Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, outubro 11, 2008

L'Enigma


Depois de um simpático golfinho e de um bovino com cara de poucos amigos, a 'L'Enigma', nesta semana, quer saber de qual agremiação é o escudo à esquerda, que tem como destaque em primeiro plano a inusitada figura de um urso panda!
Na próxima quarta-feira a identidade do bravo pesquisador.

Marcadores:

Na Última Vez ...

quinta-feira, outubro 09, 2008

Memorabilia - Borgonovo

Recentemente, o mundo do Calcio foi abalado pela notícia de que o ex atacante de Fiorentina, Milan e da Nazionale Italiana, Stefano Borgonovo, estava acometido da Sclerosi Laterale Amiotrofica - SLA (conhecida também como Doença de Lou Gehrig), uma moléstia neurodegenerativa progressiva e fatal que ataca o sistema nervoso central e que, embora rara (a incidência é de 1 a 3 casos por cada 100.000 indivíduos ao ano), tem feito diversas vítimas entre jogadores de futebol, dentre os quais, recentemente, Gianluca Signorini, storica bandiera do Genoa que faleceu em 2002 aos 42 anos.
Já Borgonovo nasceu aos 17 de março de 1964 em Giussano, província de Monza e Brianza e pertinho de Como, de onde surgiu para o mundo do futebol defendendo os Lariani.
Típico atacante de área, Borgo fez sua estréia na Serie A ainda diciassettene, em 14 de março de 1982, mas esperaria outras 3 temporadas para voltar a jogar no più bello campionato di calcio.
Na stagione 1985/1986 (acima contra o stopper Brio, em Juventus x Como de 12 de janeiro - Giglio), servido pelo brasileiro Dirceu (http://calcioseriea.blogspot.com/2007/04/memorabilia-dirceu.html), Borgonovo foi uma das grandes revelações da Serie A realizando 10 gols em 29 partidas, terminando dentre os principais cannonieri do torneio (Platini e Maradona, por exemplo, fizeram, respectivamente, 12 e 11 gols).
Nas temporadas seguintes, uma série de contusões (problema que iria acompanhá-lo por toda a carreira) impediu que Borgonovo repetisse o feito, mas, ainda assim, em 1988 Borgo foi contratado pelo Milan de Berlusconi e Sacchi que, porém, o emprestou (prestito secco) à Fiorentina.
Em Florença, Borgogol formou uma dupla sensacional com Roberto Baggio, denominada B2, responsável por 29 tentos (15 do Codino e 14 de Borgonovo) e chegou à Azzurra, convocado por Azeglio Vicini.
Totalmente adaptado à Firenze (à esquerda contra a Lazio em 1991, em sua 2ª passagem pela Viola - Sabe), Borgonovo chegou a solicitar a Galliani para permanecer na Fiorentina, mas o Milan o tinha como substituto de Virdis e o atacante partiu para Milão, onde teve um avvio promettente: tripletta contra o Galatasaray e gol na 1ª rodada di campionato.
Porém, com apenas 2 meses na corte de Sacchi, Borgonovo sofreu uma grave lesão no joelho que o afastou de praticamente todo o restante da temporada, embora tenha voltado a tempo de ser decisivo na semifinale da Coppa dei Campioni contra o Bayern München, quando sofreu o pênalti convertido por Van Basten na vitória em Milão por 1 x 0 e marcou o tento rossonero na derrota de 2 x 1 na Baviera.
Ao final da temporada 1989/1990 (à direita - Guerin Sportivo), não obstante o desejo de Sacchi de contar com o jogador para o campeonato seguinte, Borgonovo fez de tudo para voltar para Florença, mesmo sabendo que o clima com as saídas de Baggio e Battistini não era dos melhores.
Sem mais a mesma explosão e eclipsado por Batistuta, Borgonovo passou ao Pescara no campeonato 1992/1993 (foto abaixo, à esquerda - Bellini), onde reencontrou seu amigo Dunga e realizou 9 gols, que, porém, não foram suficientes para salvar a equipe da Serie B.
Depois de começar a stagione seguinte no campeonato cadetto, tendo feito 2 gols em 7 partidas, Borgogol se transferiu à Udinese, onde encerraria a carreira em 1996 depois de uma outra temporada emprestado ao Brescia.
Tendo realizado 47 gols em sua passagem pela Serie A, Borgonovo ainda iniciou a carreira de treinador nas divisões de base do seu amado Como, mas teve que abandoná-la em 2005 já por problemas de saúde.
Agora, aos 44 anos, paralisado e com a doença já em estado avançado (que ele simplesmente chama de "la stronza"), Borgonovo resolveu juntar suas últimas forças para ajudar na busca da cura de tão perniciosa moléstia que os especialistas acreditam que tem causa em uma mistura de fatores ambientais e hereditários: pancadas, abuso de anti-inflamatórios, excesso de esforço, inalação de pesticidas, ... .
Assim, no dia de ontem, Borgonovo entrou no Artemio Franchi tendo sua cadeira de rodas empurrada por Baggio para o encontro "Tutti per Stefano Borgonovo", que contou com a participação de diversos astros de hoje e ontem de Fiorentina e Milan (Ancelotti, Antognoni, Baresi, Donadoni, Gullit, Lacatus, Mazinho, Rijkaard e Ronaldinho, dentre tantos outros) para recolher fundos para financiar as pesquisas.
O atual treinador da seleção brasileira, o ex viola Dunga, não pode comparecer, mas enviou mensagem com os seguintes dizeres: "Non potrò esserci, perché sarò impegnato nelle qualificazioni mondiali. Ma, anche da lontano, combatto la stessa battaglia di Stefano. Lui brontolava con me perché nella partite continuavo a urlare. Bene, stavolta urlo: 'Borgo, non mollare'. Lui e Baggio hanno formato una delle coppie d'atacco più magiche del calcio italiano"
(algo, como, em tradução livre: "Não poderei comparecer, porque estarei disputando as eliminatórias mundias. Mas, mesmo de longe, combato na mesma batalha de Stefano. Ele reclamava de mim porque nas partidas eu continuava gritando. Bem, desta vez grito: 'Borgo, não desista'. Ele e Baggio formaram uma das duplas de ataque mais mágicas do futebol italiano").
Por fim, o legado de Borgogol: "Ho intenzione di far nascere una fondazione Stefano Borgonovo, io amo troppo il calcio e mi rifiuto di pensare che è una malattia del calcio. Anzi, se potessi, scenderei in campo, in cortile o all'oratorio, io vado a giocare".
Para quem desejar, abaixo um bonito vídeo produzido por Marco Moroni em homenagem ao valoroso atacante:

video

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, outubro 08, 2008

L'Enigma - La Soluzione


Congratulações ao Leonardo (Leo Mafra, pai do Leo Júnior!), que aponta como forte candidato ao II Desafio Calcio Serie A ao desvendar que o logo à esquerda é do Bojano ou, como asseverou nosso amigo: "Associazione Sportiva Dilettante Bojano, que atualmente disputa a série D (grupo F) na Itália".
Se é possível algum acréscimo, cabe lembrar que o Bojano (cujo escudo, na integralidade, está à direita) foi treinado, por alguns meses, por Karel Zeman, filho do noto Zdenek, embora com resultados modestos: 12 pontos em 17 partidas, fruto de 2 vitórias, 6 empates e 9 derrotas...
Agora, o nosso placar está assim: 1º Lady Cyntia e Michel Costa (4 pts); 3º JP (3); 4º Antonio Giusto, Brahma e Leo Mafra (2).

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, outubro 06, 2008

'B' Em Pílulas


* O bom meia Antonio Buscè marcou de novo (abaixo o tiro vincente - Nucci) e o Empoli venceu mais uma vez, desta vez a vítima foi o sempre competitivo Livorno por 2 x 1, com Candreva e Corvia completando o marcador;
* O ex Tavano ainda cobrou uma penalidade máxima que poderia ter alterado o resultado final, mas o goleiro azzurro Bacci defendeu a cobrança;
* A frente do Empoli na tábua de classificação apenas o Sassuolo, que fez 2 x 0 no Treviso, gols de Noselli e Poli, centrocampista promettente emprestado pela Sampdoria;
* O Parma recebeu, nesta 7ª rodada, o fraco Modena e, ainda assim, não obstante a estréia de Guidolin na panchina crociata, não passou de um deludente 0 x 0;
* Melhor sorte teve o Brescia de Sonetti, que fez 2 x 1 no Frosinone do brasileiro Éder com uma doppietta do meia Marco Gorzegno, tendo o esloveno Dedic diminuído a contagem para a equipe gialloblù;
* Quem melhorou sua posição foi o Pisa, que venceu a Triestina, de virada, por 3 x 1, tentos de Della Rocca, Greco, Gasparetto e do hondurenho Álvarez, ex Cagliari, Roma, Messina e Livorno.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Com 26 gols em seus 10 cotejos, a 6ª rodada da Serie A 2007/2008 registrou alguns resultados bastante surpreendentes, como o tropeço da líder Lazio contra o neopromosso Lecce (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/10/o-jogo-da-tv-parte-i-lazio-x-lecce.html), a derrota da Juventus para o Palermo em plena Turim (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/10/o-jogo-da-tv-parte-iii-juventus-x.html) e o passo falso do Milan contra o lanterna Cagliari (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/10/o-jogo-da-tv-parte-iv-cagliari-x-milan.html).
Quem também foi muito mal foi a Roma, que acabou derrotada pelo Siena por 1 x 0, interrompendo assim uma seqüência de 21 partidas na Serie A em que marcou ao menos um gol.
Pior, além de ter estacionado nos 7 pontos na classificação, a Lupa Capitolina mostrou sinais di involuzione depois de duas vitórias convincentes e pouco controle emocional, já que Mexes e Panucci (acima contra Frick, autor do gol partita - Ap) foram expulsos e acabaram com qualquer chance de reação giallorossa, que chegou a 3ª derrota em igual número de trasferta no campeonato.
Bem melhor foi a Fiorentina no confronto dos fratelli Frey (à esquerda o defensor clivense, que fez sua estréia na Serie A, contra o giovane Jovetic - La Presse), estampando 2 x 0 no final.
Até que o Chievo de Iachini começou bem, mas, troppo nervoso, depois do 1º gol viola - obra de Kuzmanovic, foi totalmente dominado por uma Fiorentina onde se destacaram, além do meia sérvio, Montolivo e Vargas, bem como Gilardino, autor do 2º gol do time de Florença, chegando a 4 no campeonato.
Quem também venceu por 2 x 0, mas jogando em casa, foi a Udinese, que vitimou o Torino de De Biasi, que também até começou bem (destaques para os meias stranieri Dzemaili e Säumel, mas não resistiu a doppietta do ex Quagliarella.
Como previsto, o 'Match Clou' Genoa x Napoli foi um jogaço, tendo gol dopo pochi secondi e virada espetacular, com Lavezzi (N), Papastathopoulos (G), Palladino (G), Milito (G - à direita contra Aronica - Ansa) e Denis (N) construído o placar.
Partita vera e belissima, as duas equipes ainda criaram várias outras oportunidades, com o brasileiro Rubinho se destacando no final, até porque Il Grifone terminou, assim como a Roma, apenas com 9 homens em campo (Rossi e o grego Papastathopoulos foram expulsos).
Nel bene e nel male, Paolucci abriu o marcador para o Catania no Granillo, mas foi expulso em seguida e viu o gol da Reggina que decretou o resultado final de 1 x 1, marcado pelo jovem Costa, do vestiário, em partida bastante vibrante arbitrada por Trefoloni.
Agora, espetacular foi Atalanta x Sampdoria, terminada 4 x 2 para os mandantes, que saíram em desvantagem em razão de um lindo gol de Cassano, mas, comandados por um ótimo Doni (ex di turno), autor de um gol e duas assistências na partida, viraram e, depois de sofrerem novo empate (Cassano cobrando pênalti duvidoso), deslancharam (Floccari, duas vezes, e Garics - acima - Cerescioli - marcaram os demais gols da equipe bergamasca).
Para completar as 9 expulsões da rodada, os blucerchiati Accardi e Dessena foram também tomar banho mais cedo.
Tudo somado, a Inter, que venceu o Bologna por 2 x 1 (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/10/o-jogo-da-tv-parte-ii-internazionale-x.html) voltou à liderança, dividindo-a com Lazio e Udinese.
Aliás, eis a classificação completa: 1º Lazio (13 pts); 2º Udinese (13); 3º Internazionale (13); 4º Palermo (12); 5º Atalanta (12); 6º Napoli (11); 7º Catania (11); 8º Milan (10); 9º Fiorentina (10); 10º Genoa (9); 11º Juventus (9); 12º Siena (8); 13º Lecce (8); 14º Roma (7); 15º Torino (5); 16º Chievo (5); 17º Sampdoria (4); 18º Bologna (3); 19º Reggina (2) e 20º Cagliari (1).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, outubro 05, 2008

O Jogo Da TV (Parte IV) - Cagliari x Milan



Brutto Milan! Se foi apenas um passo falso depois de 3 vitórias consecutivas, apenas as próximas rodadas poderão elucidar, mas que contra o Cagliari a squadra rossonera fez uma de suas piores apresentações nos últimos tempos, isso fez.
Uma pena, pois a expectativa era grande, afinal, contra o lanterninha que não somara sequer um ponto nas primeiras 5 rodadas do campeonato, Ancelotti mandou a campo o trio Ka-Ro-Pa, ou seja, os brasiliani Kaká, Ronaldinho e Pato (os dois primeiros em ação abaixo, contra o sardo Conti - Ap).
Efetivamente, não obstante suas claras limitações técnicas, foi o Cagliari a equipe que esteve mais perto de vencer, criando boa oportunidade logo aos 3', quando Fini foi à linha de fundo e cruzou em direção ao gol, com a bola passando por toda a área sem ser importunada por nessuno.
E a regra do 1º tempo foi a equipe rossoblù chegando mais ao ataque, onde seus atacantes Larrivey (sobre o qual continua pesando grande gap técnico) e Acquafresca (abaixo, à esquerda, contra Zambrotta - Locci) cansaram de ficar impedidos (11 vezes ao todo).
Com o regista Cossu muito bem e com toda a equipe se desdobrando para criar superioridade numérica em todas as partes do campo (na foto mais abaixo, Maldini controlado por 3 adversários - Ap), o Cagliari foi superior também na 2ª etapa, tendo o lateral Agostini desperdiçado boa chance aos 19'.
Do lado do Milan, apenas Pato teve uma chance concreta, de nada adiantando as entradas de Inzaghi e Shevchenko.
No final, depois que Fini perdeu outra oportunidade de colocar os sardi em vantagem, o capitano Conti errou o gol em cabeçada aos 45'!
O tabellino da partida que valeu o 1º ponto do Cagliari na competição:
Cagliari: Marchetti; Pisano, Lopez, Bianco, Agostini; Conti, Biondini (90' Lazzari), Fini, Cossu; Acquafresca (76' Matri), Larrivey (34' Jeda). All. Allegri.
Milan: Abbiati; Zambrotta, Bonera, Maldini, Jankulovski; Gattuso (80' Flamini), Ambrosini, Seedorf, Kaká, Ronaldinho (72' Shevchenko); Pato (72' Inzaghi). All. Ancelotti.
Árbitro: Rosetti.
Cartões amarelos: Larrivey, Kaká, Conti, Zambrotta, Maldini e Agostini.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Juventus x Palermo



Se o técnico bianconero Ranieri já vinha, com algum escárnio, sendo chamado de Mister X em decorrência dos 3 empates consecutivos da Juventus, agora, depois da derrota deste domingo para o Palermo em plena Turim, a crise efetivamente aterrisou em Vinovo (onde fica localizado o Juventus Center, centro de treinamento da equipe juventina).
É verdade que o ex allenatore do Chelsea teve que abdicar de vários jogadores importantes na montagem da formação inicial, tendo que escalar, por exemplo, Mellberg e Knezevic (em sua estréia stagionale) como centrais na defesa e ainda teve o meia Sissoko expulso na 1ª etapa, mas o Palermo, jogando também 4-3-1-2 de Ballardini com Cavani (acima contra Giovinco - Afp) e Miccoli no ataque, foi superior durante todo o tempo e mereceu a importante vitória, feito que não realizava a 47 anos (!) e que valeu para os sicilianos o 4º posto in classifica.
Com vários ex em campo, coube exatamente a um deles abrir o marcador aos 23', quando Miccoli (Balzaretti, Cassani e Nocerino também passaram pela Vecchia Signora) aproveitou um rebote de Buffon em tiro de Cavani para colocar o Palermo à frente (abaixo o momento da conclusão do Romario del Salento - Afp).
O tento rosanero desencadeou alterações em ambas as equipes: no Palermo, Miccoli sentiu um problema físico e deu lugar ao meia Migliaccio, enquanto na Juventus Ranieri postou Giovinco sulla fascia sinistra, desistindo do 4-3-1-2 e voltando ao 4-4-2, já que o pequeno fantasista vinha recebendo poucas bolas e Sissoko, como playmaker, não se mostrou, propriamente, um sucesso...
Antes do gol de empate bianconero, outro problema para Ranieri: Mellberg teve que deixar as 4 linhas para a entrada de Salihamidzic, com Grygera assumindo um posto na zaga.
Aos 39', cobrança de falta não de toda indefensável de Del Piero que, ainda assim,venceu Amelia - foi o 1º gol de Pinturrichio nesta Serie A e o 244º com a Juventus que, porém, logo depois perdeu Sissoko, recebedor do 2º cartão amarelo por uma falta ingênua no meio de campo.
O 2º tempo não foi tão interessante, já que a Juventus, em dia pouco inspirado e com um homem a menos, pouco criou, enquanto o Palermo parecia satisfeito com o pareggio em terras adversárias.
De qualquer maneira, Ballardini foi pró-ativo lançando o baby Mchledlidze no lugar de Bresciano e acabou recompensado, vez que o esordiente atacante georgiano de apenas 18 anos marcou o gol da vitória siciliana aos 81', "con un sinistro teso che non lascia scampo a Buffon" (Gazzetta dello Sport) (foto acima - Corriere della Sera).
Já Ranieri, que fez entrar Camoranesi e Nedved, não teve a mesma sorte e vai ter que administrar muitas críticas nos próximos dias.
O tabellino da histórica vitória do Palermo:
Juventus: Buffon; Grygera, Mellberg (33' Salihamidzic), Knezevic, De Ceglie; Sissoko, Poulsen (65' Camoranesi), Marchisio (o melhor dos bianconeri), Giovinco (80' Nedved); Amauri, Del Piero. All. Ranieri.
Palermo: Amelia; Cassani, Bovo, Carrozzieri, Balzaretti; Nocerino (80' Tedesco), Liverani, Bresciano (60' Mchedlidze), Fábio Simplício; Cavani, Miccoli (26' Migliaccio). All. Ballardini.
Gols: 23' Miccoli, 39' Del Piero, 81' Mchedlidze.
Árbitro: Tagliavento.
Cartões amarelos: Sissoko, Grygera, Bovo, Amauri e Liverani.
Cartão vermelho: Sissoko.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...

* Que, sob o comando de Marcello Lippi (à direita - Insidefoto), a Nazionale Italiana está invicta a 28 jogos?
* Que, com Lippi como tecnico, a Azzurra disputou 32 partidas (sendo 2o na Itália), com 19 vitórias, 11 empates e apenas 2 derrotas, tendo marcado 51 gols e sofrido 22?
* Que, contra seus próximos adversários, a Itália tem 7 vitórias, 4 empates e 2 derrotas contra a Bulgária, enquanto contra Montenegro será l'esordio assoluto?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker