mais uma rodada neste final de semana


Dezembro começou e a Serie A continua, com a disputa da 15ª giornata neste final de semana!
Com 6 pontos de vantagem sobre suas mais diretas contendentes, a Internazionale mais uma vez protagoniza o 'Match Clou' da rodada, buscando sua 6ª vitória consecutiva no campeonato italiano.
Porém, o compromisso não é dos mais fáceis, vez que a trupe de Mourinho terá que visitar a Lazio em Roma, em partida que terá transmissão da ESPN Brasil, SporTV, RAI e TV Esporte Interativo no sábado, a partir das 17h30, horário de Brasília.
Um pouco mais cedo, às 15h00, a Roma tem um compromisso teoricamente mais fácil ao visitar o lanterninha Chievo em Verona.
Ainda sem poder contar com o Foquinha Kerlon e atrás de sua 1ª vitória desde que substituiu Iachini, o técnico clivense Di Carlo deve apostar em um centrocampo formado por Italiano e Bentivoglio, com Luciano e Marcolini (à direita - Tanopress) como esterni, tendo o ex giallorosso Esposito no ataque ao lado do perigoso Pellissier.
Na Roma (que vem de 3 vitórias seguidas), Spalletti deve começar com Júlio Baptista, Totti e Vucinic preenchendo as posições ofensivas do 4-3-1-2 agora utilizado.
No domingo, às 12h00 será possível assistir Lecce x Juventus (ESPN Brasil e TV Esporte Interativo) ou Milan x Catania (ESPN e RAI), mas ocorrerão também Atalanta x Udinese; Cagliari x Palermo; Napoli x Siena; Reggina x Bologna e Torino x Fiorentina.
Por fim, a partir das 17h30 de domingo acontecerá o Derby della Lanterna, luxuoso vice 'Match Clou' que terá cobertura da RAI.
Para o importante duelo, tanto Mazzarri quanto Gasperini prometem congestionar o meio de campo, postando nada menos que 9 jogadores ao todo naquela importante área.
Mas, um dos duelos mais esperados será o que o difensore Lucchini (à esquerda - Tanopress) protagonizará com o capocannoniere do certame, o argentino Milito.
Para que não puder acompanhar alguma das partidas ao vivo (ou quiser rever), Chievo x Roma será reprisada pela ESPN (às 05h00 de segunda), SporTV (ás 06h30 de domingo) e TV Esporte Interativo (às 19h30 do próprio sábado); Lazio x Internazionale pela ESPN (às 22h00 de sábado e às 11h30 de terça) e SporTV (às 10h00 de domingo) e Lecce x Juventus pela ESPN Brasil (segunda-feira a partir das 04h15).

quinta-feira, dezembro 04, 2008

A Itália Na Europa


Em uma semana sem Champions League e com o Milan folgando na Uefa Cup, Sampdoria e Udinese foram as únicas equipes italianas em ação na Europa.
O time bianconero de Udine, que atravessa um momento muito delicado na Serie A, interrompeu a striscia di quattro k.o. consecutivos (todos pelo campeonato italiano) e venceu o Dinamo Zagreb no Friuli por 2 x 1.
Com o resultado, a equipe do técnico Marino já está classificada à próxima fase - e com louvor, vez que venceu todos os seus 3 compromissos até aqui disputados.
O registro negativo da partida fica por conta dos torcedores croatas, que invadiram Udine e protagonizaram cenas lamentáveis, obrigando, inclusive, o árbitro israelense Yefet a suspender a partida por cerca de 10'.
Dentro de campo, embora com um amplo turn-over e precisando apenas do empate para obter a classificação antecipada, a Udinese controlou amplamente o campeão croata, que conta com alguns jogadores bastante conhecidos internacionalmente, como o experiente goleiro Butina (que participou das Copas do Mundo de 2002 e 2006), o zagueiro Biscan (ex Liverpool) e o atacante Balaban (que esteve próximo de defender o Empoli alguns anos atrás).
Quagliarella, aos 5', e Obodo (acima contra Tomic - Giovannini), aos 78', anotaram os gols da Udinese, com Biscan descontando para os croatas já nos acréscimos.
Já a Sampdoria teve uma atuação vexatória em Liège, na Bélgica, onde foi derrotada por clamorosos 3 x 0 pelo local Standard (time para o qual o Milan emprestou o zagueiro Digão que, contundido, não foi sequer relacionado para a partida).
Atuando no 3-5-2 com Bonazzoli e Fornaroli no ataque (com Cassano inicialmente no banco), a Samp foi inteiramente dominada pela boa equipe belga e terminou o 1º tempo já perdendo por 3 x 0, gols do brasileiro naturalizado belga De Camargo, do norte-americano Onyewu e do sérvio Jovanovic (acima, à esquerda, superando Gastaldello e observado por Delvecchio - Reuters).
Com a derrota, a equipe blucerchiata, que teve um início de competição auspicioso, tem sua classificação à próxima fase comprometida, vez que terá que vencer o forte Sevilla no próximo dia 18 (em Gênova) ou torcer para ottenere un risultato migliore rispetto a quello del VfB Stuttgart.

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, dezembro 03, 2008

E Na Copa ...


Em confronto isolado válido pelo 5º turno da Coppa Italia disputado nesta terça-feira em Milão, a Lazio venceu o Milan, de virada, por 2 x 1.
Com a vitória, obtida na prorrogação, a Lazio eliminou o Milan da competição e infligiu a 2ª derrota em menos de uma semana ao time rossonero, que ameaça entrar em crise diante, não só dos últimos resultados, mas, principalmente, das recentes atuações pouco convincentes.
É verdade que Ancelotti fez largo uso do turn-over, com espaço para os vários Dida, Senderos e até para o jovem uruguaio Cardacio - que substituiu Schevchenko no final do 2º tempo, mas o Milan, pouco determinado, mais uma vez permitiu a rimonta do adversário, fato que tem se repetido muito nesta temporada.
Sob muito freddo, o 1º tempo da partida foi bastante apático, com apenas duas boas chances para cada lado: Sheva frente a frente com Muslera (ao lado - Afp) desperdiçou aos 19'; Lichtsteiner aos 24' concluiu raspando a trave; diagonale di Flamini fuori non di molto aos 46' e defesa de Dida em conclusão violenta de Pandev aos 49'.
No 2º tempo, a Lazio, armada no 4-3-3 com Foggia, Rocchi e Pandev no ataque, voltou mais disposta, mas esbarrava em um seguro Dida.
Mas, aos 21', foi outro brasileiro que comprometeu a classificação rossonera - Emerson cometeu uma falta sob o argentino Ledesma no meio de campo e recebeu o 2º amarelo de Ayroldi, 7' depois de levar a primeira ammonizione.
Surpreendentemente, porém, foi o Milan que saiu na frente, com Shevchenko abrindo o marcador aos 32'.
Ancelotti já havia trocado Seedorf por Zambrotta e aí inseriu Jankulovski e Cardacio nos lugares de Antonini e Shevchenko, mas o bunker rossonero fez água quando o ex Favalli cometeu pênalti em Pandev - Zárate converteu aos 42' e levou a partida à prorrogação.
Aí, galvanizzata dal pari raggiunto in extremis, a Lazio foi para cima do Milan e Pandev, que buscou o gol pessoal durante toda a partida, encontrou-o sottomisura di sinistro logo aos 2' do tempo suplementar.
O Milan ainda buscou reagir (Ronaldinho, inclusive, acertou uma falta na trave), mas a inferioridade numérica foi sentida e a eliminação da competição inevitável.

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, dezembro 02, 2008

Momento Panini - Ousmane Dabo


Autor do gol que resultou no empate da Lazio contra o Genoa na 13ª rodada (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/11/o-jogo-da-tv-parte-iii-lazio-x-genoa.html), Ousmane Dabo chegou à Itália muito cedo, recrutado pela Internazionale - juntamente com o lateral Mickäel Silvestre (atualmente no inglês Arsenal) - quando ainda um inconnu stagiaire do Rennes, clube com grande tradição na formação de jogadores na França.
O então jovem espoir, convocado por Raymond Domenech para o Torneio de Toulon em 1998, fez sua estréia na Serie A no dia 20 de setembro daquele mesmo ano, na partida vencida pelos nerazzurri contra o Piacenza por 1 x 0, tento de Ronaldo cobrando pênalti.
Não obstante contar com Djorkaeff e Baggio, além do Fenômeno, aquela Inter não conseguia ter um padrão de jogo (terminou o campeonato apenas na 8ª colocação, 24 pontos atrás do campeão Milan) e o imberbe Dabo, com pouco espaço no plantel repleto de estrelas, acabou cedido ao Vicenza no mercato invernale.
Mas o clube biancorosso estava encerrando um vitorioso ciclo que culminou com a conquista da Copa Itália na temporada 1996/1997 e acabou rebaixado à Serie B naquele campeonato, com Dabo (à direita a figurinha da época) não tendo conseguido se firmar como titular.
De volta à Internazionale, o filho de um ancien joueur du Stade Lavallois (daí Ousmane ter nascido em Laval aos 08 de fevereiro de 1977) ficou em Milão apenas para a 1ª parte da temporada 1999/2000 (período no qual disputou 8 partidas da Serie A), andando in comproprietà al Parma em janeiro de 2000.
Na equipe crociata, mesmo diante de uma concorrência aguerrida com os vários Dino Baggio, Bolaño, Paulo Sousa e Walem, Dabo conseguiu cavar o seu espaço e terminou a temporada sendo bastante utilizado pelo técnico Malesani.
Mas as 16 presenças (das quais 15 como titular) na Serie A não foram suficientes para confirmar o meia de boa técnica no clube da família Tanzi, que optou por envolver Dabo em uma transação com o Monaco, da França, que resultou na chegada do também centrocampista Lamouchi ao Parma.
O retorno à sua terra natal não durou muito e em janeiro de 2001 Dabo já estava de volta à Itália, novamente no Vicenza, quando mais uma vez não conseguiu evitar o descenso da equipe biancorossa à Serie B.
De registrar que foi nesta temporada que Dabo marcou seu 1º gol na Serie A, precisamente na 18ª rodada na vitória de 2 x 0 sobre o Milan, com Toni (que formou a dupla de ataque com Kallon) marcando o outro tento da nobile provinciale.
Na temporada 2001/2002 Dabo passou à Atalanta, in comproprietà col Parma, tendo transcorrido dois campeonatos nas fileiras nerazzurri com sucesso, até se transferir à Lazio em 2003.
Vencedor da Confederations Cup 2003 com a seleção francesa e da Copa Itália 2004 com a Lazio, Dabo acabou riscattato alle buste dalla società biancoceleste nell'estate de 2004 mesmo.
Centrocampista de contenção dotado de um bom passe, Dabo disputou ainda os campeonatos 2004/2005 e 2005/2006 com o clube romano, ao que, ao término de seu contrato, não aceitou a proposta de renovação apresentada pelo presidente Lotito e resolveu seguir para a Inglaterra, seduzido pelo ambicioso Manchester City de Stuart Pearce.
Porém, a passagem de Dabo pela Premier League foi desastrosa: começou com debut com derrota por 3 x 0 para o Chelsea, prosseguiu com cartão vermelho e gancho de 3 jogos logo em sua 3ª aparição seguido de grave lesão no joelho e teve ápice no deslocamento de retina sofrido após agressão perpetrada pelo seu companheiro de Citizens Joey Barton em maio de 2007.
Depois do pesadelo de Manchester (definição dada pelo próprio jogador), Dabo voltou à Lazio (a figurinha acima é da temporada 2007/2008), onde tem sido um dos principais jogadores do meio de campo biancoceleste.

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, dezembro 01, 2008

'B' Em Pílulas


* Com uma atuação espetacular, o Vicenza venceu o Grosseto por 5 x 0, tentos de Sgrigna (abaixo - Biancorossi), Bjelanovic, Raimondi, Bernardini e, no 2º tempo, novamente Bjelanovic;
* Ainda assim a equipe biancorossa da Toscana (Grosseto fica no sul da regione toscana) permanece na liderança da Serie B, tendo os mesmos 28 pontos de Empoli e Sassuolo;
* Empoli que, nesta 16ª rodada, venceu o Piacenza em emocionante partida terminada 3 x 2 - gols de Corvia, Lodi e Rickler (contra) para os mandantes e Aspas e Bianchi para os visitantes;
* O Sassuolo, por sua vez, ficou no 1 x 1 com o Ascoli no Cino e Lillo Del Duca;
* Com 26 pontos, ocupando os 4º e 5º lugares da tabela, aparecem Parma e Brescia;
* A equipe crociata foi até Salerno na última sexta-feira e voltou com uma vitória de 2 x 1, gols de Lucarelli e Leon, com o veterano Di Napoli marcando o tento da Salernitana;
* Já o Brescia visitou o Mantova e também venceu, mas por 2 x 0, doppietta de Caracciolo;
* Importante vitória esterna conseguiu também o Rimini, que fez 2 x 0 no Avellino;
* O brasileiro Joelson (irmão do partenopeo Piá) anotou um dos gols do Pisa no sucesso de 3 x 1 sobre o Frosinone.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


L'Inter è in fuga? Se essa pergunta podia ter resposta negativa na segunda-feira passada, agora, transcorrida a 14ª rodada, ficou mais difícil essa assertiva, afinal, a squadra allenata da Mourinho abriu 6 pontos de distância das suas mais próximas seguidoras.
Se o Milan ficou estagnado na tabela (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/11/o-jogo-da-tv-parte-iii-palermo-x-milan.html), a Roma continuou sua recuperação batendo a Fiorentina por 1 x 0 e, conseqüentemente, chegando a sua 3ª vitória consecutiva.
Foi uma partida bastante equilibrada, principalmente no 1º tempo, mas que viu uma Roma implacável punir un leggero calo viola na etapa complementar, quando Totti (ao lado contra Montolivo - Reuters) marcou seu 210º gol in maglia giallorossa.
No caminho oposto, em franca queda livre, está a Udinese que, de líder da Serie A no final de outubro com 20 pontos, aparece agora, quase 2 meses depois, com apenas 21 pontos na 9ª colocação.
E pior, nesta rodada a Udinese chegou a sua 4ª derrota consecutiva, sendo duas no Friuli, primeiro contra a até então lanterninha Reggina e, nesta, contra o ... novo lanterna Chievo!
E novamente a partida disputada em Udine (ao lado Pellissier contra D'Agostino - La Presse) terminou 1 x 0, mas desta vez o gol que deu a vitória aos visitantes ainda foi contra, com o brasileiro Felipe fazendo felice i clivensi faltando 3' para o fim do tempo regulamentar.
De consignar que o bom zagueiro, que voltava ao time depois de 8 meses afastado por causa de uma lesão, não foi o único vilão bianconero, já que a expulsão de Di Natale, aos 13' da 2ª etapa, acabou condicionando a partida.
Quem conseguiu uma boa vitória doméstica foi a Atalanta que, em Bergamo, superou a Lazio por 2 x 0, gols do chileno Valdes e de Floccari (à direita marcando Ledesma, juntamente com Padoin - La Presse), embora o resultado não tenha traduzido, exatamente, o que ocorreu em campo, com a equipe biancoceleste pagando mais do que merecia.
Vitória casalinga também para Cagliari e Siena que, respectivamente, venceram a Sampdoria e o Torino, ambos por 1 x 0.
Na Sardenha a partida foi taticamente muito disputada, com o time da casa muito consistente no centrocampo e aproveitando do fato da Samp só ter conquistado um único ponto fora de casa - no final, 1 x 0, tento do brasileiro Jeda no início do 2º tempo.
Já na Toscana a vitória bianconera foi construída no 1º tempo mesmo, com Maccarone marcando aos 19' e consolidando a invencibilidade da equipe no Franchi, sendo que o Torino, que perdeu Abbruscato seriamente contundido, só ameaçou no final da gara.
Catania x Lecce, o jogo que abriu a rodada, terminou 1 x 1, gols de Paolucci para os sicilianos e do argentino Castillo, que havia acabado de entrar, para os pugliesi que, porém, não vencem da nove gare.
O mesmo resultado ocorreu no Luigi Ferraris, onde Genoa e Bologna jogaram e Sculli e Di Vaio (à esquerda contra Juric - Grazia Neri) marcaram.
Por fim, completaram a rodada os sucessos de Internazionale e Juventus, já analisados na 'O Jogo Da TV'.
A classificação atualizada da Serie A é a seguinte: 1º Internazionale (33 pts); 2º Juventus (27); 3º Milan (27); 4º Napoli (24); 5º Lazio (23); 6º Fiorentina (23); 7º Genoa (22); 8º Catania (22); 9º Udinese (21); 10º Atalanta (20); 11º Palermo (21); 12º Siena (19); 13º Roma (17); 14º Cagliari (17); 15º Sampdoria (16); 16º Lecce (13); 17º Torino (12); 18º Reggina (11); 19º Bologna (10) e 20º Chievo (9).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

Especiais Do Mês


O mês recém findo foi de marcas especiais para o Calcio Serie A! Afinal, o blog comemorou seu 2º aniversário (clap, clap, clap) e chegou perto da marca de 1.200 posts (1.199 para ser exato!).
Novembro também foi um mês especial para a Serie A, que teve 5 rodadas disputadas (da 10ª a 14ª) e 17 partidas analisadas na 'O Jogo Da TV', envolvendo 14 equipes diferentes.
As demais partidas realizadas no mês foram abordadas na 'Panorama Da Rodada', sempre às segundas-feiras, enquanto a 'Match Clou' apresentou uma prévia do principal cotejo de cada giornata (e olha que teve Milan x Napoli, Roma x Lazio e Internazionale x Juventus!) aos sábados, trazendo curiosidades e números pertinentes.
Já a Serie B teve seus principais fatos, como a surpreendente campanha do líder Grosseto, contados na ''B' Em Pílulas'.
A cada domingo, a 'Você Sabia ...' trouxe curiosidades sobre o Calcio, com especial destaque, nas últimas semanas, para os números de Marcello Lippi em seu retorno ao comando da Azzurra.
Aliás, os amistosos da Nazionale A contra a Grécia e da U21 contra a Alemanha foram analisados na 'Gli Azzurri'.
Por sua vez, a campanha das equipes italianas na Champions League e na Uefa Cup foram objeto da 'A Itália Na Europa', sempre às quintas.
E o início da Seconda Fase da Tim Cup 2008/2009, reunindo tão-somente as 8 equipes remanescentes das etapas anteriores e as 8 melhores colocadas da última Serie A, foi acompanhada pela 'E Na Copa ...'.
Por fim, na 'L'Enigma' foi possível acompanhar a incrível disparada de Lady Cyntia, que encerrou o mês conquistando o II Desafio Calcio Serie A.
Nosso muito obrigado a ela e a todos que fazem este blog visitando-o!

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

domingo, novembro 30, 2008

O Jogo Da TV (Parte III) - Palermo x Milan



Depois de um 1º tempo bastante disputado, mas sem gols, o melhor Palermo da temporada atropelou o Milan - que demorou a acordar - por 3 x 1, interrompendo a série invicta rossonera que durava desde setembro, iniciada na 3ª giornata.
Diante de quase 34.000 spettatori, Ballardini lançou o Palermo no 4-3-1-2 com Liverani como regista e Simplício alle spalle dos velozes Cavani e Miccoli (abaixo - Gentile), enquanto Ancelotti respondeu com o 4-3-2-1 com Zambrotta e Jankulovski como laterais, mas, principalmente, sem Gattuso e Kaká, ambos suspensos.
O jogo começou em ritmo elevado, com o time rosanero muito incisivo, enquanto o Milan, embora também tenha levado perigo ao gol defendido por Amelia, encontrava dificuldade para aplicar seu pressing, já que seu centrocampo não conseguia ler a partida com a rapidez necessária e Pato aparecia muito isolado na frente.
Mas, foi o jovem brasiliano que teve a 1ª grande chance da partida aos 17', exigindo grande defesa do portiere palermitano em jogada de muito oportunismo.
A resposta do Palermo foi imediata, com Abbiati deviando in angolo duas conclusões potentes de Miccoli aos 18' e aos 21', tendo ainda Ambrosini desviado, de cabeça, uma botta sicura de Bresciano aos 19'.
Aí, aos 25' ocorreu o lance que poderia ter mudado a história da partida: lançado milimetricamente por Pirlo, Pato foi derrubado por Amelia no limite da área - pênalti que Ronaldinho cobrou e ... Amelia defendeu (foto à esquerda - Palazzotto)!
O episódio inflamou o Palermo, que passou a pressionar intensamente o Milan, que ainda teve que trocar Pato, lesionado, por Inzaghi.
Ainda assim, l'ultimo squillo do 1º tempo foi milanista, com Ronaldinho cobrando falta no travessão (esse e os outros grandes momentos da partida podem ser vistos nos highlights ao final do post, que ainda traz entrevista com Miccoli).
O 2º tempo começou com o mesmo pressing sufocante do Palermo, só que com mais eficiência - e logo aos 5' o Romario del Salento colocou alla sinistra de Abbiati de fora da área para abrir o marcador.
Ancelotti lançou mão de Shevchenko e Emerson nos postos de Ambrosini e Flamini (passando para o 4-3-1-2), mas o time rosanero continuou melhor e ampliou aos 15', quando Cavani aproveitou uma verticalização de Liverani para fazer 2 x 0 de cabeça.
O Milan continuou atordoado, atacando com pouca lucidez, e o time de Ballardini foi implacável, chegando ao 3 x 0 com o brasileiro Fábio Simplício, que concluiu de cabeça (ao lado - Afp) cruzamento preciso de Balzaretti.
Só aí o Milan acordou, com Ronaldinho fazendo grande jogada individual (tendo enfrentado, sozinho, 4 adversários!) e sofrendo novo pênalti aos 37', desta vez convertido com a habitual categoria.
Partita finita? Sim, mas só porque um strepitoso Amelia não perdeu a concentração até o apito final do árbitro Rocchi.
O tabellino do k.o. rossonero que deixou os cugini nerazzurri com 6 pontos de dianteira:
Palermo: Amelia: Cassani, Carrozzieri, Bovo, Balzaretti; Nocerino, Liverani, Bresciano, Fábio Simplício (91' Guana); Cavani (94' Succi), Miccoli (91' Kjaer). All. Ballardini.
Milan: Abbiati; Zambrotta, Bonera, Maldini, Jankulovski; Flamini (56' Emerson), Pirlo, Ambrosini (56' Shevchenko), Seedorf, Ronaldinho; Pato (29' Inzaghi). All. Ancelotti.
Gols: 50' Miccoli, 60' Cavani, 80' Fábio Simplício, 83' Ronaldinho (pênalti).
Árbitro: Rocchi.
Cartões amarelos: Amelia, Bovo, Miccoli, Emerson e Carrozzieri.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte II) - Internazionale x Napoli



O aguardado 'Match Clou' da 14ª giornata da Serie A 2008/2009, envolvendo Internazionale (1ª colocada) e Napoli (4º lugar), foi uma partida, fundamentalmente, de gols bonitos (todos eles visualizáveis nos highlights ao final do post)!
Disposta no 4-3-1-2 com Cruz ao lado de Ibrahimovic no ataque (relegando Adriano, depois de due partite da titolare, ao banco), a Inter começou súbito no ataque, ao que o Napoli, no 3-5-2 previsto (mas com Aronica e Rinaudo na defesa e Pazienza no meio, nos lugares de Santacroce, Contini e Blasi), procurou responder contra-atacando especialmente pelo lado esquerdo, onde Mannini se destacava.
Com Ibra menos brilhante que de costume, coube ao zagueiro Cordoba, totalmente esquecido dentro da área pelo partenopeo Aronica, abrir o marcador para a Inter aos 16' com uma girata da attaccante vero (ao lado - Bruno).
O Napoli ainda tentava assimilar o golpe quando o brasileiro Maicon (mais uma vez determinante) recebeu um passe de calcanhar de Cruz e, em um misto de chute e cruzamento, acabou servindo o ganês Muntari, que colocou a bola no fundo das redes de Iezzo de chaleira - golaço e Inter 2 x 0!
Quando a partida dava a impessão de caminhar para mais uma fácil vitória interista, eis que El Pocho Lavezzi, su assist di tacco de Zalayeta, fez mais uma pintura de gol com um belíssimo scalino (abaixo - Mosca) e colocou o Napoli de novo na gara.
No intervalo, o placar de 2 x 1 acabou sendo justo pela maior posse de bola da equipe nerazzurra.
No 2º tempo, enquanto a Inter tentava controlar o ritmo da partida, o Napoli explorava a velocidade e habilidade de Lavezzi, dando a impressão de que, com um pouco mais de robustez ofensiva, poderia complicar a vida da capofila da Serie A.
Mas, antes de lançar El Tanque Denis, Reja optou por sacar o criativo Hamsik (abaixo contra Stankovic - Afp) para inserir o brigador Blasi, na tentativa de dar mais liberdade aos alas Maggio e Mannini.
Faltando pouco mais de 10' e percebendo que a partida estava bloccata, o técnico azzurro trocou Maggio por Denis, passando ao 3-4-3, ao que Mourinho respondeu trocando Stankovic por Burdisso, transformando o 4-3-1-2 em 4-1-3-2, agora já com Adriano como partner de Ibra.
E, no final, não obstante Reja ainda ter colocado em campo o uruguaio Bogliacino no lugar de Pazienza, foi o capitano Zanetti que quase fez 3 x 1, exigindo grande defesa de Iezzo.
Assim, apesar de todo o esforço partenopeo, a Inter saiu de campo 6 pontos a frente de Juve e Milan, ao menos até o posticipo de Palermo.
O tabellino da partida que terminou repetindo o resultado da temporada passada:
Inter: Júlio César; Maicon, Cordoba, Samuel, Maxwell; Cambiasso, Muntari (90' Jimenez), Zanetti, Stankovic (84' Burdisso); Ibrahimovic, Cruz (72' Adriano). All. Mourinho.
Napoli: Iezzo; Cannavaro, Rinaudo, Aronica; Gargano, Pazienza (84' Bogliacino), Maggio (79' Denis), Mannini, Hamsik (66' Blasi); Lavezzi, Zalayeta. All. Reja.
Gols: 16' Cordoba, 25' Muntari, 36' Lavezzi.
Árbitro: Rosetti.
Cartões amarelos: Aronica, Zanetti, Rinaudo e Lavezzi.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, desde que retornou ao comando da Azzurra, Marcello Lippi convocou 34 jogadores de 16 equipes diferentes (as italianas Fiorentina, Juventus, Milan, Napoli, Palermo, Roma, Sampdoria, Siena e Udinese, além das estrangeiras Bayern München, Galatasaray, Liverpool, Lyon, Real Madrid, Villareal e Wolfsburg)?
* Que a Juventus, com 6 atletas diferentes (Buffon, Camoranesi, Chiellini, Del Piero, Iaquinta e Legrottaglie - à direita - Guerin Sportivo), foi a equipe que mais cedeu jogadores, seguida pelo Milan (5 - Bonera, Gattuso, Gilardino, Pirlo e Zambrotta), Roma (4 - Aquilani, Cassetti, De Rossi e Perrotta) e Udinese (4 - D'Agostino, Di Natale, Pepe e Quagliarella)?
* Que a mesma Juventus, com 21 convocações, foi a equipe mais lembrada, seguida do Milan (18), Roma (18) e Fiorentina (12)?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker