Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, fevereiro 13, 2010

O Jogo Da TV (Parte III) - Sampdoria x Fiorentina



Com uma atuação consistente, mas principalmente pela fragilidade demonstrada pela adversária, a Sampdoria venceu seu compromisso pela 24ª rodada da Serie A 2009/2010 e, ao menos até amanhã, passou a ocupar a almejada 4ª posição, última que leva um time italiano à Champions League.
E, possivelmente com a cabeça no importante confronto válido exatamente pela Champions League no próximo dia 17, a Fiorentina, neste sábado, foi apenas um triste arremedo da equipe que nos últimos anos vem sempre figurando na parte alta da tabela.
É verdade que Prandelli perdeu, logo no início da partida (com o placar inalterado), tanto o zagueiro Gamberini quanto o esterno Santana, ambos por contusão, mas o time viola, especialmente na parte ofensiva, apresentou muito pouca lucidez.
Já a Sampdoria, armada no 4-4-2 predileto de Del Neri, com Semioli e Guberti como esterni, sem Cassano, mas com Pazzini e Pozzi no ataque, foi bastante propositiva, construindo o placar já no 1º tempo.
Porém, ainda assim, a trupe blucerchiata precisou contar com uma boa dose de fortuna no lance do 1º gol, marcado pelo ex Semioli (acima marcado por Vargas - Sampdoria): cruzamento de Guberti para cabeçada de Pozzi, que explodiu no travessão e, na sobra, Semioli testou em direção ao gol, onde possivelmente Frey faria a defesa bem colocado sem maiores problemas, mas a bola desviou na cabeça de Koldrup e acabou por encobrir o goleiro francês, indo descansar mansamente no fundo das redes.
A Fiorentina, então, resolveu adiantar seu baricentro, com Montolivo determinado a ditar as regras no centrocampo, mas Storari permaneceu sem trabalho devido a pouca incisividade do ataque gigliato, tanto que Gilardino só participou de 17 jogadas em todos os 90'.
Assim, não foi maior supresa quando, aos 40', outro ex, o avante Pazzini (acima contrastado por Gamberini - Sampdoria), novamente aproveitou uma jogada que veio da esquerda e, subindo mais alto que a defesa viola, fez 2 x 0 com uma cabeçada imperiosa (o gol, assim como os melhores momentos da partida podem ser visualizados no vídeo ao final do post).
No 2º tempo, principalmente após a entrada de Ljajic (mais abaixo contra Padalino - Sampdoria) no posto de Pasqual, a Fiorentina (jogando no 3-2-3-2) melhorou consideravelmente, constrangendo a Sampdoria (que passou ao 4-4-1-1) a recuar, mas não conseguiu sequer diminuir a contagem.
Com o solito Jovetic se destacando, a Fiorentina, na verdade, apesar de ter tido maior posse de bola (terminou a partida com 57,6% de possesso palla), restou controlada pela Sampdoria, bem postada defensivamente e que, forte na clara superioridade física, optou por atrair a adversária para explorar os contra-ataques.
E, realmente, diante da pouca objetivade viola, a partida já tinha sido decidida fazia tempo ...
O tabellino:
Sampdoria: Storari; Zauri, Gastaldello, Lucchini, Ziegler; Semioli, Palombo, Poli (76' Padalino), Guberti (59' Mannini); Pazzini, Pozzi (71' Tissone). All. Del Neri.
Fiorentina: Frey; Comotto, Gamberini (10' Felipe), Koldrup, Pasqual (69' Ljajic); Montolivo, Donadel, Santana (16' Marchionni), Jovetic, Vargas; Gilardino. All. Prandelli.
Gols: 16' Semioli, 40' Pazzini.
Árbitro: Morganti.
Cartões amarelos: Koldrup, Vargas, Felipe e Montolivo.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte II) - Roma x Palermo



Contra o Palermo, a Roma chegou a sua 6ª vitória consecutiva na Serie A e, assim, retomou o 2º lugar que havia temporariamente perdido após o sucesso do Milan ontem, na abertura da 24ª rodada.
E foi uma vitória targata Ranieri, que insistiu nas escalações de Totti e Brighi, que non dovevano nemmeno giocare e acabaram se mostrando decisivos!
Mas, postado no 4-3-1-2, com um consistente meio de campo formado por Migliaccio, Liverani, Bresciano e Simplício, este último um pouco mais a frente, foi o Palermo que largou melhor, praticando uma forte marcação, que atrapalhou por demais a criação giallorossa.
Assim, foi o time siciliano que criou as primeiras boas oportunidades - com Miccoli (ao lado marcado por De Rossi - Bruno) e un tiro da fuori de Migliaccio.
Todavia, a Roma, com o passar dos minutos, foi encontrando brechas na marcação palermitana e, aos 33', aproveitou de uma bola parada para abrir o marcador, com Brighi pegando de primeira a bola (mais abaixo, à esquerda - Bruno) que veio de cobrança de escanteio de Totti e, contando com uma ligeira desviação de Bovo (formado exatamente em Trigoria), fazendo 1 x 0.
O Palermo, entretanto, tentou responder de imediato e, aos 40', Cavani acertou uma sensacional botta al volo que só não entrou porque o arqueiro Júlio Sérgio estava muito bem colocado.
Sempre pela direita, o mesmo Cavani ainda exigiu boa defesa do goleiro brasileiro no minuto seguinte, antes dos times irem para os vestiários.
Ammonito, Totti (que era diffidato e portanto cumprirá suspensão na próxima rodada) não voltou para o 2º tempo, com Ranieri inserindo Júlio Baptista no jogo.
E, apesar do primeiro blitz da etapa derradeira ter sido rosanero, a alteração de Ranieri logo rendeu frutos, com La Bestia ampliando para a Roma aos 8', recompensando a insistência de Brighi em não desistir de jogada que parecia controlada pela defesa do Palermo, mas que acabou possibilitando a assistência do meia para o avante brasiliano.
O raddoppio desestruturou o time de Rossi, que rapidamente sacou Fábio Simplício para a entrada de Pastore, procurando imprimir maior qualidade na transição do meio de campo para o ataque.
Porém, Brighi estava impossível e, aos 17', realizou sua doppietta personale, acertando um belo tiro de fora a área aos 17', que entrou no canto de Sirigu.
Aí, embora o Palermo não tenha se entregado, o ritmo da partida caiu, só voltando a se elevar a partir dos 30', primeiramente com Balzaretti acertando a trave de Júlio Sérgio aos 33' e, aos 34', com o pênalti de Taddei em Pastore, que Miccoli converteu no minuto seguinte.
Mas o dia não era mesmo do Palermo, que ainda viu o norueguês Riise (ao lado em ação - Bruno) marcar o 4º gol da Roma depois que um chute cruzado de Pizarro atravessou toda a área palermitana.
O tabellino:
Roma: Júlio Sérgio; Motta, Burdisso, Juan, Riise; Pizarro, De Rossi, Taddei, Brighi, Vucinic (65' Menez); Totti (46' Júlio Baptista). All. Ranieri.
Palermo: Sirigu; Cassani, Kjaer, Bovo, Balzaretti; Migliaccio, Liverani, Bresciano, Fábio Simplício (55' Pastore); Cavani (73' Budan), Miccoli. All. Rossi.
Gols: 33' Brighi, 53' Júlio Baptista, 62' Brighi, 80' Miccoli (pênalti), 83' Riise.
Árbitro: Tagliavento.
Cartões amarelos: Kjaer, Totti, Miccoli e Menez.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Depois de 3 derrotas consecutivas por 1 x 0 no San Paolo (ao lado, Mannini persegue Figo no jogo da temporada passada - New Press), a Inter vai entrar em campo neste domingo disposta a encerrar essa incômoda série no 'Match Clou' da 24ª rodada e também jogo escolhido pela 'L'Enigma'.
Mas os amigos do Calcio Serie A não têm tanta convicção do sucesso interista e dividiram suas escolhas, conforme placares a seguir: 0 x 0 - Tiago; 0 x 1 - Leonardo Mafra; 1 x 0 - Eduardo Carvalho; 1 x 1 - Michel Costa (placar mais disputado, contando também com os votos de Hugo Ribeiro e Gonçalo Oliv!); 0 x 2 - Afonso (e também o Alcindo); 2 x 0 - Pai; 1 x 2 - Sérgio André; 2 x 1 - Fabriani Melazzo (assim como o Prisma); 2 x 2 - JP e 1 x 3 - Raphael Zerlottini.
Muitíssimo obrigado a todos que participaram e que seja um grande jogo!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, fevereiro 12, 2010

O Jogo Da TV (Parte I) - Milan x Udinese



Depois de 4 jogos sem vencer (sendo 3 pela Serie A), o Milan reencontrou o sucesso nesta sexta, na abertura da 24ª giornata.
E, melhor que o resultado, foi a bela atuação rossonera, importantíssima às vésperas do importante confronto contra o Manchester United pela Champions League.
Disposto no tradicional 4-3-3 de Leonardo, com Favalli na lateral esquerda e Mancini formando com Huntelaar e Ronaldinho o ataque, o Milan, desde o início, privilegiou a posse de bola, fazendo girar a pelota de um lado ao outro do campo, aguardando o momento certo para tentar furar o forte bloqueio da Udinese, postada também no 4-3-3, mas com um baricentro bem mais recuado.
Aí, diante do consistente pressing, o Milan conseguiu abrir o marcador aos 7', quando Huntelaar se antecipou ao goleiro Handanovic (ao lado - La Presse), aproveitando boa jogada de Ronaldinho Gaúcho para testar para o fundo do gol vazio.
O gol não mudou em nada o panorama tático do jogo, com o Milan claramente disposto a definir logo a contagem, enquanto a Udinese prosseguiu disposta a explorar apenas os contra-ataques, como o puxado por Isla aos 9', em que Di Natale chegou um pouquinho atrasado para concluir dentro da área.
Aos 13', Leonardo foi obrigado a lançar mão de Pato, inserindo o jovem brasileiro no posto de seu connazionale Mancini, que sentiu um problema muscular.
A partir dos 20', Leonardo começou a demonstrar claramente sua insatisfação com a queda de produção do seu time que, ademais, começou a evidenciar sérios problemas defensivos, deixando troppo accessibile l'area di rigore rossonera.
Mas, aos 39', foi a vez do Milan fazer uso da principal arma friulana e, em um contra-ataque muito veloz, proporcionado por um lançamento belíssimo de Ronaldinho, Pato ampliou a contagem para 2 x 0 (na foto acima, o scatto do brasileiro - La Presse).
Antes do intervalo, porém, o Milan resolveu deixar a partida mais interessante e Abate resolveu entregar a bola para o chileno Sanchez na intermediária rossonera, com o velocista sul-americano entregando a bola para Di Natale, que encontrou Floro Flores dentro da área, mas a contribuição maior coube ao brasileiro Dida, que aceitou uma bola relativamente fraca.
A Udinese acabou voltando animada para o 2º tempo e obrigou o Milan a recuar, mas coube novamente a equipe rossonera marcar - mais uma vez com Huntelaar que, oportunista, aproveitou um corte mal feito por Coda em cobrança de falta de Pirlo para, com categoria, virar e fuzilar Handanovic quase da linha da pequena área.
De Biasi, então, trocou Inler por Lodi e, alguns minutos depois, avançou a equipe com as entradas de Pepe e Geijo, apelidado de El Emperador de Orriols (acima o atacante espanhol contra Nesta - Pennicino).
E as coisas se inverteram, com os bianconeri pressionando e explorando a posse de bola, enquanto o Milan passou a, primordialmente, se preocupar em defender.
Porém, foi o time casalingo que esteve mais próximo de realizar o poker, desperdiçando boas oportunidades com Huntelaar, Ronaldinho, Pato e até com Gattuso que, servido por Ronaldinho (excelente a atuação do brasileiro, autor de 4 assistências), não teve o cacoete de atacante para vencer Handanovic.
No final, a insistência bianconera foi recompensada com o gol de Di Natale, que decretou o 3 x 2 final aos 42'.
O tabellino da partida, cujos highlights vão em seguida, ficou assim:
Milan: Dida; Abate, Nesta, Thiago Silva (40' Bonera), Favalli; Gattuso, Pirlo, Ambrosini; Mancini (13' Pato), Huntelaar, Ronaldinho (77' Beckham). All. Leonardo.
Udinese: Handanovic; Isla, Coda, Zapata, Pasquale; Sammarco (72' Pepe), Inler (61' Lodi), Asamoah; Sanchez, Floro Flores (72' Geijo), Di Natale. All. De Biasi.
Gols: 7' Huntelaar, 39' Pato, 47' Floro Flores, 57' Huntelaar, 87' Di Natale.
Árbitro: Celi.
Cartões amarelos: Zapata, Sammarco, Isla, Gattuso e Lodi.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 24ª Rodada 2009/2010



Napoli x Internazionale é o 'Match Clou' da 24ª rodada da Serie A 2009/2010, que, excepcionalmente, começará nesta sexta-feira (e daí esta coluna também ter sido antecipada).
O jogo, efetivamente, promete muito! Afinal, se não bastassem as colocações de Inter e Napoli na tabela (respectivamente 1° e 4º lugares), não é possível esquecer que, nas últimas 3 vezes que foi até o San Paolo, a Inter saiu derrotada por 1 x 0.
Portanto, o embate deste domingo, que deve ocorrer em um San Paolo repleto, pode dar nova emoção a um campeonato até aqui amplamente dominado pela Beneamata.
Aliás, depois de ter interrompida sua série invicta na última rodada (que já durava 15 partidas), o Napoli só terá o desfalque de seu ala Maggio, expulso no confronto contra a Udinese, o que possibilitará ao técnico Mazzarri manter o seu predileto 3-4-2-1, com Quagliarella e Hamsik (ao lado - Maltinti) um pouco dietro ao aríete Denis, até aqui preferido ao seu compatriota Lavezzi para figurar no ataque partenopeo.
Na defesa, devem jogar, protegendo o goleiro De Sanctis, o trio formado por Campagnaro, Cannavaro e Grava, enquanto a linha de 4 do centrocampo deve ter Gargano e Pazienza como mastins e o colombiano Zuñiga na ala direita, enquanto o posto da ala esquerda ainda está em ballottaggio tra Aronica (mais abaixo - Maltinti) e Dossena, com o primeiro como favorito.
Na Inter, Mourinho não poderá contar com o lateral Chivu, com o zagueiro Materazzi e com o meia Stankovic, todos lesionados.
Destes, só Matrix enfrentou o Parma na última quarta, mas o Special One deve ir além e promover, ao menos, 4 alterações diante do undici que iniciou contra o time crociato, promovendo os retornos de Samuel e Sneijder - que cumpriram suspensões, bem como as entradas do lateral Santon e do meia Muntari nos postos de Cordoba e Thiago Motta, que devem ir para o banco.
Já o macedônio Pandev deve ser avançado para jogar ao lado de Milito (mais abaixo - Steele) no ataque, permitindo o ingresso de Sneijder e relegando Eto'o à panchina.
Portanto, a Inter deve ir a campo com: Júlio César; Maicon, Lúcio, Samuel e Santon; Zanetti, Cambiasso, Muntari e Sneijder; Milito e Pandev.
Apesar das derrotas recentes, os nerazzurri são visitantes bastante incômodos, vez que saíram vitoriosos em 17 ocasiões, contra 31 vitórias do Napoli e 15 empates.
Inclusive, as partidas com più scarto são todas timbradas de preto e azul: 0 x 4 em 1951 (com tripletta de Nyers) e 1 x 5 (com tripletta de Di Giacomo) em 1963.
Mas, a última vitória nerazzurra ocorreu ainda no milênio passado, mais precisamente no dia 18 de outubro de 1997, quando Galante e Turrini (contra) fizeram os gols da vitória do time de Simoni sobre o de Mazzone.
Para os nostálgicos, aquela Inter alinhou com: Pagliuca; Bergomi, Sartor, Galante e Zanetti (ele mesmo!); Zé Elias, Winter, Simeone e Moriero; Djorkaeff e Ronaldo.
Desde então, pela Serie A, foram 3 vitórias do Napoli, sempre por 1 x 0, sendo as últimas duas ocasiões decididas por gols de Zalayeta.
Aliás, na primeira delas, cujos highlights podem ser conferidos no vídeo ao final do post, Júlio César esteve entre a perfeição e ... o pífio!
Em termos individuais, o interista Giuseppe Bergomi é o jogador que mais atuou no confronto, totalizando 17 aparições entre 1981 e 1997 (exatamente a última vitória nerazzurra).
Já o maior artilheiro é azzurro, cabendo a primazia a Antonio Vojak, que fez seus 4 gols nos anos 1930.
Que venha mais um capítulo dessa incrível história!

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Rodada do italiano começa na sexta


Pode ser Carnaval, mas o final de semana vai ser é de muito Calcio!
Aliás, a 24ª rodada da Serie A 2009/2010 começa, extraordinariamente, nesta sexta, com o anticipo Milan x Udinese, partida deferida por causa do compromisso do time milanista na próxima terça contra o Manchester United pela Champions League.
Para a partida, que começará às 17h45 (horário de Brasília) e terá transmissão da ESPN, ESPN HD, SporTV, RAI e TV Esporte Interativo, Leonardo deve lançar o seu conterrâneo Mancini (ao lado - Reuters) - que não pode jogar na competição européia - no ataque juntamente com Ronaldinho e Huntelaar no esquema 4-3-3.
Mas a grande novidade do San Siro deve ser o retorno do também atacante Pato, ausente dos gramados desde dezembro e que deverá aparecer na panchina rossonera e entrar no decorrer da partida.
Será uma excelente avant-première, pois a Udinese de De Biasi deve entrar em campo também no ofensivo 4-3-3 com Sanchez, Floro Flores e o capocannoniere Di Natale, autor de uma tripletta na última rodada.
No sábado, a rodada prossegue com o ótimo Roma x Palermo, que terá início às 15h00 e transmissão ... só da RAI!
Vice-líder, a Lupa Capitolina não deverá ter Totti (ao menos desde o início), mas Ranieri contará com o nazionale brasiliano Júlio Baptista e com Vucinic para enfrentar um dos times mais em forma na atualidade, que deve entrar em campo no 4-3-1-2 com Fábio Simplício no centrocampo.
Um pouco mais tarde, a partir das 17h45 (sempre horário de Brasília), ESPN Brasil, RAI, TV Esporte Interativo e Gazeta apresentarão Sampdoria x Fiorentina, com o time de Prandelli precisando muito do riscatto contra a Samp, que deverá alinhar os ex Palombo, Pazzini, Semioli, Storari e Zauri (à esquerda - Getty Images).
Passando ao domingo, às 12h00 Juventus x Genoa será atração de ESPN, SporTV e RAI.
O tradicional confronto poderá ser a última chance de Amauri como titular bianconero, até porque Trezeguet deverá estar disponível para Zaccheroni já na próxima giornata.
No mesmo horário, jogam ainda Cagliari x Bari; Catania x Atalanta; Chievo x Siena; Livorno x Bologna e Parma x Lazio, embate que vai marcar a estréia de Reja no comando laziale e o retorno do argentino Ledesma aos gramados, com os recém contratados André Dias e Hitzlsperger já indo para o banco.
Por fim, às 17h45 a bola vai rolar para o 'Match Clou' Napoli x Inter, atração dos canais ESPN Brasil, RAI e TV Esporte Interativo!

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

O Jogo Da TV (Parte IV) - Parma x Internazionale



Nesta quarta foi disputada Parma x Inter, partida válida pela 22ª rodada e que foi adiada do último dia 31 devido a nevasca que atingiu a região de Reggio Emilia na ocasião.
Desta vez não chegou a nevar, mas o frio intenso se fez presente e, talvez até por isso, a Beneamata não repetiu as últimas atuações e não conseguiu ir além de um empate com o time crociato, que nem de longe lembra aquela equipe revelação da primeira parte do campeonato, tanto que não vence desde antes das festas natalinas!
Mas, jogando no 4-3-1-2, com alterações apenas no sistema defensivo em relação ao time que atropelou o Cagliari no domingo (confira em http://calcioseriea.blogspot.com/2010/02/o-jogo-da-tv-parte-iii-internazionale-x.html), a Inter até que começou exercendo forte pressing e levando perigo com Pandev (abaixo controlado pelo ex Jimenez - Panato), que arremeteu fortemente em duas ocasiões antes dos 6', com o arqueiro Mirante sendo providencial em ambas as ocasiões.
Com Maicon em dia muito inspirado (o brasileiro fez 11 cruzamentos durante os 90'!), a Inter explorou bastante o flanco direito e, aos 21', novamente Mirante foi chamado a intervir em cabeçada perigosa de Materazzi, evitando ainda gol de Milito aos 32'.
Mas, se Maicon era bastante acionado, o Parma de Guidolin, postado no 3-5-2 com um centrocampo muito robusto, também aproveitou aquela área do campo para descer com o francês Biabiany, o mais perigoso dos parmigiani.
Veio o 2º tempo e com ele o Parma resolveu arriscar um pouco mais, colhendo os frutos logo aos 9', quando, após um cruzamento de Valiani desviado para escanteio por Lúcio, Bojinov (abaixo marcado por Thiago Motta e Cambiasso - Panato) aproveitou o rebote na cobrança de corner para fazer 1 x 0!
Imediatamente, Mourinho mandou a campo Balotelli no posto de Thiago Motta e Santon no de Cordoba, com a Inter não demorando para empatar: em mais uma cobrança de escanteio que ficou pererecando dentro da área, o appena entrato Balotelli fez 1 x 1.
Aí, a partida ficou mais emocionante, com a Inter um tanto sbilanciata no 4-2-3-1 com intérpretes ofensivos, enquanto o Parma buscou explorar os contra-ataques, como o puxado por Biabiany aos 20', que só não marcou porque Júlio César foi providencial em sua saída.
Aos 27', Valiani restou expulso, mas a Inter não pôde tirar proveito da superioridade numérica porque em seguida o zagueiro Materazzi (ao lado su Galloppa - Panato) se contundiu e, como Mourinho já havia realizado todas as substituições possíveis, Matrix permaneceu em campo apenas fazendo número postado como improbabile punta.
Assim, apesar de movimentada até o final, a partida terminou mesmo 1 x 1, o suficiente para deixar a Inter a + 9 da Roma!
O tabellino, cujos highlights vão em seguida:
Parma: Mirante; Dellafiore, Zaccardo, Lucarelli; Valiani, Morrone, Galloppa (76' Antonelli), Jimenez, Castellini; Bojinov (68' Paloschi), Biabiany. All. Guidolin.
Inter: Júlio César; Maicon, Lúcio, Materazzi, Cordoba (58' Santon); Zanetti, Cambiasso, Thiago Motta (57' Balotelli), Pandev; Milito, Eto'o (68' Mariga). All. Mourinho.
Gols: 54' Bojinov, 59' Balotelli.
Árbitro: Bergonzi.
Cartões amarelos: Pandev, Morrone, Valiani e Cambiasso.
Cartão vermelho: Valiani.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma


Depois de apenas empatar com o Parma no recupero da 22ª rodada realizado nesta quarta (cuja síntese estará sendo postada em seguida, ainda hoje!), a capolista Internazionale vai ter uma outra parada difícil pela frente: enfrentar o Napoli no San Paolo, que certamente estará repleto (até ontem, 37.000 ingressos já haviam sido vendidos!) no domingo.
Portanto, a 'L'Enigma' não poderia escolher outro jogo para esta semana!
Vamos palpitar! Qual vai ser o placar final do duelo?
Para quem gosta de tabus, vale lembrar que a Inter não derrota o Napoli pela Serie A em Nápoles desde ... o milênio passado!
Isso mesmo, a última vitória nerazzurra no San Paolo remonta ao dia 18 de outubro de 1997, quando Galante e Turrini (contra) marcaram os gols da vitória por 2 x 0.
Desde então, foram 3 sucessos do Napoli, todos por 1 x 0, sendo os 2 últimos decididos pelo uruguaio Zalayeta (acima a comemoração do Panterone na temporada passada - Reuters), atualmente no Bologna.

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, fevereiro 08, 2010

'B' Em Pílulas


* O Lecce não tomou conhecimento do Frosinone no último sábado e, mesmo jogando fora de casa, fez 4 x 0 no adversário treinado pelo seu antigo jogador Moriero e que tem como goleiro o também ex Sicignano, com gols de Munari, Marilungo (2) e Di Michele;
* Com o resultado, o Lecce chegou aos 45 pontos após 24 rodadas na Serie B 2009/2010 e lidera a competição ao lado do surpreendente Sassuolo;
* Aliás, o time neroverde não só venceu a Triestina (também fora de casa) por 1 x 0 neste sábado (ao lado um momento do jogo, com Martinetti cobrando uma falta - Triestina), como superou o lanterna Salernitana no último dia 30, em partida adiada da 19ª rodada, por 3 x 2;
* No último dia 30, foram também recuperadas outras 3 partidas: Cittadella 1 x 0 Ancona; Mantova 2 x 1 Crotone e Triestina 1 x 3 Piacenza;
* Cesena e Ancona são os mais próximos seguidores da dupla ponteira, ambos com 40 pontos;
* O time romagnolo, neste sábado, empatou em 1 x 1 com o Cittadella, gols de Greco para o time de Bisoli e de Iunco para o de Foscarini;
* Já o Ancona, depois de perder para o mesmo Cittadella no dia 30 de janeiro, venceu o Albinoleffe neste sábado por 2 x 1, tentos de Ruopolo (AL), Gerardi (AN) e Miramontes (AN);
* O grande jogo da rodada, disputado na última sexta-feira, terminou 1 x 1, com Caracciolo marcando para o Brescia e Bianchi para o Torino, que jogou em casa;
* O meia Budel, recém contratado pelo Brescia, não só foi o jogador que mais acertou passes nesta rodada (70), como também o que mais deu assistências (5), neste quesito em igualdade com o romeno Pit, da Triestina.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


A 23ª rodada da Serie A 2009/2010 registrou uma das mais concretas exibições da Inter de Mourinho nos últimos tempos, que não encontrou dificuldades para domar um bom Cagliari e vencer por 3 x 0 (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2010/02/o-jogo-da-tv-parte-iii-internazionale-x.html), se consolidando cada vez mais como franco favorita ao inédito pentacampeonato, ainda mais porque o Milan, desde que foi derrotado pela própria Beneamata no Derby della Madonnina (válido pela 21ª rodada - confira os detalhes em http://calcioseriea.blogspot.com/2010/01/o-jogo-da-tv-parte-iv-internazionale-x.html), não sabe mais o que é vencer.
Neste domingo, o time comandado por Leonardo até dominou seu cotejo contra o Bologna, mas teve que se contentar com o único 0 x 0 da rodada.
Jogando em um ofensivo 4-2-1-3, com Seedorf alle spalle de Mancini (ao lado marcado por Lanna - Reuters), Borriello e Ronaldinho, o Milan teve 70,2% de posse de bola e 64,02% de vantaggio territoriale, ainda acertando duas bolas na trave da meta defendida por Colombo (com Dinho e Ambrosini), mas não conseguiu superar a bem armada barricada rossoblù, que viu sua presidente Menarini comemorar ao final do jogo como se tivesse vencido uma Champions League!
Melhor para a Roma, que confirmou sua incrível crescita vencendo a Fiorentina no 'Match Clou' da giornata, mesmo com a adversária sendo bem superior durante quase todos os 90' (para maiores detalhes, acesse http://calcioseriea.blogspot.com/2010/02/o-jogo-da-tv-parte-iv-fiorentina-x-roma.html).
E para completar a alegria dos tifosi giallorossi, quem continua muito mal é a Lazio, que neste domingo recebeu o Catania na capital italiana e, mesmo com os reforços André Dias (que fez sua estréia) e Hitzlsperger (ao lado marcado por Alvarez - Fotonotizia) em campo, perdeu por 1 x 0.
Até que os Aquilotti fizeram um bom 1º tempo, com Zárate acertando a trave de seu compatriota Andujar e Mauri tendo, ao menos, 3 boas ocasiões, mas na 2ª etapa quem marcou foi o avante argentino Maxi López, sedotto e abbandonato por Lotito durante il mercato di riparazione e que foi comemorar seu gol diante da tribuna de honra do Olimpico facendo il gesto delle orecchie.
Mas quem deve estar realmente com as orelhas quentes é o técnico laziale Ballardini, muito contestado e que viu sua equipe despencar para plena zona retrocessione!
Aliás, a rodada foi realmente trágica para a Lazio, que foi ultrapassada na tabela não só pelo próprio Catania, mas também por Livorno e Udinese.
Enquanto o time amaranto conseguiu um bom empate contra a Juventus no Armando Picchi (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2010/02/o-jogo-da-tv-parte-ii-livorno-x.html), a Udinese fez ainda mais bonito vencendo o Napoli por 3 x 1.
Porém, antes da partida, intoleráveis confrontos entre as torcidas resultaram em 7 feridos e 10 i fermati, por pouco não implicando no adiamento do jogo.
Sorte que, com a bola rolando, o que se viu foi um embate disputado corretamente e spettacolare, com o artilheiro Di Natale realizando uma tripletta (ao lado o 3º gol do avante friulano - Panato).
Para o Napoli, que chegou a empatar o jogo com Maggio, foi fatal a expulsão do próprio ala azzurro ainda no 1º tempo, logo depois de Quagliarella ter acertado uma cabeçada no travessão de Handanovic.
Depois, até que o Napoli resistiu bem no 2º tempo, chegando mesmo a acertar mais uma bola na trave, desta vez com Pazienza aos 44', mas acabou sofrendo o revés nos acréscimos, quando Di Natale (que é napoletano de nascimento!) marcou mais duas vezes e decretou o placar final.
Vitória importante conseguiu também a Atalanta, que venceu o Bari por 1 x 0 no forcing finale, depois que Mutti mandou a campo os atacantes Chevanton e Tiribocchi, cabendo a este último marcar o tento decisivo com assistência do primeiro.
Já o Siena está cada vez em situação mais complicada, tendo perdido, neste domingo, em seu estádio por 2 x 1 para a Sampdoria, que ingressou em plena zona Europa League com a vitória.
Mesmo sem Cassano, a Samp soube construir seu sucesso com grande aplicação tática e algum cinismo, abrindo o placar logo no início da partida com Gastaldello e replicando no 2º tempo com Pozzi, de nada adiantando o gol no final de Maccarone, que não conseguiu evitar a derrota do generoso, mas pouco eficiente, time toscano.
Quem também deu um passo importante rumo às competições européias foi o Palermo, vitorioso sobre o Parma em partida acompanhada pela 'O Jogo Da TV' - vide http://calcioseriea.blogspot.com/2010/02/o-jogo-da-tv-parte-i-palermo-x-parma.html.
Por fim, em um confronto bastante equilibrado, o Genoa venceu um Chievo muito bem postado defensivamente e rapidíssimo nos contra-ataques por 1 x 0, com um gol prodezza de seu capitão Marco Rossi.
Assim, transcorridas 23 rodadas, a classificação da Serie A é a seguinte, lembrando que Cagliari, Fiorentina, Internazionale, Milan, Parma e Udinese têm uma partida a menos: 1º Internazionale (52 pts); 2º Roma (44); 3º Milan (42); 4º Napoli (38); 5º Palermo (37); 6º Sampdoria (36); 7º Juventus (35); 8º Genoa (35); 9º Bari (32); 10º Cagliari (32); 11º Fiorentina (31); 12º Parma (29); 13º Chievo (29); 14º Bologna (25); 15º Udinese (24); 16º Catania (23); 17º Livorno (23); 18º Lazio (22); 19º Atalanta (20) e 20º Siena (13).
Já os recordmen della giornata foram os seguintes: Palle recuperate: 1º André Dias (Lazio) 47; 2º Gazzi (Bari) 37; 3º Bellini (Atalanta) e Montolivo (Fiorentina) 31; Passaggi riusciti: 1º Pirlo (Milan) 95 - cada vez mais líder do quesito; 2º Ambrosini (Milan) 90; 3º Abate (Milan) e Baronio (Lazio) 64; Assist: 1º Miccoli (Palermo) 7; 2º Bellini (Atalanta), Maccarone (Siena), Valdes (Atalanta), Vergassola (Siena) e Zárate (Lazio) 4; Tiri: 1º Valdes (Atalanta) 8; 2º Di Natale (Udinese) e Zárate (Lazio) 7.
Abaixo, para fechar o post, os highlights de Udinese 3 x 1 Napoli:

video

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, fevereiro 07, 2010

O Jogo Da TV (Parte IV) - Fiorentina x Roma



O velho ditado "quem não faz, leva" se mostrou extremamente atual no jogo Fiorentina x Roma, 'Match Clou' e posticipo da 23ª rodada da Serie A 2009/2010, terminado 1 x 0 para os visitantes depois de amplo domínio viola, que concluíram 20 vezes (sendo 8 no gol) contra apenas 10 dos giallorossi (que só acertaram 2!).
Méritos para o goleiro Júlio Sérgio, protagonista de, pelo menos, 4 grandes defesas, e para o atacante Vucinic, oportunista para converter em gol uma das raras chances criadas por uma equipe que praticamente só se defendeu (a Fiorentina, ao contrário, teve, nada menos, que 61,29% de vantaggio territoriale).
Antes da bola rolar, aplausos e desfile para o dinamarquês Jorgensen, que está retornando ao seu país natal depois de 13 temporadas na Itália, sendo as últimas 6 em Florença (para maiores detalhes da carreira do Principe di Danimarca vide http://calcioseriea.blogspot.com/2010/01/momento-panini-martin-jorgensen.html).
E, depois de um começo equilibrado, onde as equipes se estudaram, a Fiorentina passou a controlar a partida integralmente, chegando mesmo a converter seu amplo domínio em gol aos 19' com o peruano Vargas (ao lado controlado por Taddei - La Presse), tendo o árbitro Rizzoli anulado o tento por um impedimento que, se houve, foi milimétrico.
De qualquer maneira, a Fiorentina continuou atacando com incisividade e só não conseguiu abrir o marcador porque o arqueiro Júlio Sérgio esteve muito atento, fazendo ótimas intervenções em conclusões do mesmo Vargas e de Jovetic.
Mas não foi só, pois, em verdade, a grande chance do 1º tempo não foi transformada em gol pela equipe gigliata por incompetência do lateral De Silvestri, que talvez tenha sentido o peso, como ex laziale que é, de enfrentar a Roma em um derby pessoal e concluiu para fora uma ótima descida aos 40', mandando longe do gol romanista quando tinha 3 companheiros bem colocados dentro da área.
Veio o 2º tempo e com ele Júlio Baptista no posto de Totti, longe de sua melhor forma física e poupado a titolo precauzionale, com La Bestia participando da primeira grande jogada della ripresa, que Vucinic concluiu muito mal com Frey já batido.
Porém, os tifosi giallorossi tiveram pouco tempo para respirar, pois logo a Fiorentina tomaria para si também as rédeas do jogo na etapa complementar e Gilardino (ao lado antecipando Mexes - La Presse) entrou sozinho na área aos 5', mas concluiu em cima de Júlio Sérgio, que fez mais uma defesa monumentale.
Apesar da atuação muito segura de Mexes e Juan, a Fiorentina continuou criando boas oportunidades, como a desperdiçada mais uma vez por Gilardino aos 34', quando o atacante viola não conseguiu desviar para o gol grande jogada de Jovetic pela esquerda.
Aí, "quem não faz ..." - Vucinic aproveitou uma sponda de Mexes em escanteio cobrado por Pizarro e fuzilou o arqueiro Frey, que nada pôde fazer para evitar o gol da vitória romanista.
Prandelli ainda lançou o recém contratado Keirrison no posto do lateral Pasqual e Santana no do outro ala De Silvestri, mas os torcedores da Lupa Capitolina já podiam festejar o surpreendente 2º lugar na classificação!
Eis o tabellino:
Fiorentina: Frey; De Silvestri (85' Santana), Gamberini, Koldrup, Pasqual (84' Keirrison); Montolivo, Bolatti (58' Donadel), Vargas, Marchionni, Jovetic; Gilardino. All. Prandelli.
Roma: Júlio Sérgio; Motta, Mexes, Juan, Riise; De Rossi, Pizarro, Taddei (81' Menez), Perrotta; Vucinic (90' Andreolli), Totti (46' Júlio Baptista). All. Ranieri.
Gol: 82' Vucinic (acima a imagem do lance - Bruno)
Árbitro: Rizzoli.
Cartões amarelos: Perrotta, Marchionni e De Silvestri.
Abaixo, vídeo com os highlights da peleja:

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Internazionale x Cagliari



Com uma atuação bastante convincente, a Inter confirmou sua ótima fase e, com um futebol muito envolvente, fez 3 x 0 em um Cagliari que cometeu o grande pecado de não renunciar alla fase d'attacco no Giuseppe Meazza.
Escalada no 4-3-3, com o tridente formado por Pandev, Milito e Eto'o, com Thiago Motta dentre os argentinos Zanetti e Cambiasso no centrocampo, a Inter foi impecável, especialmente nella prima mezz'ora, quando exerceu um forte pressing baseado em triangulações e toques rápidos, com a bola sempre na relva, sem praticar nenhum lançamento pelo alto.
E, assim, o portiere sardo Agazzi, em sua estréia na Serie A, teve logo que ir buscar a bola no fundo de suas redes, pois aos 6' Zanetti partiu de sua própria metade de campo e, após uma progressão impressionante pela direita, serviu para Eto'o, que tentou arrematar ao gol, mas esbarrou na defesa rossoblù, com a bola sobrando para Pandev (acima marcado por Astori e Barone - Puglia) fazer 1 x 0.
Implacável, a Inter não diminuiu seu ritmo e, com Pandev em tarde inspirada, alternando entre as funções de trequartista e de prima punta com grande desenvoltura, chegou ao 2 x 0 aos 20', com o argentino Samuel subindo mais que Canini para testar de forma indefensável para Agazzi, que já havia sido instado a intervir em outra grande conclusão de Pandev aos 14' (os gols e os principais lances da partida, assim como entrevista com Pandev, podem ser visualizados no vídeo ao final do post).
Apesar do placar adverso, o Cagliari em momento algum esmoreceu e, aos 34', teve um gol mal anulado de Matri por suposto impedimento.
Jogando no 4-3-1-2, com Jeda no suporte dos atacantes Nenê e Matri, o Cagliari fez uma partida bastante digna e, além de ter terminado com ligeira superioridade na posse de bola (52,9%) e no vantaggio territoriale (52,54%), teve a falta de sorte de encontrar pela frente um excepcional Júlio César, que protagonizou uma defesa inacreditável aos 36', impedindo gol do também brasileiro Nenê (ao lado marcado por Santon - Puglia).
Veio o 2º tempo e a Inter de Mourinho logo desmontou qualquer tática que Allegri tenha proposto no intervalo, pois aos 2' o ataque nerazzurro voltou a funcionar e Milito (na foto mais abaixo saltando o zagueiro Canini - Puglia) deu números finais ao placar, 3 x 0 para a Beneamata!
Aliás, o trio ofensivo composto por Pandev, Eto'o e Milito foi um dos grandes destaques da partida, dando mostras a Mourinho que o holandês Sneijder pode sim ser substituído quando preciso.
Lógico, méritos também para o incansável Zanetti e para o setor defensivo como um todo, que, embora tenha contado com a ajuda do árbitro Gervasoni na equivocada anulação do gol de Matri, interrompeu a série de 18 partidas em que o Cagliari sempre marcou ao menos um gol.
E, apesar do placar um tanto dilatado, o time rossoblù, que não desistiu até o final, pode retornar à Sardenha ciente de que enfrentou uma equipe diferenciada, tanto que, neste momento, abriu + 10 do Milan e + 11 sobre a Roma!
Abaixo, o tabellino de uma delle migliori prestazioni stagionali dei nerazzurri:
Inter: Júlio César; Maicon, Cordoba, Samuel, Santon; Zanetti, Cambiasso, Thiago Motta (75' Mariga); Pandev, Milito (83' Balotelli), Eto'o (60' Muntari). All. Mourinho
Cagliari: Agazzi; Dessena, Canini, Astori, Agostini; Biondini (56' Barone), Conti, Lazzari, Jeda (83' Nainggolan); Nenê (60' Larrivey), Matri. All. Allegri.
Gols: 7' Pandev, 20' Samuel, 47' Milito.
Árbitro: Gervasoni.
Cartões amarelos: Thiago Motta e Milito.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Quem Vem Lá (Parte II) - Keirrison


Artilheiro do Brasileiro de 2008 ao lado dos experientes Washington e Kléber Pereira com 21 gols, o jovem atacante Keirrison foi a principal revelação do torneio e, no ano seguinte, foi contratado pelo Barcelona por cerca de € 15 milhões.
Porém, o K9 do Coritiba, com o qual foi campeão paranaense em 2008, não chegou a defender o clube blaugrana, sendo emprestado ainda em julho de 2009 ao português Benfica, depois de transcorrer o primeiro semestre do ano no Palmeiras.
Mas, ao contrário das expectativas, Keirrison não conseguiu um lugar no time dos Águias Encarnadas (ao lado - Record) e, desmotivado, passou até a treinar em separado.
Portanto, resta saber qual Keirrison a Fiorentina contratou, o oportunista artilheiro que surpreendeu os brasileiros ou o inconclusivo atacante que passou por Portugal?
Certo é que, se ficarem esperando um jogador com características semelhantes ao romeno Mutu, os tifosi gigliati terão uma grande decepção!

Marcadores: , , ,

Na Última Vez ...

Quem Vem Lá (Parte I) - André Dias


Paulista de São Bernardo do Campo, o zagueiro André Dias chega a Itália com o retrospecto de ter sido eleito o melhor zagueiro central do campeonato brasileiro nas últimas duas edições pela revista Placar, bem como o tricampeonato conquistado com o São Paulo de 2006 a 2008.
Aos 29 anos, dotado de uma técnica razoável e um físico granito (1,84 m por 80 kg), André Dias tem como revés o fato da pouca experiência internacional, pois apesar de estar acostumado com a disputa da Copa Libertadores da América, conta com apenas uma convocação para a seleção brasileira, tendo sido chamado por Dunga para o jogo contra o Chile pelas Eliminatórias, sem, contudo, ter entrado em campo.
Em sua carreira, depois de começar no Palestra da sua cidade natal, André Dias passou por Paraná, Flamengo e Paysandu até explodir no Goiás, de onde passou ao São Paulo (acima - Chiri) em 2006, onde formou uma segura dupla defensiva com o mais técnico Miranda, durante muito tempo cortejado pela própria Lazio.

Marcadores: , , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker