Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, fevereiro 28, 2009

O Jogo Da TV (Parte II) - Juventus x Napoli



Não foi uma atuação brilhante, mas a Juve fez o seu dever e venceu um esforçado, mas pouco concreto Napoli no anticipo serale da 26ª rodada, passando a pressão à Internazionale, que amanhã tem um difícil compromisso contra a Roma no 'Match Clou' da giornata.
Com a Juventus disposta no 4-4-2 com Marchionni e Giovinco como esterni e Del Piero e Trezeguet na frente e o Napoli no habitual 3-5-2 de Reja com Montervino no posto de Maggio e Pazienza no de Gargano, a partida começou em ritmo não muito elevado, com as defesas colocando os ataques em impedimento até que, aos 15', começaram as emoções com grande parata de Navarro em conclusão à queima-roupa de Trezeguet, com Giovinco ainda mandando a bola para fora no rebote (este e outros lances importantes podem ser visualizados nos highlights ao final do post).
A equipe bianconera continuou melhor e mais bem organizada em campo, mas parecendo desgastada diante do compromisso jogado pela Champions League, o que permitiu ao Napoli crescer e quase marcar em bonita jogada que começou com Hamsik, passou por Vitale e Denis, com o argentino devolvendo ao eslovaco de calcanhar dentro da área - só mesmo a saída oportuna de Buffon para evitar o gol!
Aí, quando parecia que o 1º tempo ia terminar nulo, eis que o danese Poulsen tocou para seu companheiro de reparto Marchisio e o jovem bianconero chutou de primeira - a bola tomou o rumo da linha de fundo, mas desviou em Blasi (acima contra Del Piero - La Presse) e acabou entrando no contra-pé do arqueiro Navarro.
No 2º tempo, o Napoli, com Datolo (ao lado contra Salihamidzic - Grazia Neri) no lugar de Montervino, foi mais incisivo, mas continuou pouco eficaz, com Lavezzi e Denis bem aquém daquela dupla infernal do início do campeonato.
A Juventus, por sua vez, percebendo a pouca lucidez partenopea, jogou a etapa complementar de forma a reduzir ao mínimo os riscos, partindo apenas nos contra-ataques, com Ranieri reforçando o meio de campo com a entrada de Salihamidzic no lugar de Giovinco e transformando Marchionni em trequartista, com Amauri formando a dupla de ataque com Trezegol.
Ainda assim, no forcing finale, a torcida bianconera tomou um grande susto quando Lavezzi (abaixo marcado por Marchionni - Grazia Neri), aos 43', empurrou a bola para o fundo das redes do gol defendido por Buffon - mas, para alívio dos cerca de 25.000 spettatori presentes, o árbitro Ayroldi invalidou o gol anotando impedimento de Cannavaro no lance precedente.
Segue o tabellino do 8º k.o. esterno consecutivo do time de Reja:
Juventus: Buffon; Grygera, Legrottaglie (73' Mellberg), Chiellini, Molinaro; Marchionni, Poulsen, Marchisio, Giovinco (63' Salihamidzic); Trezeguet, Del Piero (69' Amauri). All. Ranieri.
Napoli: Navarro; Santacroce, Cannavaro, Contini; Montervino (46' Datolo), Blasi, Hamsik, Pazienza (78' Russotto), Vitale (78' Aronica); Lavezzi, Denis. All. Reja.
Gol: 44' Marchisio.
Árbitro: Ayroldi.
Cartões amarelos: Legrottaglie e Chiellini.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte I) - Lazio x Bologna



O argentino Zárate, uma das sensações do início da temporada mas que vinha em um incômodo jejum que perdurava desde meados de dezembro, voltou a ser devastante e contra o Bologna no anticipo da 26ª rodada realizou a doppietta decisiva.
O 2 x 0 final acabou sendo um resultado justo ou, nos dizeres da Gazzetta dello Sport, "la fotografia migliore della partita, quasi dominata dai biancocelesti".
Também a resurrezione de Maurito Zárate (à direita contra o uruguaio Britos - La Presse) foi merecida, vez que o argentino, embora tenha pecado por excesso de individualismo (uma sua característica), realizou uma grande atuação, comprovada numericamente: 38 passaggi (uma ótima média para um atacante - Di Vaio, por exemplo, realizou apenas 24) e 7 tiri totali, sendo 4 in porta.
Sem vencer havia 2 meses no Olimpico, Delio Rossi optou pelo 4-3-3 com De Silvestri e Kolarov como alas e o brasileiro Matuzalem (abaixo, à esquerda, contra Mingazzini - La Presse) no meio, com Pandev, Zárate e Foggia compondo o reparto ofensivo - aproveitando lo stesso modulo di sei giorni fa, quando a Lazio reencontrou a vitória em Lecce.
E, em um início tutto laziale, destaque para o mancino Foggia, que literalmente fez o que quis em cima do ex di turno Belleri pela ala esquerda.
Já o Bologna, distribuído em um 4-5-1 com outro ex, o capocannoniere Di Vaio, muito isolado na frente, só conseguiu criar uma chance concreta de gol aos 33', quando Rodriguez cabeceou para defesa de Muslera aproveitando cruzamento de Valiani.
Curiosamente, foi em seguida a essa descida do Bologna que a Lazio chegou ao gol, com o argentino Zarete cobrando falta com perfeição, deixando o veterano Antonioli totalmente imóvel (lamentável apenas a comemoração do atacante laziale, com direito a gesto pouquíssimo educado para sua própria torcida).
O time rossoblù até mostrou algum ímpeto para buscar imediatamente a reação, mas o 1º tempo terminou como começou - com a Lazio mandando!
Daí, Mihajlovic resolveu voltar para o 2º tempo com mais sustância no centrocampo (Mutarelli, um ex muito disposto a mostrar serviço) e com um partner no ataque para Di Vaio (o experiente Marazzina).
Até que funcionou, com o Bologna fazendo uma etapa final mais pimpante, chegando a terminar a partida até com maior posse de bola (51,7%), mas insuficiente para causar maiores transtornos ao uruguaio Muslera, que passou quase todo o jogo despreocupado.
Do outro lado, Pasqualino Foggia continuou seu show particular e a Lazio, depois de um começo de 2º tempo sotto tono, voltou a dominar as ações a partir da entrada de Tommasino Rocchi aos 24'.
E, foi de uma tabelinha entre Zárate e Rocchi que a Lazio chegou ao 2 x 0, com o argentino tocando deliciosamente na saída de Antonioli (ao lado a festa de Zárate e Rocchi - Ap).
O brasileiro Coelho (que entrou no decorrer da partida) e Rocchi ainda tiveram boas oportunidades de mais uma vez mexer no placar, mas ... a fotografia já estava tirada!
O tabellino:
Lazio: Muslera; De Silvestri, Siviglia, Cribari, Kolarov; Brocchi (79' Manfredini), Ledesma, Matuzalem (74' Dabo); Pandev (69' Rocchi), Zárate, Foggia. All. Rossi.
Bologna: Antonioli; Belleri, Britos, Terzi, Lanna; Valiani (46' Mutarelli), Mudingayi (80' Coelho), Volpi, Mingazzini, Rodriguez (46' Marazzina); Di Vaio. All. Mihajlovic.
Gols: 36' Zárate, 81' Zárate.
Árbitro: Russo.
Cartões amarelos: Mingazzini, Terzi, Cribari, Foggia e Belleri.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 26ª Rodada 2008/2009



O Derby d'Italia é o embate Internazionale x Juventus, mas nos últimos anos nenhum confronto tem sido tão especial quanto Inter x Roma, o 'Match Clou' desta 26ª rodada.
Afinal, se o clube de Via Durini conquistou os últimos 3 campeonatos italianos, teve a Lupa Capitolina como sua principal contendente nessas temporadas, rivalidade essa também vista na Copa Itália, onde Inter e Roma decidiram, diretamente, as últimas 4 edições.
E, mesmo com os giallorossi não conseguindo reeditar as campanhas dos últimos campeonatos, principalmente devido a um começo muito titubeante, não resta dúvida alguma que o confronto deste domingo é de grande importância para as pretensões nerazzurri de conquistar mais um scudetto.
Para o duelo deste domingo, Mourinho promete algumas alterações em relação a equipe que começou contra o Bologna no último sábado e também contra o Manchester United na terça, sendo a principal a entrada do meia Vieira (ao lado - Insidefoto), que deverá formar com os argentinos Cambiasso e Zanetti a linha mediana, com Stankovic aparecendo mais à frente, na posição que foi ocupada por Muntari na última rodada da Serie A.
No ataque, Ibrahimovic e Adriano devem começar como titulares, formando uma dupla que tem tudo para ser letal, mas que até agora não entusiasmou nem a torcida e nem o allenatore.
Na defesa, protegendo o cada vez mais importante Júlio César, Maicon e Santon devem ser os laterais, com a novidade aparecendo na zaga, onde o ex Chivu (abaixo, à esquerda - Insidefoto) deve formar ao lado de Cordoba.
Na Roma, Spalletti tem mais problemas que seu colega nerazzurro para montar a equipe, já que Cassetti, Juan, Aquilani e Perrotta estão contundidos e não serão sequer relacionados.
De Rossi, Pizarro, Vucinic, Totti e Cicinho, por sua vez, não estão no melhor da forma física e apenas no domingo terão suas presenças confirmadas ou não, com os 3 primeiros com grandes chances de começar jogando.
Assim, no agora habitual 4-3-1-2 romanista, o goleiro Doni deve ter a sua frente o quarteto Motta, Mexes, Panucci (finalmente reintegrado ao plantel) e Riise, com Taddei, De Rossi e Brighi aparecendo no meio de campo, que deverá ter o chileno Pizarro (mais abaixo - Insidefoto) na função de trequartista, com Júlio Baptista e Vucinic compondo o ataque e Totti partindo, muito provavelmente, do banco.
Mesmo sem Er Pupone, o jogo promete muitos gols, até porque a média histórica do confronto é de 2,82 tentos por partida, pois nos 75 confrontos antecedentes a Inter foi às redes 141 vezes e a Roma 71.
Com tamanha vantagem, não é de estranhar que o artilheiro do embate seja um interista doc - Alessandro Altobelli, que balançou as redes da Roma em 11 ocasiões entre 1978 e 1988 (curiosamente, Spillo marcou pela primeira vez em um 4 x 2 e em outro 4 x 2 fez seu último gol contra a Roma).
Ao total, são 41 vitórias da Inter, 22 empates e 12 vitórias da Roma, que, porém, venceu duas vezes desde o último sucesso nerazzurro, que aconteceu em 12 de fevereiro de 2005, quando uma doppietta de Mihajlovic decidiu a partida para a equipe então treinada por Roberto Mancini.
Na última temporada, empate em 1 x 1, com gols de Totti e do capitano Zanetti no finalzinho (para maiores informações, vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/02/o-jogo-da-tv-parte-ii-internazionale-x.html).
Antes, sucessos da Roma por 3 x 1 (em 18 de abril de 2007, gols de Perrotta, Materazzi, Totti e Cassetti) e 3 x 2 (em 26 de outubro de 2005, tentos de Montella e doppiette de Totti e Adriano).
Que a história continue!

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Desta vez, Lady Cyntia foi mais rápida e cravou Inter 2 x 1 Roma, dando nome até aos gols nerazzurri: Ibra e Cambiasso.
Será? É bom lembrar que nossa querida amiga levou, com méritos, todos os prêmios até hoje concedidos pelo Calcio Serie A...
Bem, 2 x 1 foi o placar que ocorreu em 30 de janeiro de 2000, quando Vieri, Aldair e Baggio marcaram (na foto acima o gol que abriu a contagem, marcado por Bobone - Inter) em partida na qual a Inter formou com vários rossoneri: Baggio, Panucci, Seedorf, Simic e o próprio Vieri!
Além do placar registrado pela Cyntia, também estão valendo: 0 x 1 - Daniel Schneider; 1 x 0 - Leonardo; 1 x 1 - Michel Costa; 1 x 2 - JP; 2 x 0 - Tiago; 2 x 2 - Lucas; 3 x 1 - Raphael Zerlottini e 3 x 2 - Rafael.
Boa sorte e bom jogo!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Fim de semana terá grandes jogos


A 26ª giornata da Serie A 2008/2009, que será disputada neste final de semana, promete muita emoção e está recheada de grandes jogos!
O ápice será, como de costume, o posticipo de domingo a noite na Itália, o 'Match Clou' Internazionale x Roma, que terá transmissão da ESPN Brasil, SporTV, RAI e TV Esporte Interativo a partir das 16h30 no horário de Brasília.
Mas as emoções começam no sábado, quando o capocannoniere Di Vaio enfrentará o clube que o revelou em Lazio x Bologna, com início às 14h00 (sempre horário de Brasília) e cobertura, ao vivo, de ESPN, SporTV e RAI.
Um pouco mais tarde, com início às 16h30, o imperdível Juventus x Napoli, confronto repleto de rivalidade e que deverá ter Trezeguet (ao lado - Insidefoto) formando dupla ofensiva com Iaquinta, com Amauri e Del Piero partindo da panchina.
No domingo, no horário das 11h00, será a vez de acompanhar Sampdoria x Milan, que terá cobertura da ESPN, RAI e TV Esporte Interativo.
Para o jogo, Ancelotti, pressionado pela precoce eliminação do Milan na Copa U.E.F.A., deverá escalar os brasileiros Ronaldinho e Pato, que provavelmente ainda terão a companhia de Inzaghi no ataque.
Em Gênova o clima não é muito diferente, vez que a Samp vem fazendo uma campanha muito aquém na temporada. Contestado, Mazzarri deverá escalar o seu perigoso tandem Cassano-Pazzini (à esquerda - Andreoli) no ataque.
No mesmo horário, jogam ainda Atalanta x Chievo; Cagliari x Torino; Palermo x Catania (sensacional Derby siciliano); Reggina x Fiorentina; Siena x Genoa e Udinese x Lecce.
Para quem perder algo, Lazio x Bologna será atração da SporTV às 06h00 de domingo, Sampdoria x Milan da ESPN Brasil às 20h30 do mesmo dia e Internazionale x Roma será apresentada em VT pela ESPN às 0h00 da segunda-feira, pela ESPN Brasil às 04h00 e pela SporTV2 às 04h30.
Pouco? A RAI ainda transmitirá o cotejo Triestina x Pisa, válido pela Serie B, no sábado começando às 12h00!

quinta-feira, fevereiro 26, 2009

A Itália Na Europa


Nada está perdido, mas a participação italiana nos jogos de ida das 8ªs de final da Uefa Champions League foi decepcionante, bastando registrar que Inter, Juventus e Roma não conseguiram anotar um mísero golzinho sequer.
E, quem ficou mais aquém nas expectativas foi a Internazionale, curiosamente a única do trio que não perdeu, mas também a única que jogou em casa.
Diante de um San Siro tomado, que registrou um incasso record di circa 3 milioni e 500 mila euro, a Inter foi totalmente dominada pelo Manchester United e só não saiu derrotada por causa da atuação sensacional de Júlio César (ao lado antecipando, por muito pouco, o perigoso Rooney - Reuters), certamente o melhor em campo.
Portanto, no aguardado duelo Ferguson x Mourinho, ampla vantagem para o escocês, que, postando Cristiano Ronaldo e Park de um lado e Evra e Giggs do outro, sufocou a squadra nerazzurra, que passou praticamente toda a partida se defendendo, deixando Adriano e Ibrahimovic praticamente órfãos na frente.
De qualquer maneira, embora o futebol apresentado nesta terça não seja muito auspicioso, é bom lembrar que qualquer empate com gols em Manchester dá a vaga à Inter.
Em Londres, mais precisamente no Emirates Stadium, a Roma, com Loria no centro da zaga no posto do infortunato Juan, também não jogou bem e foi nitidamente dominada pelo Arsenal, que, porém, confirmou a grande dificuldade de converter as oportunidades em gol e venceu apenas por 1 x 0, tento do holandês Van Persie cobrando pênalti cometido por Mexes (acima o lance capital - Reuters).
Com Totti longe de sua melhor condição física e Júlio Baptista falhando em sua prova de ex, a Lupa Capitolina teve parcos minutos de solidez, em especial no meio de campo, onde os franceses Diaby e Nasri foram padroni.
Ainda assim, os Gunners não se mostraram adversários fora da alçada romanista, que não poderão contar com De Rossi para a partida de volta, vez que o Capitan Futuro era diffidato e recebeu mais um amarelo.
Ainda em Londres, mas na quarta-feira e no Stamford Bridge, a Juventus enfrentou o Chelsea e também perdeu por 1 x 0, gol de Drogba aos 12' (ao lado, o momento da conclusão certeira do africano - Ap).
Porém, a atuação bianconera foi certamente a mais convincente dentre a das equipes italianas e, se não fossem os 20' iniciais, certamente a Juventus teria saído com um resultado mais favorável, vez que terminou até pressionando os Blues.
Agora, decepcionante mesmo foi o empate do Milan em 2 x 2 com o Werder Bremen nesta quinta-feira, com a conseqüente eliminação do time rossonero da Copa U.E.F.A., ainda mais levando em conta que, ao final do 1º tempo, o Milan vencia por 2 x 0.
Isso mesmo, depois de um começo melhor dos alemães, Pirlo e Pato iludiram a trupe de Ancelotti, que parecia ter a classificação assegurada até que o peruano Pizarro (ao lado contra Senderos - Getty Images) entrou em ação e, com gols aos 23' e aos 34', sempre do 2º tempo, empatou a partida e despachou o Milan no esordio de Beckham na Europa com a camisa rossonera.
Quem também foi eliminada da Copa U.E.F.A. foi a Fiorentina, que depois de perder em Florença por 1 x 0 para o Ajax targato Van Basten, cedeu o empate no finalzinho em Amsterdam no dia de hoje e, com o 1 x 1, encerrou sua participação nas competições européias nesta temporada (lembrando que a Viola vinha da Champions League, onde ficou em 3ª em seu grupo, atrás do Bayern München e do Lyon)
Foi uma pena, pois a equipe treinada por Prandelli, que já havia sido muito melhor no jogo de ida, mais uma vez foi superior ao adversário e poderia ter ido para o vestiário vencendo por 3 x 0, mas acabou só abrindo o placar aos 16' do 2º tempo, com Gilardino.
E, quando a partida caminhava para a prorrogação, eis que o brasileiro Leonardo (crescido no Feyenoord) aproveitou uma distração da zaga viola para empatar e assegurar os holandeses na próxima fase.
Feio mesmo fez a Sampdoria, que derrotada em plena Gênova pelos desconhecidos ucranianos do Metalist Kharkiv, sacramentou sua eliminação da U.E.F.A. ao também perder na Ucrânia, mas por 2 x 0.
Aliás, o time comandado por Mazzarri, que lançou o jovem Marilungo no ataque ao lado de Bellucci (com Cassano sequer convocado!), não esboçou qualquer brio para permanecer na competição, sendo eliminada sem qualquer rimpianto.
Assim, sobrou para a Udinese manter viva a chama italiana na Coppa Uefa, vez que a equipe friulana superou a polonesa do Lech Poznan por 2 x 1 e, forte no empate de 2 x 2 do jogo de ida, conquistou sua passagem às 8ªs de final, quando enfrentará o atual campeão Zenit St. Petersburg.
Só que a classificação bianconera não foi tão fácil quanto prometia, até porque, não obstante entrar em campo com a formação titular (ao lado o meia D'Agostino entre os polacos Murawski e Bandrowski - Reuters), a Udinese sofreu muito no 1º tempo e foi para o intervalo perdendo por 1 x 0, gol do peruano Rengifo, que já havia marcado na Polônia.
Porém, na etapa complementar, um excelente Asamoah comandou a reação da Udinese e os avantes Pepe, aos 12', e Di Natale, aos 46', fizeram os gols da vitória friulana.

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, fevereiro 25, 2009

L'Enigma


Em uma rodada de grandes jogos (Juventus x Napoli e Sampdoria x Milan, por exemplo), a 'L'Enigma' submete aos leitores do Calcio Serie A o posticipo e 'Match Clou' Internazionale x Roma.
Portanto, está aberto o período de palpites para o cotejo em que ambas as equipes procurarão se redimir das apresentações pouco convincentes na Champions League na última terça.
Sugestão? Quem sabe se repete o placar de 4 x 1 ocorrido há 10 anos atrás, quando Paulo Sérgio (R), Cauet (I), Zamorano (I), Baggio (I) e Zanetti (I - acima se preparando para disparar o tiro que venceu Chimenti - Inter) construiram o marcador.

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, fevereiro 23, 2009

'B' Em Pílulas


* O Parma targato Guidolin chegou a sua 7ª vitória no Tardini ao passar pelo Brescia por 1 x 0 no Big Match da 27ª rodada da Serie B 2008/2009;
* O tento decisivo foi marcado pelo jovem Paloschi (ao lado exaltado pelo ala Castellini - Grazia Neri) e valeu o aggancio ao Bari, que decepcionou ao ficar no 2 x 2 com o Ascoli no San Nicola;
* Mas poderia até ser pior, pois a equipe treinada pela antiga bandiera juventina Antonio Conte chegou a estar perdendo por 2 x 0 - gols de Pesce e Giorgi - e foi buscar o pareggio com Guberti e Parisi, este último marcando aos 92';
* Melhor fez o agora líder isolado Livorno, que também saiu perdendo por 2 x 0 para o Grosseto, mas conseguiu uma espetacular virada com tentos de Diamanti, Tavano e Bergvold;
* Com 14 gols, Francesco Ciccio Tavano tem apenas um a menos que o líder da artilharia Daniele Vantaggiato, que começou o campeonato no Rimini e agora defende o Parma;
* Falando em artilheiros, o veterano Zampagna fez o gol da vitória do Sassuolo (4º colocado) sobre o Rimini, mas acabou expulso no final da partida;
* O brasileiro Eder fez um dos gols da goleada do seu Frosinone sobre o Ancona por 4 x 1, com o experiente Scarlato marcando um a favor e outro contra e Cavalli e Cariello completando o marcador;
* O Modena alcançou sua 2ª vitória consecutiva ao derrotar o Treviso, fora de casa, por 1 x 0, gol da antiga promessa Alex Pinardi;
* Com a derrota, o Treviso é agora o último colocado na Serie B, vez que o Avellino também venceu (1 x 0 no Vicenza) e também o ultrapassou na classificação;
* Já o Empoli perdeu mais uma vez, desta vez para o Cittadella dentro de seus domínios - 1 x 0.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Se na rodada anterior (vide 'Na Última Vez ...' ao final do post) apenas a Inter, dentre as 6 equipes mais bem colocadas na tabela, venceu, desta vez todas as 6 sairam vitoriosas, inclusive, é claro, a capolista, que abriu a rodada derrotando o Bologna (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/02/o-jogo-da-tv-parte-i-bologna-x.html).
Ainda no sábado, e sempre com cobertura da 'O Jogo Da TV', a Roma (6ª) superou o Siena (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/02/o-jogo-da-tv-parte-ii-roma-x-siena.html) e a Juventus (2ª) o Palermo (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/02/o-jogo-da-tv-parte-iii-palermo-x.html).
No domingo, a 'O Jogo Da TV' acompanhou o sucesso do Milan (3º) sobre o Cagliari (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/02/o-jogo-da-tv-parte-iv-milan-x-cagliari.html), mas também a Fiorentina (5ª) fez o seu dever de casa e venceu o Chievo por 2 x 1.
Mas, contra o penúltimo colocado na tabela, a Viola não teve vida fácil e só conseguiu chegar a vitória aos 49' do 2º tempo, quando sua estrela brilhou e Mutu fez o gol da virada.
Efetivamente, o Chievo fez uma bela partida, especialmente na 1ª etapa, quando dominou a equipe treinada por Prandelli e ainda saiu na frente com um tento do argentino Morero su assist di testa de Yepes, que quase ampliou alguns minutos depois, com Montolivo (acima marcado por Bentivoglio - Grazia Neri) salvando em cima da linha.
No 2º tempo, com as entradas de Semioli e Pasqual nos postos de Jovetic e Vargas, a Fiorentina melhorou e passou a apresentar altra consistenza, embora o time clivense tenha continuado muito organizado e perigoso em suas investidas.
Só que a maior qualidade do elenco gigliato começou a fazer a diferença aos 28', quando Gilardino aproveitou um cruzamento de Pasqual para fazer seu 15º gol no campeonato, ficando apenas um atrás do capocannoniere Di Vaio.
O treinador do Chievo, Di Carlo, não se fez de rogado e trocou o meia Marcolini pelo avante Bogdani, mas aos 37' Italiano recebeu o 2º amarelo e, com apenas 10 homens em campo, o Chievo acabou vendo a injusta virada viola nos acréscimos...
Em uma rodada sem empates, também o Genoa (5º) saiu vitorioso de campo ao fazer 1 x 0 no Napoli em pleno San Paolo (ao lado, o argentino Denis em duelo com o capitão Rossi - Mosca), com a equipe partenopea em plena crise e muito contestada depois de conquistar apenas 2 pontos nas últimas 7 partidas e de não vencer desde 11 de janeiro.
Apesar de muito aguardado, o cotejo acabou não sendo um grande espetáculo, talvez condicionado pelo estado muito ruim do gramado e pela pressão sofrida pelo Napoli, que não conseguiu mais do que uma conclusão certeira durante toda a partida e acabou sofrendo o revés por obra do sérvio Jankovic, que fez o gol da vitória rossoblù aos 24' da etapa complementar.
Vitória externa e importante obteve também a Lazio, que foi até o Via del Mare e fez 2 x 0 no Lecce, tentos de Foggia e Kolarov, um por tempo.
Apesar do placar confortável, a Lazio, que não vencia tinha 6 rodadas, teve que contar com a sfortuna leccese, que teve 3 bolas na trave e, assim, chegou aos 306' sem marcar gols.
Também por 2 x 0 foi a vitória do Catania sobre a lanterna e mai pericolosa Reggina, reti dos laterais Capuano e Potenza, ambos contratados na última janela do mercado.
Em Gênova, a dupla Cassano-Pazzini mais uma vez funcionou e o atacante ex viola aproveitou mais uma magia do talento de Bari Vecchia para realizar seu 1º tento da tre punti in maglia blucerchiata.
Por fim, em Turim, o Torino colheu 3 pontos importantíssimos ao fazer 1 x 0 na perigosa Udinese, gol do zagueiro Dellafiore em um 2º tempo no qual os jogadores da equipe granata deram o melhor de si (ao lado, o austríaco Säumel enfrenta os meias Obodo e D'Agostino - Ramella)
A classificação, transcorridas 25 giornate: 1º Internazionale (59 pts); 2º Juventus (50); 3º Milan (48); 4º Fiorentina (45); 5º Genoa (44); 6º Roma (43); 7º Cagliari (37); 8º Atalanta (36); 9º Palermo (36); 10º Napoli (35); 11º Lazio (35); 12º Udinese (31); 13º Catania (30); 14º Sampdoria (29); 15º Siena (27); 16º Bologna (23); 17º Torino (23); 18º Lecce (22); 19º Chievo (20) e 20º Reggina (19).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, fevereiro 22, 2009

O Jogo Da TV (Parte IV) - Milan x Cagliari



Sem o trio Ka-Pa-Ro, o Milan sofreu bastante, mas conseguiu vencer um bom Cagliari neste domingo no San Siro, de forma a não perder contato com o duo Inter-Juventus.
Escalado em um pouco audacioso 4-4-1-1, com Seedorf alle spalle de Inzaghi, o time rossonero encontrou sérias dificuldades para, principalmente, avançar nos últimos 25 metros que o separavam da meta defendida por Marchetti, em especial porque Pippo pode até ser Super, mas não foi capaz de vencer o duelo contra 5 defensores sardi, mesmo tendo um sempre preciso Beckham, jogando bem aberto como nos áureos do ManU, para servi-lo (o inglês - abaixo perseguido por Pisano - Getty Images - participou de 71 jogadas até ser substituído aos 47' do 2º tempo).
Melhor para o Cagliari, que distribuído no 4-3-2-1 com Jeda e Cossu no suporte do veloz Acquafresca, demonstrou maior personalidade e grande capacidade de se defender e ripartire con ordine e logica.
E, em uma 1ª etapa onde o Milan só viveu dos cruzamentos de Beckham, a melhor chance de gol esteve nos pés de Acquafresca (abaixo marcado pelo eterno Maldini - Grazia Neri), atacante cujos direitos federativos estão presos a rivalíssima Inter e que, aos 16', concluiu da linha da pequena área para majestosa defesa de Abbiati.
Já ao meia Cossu, melhor em campo, coube a última grande chance antes do intervalo, que ocorreu aos 45' depois que Acquafresca retribuiu a assistência de alguns minutos antes e possibilitou uma conclusão perigossíssima do jogador cagliaritano.
Ancelotti não conseguiu arrumar o Milan para o 2º tempo e foi o mesmo Cossu que aproveitou seu repertório para disparar mais um belo tiro de meia distância aos 4', sendo que desta vez foi a trave que salvou Abbiati.
A equipe sarda seguiu mais bem equilibrada, mas o futebol é feito de episódios e o que decidiu o match ocorreu aos 20': Inzaghi foi lançado em velocidade, mas, quando o veterano atacante (abaixo em uma conclusão - Milan) percebeu que a bola estava muito mais para a defesa do Cagliari, deslocou o zagueiro Lopez com um braço, com o uruguaio errando no recuo ao goleiro Marchetti - daí, a bola sobrou para Seedorf, que só teve o trabalho de comemorar com o gol escancarado (o lance pode ser visualizado, em mais de uma perspectiva, nos highlights ao final do post).
A partir daí, Ancelotti trocou Bonera por Senderos e o suíço, com sua freschezza e fisicità, segurou o ímpeto do Cagliari em empatar, com os sardi, porém, já sem mais a mesma organização, não obstante a entrada do habilidoso Lazzari no posto de Biondini.
Para completar o ferrolho, Ancelotti ainda tirou Inzaghi (seu único atacante) para colocar, sob vaias, o meia Ambrosini...
O tabellino:
Milan: Abbiati; Zambrotta, Bonera (70' Senderos), Maldini, Favalli; Beckham (92' Antonini), Flamini, Pirlo, Jankulovski, Seedorf; Inzaghi (84' Ambrosini). All. Ancelotti.
Cagliari: Marchetti; Matheu (84' Agostini), Canini, Lopez, Pisano; Fini, Conti, Biondini (72' Lazzari), Cossu, Jeda; Acquafresca (63' Matri). All. Allegri.
Gol: 65' Seedorf.
Árbitro: Saccani.
Cartões amarelos: Acquafresca, Fini e Abbiati.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, nas 76 edições precedentes da Serie A a girone unico, em 26 ocasiões o artilheiro do campeonato saiu do time campeão?
* Que, por outro lado, Igor Protti, artilheiro da Serie A na temporada 1995/1996 ao lado do laziale Giuseppe Signori, foi o único capocannoniere em toda a história defendendo uma squadra que acabou retrocessa?
* Que Paolo Rossi e Alessandro Del Piero (ao lado - Insidefoto) são os únicos jogadores que venceram la classifica cannonieri da Serie A imediatamente depois de terem conquistado o posto também na Serie B (Rossi foi artilheiro da Serie B na temporada 1976/1977 e da Serie A na stagione 1977/1978 com o Vicenza, enquanto Del Piero repetiu o feito nas temporadas 2006/2007 e 2007/2008 com a Juventus)?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker