Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, maio 09, 2009

O Jogo Da TV (Parte II) - Lazio x Udinese



Se os anticipi deste sábado servirem como avant-premierè da final da Copa Itália, o torneio já tem campeão!
Afinal, a Sampdoria recebeu a Reggina e, mesmo com o técnico Mazzarri promovendo um grande turn-over, a equipe blucerchiata venceu por contundentes 5 x 0 (confira acessando o link 'Na Última Vez ...' ao final do post), enquanto a Lazio, quase completa, teve a visita da Udinese e ... perdeu por inapeláveis 3 x 1!
Se servir de atenuante para os Aquilotti, o time bianconero é muito superior tecnicamente ao amaranto e, a próxima quarta-feira, será outro dia!
Mas, neste sábado, a Udinese, jogando de amarelo e distribuída no habitual 4-3-3 de Marino (ao lado o chileno Sanchez contra Siviglia e Rozehnal - Inside), venceram porque souberam manter a concentração até o final e, com o espírito certo, transformaram as oportunidades criadas em um 2º tempo muito superior ao 1º.
Efetivamente, com a Lazio atuando no 4-4-2 sem Foggia, Pandev (lesionados) e Ledesma (suspenso), a 1ª etapa foi pouco movimentada, com os goleiros nada participativos.
No intervalo, Delio Rossi trocou o ala De Silvestri (protagonista de um lance discutível com Sanchez em que a Udinese reclamou uma penalidade máxima) pelo meia Brocchi, passando Lichtsteiner para a linha defensiva.
E a mudança tática logo surgiu efeito, com o jogo ficando più vivace e a Lazio encontrando seu gol aos 11', quando Zárate realizou uma bela jogada e serviu para Rocchi (à esquerda marcado por Domizzi - Bartoletti) acertar o ângulo da meta defendida por Handanovic.
Gol importante, vez que a equipe romana vinha de 2 jogos sem marcar e Rocchi, então, não balançava as redes adversárias havia 2 meses, mas não o suficiente para vencer a Udinese, que chegou ao empate aos 15', com o recém entrado Floro Flores disparando um tiro seco (e certeiro!) de fora da área.
Bem diferente dos primeiros 45', a partida prosseguiu franca e a Lazio teve a chance de voltar a comandar o marcador em duas jogadas de Zárate, mas a cobrança de falta aos 17' foi para fora e o violento chute aos 23' foi defendido por Handanovic.
No mesmo minuto, o brasileiro Matuzalem cometeu falta em Asamoah e o genial D'Agostino (ao lado contra Del Nero - Ap) não perdoou - bola no fundo das redes depois de tocar na trave esquerda de Muslera.
Aí, parece que as atenções da Lazio se voltaram todas à final da Coppa Italia e só deu Udinese, com Siviglia impedindo um golaço de Pepe aos 35', mas não aos 39', quando o experiente zagueiro cometeu pênalti em Floro Flores, convertido por Quagliarella.
No final, Brocchi foi expulso e Quaglia quase realizou um gol de placa, mas o travessão impediu que o delicioso pallonetto caísse dentro da meta laziale.
O tabellino da 5ª vitória friulana consecutiva (cujos melhores momentos podem ser vistos nos highlights abaixo):
Lazio: Muslera; De Silvestri (46' Brocchi), Siviglia, Rozehnal, Radu; Lichtsteiner, Dabo (71' Meghni), Matuzalem, Del Nero (57' Mauri); Zárate, Rocchi. All. Rossi.
Udinese: Handanovic; Isla, Zapata, Domizzi, Pasquale (86' Lukovic); Inler, D'Agostino, Asamoah; Pepe, Quagliarella, Sanchez (59' Floro Flores). All. Marino.
Gols: 56' Rocchi, 60' Floro Flores, 69' D'Agostino, 86' Quagliarella (pênalti).
Árbitro: Stefanini.
Cartões amarelos: Matuzalem, Brocchi e Siviglia.
Cartão vermelho: Brocchi.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte I) - Sampdoria x Reggina



No primeiro anticipo da 35ª rodada, contra uma Reggina muito motivada e que vinha de 7 pontos conquistados nos últimos 9 disputados, a Sampdoria, mais preocupada com a final da Copa Itália a ser disputada na próxima quarta, foi a campo com um time bastante modificado (inclusive sem Cassano) e ... goleou por 5 x 0!
Postada no 3-5-2, com Padalino e Ziegler (ao lado - Ap) como esterni di centrocampo e Marilungo no ataque ao lado de Pazzini, a Sampdoria, contra todos os prognósticos, começou devastadora, com o meia Dessena marcando aos 1' com um tiro rasteiro e angolato de fora da área.
Com Brienza e Ceravolo formando o tandem de ataque e Corradi inicialmente destinado à panchina, a Reggina sentiu o golpe e não conseguiu ameaçar a equipe blucerchiata, até porque aos 19' perdeu o zagueiro Valdez expulso por falta de último homem em Pazzini, lanciato in rete (na foto abaixo o lance que custou o cartão vermelho ao defensor uruguaio - Sampdoria).
Assim, não foi difícil para a Sampdoria ampliar, com o mesmo Dessena voltando a marcar de fora da área após um escanteio conquistado pelo jovem Marilungo (19 anos formado na própria Samp) aos 31'.
Tilt amaranto, com Delvecchio completando cruzamento de Ziegler aos 37', colocando 3 x 0 no placar a praticamente arquivando o cotejo antes mesmo do intervalo.
Veio o 2º tempo e o técnico Orlandi ainda ousou, lançando o avante Corradi (10 gols no campeonato) no posto do meia Barillà, passando a equipe ao 3-3-1-2 - mas antes de que qualquer mudança tática pudesse ser avaliada, a Samp fez mais dois gols: o 1º com Marilungo logo no início da ripresa, com o giovane attaccante totalmente esquecido pela retroguarda da Reggina dentro da pequena área após bela defesa de Puggioni; e o 2º obra de Pazzini, que finalizou jogada por ele mesmo começada, mas que terminou em seus pés depois que Marilungo não conseguiu finalizar.
Daí em diante foi uma longa espera pelo fischio finale do árbitro Trefoloni, com tempo para a estréia na Serie A do jovem defensor Vasco Regini (ao lado contra Barreto e Brienza - Sampdoria), de apenas 18 anos.
Um triste fim para uma Reggina que teve um mês de abril digno de inveja até para a capolista Internazionale - e logo pelas mãos de Walter Mazzarri, que conduziu a equipe de Reggio Calabria a três incríveis salvezze!
O tabellino:
Sampdoria: Castellazzi; Stankevicius, Gastaldello, Raggi (71' Regini); Padalino, Dessena, Delvecchio, Palombo (65' Franceschini), Ziegler; Pazzini (60' Mustacchio), Marilungo. All. Mazzarri.
Reggina: Puggioni; Lanzaro, Valdez, Santos (61' Cirillo); Adejo, Carmona, Barreto, Barillà (46' Corradi), Costa; Brienza, Ceravolo (86' Viola). All. Orlandi.
Gols: 1' Dessena, 31' Dessena, 37' Delvecchio, 46' Marilungo, 50' Pazzini (todos os gols podem ser visualizados nos highlights abaixo).
Árbitro: Trefoloni.
Cartões amarelos: Stankevicius, Dessena, Corradi e Ziegler.
Cartão vermelho: Valdez.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 35ª Rodada 2008/2009



Milan x Juventus, para alguns o verdadeiro Derby d'Italia e que é, obviamente, o 'Match Clou' da 35ª rodada da Serie A 2008/2009 - que será disputada neste final de semana, pode até decidir o título da atual temporada, mas, ao contrário das tradições das equipes diretamente envolvidas, em favor da ... Internazionale!
Embora o scudetto deva mesmo ir para Via Durini, a constatação não retira o brilho desse embate mais do que centenário (o primeiro encontro ocorreu em 27 de maio de 1900!) e que já decidiu uma Champions League.
Ademais, se não bastasse a rivalidade existente, ambas as equipes ainda lutam para assegurar participação na próxima UCL, necessitando muito dos pontos em disputa.
Para tanto, o mister rossonero Ancelotti poderá contar com Kaká e Dida, recuperados dos problemas físicos que os afligiram durante a semana.
Portanto, com o goleiro brasileiro (ao lado - Tanopress) na meta, a zaga milanista deve ser composta por Zambrotta (que é um ex, mais abaixo, à esquerda - New Press), Maldini, Favalli e Jankulovski, com Flamini, Pirlo e Ambrosini formando a primeira linha do centrocampo e o holandês Seedorf mais à frente, com Kaká ao lado de Inzaghi no ataque.
Na Juventus, Ranieri deve realizar algumas mudanças em relação ao time que não passou de um empate com o Lecce na última rodada, até porque, além dos vários Molinaro, Salihamidzic e Sissoko, que continuam contundidos, Mellberg e Nedved cumprirão suspensão.
Aliás, a Vecchia Signora, que está a 5 rodadas sem vencer, deve aparecer até com um esquema tático diverso, passando ao 4-4-2 com Buffon; Grygera, Legrottaglie, Chiellini e De Ceglie; Marchionni, Zanetti, Poulsen (uma das caras novas - mais abaixo - Insidefoto) e Giovinco; Amauri e Iaquinta.
Confronto realizado já 215 vezes, sendo 200 em competições oficiais e 73 pela Serie A com mando de campo do Milan, com predomínio rossonero considerando este último universo: são 25 vitórias do Milan, 17 da Juventus e outros 31 empates, inclusive na última temporada, quando o match terminou 0 x 0 (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2007/12/o-jogo-da-tv-parte-ii-milan-x-juventus.html).
Na edição anterior, disputada na temporada 2005/2006 (já que a Juventus disputou o campionato cadetto na stagione 2006/2007), sucesso do Milan por 3 x 1, com gols de Seedorf, Kaká, Pirlo e Trezeguet, com Zambrotta bianconero.
E o mesmo Trezeguet marcou o gol da última vitória juventina em Milão - 1 x 0 em 08 de maio de 2005.
Apesar desses gols recentes de Trezegol, o maior artilheiro do embate continua sendo o ítalo-brasileiro José Altafini, que realizou 6 gols (todos vestindo a camisa do Milan) entre 1959 e 1961 (4 foram marcados apenas na goleada de 5 x 1 de 12 de novembro deste último ano), seguido dos italianos Aldo Boffi e Roberto Bettega, ambos com 5 tentos.
Já o giocatore con più presenze é, sem maiores surpresas, Paolo Maldini, que, quando entrar em campo no domingo, deverá fazê-lo pela 22ª vez contra a Juventus no San Siro!
Como Il Bello Maldini deve encerrar sua carreira no final da temporada, que este seu último encontro contra a Juventus seja inesquecível!

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Atendendo a convocação da última quarta-feira, os amigos do Calcio Serie A participaram ativamente da 'L'Enigma' e registraram 17 palpites para o jogo destacado da 35ª rodada.
E, que jogo, afinal, é nada menos que o encontro entre os dois clubes mais vitoriosos da Itália, Milan x Juventus!
Sem maiores delongas, eis os placares consignados: 0 x 0 - Tiago Fontana; 0 x 1 - MP; 1 x 0 - Thiago (e também o Marra); 1 x 1 - Sérgio André; 0 x 2 - Brahma; 2 x 0 - Pai (e também o Raphael Zerlottini); 1 x 2 - Leonardo Redenção; 2 x 1 - Mafra (bem como o Prisma); 2 x 2 - Cyntia; 3 x 0 - Carlos Vidigal; 1 x 3 - Daniel Schneider; 3 x 1 - Michel Costa e 3 x 2 - Marcelo Vieira (assim como o JP).
Portanto, apesar da diversidade dos palpites, ninguém arriscou na repetição do resultado ocorrido em 06 de abril de 1997, quando a Juventus infligiu a maior goleada do encontro: 6 x 1 (na foto acima, Vieri, autor de uma doppietta naquele dia, contra o meia Boban - Guerin Sportivo).

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, maio 08, 2009

Título pode ser definido já nesta rodada


Neste final de semana ocorrerá a 35ª giornata da Serie A 2008/2009, com a capolista Internazionale podendo confirmar seu 17º scudetto e alcançar seu arqui-rival Milan no albo d'oro do campeonato italiano.
Mas isto é assunto para o domingo e a rodada começa no sábado, mais precisamente às 13h00 (horário de Brasília), com Sampdoria x Reggina, que terá transmissão da RAI.
Como a final da Copa Itália acontecerá na próxima quarta-feira, o técnico blucerchiato Mazzarri mandará a campo uma equipe bastante modificada, com Palombo, Pieri e Cassano partindo do banco contra a crescente Reggina, que deverá ter Brienza a suporto di Ceravolo no ataque.
Do lado doriano, o meia Delvecchio (ao lado - Insidefoto) e o atacante Pazzini devem ser as principais esperanças de gol.
Um pouco mais tarde (a partir das 15h30) entrará em campo a outra finalista da Tim Cup, a Lazio, que enfrentará a bianconera Udinese no Olimpico da capitale com cobertura da RAI e da TV Esporte Interativo.
Na manhã de domingo as atenções ficarão voltadas, é claro, para o confronto Chievo x Internazionale, que terá início no tradicional horário das 10h00 e transmissão da ESPN Brasil, RAI, SporTV e TV Esporte Interativo.
Para o confronto, o técnico clivense Di Carlo não poderá contar com os squalificati Langella e Pinzi, mas terá o ex Luciano (à esquerda - Calciatori) e, principalmente, o avante Pellissier em busca do 300º gol do Chievo na Serie A!
Já a Inter não terá seu avante e capocannoniere Ibrahimovic, suspenso, com Mourinho devendo postar o argentino Crespo como única punta, com Figo e Balotelli logo atrás.
No mesmo horário, jogam ainda Atalanta x Genoa; Cagliari x Roma (que será transmitido, em vt, às 12h00 pela SporTV e às 18h00 pela ESPN Brasil); Catania x Fiorentina; Lecce x Napoli; Siena x Palermo e o match salvezza Torino x Bologna.
Fechará a rodada o aguardadíssimo e, obviamente, 'Match Clou' Milan x Juventus, que terá transmissão da ESPN e da RAI a partir das 15h30.
Será que já vai ter festa em Via Durini?

quarta-feira, maio 06, 2009

L'Enigma


Domingo tem Milan x Juventus e outro não poderia ser o cotejo da 'L'Enigma', que quer saber como vai terminar o duelo entre os dois clubes mais titulados da Serie A?
Vale lembrar a regra: a cada semana, o primeiro leitor que registrar o palpite correto da partida escolhida pela 'L'Enigma' soma 1 (um) ponto e, alcançada a marca de 10 (dez) pontos, o felizardo leva os prêmios - uma flâmula oficial da Internazionale (igualzinha a da imagem abaixo, medindo 28 x 20 cm) e um exclusivo certificado do Calcio Serie A.
Atualmente, o score está assim: 1º JP e Leonardo Mafra (3 pts); 3º Michel Costa (2) e 4º Lucas, Marra e Raphael Zerlottini (1).
Portanto, a disputa está totalmente em aberto!
Sugestão? Tomara que não, mas no dia 1º de dezembro de 2007 o confronto terminou 0 x 0 (na foto mais acima, Del Piero entre Nesta e Bonera - Ap), com a Inter terminando o torneio campeã, a Juventus em 3º e o Milan em ... 5º!
Vamos participar!

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, maio 05, 2009

Momento Panini - Sergio Pellissier


Se o rossonero Filippo Inzaghi está na crista da onda por ter realizado 5 gols na Serie A somente no mês de abril e por estar sendo determinante na rimonta milanista, o que dizer de Sergio Pellissier, que comemorou nada menos do que 6 gols no mesmo período com a camisa do Chievo que, em pouco tempo, deixou a lanterna da competição para figurar em uma posição de relativa tranquilidade?
Nascido aos 12 de abril de 1979 em Aosta, no extremo noroeste italiano, quase que na fronteira com a França, Pellissier começou sua carreira no Torino, com o qual até estreou na Serie B, disputando uma única partida na temporada 1997/1998.
Emprestado ao Varese para ganhar experiência, Pellissier se destacou naquela que foi uma das melhores campanhas da equipe biancorossa nos últimos tempos, chegando ao play-off da Serie C1 sob o comando de Mario Beretta no campeonato 1999/2000.
Dotado de grande velocidade e habilidade, Pellissier não passou despercebido dos dirigentes do Chievo, então apenas uma equipe do quartiere homônimo da cidade de Verona e há apenas 6 anos na Serie B, sem grande destaque.
Considerado ainda muito imberbe para os disputados jogos do torneio cadetto, Pellissier foi emprestado ao Spal em janeiro de 2001, tendo retornado ao Chievo após a temporada 2001/2002, quando realizou 14 gols em 30 partidas na Serie C1.
Nesse meio tempo, a sociedade clivense conquistou uma surpreendente promoção à Serie A e, mais incrível ainda, um 5º posto logo em sua temporada de estréia!
Assim, aos 23 anos, Topolino (por causa de suas orelhas e do formato do nariz) fez sua estréia na Serie A partindo como titular na 3ª rodada (que, cronologicamente, foi a 2ª!) da temporada 2002/2003, postado como esterno destro na derrota de 2 x 1 para o Brescia de Baggio e Mazzone em Verona, dando lugar, no intervalo, ao atacante Cossato.
Ao final do campeonato, a 7ª colocação alcançada pela equipe gialloblù teve muito da contribuição de Pellissier (a figurinha acima foi extraída do álbum da temporada 2002/2003), autor de 5 gols em 25 presenças.
Sempre mesclando jovens valores com alguns atletas mais experientes, o Chievo, com o passar dos anos, se transformou em uma realidade da Serie A e chegou mesmo à Champions League com 0 4º lugar do campeonato 2005/2006 (posição essa que, a bem da verdade, foi alcançada apenas devido as punições aplicadas decorrentes do Calciopoli).
Junto com a evolução do sodalizio clivense, Pellissier, seja como meia ou como secunda punta, também foi somando admiradores, a ponto de ser cortejado por diversos clubes de maior tradição, inclusive a biancoceleste Lazio.
Mas, a reboque da Champions League (da qual o Chievo acabou eliminado pelos búlgaros do Levski Sofia ainda no Primo Turno Preliminare) veio também o descenso à Serie B, não obstante os 9 gols anotados por Pellissier, capocannoniere da equipe pelo 3º ano consecutivo (mesmo tendo companheiros como Amauri, que no campionato 2005/2006 fez 11 gols, enquanto Topolino 13!).
Mais uma vez apontado como uomo-mercato, Pellissier rejeitou todas as ofertas recebidas desejoso de capitanear o Chievo de volta à Serie A e não se importou de disputar o campionato cadetto na temporada 2007/2008, terminado com o Chievo campeão e Topolino com 22 gols anotados, recorde para um jogador clivense.
Capitão do Chievo desde a saída do zagueiro Lorenzo D'Anna em 2007, Pellissier é, atualmente, também o maior artilheiro da história da equipe na Serie A com 49 gols anotados e um dos mais presentes, totalizando até aqui 189 presenças, enquanto o alfiere é o lateral Salvatore Lanna, hoje no Bologna, com 199 aparições com a maglia gialloblù.
Porém, se continuar mantendo o nível das últimas aparições (a figurinha acima é a do atual campeonato), será quase impossível para o presidente Luca Campedelli manter o seu astro para a próxima temporada...

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, maio 04, 2009

'B' Em Pílulas


* No principal embate da rodada, Bari e Empoli ficaram no 0 x 0, resultado que manteve os Galletti com 5 pontos de vantagem sobre o Parma;
* Isso porque os Ducali também não foram além de um empate em 3 x 3 com o penúltimo colocado Avellino;
* Foi uma partida realmente espetacular no Partenio, com todos os gols ocorrendo no 2º tempo: Troest (P - ao lado - Parma), Aubameyang (A), Reginaldo (P), Morrone (P), Babú (A) e Ciotola (A) construiram o marcador;
* Gol de brasileiro também em Pisa 2 x 0 Ancona, com Trevisan e Joelson marcando para os nerazzurri;
* Mais um brasileiro que marcou na rodada foi o atacante Eder, que fez o gol do Frosinone no empate de 1 x 1 com o Sassuolo, tendo Noselli anotado o dos mandantes;
* Empate em 1 x 1 também no match Albinoleffe x Brescia, com gols de Ruopolo (A) e Possanzini (B);
* Vitória importante (e suada) foi a do Livorno sobre a Salernitana, com o zagueiro Miglionico e o atacante Tavano realizando os tentos já no finalzinho da partida;
* Aliás, com mais este gol, Tavano chegou aos 22 no campeonato e se consolidou como capocannoniere do torneio até aqui;
* Cada vez mais próximo da Lega Pro está o Avellino, que nesta 38ª rodada perdeu para o Mantova por 3 x 1, com direito a tripletta do avante Godeas.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


A 34ª rodada da Serie A 2008/2009, disputada neste final de semana, foi muito boa para os times de Milão, que venceram seus compromissos com alguma facilidade (vide a coluna 'O Jogo Da TV', Partes II e III) e se consolidaram nas duas primeiras colocações da tábua de classificação.
Já a Juventus, que teoricamente tinha pela frente o adversário mais fácil, completou seu 5º jogo seguido sem vitória ao ficar em um decepcionante 2 x 2 com o Lecce em plena Turim.
Mesmo contando com o retorno de Amauri desde o início (ao lado o brasiliano marcado pelo difensore Esposito - Getty Images) e ainda com Del Piero e Iaquinta em campo, a Juve partiu em ritmo muito lento e foi o time giallorosso que largou na frente com um gol (in sospeto fuorigioco) de Konan aos 11'.
A Vecchia Signora, mesmo sem convencer, ainda conseguiu a virada com uma doppietta da Furia Ceca Nedved, mas no final, em pleno recupero, sucumbiu ao 7º tento do argentino Castillo no campeonato, que valeu um importantíssimo (e merecido) ponto ao Lecce.
Mais do que a falta de jogo bianconero, o preocupante é a evidente distensão do técnico Ranieri com alguns jogadores, inclusive com os influentes Buffon, Camoranesi e Del Piero.
Com mais este tropeço da Juve, quem começa a sonhar com o terzo posto é a Fiorentina, que não fez uma apresentação brilhante, mas jogou o suficiente para derrotar o periclitante Torino por 1 x 0, tento do lateral Vargas (à esquerda - La Presse), que já havia marcado na rodada antecedente.
Encostado na Viola vem o Genoa, que venceu o Derby della Lanterna com autoridade (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/05/o-jogo-da-tv-parte-iv-genoa-x-sampdoria.html).
Nada bem foi a Roma, que, vindo de uma pesante sconfitta frente a Fiorentina, não passou de um 0 x 0 casalingo com o Chievo neste final de semana, embora tenha o atenuante do arqueiro clivense Sorrentino ter sido o grande destaque da partida com, pelo menos, 3 grandes defesas.
De qualquer modo, a contestação dos tifosi romanisti durante toda a partida foi também bastante contudente, poupando apenas Totti (abaixo o desespero do Pupone depois de uma chance desperdiçada - Getty Images), De Rossi e Brighi.
Muito melhor foi o Palermo, que encostou na Lupa Capitolina goleando o Cagliari por 5 x 1, tentos de Migliaccio, Miccoli, Tedesco, Cavani e Succi, tendo o brasileiro Jeda marcado o de honra da equipe treinada por Allegri.
Outra vitória com ampla vantagem foi da Udinese sobre a Atalanta, 3 x 0, gols de Quagliarella (2) e Pasquale.
Mais disputado foi o confronto Siena x Napoli, terminado 2 x 1 para os mandantes, que marcaram na 1ª etapa com Kharja e Maccarone, com o brasileiro Piá descontando para a equipe partenopea no 2º tempo.
Por fim, abrindo a rodada, a Reggina embolou a zona retrocessione ao vencer, fora de casa, o Bologna por 2 x 1 (confira http://calcioseriea.blogspot.com/2009/05/o-jogo-da-tv-parte-i-bologna-x-reggina.html).
Posto isto, eis a classificação atualizada: 1º Internazionale (77 pts); 2º Milan (70); 3º Juventus (66); 4º Fiorentina (61); 5º Genoa (60); 6º Roma (53); 7º Palermo (52); 8º Cagliari (49); 9º Udinese (48); 10º Lazio (47); 11º Atalanta (44); 12º Napoli (42); 13º Sampdoria (41); 14º Siena (40); 15º Catania (40); 16º Chievo (35); 17º Torino (30); 18º Bologna (29); 19º Lecce (28) e 20º Reggina (27).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, maio 03, 2009

O Jogo Da TV (Parte IV) Genoa x Sampdoria



O posticipo da 34ª rodada da Serie A 2008/2009, disputado no estádio mais inglês da Itália (o Luigi Ferraris), foi uma gara no melhor estilo derby, marcada por um agonismo incontenibile do início ao fim e com um herói impredibile: Diego Milito!
Protagonista indiscutível de um cotejo muitíssimo disputado, no qual em determinados momentos as equipes até exageraram (o árbitro Morganti teve que distribuir 10 cartões amarelos e 3 vermelhos!), El Principe anotou a tripletta que redundou no sucesso rossoblù que não ocorria, na Serie A, desde 1995.
Mas foi a Sampdoria que começou melhor, atuando no 3-5-2 com o perigoso tandem ofensivo formado por Cassano e Pazzini, sufocando i cugini com uma pressão muito forte baseada no domínio de bola.
Daí, foi da Samp as melhores chances no início da partida, com Pazzini (acima contra Ferrari - New Press) aos 3' e, algum tempo depois, com Cassano aos 27'.
O Genoa, então, distribuído no 3-4-3 predileto de Gasperini, cresceu e Milito começou a aparecer, desferindo um perigoso chute defendido por Castellazzi aos 29' e, aos 30', aproveitando uma conclusão de Biava após um escanteio para, a poucos centímetros da linha do gol (mas em posição regular), fazer 1 x 0.
O Grifone aproveitou a vantagem no placar para procurar diminuir o ritmo da partida, até então bastante elevado, inclusive recorrendo ao expediente faltoso para parar Cassano, mas a Sampdoria, em vantagem numérica no centrocampo, conseguiu ainda assim empatar antes do intervalo, com o zagueiro argentino Campagnaro aproveitando um rimpallo para tocar na saída do arqueiro Rubinho.
No 2º tempo, o jogo recomeçou com ambas as equipes bem abertas, buscando o gol adversário, cabendo a Sammarco mandar por cima do travessão uma excelente oportunidade - que poderia ter mudado o destino da partida - logo aos 3'.
E como em todo derby que se preze, l'agonismo continuou alto e foi exatamente em um lance que começou truncado, com Campagnaro chutando a bola em cima de um adversário, que Milito (acima protegendo a bola de Accardi - New Press) aproveitou para colocar o Genoa novamente na frente aos 28'.
Depois do segundo gol do avante rossoblù a partida ficou ainda mais nervosa, com direito a confusão entre os jogadores e expulsão de Ferrari após a primeira rissa e de Campagnaro e Thiago Motta (abaixo contra Cassano - New Press) após a segunda, já nos acréscimos.
Mesmo com um homem a menos, o Genoa aproveitou o espaço no campo e o avanço blucerchiato para matar a partida aos 48', quando Milanetto escapou de uma falta violenta no meio de campo e serviu Palladino, que correu por todo o campo adversário sem encontrar um doriano pela frente senão o goleiro Castellazzi, que ficou vendido quando o avante ex Juventus serviu para Milito marcar um dos gols mais fáceis de sua carreira e entrar para a história com uma tripletta no 100º Derby della Lanterna!
O tabellino do histórico confronto ficou assim:
Genoa: Rubinho; Biava (83' Papastathopoulos), Ferrari, Bocchetti; Rossi (61' Mesto), Thiago Motta, Juric, Criscito; Sculli (68' Milanetto), Milito, Palladino. All. Gasperini.
Sampdoria: Castellazzi; Campagnaro, Lucchini (60' Gastaldello), Accardi; Raggi (68' Padalino), Sammarco (57' Delvecchio), Palombo, Franceschini, Pieri; Pazzini, Cassano. All. Mazzarri.
Gols (que podem ser visualizados nos highlights abaixo): 30' Milito, 48' Campagnaro, 73' Milito, 93' Milito.
Árbitro: Morganti.
Cartões amarelos: Criscito, Ferrari, Sammarco, Lucchini, Biava, Delvecchio, Cassano, Franceschini, Gastaldello e Rubinho.
Cartões vermelhos: Ferrari, Campagnaro e Thiago Motta.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Catania x Milan



Contra um Catania pouco interessado (o clube há muito não corre risco de rebaixamento e tampouco almeja uma vaga nas competições européias), o Milan chegou, com facilidade, a sua 5ª vitória consecutiva e, diante do novo tropeço da Juventus, abriu 4 pontos de vantagem sobre a adversária na luta pelo 2º posto na Serie A.
Fazia tempo que o time de Via Turati não vencia o símile etneo em plena Sicília (a última vitória rossonera em Catania ocorrera quarentacinque anni atrás, mais precisamente no dia 08 de março de 1964, quando um gol de Altafini decidiu o cotejo), mas, conduzido por um Kaká em grande dia, o Milan não deu qualquer chance ao adversário, terminando a partida com 66% da posse de bola e incríveis 785 palle giocate, contra apenas 394 do Catania.
Aliás, a bem da verdade, Gli Elefanti só estiveram perto de balançar as redes da meta defendida por Dida uma única vez e ... por culpa de Favalli, que acertou a trave de seu próprio goleiro aos 7' ao tentar cortar uma cabeçada do uruguaio Martinez após escanteio cobrado por Mascara.
Só que o Milan, distribuído no 4-3-2-1 com Kaká ao lado de Seedorf e atrás do solito Inzaghi, respondeu quase imediatamente, com Maldini aproveitando um corner de Beckham e exigindo um salvataggio de Izco sobre a linha aos 11'.
A partir daí e sob uma forte chuva, começou il netto dominio della formazione milanese, com Pirlo verdadeiro metronomo (o regista realizou 94 passaggi em toda a partida!) e Kaká infalível em suas acelerações.
E foi assim que, aos 27', Kaká disparou pela direita e serviu Inzaghi dentro da área (na foto mais acima, enquadrado os dois rossoneri - New Press), com Pippo dominando e tocando na saída do jovem goleiro Kosicky para fazer seu 151º gol na Serie A e 1 x 0 Milan!
Antes de ir para o intervalo, Inzaghi ainda teve outra grande oportunidade (desta vez servido por Pirlo) para ampliar, mas testou para fora (este e outros lances, além dos gols, podem ser visualizados nos highlights ao final do post).
Das tribunas, vez que squalificato, Zenga sacou o argentino Izco e voltou para o 2º tempo com o mais sostanzioso Tedesco em seu lugar, que começou já disparando um tiro que passou com algum perigo ao lado de Dida.
Mas aí, ainda os 7', Seedorf lançou Ambrosini que, da linha de fundo, cruzou na cabeça de Beckham, com Kosicky impedindo o gol do inglês mas não o de Kaká (acima contra o argentino Silvestre - Reuters), que só teve o trabalho de antecipar ... Inzaghi para fazer 2 x 0.
Com o Catania totalmente nocauteado, começou o show de gols perdidos de SuperPippo, que desperdiçou várias chances (além de acertar uma bola na trave) até ser substituído por Pato (abaixo perseguido por Stovini - New Press), aos 29'.
No final, espaço até para a estréia do jovem terzino Mattioni, ex Grêmio.
O tabellino:
Catania: Kosicky; Silvestri, Silvestre, Stovini, Capuano; Carboni (63' Llama), Biagianti, Izco (46' Tedesco); Mascara (82' Spinesi), Martinez, Morimoto. All. Zenga.
Milan: Dida; Zambrotta, Maldini, Favalli, Jankulovski; Beckham (79' Bonera), Pirlo, Ambrosini, Seedorf, Kaká (89' Mattioni); Inzaghi (74' Pato). All. Ancelotti.
Gols: 27' Inzaghi, 52' Kaká.
Árbitro: De Marco.
Cartões amarelos: Jankulovski, Beckham, Morimoto e Biagianti.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que 60 squadre participaram da Serie A desde que foi instituído o campionato a girone unico na temporada 1929/1930?
* Que, destas equipes, 45 já terminaram ao menos uma vez como o peggior attacco, sendo que o Bari lidera esse quesito terminando em nada menos do que 8 temporadas como o pior ataque do certame?
* Que 48 equipes diferentes já foram detentoras da pior defesa da Serie A (acima, o Napoli 1962/1963, que sofreu 59 gols e acabou rebaixado - Panini) em pelo menos uma vez, sendo a estatística liderada por Palermo, Pescara e Udinese, 4 volte cada?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker