Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, abril 12, 2008

O Jogo Da TV (Parte I) - Juventus x Milan



Juventus e Milan realizaram um clássico empolgante que teve um protagonista insólito: o bósnio Hasan Salihamidzic, autor da doppietta decisiva.
Ao contrário do previsto, Ranieri renunciou ao tridente e postou Del Piero (à direita, antes da partida, entre a esposa e o filho do saudoso Scirea - La Presse) ao lado de Trezeguet no ataque bianconero, com a novidade Tiago formando com Sissoko a meia cancha, tendo Camoranesi e Salihamidzic como esterni.
Já Ancelotti confirmou o 4-4-1-1 com Gattuso, Ambrosini, Pirlo, Seedorf e Kaká no meio e Inzaghi como único avante natural, com a desfalcada defesa composta, da direita à esquerda, por Bonera, Simic, Maldini e Favalli.
E, talvez aproveitando o desentrosamento da retaguarda rossonera, Camoranesi achou Del Piero sozinho dentro da área adversária aos 12', com o capitano bianconero batendo Kalac com um rasoterra da applausi.
Mas, no melhor estilo tap-in, a resposta do Milan foi quase imediata - aos 13', a prévia: Favalli foi até a linha de fundo e cruzou para Inzaghi, na marca do pênalti, concluir para fora por muito pouco.
Porém, no minuto seguinte, foi a vez de Kaká ir até a mesma extremidade e cruzar para (à esquerda a jogada do Principe - Grazia Neri), desta vez, Pippo conferir com precisão no canto de Buffon e empatar a partida.
Com o placar registrando 1 x 1, o ritmo da partida continou altíssimo, com o zagueiro Chiellini acertando uma cabeçada perigosa em cruzamento de Del Piero aos 17' e Kalac realizando uma bela defesa em tiro de Pirlo aos 20'.
Aí, Bonera fez uma belíssima jogada e realizou um sensacional assist para Inzaghi colocar o Milan em vantagem aos 31', com o atacante de Piacenza empurrando a bola para o gol praticamente vazio no seu 5º tento stagionale na Serie A.
A Juve, então, passou alguns minutos atordoada, período no qual Kaká, quase ampliando o marcador, concluiu para uma defesa em 2 tempos de Buffon (com o sempre presente Inzaghi chegando um pouquinho atrasado).
Porém, antes de terminar o 1º tempo, um aguerrido Del Piero salvou uma bola na lateral, venceu Maldini e serviu Camoranesi, que cruzou com perfeição na cabeça de Trezeguet, que viu Kalac rebater e seu companheiro Salihamidzic empatar novamente a partida (foto à direita - La Presse) - 2 x 2!
Na 2ª etapa, o equilíbrio cedeu lugar a um amplo domínio da equipe de Turim, beneficiada pela expulsão de Bonera aos 21' por uma entrataccia em Sissoko ainda no campo defensivo da Juventus, totalmente despropositada.
Então, faltando 10' para o final do tempo regulamentar, Camoranesi cobrou um falta sofrida por Grygera e Sali, tutto solo davanti a Kalac, ensacou o 3 x 2 final (à esquerda - Fotopress).
Ancelotti ainda tentou remediar, colocando Gilardino no posto de Gattuso, muito pouco para quem trocou Inzaghi por Cafu quando da expulsão de Bonera...
O tabellino do sucesso bianconero, que pode ser melhor recordado assistindo ao vídeo abaixo:
Juventus: Buffon; Grygera, Legrottaglie (51' Stendardo), Chiellini, Molinaro; Sissoko, Tiago, Camoranesi (91' Nocerino), Salihamidzic; Del Piero, Trezeguet (78' Iaquinta). All. Ranieri.
Milan: Kalac; Bonera, Simic, Maldini, Favalli; Gattuso (83' Gilardino), Ambrosini, Pirlo (89' Brocchi), Seedorf, Kaká; Inzaghi (68' Cafu). All. Ancelotti.
Gols: 12' Del Piero, 14' Inzaghi, 31' Inzaghi, 45' Salihamidzic, 80' Salihamidzic.
Árbitro: Rocchi.
Cartões amarelos: Ambrosini, Sissoko, Camoranesi e Stendardo.
Cartão vermelho: Bonera.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 33ª Rodada 2007/2008



Juventus x Milan, o encontro entre os dois clubes que mais conquistaram títulos italianos, é o 'Match Clou' da 33ª rodada da Serie A 2007/2008, que será disputada neste final de semana.
Embora seja sempre complicado arriscar um prognóstico em um clássico de tamanha magnitude, não é possível olvidar a melhor fase da Vecchia Signora, que tem 6 pontos de vantagem sobre o clube de Via Turati na Serie A, além de vir exibindo um jogo muito mais consistente.
Para o confronto, Ranieri terá que administrar dois desfalques importantes no centrocampo bianconero, vez que Zanetti e Nedved continuam indisponibili, o que deverá ensejar a utilização de Del Piero (à direita - Insidefoto) como trequartista alle spalle da dupla ofensiva Iaquinta-Trezeguet.
Com Camoranesi à direita e Salihamidzic à esquerda, o maliano Momo Sissoko (abaixo - Insidefoto) deverá ser o centrocampista centrale, com a difícil missão de ser o único meia de contenção na clara proposta ofensiva da Juventus.
De resto, a defesa juventina deve ser composta por Grygera, Legrottaglie, Chiellini e Molinaro, com a segurança Buffon sob a meta.
Do lado rossonero, os desfalques pipocam na defesa, já que Ancelotti não poderá contar com os centrais titulares Nesta e Kaladze, bem como com os alas Oddo e Jankulovski, além do meia Emerson e do avante Pato.
Assim, com Seedorf e Kaká mais livres em um meio de campo a 5, com Gattuso, Ambrosini e Pirlo mais postados, será Inzaghi (abaixo, à direita - Insidefoto) o único atacante natural do Milan.
Em uma defesa bastante modificada, Bonera e Favalli deverão ser os laterais, com Simic e Maldini compondo o miolo centrale, tendo, ainda, o australiano Kalac como extremo defensor.
Se não bastasse o retrospecto da temporada, as estatísticas gerais também apontam um favoritismo da Juve, que tem 32 vitórias, 21 empates e apenas 19 derrotas contra o Milan em Turim, tendo realizado 111 gols e sofrido 87.
Porém, os últimos 2 confrontos (temporadas 2004/2005 e 2005/2006) registraram empates de 0 x 0, enquanto na temporada 2003/2004 deu Milan, 3 x 1, gols de Shevchenko, doppietta de Seedorf e tento de Ferrara, que descontou para a Juventus treinada por Lippi.
Já a última vitória dos mandantes ocorreu em 10 de novembro de 2002, quando Di Vaio e Thuram marcaram os gols da squadra bianconera, com Pirlo anotando o do Milan já targato Ancelotti, que teve Rivaldo em campo.
Curiosamente, a maior goleada do confronto é milanista, que, em 5 de fevereiro de 1950, cravou 7 x 1 na Juve de Boniperti, com verdadeiro espetáculo sueco do trio Gre-No-Li, responsável por 5 dos tentos rossoneri (3 de Nordahl e 1, cada, de Gren e Liedholm).
O maior sucesso bianconero, por sua vez, ocorreu em 22 de abril de 1934, ocasião na qual a Juve fez 4 x 0 no Milan.
Individualmente, Franco Baresi, Paolo Maldini e Gianni Rivera dividem a primazia de maior número de aparições no clássico, com 17 presenças cada, podendo o atual capitano rossonero (à esquerda - Insidefoto) desempatar o quesito no dia de amanhã.
Do lado bianconero, Giampiero Boniperti, com 14 presenças, é o recordista.
O mesmo Boniperti, ao lado de Felice Borel e Omar Sivori, com 5 tentos, é o juventino que mais marcou no Milan jogando em Turim, mas o ítalo-brasileiro José Altafini, que anotou 7 gols entre 1958 e 1962, sempre com a maglia rossonera (embora tenha também defendido a Juve posteriormente), é o capocannoniere do embate, seguido dos também rossoneri Aldo Boffi e Gunnar Nordahl, ambos com 6.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma



Desvendar a identidade do enigma desta semana (à esquerda - Guerin Sportivo) vai ensejar um pouco mais dos nossos leitores, até porque nosso desafio está entrando em sua fase final, liderado por JP com 6 pontos.
As dicas: 1ª) começou na Internazionale; 2ª) vem fazendo grande sucesso na Serie B.

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, abril 11, 2008

Rodada traz cotejos sensacionais!


A 33ª rodada da Serie A 2007/2008 vem aí repleta de desafios imperdíveis!
Para começar, às 13h00 de sábado, a RAI transmite o Derby di Sicilia envolvendo Palermo x Catania.
Sem poder contar com Fábio Simplício, que está com um problema muscular, o técnico rosanero Colantuono pretende escalar o trio Bresciano-Jankovic-Caserta no suporte do avante brasileiro Amauri, que vem de uma doppietta anotada na espetacular vitória contra a Juventus, exatamente um dos clubes mais cotados para ser seu destino a partir de julho próximo.
Se o astral na equipe do presidente Zamparini é ótimo, pior não é na de Antonino Pulvirenti, que, sob o comando do neo allenatore Zenga, voltou a vencer depois de 4 rodadas e logo fazendo retumbantes 3 x 0 no Napoli!
Portanto, promessa de uma bela peleja!
Mas a cereja do sábado é o 'Match Clou' Juventus x Milan, que ocorrerá a partir das 15h30 (horário de Brasília) e terá transmissão da ESPN Brasil e da RAI (ainda bem que Fluminense x Vasco é só às 18h30).
No domingo, o destaque é o quase 'Match Clou' Inter x Fiorentina, que fechará a rodada às 15h30 e será veiculado por ESPN Brasil, RAI e TV Esporte Interativo.
Confiante com a merecida classificação obtida para as semi-finais da Copa U.E.F.A. em plena Eindhoven, Prandelli continuará apostando no poderio ofensivo da equipe viola, devendo postar Santana-Pazzini-Mutu (à esquerda - Insidefoto) no ataque desde o início, deixando Jorgensen, Osvaldo, Papa Waigo e o ex Vieri como opções no banco para o transcorrer da partida.
Já Roberto Mancini, possivelmente sem Ibrahimovic, deve lançar Balotelli e Cruz no ataque da líder do campeonato.
Um pouco mais cedo, às 10h00, Udinese x Roma fazem outro cotejo imperdível - com cobertura de ESPN, RAI e TV Esporte Interativo (e da Bandeirantes a partir das 12h00).
Ainda provavelmente sem Totti, a Lupa Capitolina terá que se superar para continuar na perseguição à Inter, vez que Di Natale & Cia. costumam ser anfitriões bem difíceis de serem batidos.
Completam a rodada, sempre com início às 10h00 de domingo, além do clássico dos desesperados Empoli x Parma (que terá o croata Budan no ataque - mais no alto - Grazia Neri): Genoa x Torino; Lazio x Siena; Livorno x Cagliari; Napoli x Atalanta e Reggina x Sampdoria.
Um ótimo final de semana repleto de calcio para todos!

quinta-feira, abril 10, 2008

A Itália Na Europa


A Roma até que tentou, mas acabou deixando a Itália sem representante nas semi-finais da Uefa Champions League, a mais importante competição de clubes da Europa.
O algoz, assim como no ano passado, foi novamente o Manchester United, embora a eliminação mais recente não tenha sido tão traumática quanto a anterior, quando a Lupa saiu humilhada de Old Trafford por incontestáveis 7 x 1!
Nesta última quarta, a Roma foi mais uma vez derrotada pelos Red Devils, que começaram sem Cristiano Ronaldo e Rooney, principais artífices do sucesso inglês em Roma, mas com o argentino Tevez em campo, que acabou realizando o único gol do encontro.
Depois de um começo difícil, a Roma, mesmo sem Totti, até deu mostras de que poderia complicar a vida do ManU, principalmente quando o árbitro norueguês Ovebro anotou um pênalti de Brown em Mancini aos 29'.
Porém, o vice-Totti, Daniele De Rossi, calibrou mal a pontaria e mandou a bola longe (acima a cobrança - Grazia Neri), muito por cima da meta defendida pelo holandês Van der Sar.
Daí, até meados da 2ª etapa, a partida foi bastante aberta, com a Roma criando outras boas oportunidades.
Então, aos 25', Carlitos Tevez começou uma jogada e apareceu depois sozinho no centro da área para completar para o fundo das redes, chegando antes do francês Mexes e vencendo o portiere Doni para tranquilizar a torcida inglesa e acabar com o sonho da trupe de Spalletti.
No dia seguinte, a missão da Fiorentina também era bastante complicada, vez que o time viola apenas empatara com o forte PSV Eindhoven em Florença por 1 x 1, mas, jogando no Philips Stadium,
a equipe treinada por Prandelli foi quase perfeita e venceu por 2 x 0, ambos os gols marcados pelo romeno Mutu (acima superando Marcellis - Grazia Neri), conseguindo a classificação para a semi-finais da Copa U.E.F.A.
Embora o atacante romento tenha sido o protagonista absoluto, Pazzini, Ujfalusi e o arqueiro Frey, que defendeu um pênalti nel finale della partita, também foram muito bem.
Agora, que venha o Glasgow Rangers!

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, abril 09, 2008

L'Enigma - La Soluzione


É, nosso amigo JP fez apenas um breve pit-stop e já arrancou novamente na liderança do desafio do Calcio Serie A ao desvendar que o cabeludo bianconero à esquerda (Guerin Sportivo) é o atual careca e laziale Tommaso Rocchi (abaixo - Insidefoto), que, efetivamente, foi formado nas categorias de base do clube de Turim, onde não chegou, porém, a estrear na Serie A.
Depois de várias temporadas nas divisões inferiores do Calcio, Rocchi apareceu muito bem defendendo o Empoli, de onde foi para a Lazio, clube do qual é atualmente capitão, em 2004.
Agora, a classificação do desafio está assim: 1º JP (6 pts); 2º Lady Cyntia (4); 3º Hugo Ribeiro (que mais uma vez chegou atrasado por muito pouco) (3) e 4º Michel Costa (1).

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, abril 08, 2008

Momento Panini - Matteo Brighi


Matteo Brighi é um daqueles jogadores que os italianos, sabiamente, denominam como Eterna Promessa, ou seja, as temporadas passam e o atleta não realiza o esperado salto de qualidade.
Olhando para trás, é impossível não achar que Brighi ficou... devendo!
Nascido aos 14 de fevereiro de 1981 em Rimini, Brighi cresceu no clube homônimo de sua cidade natal, onde jogou de 1998 a 2000 na Serie C2, totalizando 44 presenças e 7 gols.
Daí, Brighi fez um triplo salto e aterrisou na Serie A, logo na toda poderosa Juventus, que o contratou para fazer o papel de aprendiz em um meio de campo composto por Tacchinardi, Conte, Davids e Zidane.
Tendo feito sua estréia na Serie A já na 1ª rodada da temporada 2000/2001 (figurinha ao lado), substituíndo Inzaghi aos 80' da partida disputada contra o Napoli em 30 de setembro, Brighi terminou a stagione colecionando 11 presenças e o vice-campeonato italiano.
Convocado por Tardelli para integrar o grupo da Under 21 italiana, Brighi logo se tornaria peça fundamental da equipe, a ponto de se tornar o 2º jogador que mais defendeu o referido selecionado em todos os tempos, computando 34 presenças e um título de campione d'Europa Under 21 conquistado em 2004.
Mas, voltando a sua trajetória clubística, com pouco espaço na Vecchia Signora, Brighi foi emprestado ao Bologna para a temporada 2001/2002, tendo feito um excelente campeonato sob Le Due Torri, chegando a vencer o importante prêmio Oscar del Calcio como migliore giovane de 2002 concedido pela AIC - Associazione Italiana Calciatori.
De volta à Juventus, ficou só o suficiente para estrear pela Nazionale de Trapattoni em amistoso disputado contra a Eslovênia em agosto de 2002, pois acabou envolvido, ainda na pré-temporada, na negociação com o Parma que levou o atacante Di Vaio à Turim.
Centrocampista clássico, com preferência por atuar na faixa central do campo, Brighi tem um bom passe e chuta muito bem de longa distância, mas peca nos lançamentos e no físico não portentoso (tem 1,78 m e 78 kg), que o acabou prejudicando em sua passagem pela equipe crociata, vez que diversas contusões o impediram de atuar com regularidade na stagione 2002/2003.
Portanto, nova temporada, novo clube, desta vez o Brescia de Baggio, mas também de Castellazzi, Dainelli (atual capitano viola), Di Biagio, Guana, Mauri e Caracciolo, dentre outros menos renomados.
Na Lombardia, Brighi fez mais um excelente campeonato, embora não o suficiente para convencer a Juventus a apostar em seu talento, ainda que um tal de Ruben Olivera envergasse a camisa bianconera na época.
Assim, em 2004, Brighi partiu para Roma como contra-partida no caminho inverso do brasileiro Emérson.
Mas, como de costume, o irmão mais velho do também centrocampista Marco Brighi (atualmente no Bellaria, Serie C2) acabou emprestado ao Chievo, que havia cedido Perrotta à Roma.
Em Verona, foram 3 temporadas consecutivas como titular, chegando a realizar 6 tentos na derradeira, embora a equipe clivense tenha terminado retrocessa à Serie B.
Menos mal que Brighi permaneceu na principal divisão do Calcio, finalmente aproveitado pela sociedade proprietária de seu cartellino.
Com a Roma (figurinha acima), Brighi tem encontrado dificuldades em se firmar numa zona que conta com os vários De Rossi, Aquilani, Pizarro e Perrotta, mas tem se mostrado bastante útil a causa, a ponto de ter celebrado sua 200ª presença na Serie A no último mês.
Porém, fica sempre a impressão de que poderia ser mais...

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, abril 07, 2008

'B' Em Pílulas


* A 34ª rodada da Serie B 2007/2008 foi marcada por vitórias dos 4 primeiros colocados, sendo que quem teve mais trabalho foi o líder Chievo, que venceu o Messina, fora de casa, por 3 x 2, tentos de Pellissier (C), Foti (M), Schetter (M), Iunco (C) e Ciaramitaro (C);
* O vice-líder Bologna encontrou mais facilidade e fez 4 x 1 no Modena jogando no Renato Dall'Ara, gols de Marazzina (B), Okaka (M), Valiani (B), Bucchi (B) e Bombardini (B);
* Já o Albinoleffe, 3º colocado, foi até Trieste e não respeitou a Triestina do artilheiro uruguaio Granoche, que ainda marcou 2 gols mas não impediu a vitória dos visitantes por 4 x 2, tentos Carobbio, Ruopolo, Colacone e Bonazzi (ao lado, Antonelli supera o eslovaco Petras - Grazia Neri);
* Jogando em casa, o 4º lugar Lecce superou o vice-lanterna Cesena por 3 x 0, doppietta do ex-romanista Corvia e tento do chileno Valdes, cobrando pênalti;
* No Cesena, atuou o goleiro Arthur, ex Cruzeiro;
* O Brescia, 5º colocado, não passou de um 0 x 0 com o Bari, enquanto o Pisa, 6º na graduatória, ficou no 1 x 1 com o Vicenza;
* O brasileiro Barreto fez um dos gols da vitória do Treviso sobre o Ascoli por 2 x 1, enquanto Eder (ex Empoli) realizou a doppietta que valeu o sucesso do Frosinone em Piacenza, também por 2 x 1.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


A 32ª rodada da Serie A 2007/2008 registrou 30 gols (média de 3 por partida) e as pazes da líder Internazionale com a vitória (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/04/o-jogo-da-tv-parte-iii-atalanta-x.html), depois de dois empates e uma derrota nas últimas giornate.
Se a Roma não permitiu a fuga nerazzurra vencendo seu compromisso contra o Genoa (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/04/o-jogo-da-tv-parte-i-roma-x-genoa.html), a Juventus não teve a mesma competência (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/04/o-jogo-da-tv-parte-iv-palermo-x.html) e agora tem a 3ª colocação ameaçada pela Fiorentina, que venceu a Reggina por 2 x 0.
A partida de Florença foi equilibrada apenas na 1ª etapa, quando Brienza & Cia. criaram dificuldades para a trupe de Prandelli, que, ainda assim, foi para o intervalo vencendo por 1 x 0, graças a uma cabeçada de Pazzini no melhor estilo Luca Toni.
No 2º tempo, com um Mutu (acima contra Tognozzi - La Presse) inspirado, a Fiorentina fez outro gol (com o próprio romeno), perdeu 6 ou 7 grandes oportunidades e chegou a sua 5ª vitória casalinga consecutiva.
Agora, o sucesso mais largo da rodada ocorreu no Angelo Massimino, onde o Catania, que não vencia desde a 27ª rodada, atropelou o Napoli por contundentes 3 x 0 na estréia do mítico Walter Zenga (à esquerda - La Presse) como allenatore na Serie A (o ex-goleiro de Inter e Sampdoria, porém, já treinou equipes na Romênia, Sérvia, Turquia e nos Emirados Árabes).
Marcaram os gols da equipe siciliana Colucci, Spinesi e Vargas, enquanto Savini, Pazienza e Lavezzi acertaram a trave pelo time partenopeo.
Outra vitória importantíssima na parte baixa da tabela foi a do Empoli sobre o Torino em plena Turim, gol de Vannucchi servido pelo genietto Giovinco.
Em Gênova, voltando de suspensão, Cassano (abaixo contra Galante - Sampdoria) conduziu a Sampdoria ao 7º resultado útil consecutivo superando um deludente Livorno por 2 x 0, tentos de Maggio (seu 6º stagionale) e Bonazzoli.
Com a vitória, a Sampdoria tem os mesmos 52 pontos do Milan, que venceu o Cagliari com grande atuação de Kaká e Pippo Inzaghi (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/04/o-jogo-da-tv-parte-ii-milan-x-cagliari.html).
Por fim, completaram a rodada 2 empates: 2 x 2 entre Parma e Lazio, com gols de Budan (P), Pandev (L), Bianchi (L) e Paci (P), e 1 x 1 envolvendo Siena e Udinese, tentos de Kharja (S) e Floro Flores (U).
Lembrando que Juventus e Parma têm uma partida a menos, a ser recuperada no próximo dia 16, a classificação está assim: 1º Internazionale (72 pts); 2º Roma (68); 3º Juventus (58); 4º Fiorentina (56); 5º Milan (52); 6º Sampdoria (52); 7º Udinese (51); 8º Genoa (42); 9º Atalanta (41); 10º Napoli (40); 11º Lazio (39); 12º Palermo (39); 13º Siena (37); 14º Torino (34); 15º Catania (32); 16º Parma (30); 17º Livorno (29); 18º Empoli (29); 19º Cagliari (29) e 20º Reggina (27).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, abril 06, 2008

O Jogo Da TV (Parte IV) - Palermo x Juventus



Nella sfida entre a Juventus de hoje (Del Piero) e a de amanhã (Amauri?), quem venceu foi ... Cassani!
Especulações à parte, Palermo x Juventus foi uma partida sensacional, terminada 3 x 2 e decidida a favor do time da casa quando os visitantes é que estavam mais perto do sucesso após uma rimonta sensacional.
Com o brasiliano, cotejado pela Juve, Amauri como único avante natural, o Palermo começou o último jogo da 32ª giornata forte, levando perigo em um chute de fora da área tão logo a bola começou a rolar, depois de uma bela e justíssima homenagem da Juventus e de Del Piero ao saudoso líbero Gaetano Scirea, ultrapassado pelo atual capitano bianconero como jogador que mais vestiu a camisa da Juventus em competições oficiais.
Mas, aos 11', um lançamento despretensioso encontrou a defesa juventina desatenta e o mesmo Amauri carregou a bola até a entrada da área, quando disparou um bólido molto angolato (foto ao lado - Grazia Neri) que ainda tocou na trave antes de entrar, sem qualquer chance de defesa, na meta defendida por Buffon, que foi focalizado pelas câmeras fazendo uma cara do tipo 'incredibile'!
Postada no 4-4-2 tradicional, com Nocerino e Sissoko como meias centrais mais combativos e Camoranesi e Nedved como esterni de criação, a Juventus aproveitou para alterar o esquema tático quando o tcheco se chocou, violentamente, com o meia Guana aos 19', em um testa-a-testa impressionante (abaixo, os 2 jogadores no chão - La Presse).
Depois dos primeiros atendimentos ainda em campo, ambos os atletas foram substituídos: Guana deu lugar a Tedesco, enquanto Iaquinta entrou no lugar de Nedved, passando a compor o ataque com Trezeguet e deixando Del Piero como trequartista.
A partida continou bastante movimentada, com a Juventus tentando incessantemente o empate, enquanto o Palermo era perigoso nos contra-ataques.
E, no finalzinho da 1ª etapa, após perigosas conclusões de Del Piero e Chiellini (excelente a cabeçada do defensor aos 36', aproveitando cruzamento de Camoranesi), eis que Caserta foi até o limite da linha de fundo e encontrou um desmarcado Amauri que, con un grande stacco, pois 2 x 0 no placar.
No intervalo, Ranieri optou por queimar suas duas substituições restantes e inseriu Salihamidzic no lugar de Grygera e Tiago no de Nocerino, proporcionando uma Juve più propositiva.
Logo veio o resultado: aos 7', Sissoko irrompeu pela intermediária rosanera e disparou um tirambaço que foi apenas parcialmente defendido por Fontana, na sobra, Del Piero, em posição dúbia, driblou Rinaudo antes de diminuir para o time de Turim.
De volta ao jogo, a Juventus continuou pressionando, enquanto o Palermo passou a se defender com unhas e dentes, de nada adiantando a entrada de Bresciano no lugar de Fábio Simplício, pois, aos 26', Sissoko cruzou da direita, Trezeguet desviou de cabeça, Fontana mais uma vez defendeu e, ele, Del Piero novamente marcou!
Com o empate, a Juventus, que terminou a partida com 66,7% da posse de bola, 57,91% de domínio territorial e 17 conclusões (contra apenas 6 do Palermo), passou a dar a impressão que a virada era apenas uma questão de tempo, especialmente quando aos 35' Pinturicchio Del Piero cobrou uma falta com perfeição e a bola explodiu na trave, voltando para Trezeguet, que concluiu para uma majestosa defesa de Fontana, que, porém, só conseguiu fazer a excepcional parata por ter ficado totalmente imóvel na cobrança da punizione.
Mas, quis o destino que, aos 43', o lateral Cassani, di scuola Juve e que, surpreendentemente foi preferido ao tetracampeão Zaccardo para atuar na partida, aproveitasse uma bola mal rebatida para fora da área, acertando um petardo incrível de 25 metros (ao lado - La Stampa) sem qualquer possibilidade para o arqueiro Buffon, a quem mais uma vez não restou outra alternativa senão esboçar gesto do tipo 'fazer o quê?'.
Assim, com o 1º gol da carreira profissional de Cassani, o Palermo conseguiu uma importantíssima vitória, quebrando ainda uma seqüência de 4 derrotas consecutivas, conforme tabellino abaixo:
Palermo: Fontana; Cassani, Rinaudo, Barzagli, Balzaretti; Migliaccio, Guana (23' Tedesco), Fábio Simplício (62' Bresciano), Jankovic (81' Zaccardo), Caserta; Amauri. All. Colantuono.
Juventus: Buffon; Grygera (46' Salihamidzic), Legrottaglie, Chiellini, Molinaro; Sissoko, Nocerino (46' Tiago), Camoranesi, Nedved (23' Iaquinta); Del Piero, Trezeguet. All. Ranieri.
Gols: 11' Amauri, 49' Amauri, 52' Del Piero, 71' Del Piero, 88' Cassani.
Árbitro: Morganti.
Cartões amarelos: Barzagli, Camoranesi, Cassani, Salihamidzic e Balzaretti.
Abaixo, vídeo com os melhores momentos da sensacional partida!

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Atalanta x Internazionale



A Inter entrou em campo sabendo da necessidade de derrotar a Atalanta, até porque, depois de 3 rodadas sem vencer, a anteriormente mais do que folgada vantagem frente a Roma estava reduzida a 1 único mísero ponto, já computado, obviamente, o sucesso giallorosso de sábado (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/04/o-jogo-da-tv-parte-i-roma-x-genoa.html).
Assim, ciente de que a equipe de Bergamo não seria uma presa fácil, até porque vinha de uma excepcional vitória sobre o Milan no Giuseppe Meazza e faz uma campanha muito digna, Mancini alterou o esquema tático nerazzurro e postou o time em um inovador 4-5-1, formando um centrocampo più musculare com Cambiasso, Vieira e Zanetti funcionando como protetores da zaga formada pelos rápidos Burdisso e Rivas, com Materazzi relegado ao banco.
E foi a força desse meio de campo a diferença da partida, que começou muita movimentada, com os esterni bastante atuantes.
Mas, aos 21', angolo di Balotelli e cabeçada certeira de Vieira (ao lado contra Guarente - La Presse), que aproveitou seus 1,92 m para literalmente passar por cima do argentino Pellegrino, 3 cm mais baixo.
Em vantagem, a Inter passou a controlar o match, com a Atalanta, que tinha seu fantasista Doni em giornata no, dando algum trabalho apenas nos minutos finais, quando Ferreira Pinto e Floccari (abaixo controlado por um ótimo Rivas, com Maicon observando - Grazia Neri) apresentaram algo de bom.
No início da 2ª etapa, a Internazionale recuou demasiadamente e concedeu muito espaço aos donos da casa, que passaram a ter no habilidoso Langella um dos seus expoentes.
Aí, Mancini sacou um inoperante Crespo e inseriu Cruz no ataque interista, que logo teve uma boa oportunidade lançado por Balotelli.
A partir dos 20' da etapa complementar a Inter tomou as rédeas da partida novamente e, primeiramente com Maicon e em seguida com o primavera Balotelli, quase chegou ao raddoppio.
De qualquer maneira, não tardou muito o 2º gol nerazzurro, marcado pelo giovane Mario Balotelli Barwuah, nato a Palermo de pais ganeses e com um físico que lembra demais L'Imperatore, que recebeu um pallone sul filo del fuorigioco de Stankovic e, calmamente, passou pelo arqueiro Coppola antes de comemorar seu 1º gol na Serie A (acima - Grazia Neri - o atacante siciliano entre o brasileiro Ferreira Pinto e o ala Belleri).
Os últimos minutos foram tumultuados, com o atalantino Inzaghi reclamando de um suposto pênalti e com Doni, que tinha recebido o cartão amarelo aos 41' já da etapa complementar por reclamação, sendo expulso 4' depois por mais reclamação...
O tabellino de mais uma vitória nerazzurra (a 21ª no campeonato):
Atalanta: Coppola; Belleri, Manfredini, Pellegrino, Bellini; Guarente, Tissone (67' De Ascentis), Ferreira Pinto, Langella (73' Inzaghi), Doni; Floccari (79' Paolucci). All. Del Neri.
Inter: Júlio César; Maicon, Rivas (63' Materazzi), Burdisso, Maxwell; Cambiasso, Vieira, Zanetti, Stankovic, Balotelli (83' Figo); Crespo (57' Cruz). All. Mancini.
Gols: 21' Vieira, 74' Balotelli.
Árbitro: De Marco.
Cartões amarelos: Balotelli, Tissone, Maicon e Doni.
Cartão vermelho: Doni.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que o atacante Luigi Forlano (o do centro, sentado, na foto abaixo) foi o autor do último gol juventino no campeonato italiano de 1905, aquele do empate com o Genoa em 1 x 1 na partida disputada em 02 de abril?
* Que, nascido em Turim no dia 1º de março de 1885, Forlano iniziò la sua carriera nelle giovanili della própria Juventus em 1901 e passou a integrar o time principal em 1903?
* Que o atacante foi encontrado morto ainda muito jovem, em 20 de junho de 1906 em sua residência, em circunstâncias até hoje misteriosas?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker