Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, janeiro 17, 2009

O Jogo Da TV (Parte I) - Milan x Fiorentina



O Meazza recebia um confronto direto pela Champions League e o astro inglês David Beckham fazia sua estréia diante da torcida rossonera, mas, apesar disso tudo, apenas o futuro de Kaká interessava aos mais de 65.000 presentes ao estádio e a outros tantos milhões que assistiram a partida pela televisão.
Foi assim, diante de um clima totalmente surreal, que o Milan venceu a Fiorentina por 1 x 0 e conquistou 3 pontos preciosos que mantem o clube de Via Turati forte na 3ª colocação da Serie A.
Mas, apesar da vitória rossonera, o San Siro (já que a torcida do Milan não simpatiza com o nome Giuseppe Meazza) pareceu um grande valle di lacrime por causa da possível saída de Kaká para o Manchester City, que fez uma proposta estratosférica para contar com o craque brasileiro ainda neste mês de janeiro (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/01/especulaes-da-semana_14.html).
Assim, diante de arquibancadas que entoaram coros e astearam faixas pela permanência do maglia 22 (acima, um das tantas manifestações - Reuters) durante todo o jogo, o Milan começou no 4-3-2-1, com Ancelotti renunciando a Ronaldinho e postando Pato a frente de Seedorf e Kaká, com a mediana composta por Beckham, Pirlo e Ambrosini.
Mas foi a Fiorentina, postada no 4-3-1-2 e desfalcada de Frey e Mutu, mas com Storari no gol e Jovetic formando dupla com o ex (e vaiadíssimo) Gilardino na frente, que causou o primeiro frisson da partida, mais precisamente aos 5', quando Jovetic, lançado por Santana, foi ao chão depois de um choque com Abbiati - Rosetti primeiramente marcou pênalti, mas depois de consultar seu assistente Rossomando, voltou atrás e deu o lance como regular.
A resposta do Milan foi imediata: Beckham lutou e ganhou uma jogada pela extrema esquerda, tocou para Jankulovski que, de bate-pronto, encontrou Pato entrando na área, com o brasileiro chutando rente a trave de Storari para fazer o único gol da partida (acima o lance - Grazia Neri) e o seu 9º no campeonato.
Embora em vantagem e a trazione anteriore, o Milan não fez mais muito no 1º tempo, demonstrando claramente sentir o peso da decisão que atormentava Kaká, que, por sua vez, parecia disperso em campo.
Já a Fiorentina, apesar de ressentir da falta de Mutu, teve no centrocampo formado por Kuzmanovic, Felipe Melo e Montolivo seu ponto forte e uma barreira quase intransponível para as ações rossoneri.
Veio o 2º tempo e com ele aumentaram os coros por Ricky Kaká, que voltou a envergar o papel de líder milanista e já aos 4' protagonizou uma de suas típicas descidas, obstaculizada apenas por Felipe Melo já dentro da área, com o camisa 88 da Fiorentina conseguindo jogar a bola para escanteio quando Kaká se preparava para finalizar.
Porém, com o transcorrer da etapa final a Fiorentina foi crescendo e aos 21' e 23' Abbiati fez grandes defesas em conclusões de Santana e Montolivo.
Aí, Ancelotti trocou Seedorf por Flamini e Prandelli Kuzmanovic pelo estreante Bonazzoli, evidenciando o que seria o restante da partida.
E assim, com a Fiorentina buscando o empate insistentemente, o suíço Senderos ainda fez sua estréia na Serie A substituindo Beckham, com Jankulovski passando para o meio de campo.
No final, apesar da expulsão de Janku e da vontade gigliata, a Viola não conseguiu o desejado empate.
E, apesar de tudo, quando Rosetti encerrou a partida, a indagação continuava: terá sido a última de Kaká (acima com o esordiente Beckham - Reuters) na Serie A?
O tabellino:
Milan: Abbiati; Zambrotta, Favalli, Maldini, Jankulovski; Beckham (81' Senderos), Pirlo, Ambrosini, Seedorf (69' Flamini), Kaká; Pato (78' Ronaldinho). All. Ancelotti.
Fiorentina: Storari; Comotto, Gamberini, Kroldrup, Vargas; Kuzmanovic (72' Bonazzoli), Felipe Melo, Montolivo, Santana (82' Gobbi); Jovetic, Gilardino. All. Prandelli.
Gol: 7' Pato (no vídeo abaixo, o gol e muito mais!).
Árbitro: Rosetti.
Cartões amarelos: Vargas, Comotto, Beckham e Jankulovski.
Cartão vermelho: Jankulovski.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 19ª Rodada 2008/2009



Lazio x Juventus, o 'Match Clou' desta 19ª rodada, é um cotejo que carrega em sua história vários personagens que estiveram dos dois lados e, principalmente, uma grande rivalidade que já decidiu alguns scudetti.
Em 1974, por exemplo, quando da conquista do primeiro título laziale, o time bianconero de Turim foi o grande rival dos romanos e decisivo foi o confronto direto disputado em 17 de fevereiro e vencido por 3 x 1 pelos Aquilotti, com uma doppietta de seu artilheiro Chinaglia.
Mas, transcorridos mais de 30 anos desde então, a Lazio tem encontrado algumas dificuldades para brigar pelas primeiras colocações e encontra-se um pouco afastada da Juventus na classifica.
Porém, é difícil apontar um favorito para o confronto deste domingo, até porque um dos melhores ataques da competição pegará pela frente uma das defesas mais seguras do Calcio.
Na Lazio, Delio Rossi só tem o ala Manfredini indisponibile e deverá propor Pandev (acima - Grazia Neri) alle spalle de Zárate e Rocchi, com o francês Dabo (abaixo - Guerin Sportivo) formando o trio de centrocampo com Ledesma e Meghni, que deverá relegar Foggia e Mauri ao banco.
No setor defensivo do 4-3-1-2 escolhido, a frente do arqueiro Carrizo devem aparecer Lichsteiner, Diakite, Rozehnal e Radu.
Contra o perigoso tridente Za-Pa-Ro, Ranieri tem ao menos o consolo da volta de Buffon (mais abaixo - Insidefoto) ao gol bianconero, vez que Chiellini se juntou a Andrade, Knezevic e Zebina no departamento médico do clube.
Como Grygera ainda está suspenso, a defesa juventina deverá aparecer bastante reformulada com o sueco Mellberg deslocado para a lateral direita, Legrottaglie ao lado do novato Ariaudo no centro da zaga e Molinaro na esquerda, com a opção de De Ceglie aparecer na direita e Mellberg impedir a estréia do giovane Ariaudo.
No meio de campo, apenas Camoranesi e Salihamidzic estarão fora e Marchionni e Nedved devem ser os esterni e Sissoko e Zanetti os centrais, com Del Piero e Amauri formando o ataque.
O retrospecto aponta um duelo totalmente equilibrado, com 24 vitórias para cada lado e 16 empates, com cada um dos clubes anotando 86 gols nos 64 precedentes em Roma pela Serie A.
E, se um vencedor penderá a balança para um dos lados, Alessandro Del Piero, ao entrar em campo, estará superando Peruzzi e se tornando o jogador com mais presenças no cotejo em absoluto, já que atualmente divide esse primato com Tyson, que esteve 7 vezes do lado da Juve e 6 da Lazio.
Mas, com 5 gols anotados até aqui no cotejo, Pinturicchio ainda está longe de alcançar Silvio Piola, que balançou as redes da Juventus 8 vezes entre 1934 e 1942 (quando, na vitória biancoceleste por 5 x 3, realizou um poker!).
De qualquer maneira, no sucesso por 3 x 2 da temporada passada (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2007/12/o-jogo-da-tv-parte-i-lazio-x-juventus.html e vídeo ao final do post, com os highlights da partida), Del Piero anotou uma doppietta...
Já a última vitória laziale ocorreu na temporada 2003/2004, quando Corradi (atualmente na Reggina) e Fiore fizeram os únicos gols da peleja.
Para os nostálgicos, eis o onze mandado a campo por Mancini em 06 de dezembro de 2003: Peruzzi; Stam, Negro, Mihajlovic (59' Fernando Couto) e Favalli; Albertini, Giannichedda e Fiore; Claudio Lopez (33' Oddo), Corradi e Muzzi (26' Liverani).
Já em 19 de janeiro de 1997 foi a vez da Juventus derrotar a Lazio por 2 x 0 no Olimpico, ambos os tentos de Padovano e com Lippi escalando: Peruzzi; Porrini, Ferrara, Montero e Pessotto; Deschamps, Tacchinardi (75' Di Livio), Lombardo e Jugovic; Del Piero (89' Iuliano) e Padovano (75' Amoruso).

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scommesse


Na temporada 2007/2008, a vitória foi bianconera por 3 x 2, com direito a doppietta de Del Piero (à esquerda - NewPress - um dos gols do Pinturicchio), placar que nenhum dos leitores do Calcio Serie A quis arriscar.
A seguir, todos os palpites e seus respectivos donos para o confronto Lazio x Juventus, desafio do 'L'Enigma' desta semana: 0 x 1 - mephisto365; 1 x 1 - Leonardo (e também o McNish que, porém, postou o palpite a posteriori); 0 x 2 - Lucas; 2 x 1 - Michel Costa; 1 x 2 - JP; 2 x 2 - Raphael Zerlottini; 0 x 3 - Cyntia e 1 x 3 - Daniel Schneider.
Boa sorte a todos e um ótimo jogo!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, janeiro 16, 2009

Última rodada do 'girone d'andata' ocorre neste final de semana


Em meio do reboliço causado pela proposta astronômica do Manchester City por Kaká, acontecerá neste próximo final de semana a 19ª rodada da Serie A 2008/2009, a última do girone d'andata.
O anticipo de sábado, com início previsto para às 15h00 (horário de Brasília), será Siena x Reggina, que terá transmissão da RAI e poderá marcar a estréia do eslovaco Krajcik (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/01/quem-vem-l-parte-ii-matej-krajcik.html), que deverá ingressar com a partida em curso.
Belo aperitivo para Milan x Fiorentina às 17h30 e com cobertura, ao vivo, da ESPN e da RAI.
Para o embate, Ancelotti já confirmou o inglês Beckham desde o início, mas a grande expectativa é pela presença de Kaká (ao lado - Gilham), cuja escalação (ou não) poderá dar uma clara indicação quanto ao seu futuro.
Também vale a pena ficar de olho na torcida rossonera, que promete várias manifestações contra a possível cessão de seu ídolo.
Do lado da Fiorentina, Prandelli faz votos que o adversário seja "distratto dall'affare Kakà", até porque não poderá contar com os vários Frey (e também com o reserva imediato Avramov), Jorgensen, Mutu e Osvaldo, além de Pazzini, que se transferiu à Sampdoria na última quarta.
De qualquer maneira, o ataque viola deverá ser formado pelo habilidoso Jovetic ao lado do ex e perigoso Gilardino.
No domingo, às 12h00 (sempre horário de Brasília), a dificuldade vai ser escolher entre Atalanta x Internazionale (ESPN Brasil, SporTV e RAI), Chievo x Napoli (ESPN) e Torino x Roma (TV Esporte Interativo).
Se servir de consolo, Torino x Roma (com o chileno Pizarro - ao lado - Insidefoto - confirmado) será reprisada na SporTV2 às 16h00 e Atalanta x Internazionale na ESPN Brasil às 00h30 de segunda-feira.
Jogam ainda, a partir das 12h00, Cagliari x Udinese, Catania x Bologna, Lecce x Genoa e Sampdoria x Palermo (com as possíveis estréias de Pazzini e Raggi na equipe de Gênova).
Um pouco mais tarde, às 17h30, o 'Match Clou' Lazio x Juventus terá cobertura da ESPN Brasil e da TV Esporte Interativo.
Bom final de semana para todos (torcendo para que Kaká fique no Milan)!

quinta-feira, janeiro 15, 2009

E Na Copa ...


As derradeiras duas vagas para a fase quarti di finale da Copa Itália 2008/2009 foram preenchidas nesta semana.
Acabou dando a lógica, com Inter e Juventus passando, respectivamente, por Genoa e Catania, embora com dificuldades bem diferentes.
Na terça-feira, a Inter recebeu o Genoa no Giuseppe Meazza e, com Adriano e Crespo formando inicialmente o tandem ofensivo, precisou da ajuda do árbitro Gava para despachar o brioso adversário.
Na verdade, a partida foi muito bem jogada (como assinalou o periódico Gazzetta dello Sport: "non sembra una partita di Coppa Italia, la competizione più bistrattata degli ultimi anni"), prejudicada apenas por um dia ruim do mediador que, logo aos 20', decretou pênalti de Biava em Adriano (a pontuar que, primeiramente, o árbitro assinalou falta fora da área, mas, por indicação de seu assistente, acabou apontando a marca de cal mesmo) e ainda expulsou o zagueiro rossoblù.
Adriano ainda remediou parcialmente permitindo que o goleiro Scarpi (que substituiu Rubinho no rodízio realizado por Gasperini) defendesse a cobrança, mas, em seqüência, o mesmo Gava não expulsou o meia nerazzurro Muntari (que já tinha recebido cartão amarelo) depois de uma falta desqualificante em Vanden Borre.
Aí, in dieci, o Genoa desistiu do 4-3-3 e montou uma verdadeira barricada, com Scarpi como último e eficaz guardião de sua meta.
Em condições opostas, Mourinho trocou o nervoso Muntari por Obinna e Gasperini o veloz Mesto por Papastathopoulos durante o intervalo.
Bravo, o Grifone resistiu valentemente, mas sucumbiu aos 30' da etapa final, quando Maxwell pescou Adriano dentro da área e, desta vez, l'esecuzione foi de um verdadeiro Imperatore, colocando a bola, de cabeça, no fundo das redes.
Decidido? Que nada! Apenas 4' depois o ala Rossi (mais acima contra Ibrahimovic - Afp) realizou um golaço, um verdadeiro numero da favola aproveitando escorregão de Samuel.
Já com Cambiasso e Ibrahimovic em campo a partida foi para a prorrogação e, quando as estatísticas apontavam 18 a 1 em escanteios para a Inter, veio a única falha de Scarpi, que permitiu rebote concluído para as redes por Cambiasso.
Contra um Genoa exausto o golpe de misericórdia veio em seguida, com Ibrahimovic realizando um golaço por debaixo das pernas do arqueiro rossoblù e decretando o placar final de 3 x 1.
Muito mais tranquila foi a classificação da Juventus. que fez 3 x 0 no Catania na volta de Buffon ao gol bianconero depois de 101 dias.
Mérito, principalmente, dos esterni Marchionni e Giovinco, com o primeiro abrindo o marcador (à esquerda - La Presse) logo aos 4', aproveitando-se de um Catania ainda pouco concentrado na partida.
Depois, foi a vez do próprio Formica Atomica ampliar o placar na metade da 2ª etapa, depois da Juventus desperdiçar várias oportunidades.
Por fim, em uma Juve tão bela e forte não poderia faltar o gol dele, Pinturicchio, que ainda acertou un palo e una traversa.
Agora, a próxima fase reserva Udinese x Sampdoria, Inter x Roma (!), Lazio x Torino e Napoli x Juventus, com as emoções começando já no próximo dia 21!

Marcadores:

Na Última Vez ...

quarta-feira, janeiro 14, 2009

O Jogo Da TV (Parte II) - Roma x Sampdoria



Em jogo recuperado válido pela 9ª rodada da Serie A realizado nesta quarta-feira, a Roma não tomou conhecimento de uma insípida Sampdoria e fez, sem maiores dificuldades, 2 x 0, chegando aos 27 pontos e all'ottavo posto, a 6 lunghezza dalla Champions League.
E foi realmente uma Samp inócua, capaz de acertar apenas 2 tiri in porta durante todo o jogo e de ter a posse de bola em apenas 39,6% do tempo, sofrendo também larga desvantagem no quesito vantaggio territoriale: 38,12% contra 61,88% da Roma!
Roma que entrou em campo com vários desfalques, do capitano Totti passando por Vucinic até o goleiro Doni, substituído pelo também brasileiro Artur.
Assim, com Júlio Baptista como unica punta e com Pizarro (ao lado contra Dessena - Reuters) e Perrotta a frente do trio De Rossi, Brighi e Taddei no centrocampo, a Lupa Capitolina reiniciou o confronto suspenso aos 6' no dia 29 de outubro em razão das péssimas condições climáticas que então afligiam a capital italiana, con una punizione di Cicinho.
Infelizmente, a Samp, disposta no 3-5-2 com Cassano al fianco de Bellucci no ataque, só resistiu a uma Roma tonica e forte até os 21', quando Júlio Baptista (abaixo entre Stankevicius e Lucchini - Afp) cobrou uma falta com perfeição para fazer 1 x 0.
A partir daí a Sampdoria não conseguiu mais se achar e ficou totalmente desorganizada dentro de campo, permitindo a Roma exercer um pressing terrível, com Júlio Baptista muito perigoso.
A única ação blucerchiata digna de nota ocorreu aos 43', quando Sammarco concluiu para fora uma assistência perfeita de Cassano.
E o lance acabou servindo de aviso para a Roma, que voltou mais atenta para a 2ª etapa e com o mesmo Júlio Baptista incontrollabile (La Bestia concluiu nada menos que 6 vezes a gol durante o jogo, acertando a meta defendida por Castellazi em 5!), capaz de confeccionar sua primeira doppietta na Serie A aos 8', com uma potente conclusão em diagonal que entrou no canto oposto do arqueiro doriano, isso depois de protagonizar um verdadeiro baile com a defesa ligure.
Mazzarri, então, ainda tentou consertar as coisas em sua equipe inserindo, no curto período de 10', Palombo, Padalino e Pieri, mas foi a Roma, que teve Aquilani (à direita contra Lucchini - Grazia Neri) de volta aos gramados, troppo forte para a Samp desses dias, que continuou mandando na partida.
O tabellino da peleja:
Roma: Artur; Cicinho (85' Cassetti), Juan, Panucci, Riise; De Rossi, Brighi, Taddei (72' Aquilani), Pizarro, Perrotta; Júlio Baptista (89' Menez). All. Spalletti.
Sampdoria: Castellazzi; Lucchini, Gastaldello (64' Padalino), Accardi; Stankevicius, Delvecchio, Dessena, Sammarco (60' Palombo), Ziegler (70' Pieri); Bellucci, Cassano. All. Mazzarri.
Gols (que podem ser conferidos no vídeo ao final do post): 21' Júlio Baptista, 53' Júlio Baptista.
Árbitro: Tagliavento.
Cartões amarelos: Perrotta, Dessena, Gastaldello, Aquilani e Lucchini.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Especulações Da Semana


Em um calciomercato que aparentava grande calmaria, eis que surgiu não uma marola, mas um verdadeiro maremoto com a notícia de que o Manchester City estaria próximo de contratar Il Principe Kaká (logo abaixo - Bruty).
O desejo em si de levar Kaká para a Inglaterra e mesmo a declaração do treinador dos Blues Mark Hugues quanto aos valores da oferta não são de causar surpresa, até porque outras investidas (bastante substanciais) ao craque brasileiro já foram rechaçadas, de plano, pelo Milan anteriormente.
O fato que causa perplexidade e torna mesmo possível a transação reside efetivamente que, desta vez, nenhum dirigente do Milan veio a público recusar a proposta.
Aliás, parece mesmo que o clube de Via Turati estaria inclinado a aceitar a clamorosa oferta, partindo muito mais do próprio Kaká forte restrições ao clube inglês.
Nos próximos dias provavelmente teremos outros capítulos, até porque essa postura do clube rossonero pode atiçar o Real Madrid, onde seus dirigentes nunca esconderam o desejo de contar com Kaká nas fileiras merengue.
Se a situação de Kaká passa a ser indefinida, a do jovem lateral Felipe Mattioni foi resolvida - a revelação gremista acertou, nesta quarta mesmo, seu ingresso no Milan e deverá realizar exames médicos já amanhã, sempre segundo seu agente Mino Raiola, que ainda esclareceu que a promessa "ha firmato un contratto di quattro anni e mezzo, è comunitario e può giocare subito".
Outra transação concretizada nesta quarta foi a transferência do atacante Giampaolo Pazzini da Fiorentina à Sampdoria por cerca de € 9 milhões, naquela que é "l'operazione più importante mai compiuta in sette anni di gestione sampdoriana della mia famiglia" nas palavras do próprio presidente blucerchiato Garrone, que ainda concluiu dizendo ter recebido mais telefonemas e sms depois do anúncio da transação do que na época de final de ano.
Na operação ainda ficou acertado que o também avante Emiliano Bonazzoli (à esquerda - Sampdoria) irá defender a Fiorentina, por empréstimo com diritto di riscatto, até o final do certame.
Ainda acerca da squadra viola, o zagueiro Da Costa, o meia Semioli e os atacantes Osvaldo e Papa Waigo continuam su mercato.
Aliás, tendo perdido Pazzini e com Corradi cada vez mais longe, o Bologna seria um dos clubes interessados no avante ítalo-argentino, que, porém, teria propostas melhores do Espanyol e de clubes ingleses.
Como alternativa para tentar fugir da Serie B, o clube rossoblù estaria interessado no atacante Cacia, ex reserva na Fiorentina e atualmente panchinario no Lecce...
Lecce que parece ser o próximo destino do volante Edinho, atualmente no Internacional de Porto Alegre, embora o último contratado pelo time giallorosso junto ao Colorado, o atacante Léo, já tenha sido devolvido sem ter tido qualquer aparição na Serie A!
Falando em brasileiros, o zagueiro César, ex Fluminense, deixou o Chievo e foi, por empréstimo, ao Padova, na Lega Pro.
Outro que deixou a Serie A foi o meia Ciaramitaro, que trocou o Palermo pela Salernitana, na Serie B.
Querendo fugir da Serie B está o Torino, que acertou o retorno do defensor ítalo-argentino Dellafiore, que estava encostado no Palermo.
Para terminar, não é possível esquecer que a Internazionale estaria interessada em Aguero e Messi...

Marcadores: , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma


E foi o nosso amigo Leonardo (o pai do Júnior!) - o 1º a arriscar um prognóstico para Roma x Milan, quem acertou o resultado final do sensacional cotejo (vide O Jogo Da TV (Parte IV) - Roma x Milan) e que, consequentemente, largou na frente no III Desafio Calcio Serie A!
Mas não há motivo para desespero, pois a corrida pela flâmula oficial da Internazionale (igualzinha a da imagem abaixo, de 28 x 20 cm) e pelo exclusivo certificado do blog ainda será longa e todos têm chance.
E o novo desafio envolve o 'Match Clou' da próxima giornata, Lazio x Juventus (acima, Buffon salta nos pés de Stankovic no confronto ocorrido em 15 de dezembro de 2002 - Grazia Neri), que ocorrerá no próximo domingo.
Portanto, está aberta a temporada de palpites, lembrando que só computará ponto no III Desafio Calcio Serie A aquele que primeiramente arriscar no placar certeiro.
Boa sorte a todos e um ótimo jogo!

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, janeiro 13, 2009

Momento Panini - Mirko Vucinic


No último sábado de 2008, o atacante Mirko Vucinic (Vučinić para ser mais exato) foi eleito o melhor jogador montenegrino de 2008 ao receber 116 pontos, quase o triplo do que consignado ao 2º colocado, o viola Stefano Jovetic.
Foi a 3ª vez consecutiva que o atacante de 25 anos, nascido em 1º de outubro de 1983, conquistou o prêmio concedido pela Fudbalski savez Crne Gore, a federação de futebol montenegrina.
Talento precoce, Vucinic, conhecido como Maradona dei Balcani, é realmente um jogador tecnicamente diferenciado, a ponto do Genio e ex rossonero Dejan Savicevic, atual homem forte do futebol montenegrino, ter declarado que "In Montenegro Vucinic è una leggenda, e un idolo per i bambini".
Crescido no Sutjeska, clube de sua cidade natal Nikšic, Vucinic foi logo descoberto pelo famoso direttore sportivo Pantaleo Corvino, atualmente na Fiorentina mas então no provinciale Lecce.
Adquirido por ottocento milioni di vec­chie lire, Vucinic foi primeiramente agregado à Primavera leccese e, logo, mostrou que, além de talento, tinha um caráter estroso, a ponto de, no decorrer de um jogo, chutar a bola contra o árbitro após não concordar com uma sua decisão.
Suspenso por 5 meses, na manhã seguinte ao ocorrido Corvino chamou o jovem atacante à sede do clube e lhe entregou as chaves: "Da domani e per i prossimi cinque mesi alle otto del mattino vieni ad aprire i locali".
Mas, dentro de campo, Vucinic já mostrava ser diferenciado e, antes de completar 18 anos, fez sua estréia na Serie A, mais precisamente no dia 18 de fevereiro de 2001 contra a ... Roma no Olimpico, que acabou vencendo a partida por 1 x 0.
Na temporada 2001/2002, ao lado dos vários Balleri, Cirillo, Chevanton, Giacomazzi, Popescu, Tonetto e Vugrinec (e que ainda marcou as estréias de Bojinov e Ledesma), Vucinic (figurinha acima) participou de 7 partidas, mas não evitou o descenso da equipe giallorossa à Serie B.
Embora na reserva do uruguaio Chevanton, Vucinic foi importante no retorno imediato do Lecce à máxima divisão do futebol italiano, realizando 5 gols em 28 partidas no campeonato cadetto.
Porém, a stagione 2003/2004 não foi das mais felizes para o Maradona dei Balcani, que sofreu uma grave contusão no joelho e ficou fora por muito tempo.
Explosão adiada, no campeonato 2004/2005 Vucinic foi ganhando a confiança do técnico Zeman - que começou a temporada tendo Bojinov, Bjelanovic e Pinardi como principais opções ofensivas - e terminou o campeonato com 19 gols, sendo o principal marcador straniero da Serie A na frente dos vários Shevchenko (17), Adriano (16) e Ibrahimovic (16).
Malgrado numerose voci di calciomercato, Vucinic ainda ficou mais uma temporada no Lecce, quando uma hepatite acabou por prejudicar seu rendimento e uma inflexão da equipe levou-a à Serie B mais uma vez ao final do campeonato.
Junto com o goleiro Dragoslav Jevric, Vucinic foi um dos dois únicos montenegrinos convocados pelo técnico Dusan Petkovic para integrar a seleção da Sérvia e Montenegro na Copa do Mundo de 2006, mas, um pouco antes, em um jogo contra a própria Alemanha com a seleção sub-21 sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo e acabou cortado da kermesse alemã.
Apesar da séria contusão, a Roma resolveu apostar naquele atacante potente e de técnica apurada, que fa del dribbling e della progressione palla al piede i suoi maggiori punti di forza, anunciando-o como reforço em 30 de agosto de 2006.
Assim, no dia 22 de outubro subseqüente Vucinic fez sua estréia envergando a camisa da Lupa Capitolina na Serie A (substituindo Taddei aos 63' de Roma 1 x 1 Chievo) e no dia 28 de janeiro do ano seguinte, em sua 1ª partida como titular, seu primo gol, o da vitória de 1 x 0 sobre o Siena.
Jogador de físico potente (1,86 m por 76 kg), desde então a evolução de Vucinic tem sido notável, ocupando cada vez mais um posto de protagonista na Roma e na seleção de Montenegro, da qual é o atual capitão e maior artilheiro, tendo, inclusive, anotado o gol montenegrino na derrota por 2 x 1 frente a Itália em sua Lecce pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.
Já na Roma, para jogar ao lado de Totti no esquema proposto por Spalletti, Vucinic, originariamente um típico centroavante, acabou se adaptando ao posto de esterno d'attacco sinistro, ruolo que, inclusive, tem exaltado seus grandes dotes de excelente driblador e ótimo finalizador, em especial com o pé direito.
Porém, o valente atacante conhecido também pelos seus gols decisivos não tem se mostrado inibido nem quando tem a difícil missão de substituir Il Pupone na Roma (a figurinha acima é da temporada 2006/2007) como prima punta.

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, janeiro 12, 2009

'B' Em Pílulas


* Se 2008 terminou com 5 equipes dividindo a liderança da Serie B (vide link Na Última Vez ...), 2009 começou com o Livorno isolado na ponta;
* O clube amaranto ficou sozinho no alto da tabela após vencer o Albinoleffe no Stadio Atleti Azzurri d'Italia por 1 x 0 (abaixo, o celeste Luoni confronta Bonetto e Danilevicius - Albinoleffe), gol do meia Pulzetti;
* Quem também venceu fora de casa foi o Rimini do zagueiro Sottil, que fez 3 x 1 no Pisa com direito a uma doppietta do atacante Vantaggiato, artilheiro do certame com 13 tentos;
* A vice-liderança é agora do Bari, que derrotou a Salernitana por 1 x 0, tento do brasileiro Barreto, que ocupa também o posto de vice cannoniere da competição com 9 gols ao lado de outros 5 jogadores, dentre os quais Cristiano Lucarelli (Parma);
* Parma, aliás, que empatou em 1 x 1 com o Vicenza fora de casa, gols do também brasileiro Reginaldo e de Sgrigna;
* Já o Empoli foi derrotado neste início de ano pela Triestina, que fez 2 x 0 com Antonelli e com o uruguaio Granoche, de propriedade do Chievo;
* O jogo mais emocionante da rodada, porém, foi o duelo de lanternas Avellino x Modena, terminado 4 x 3 para os mandantes graças a Koman (A), De Zerbi (A), Catellani (M), De Zerbi (A), Biabiany (M), Longo (M) e Sforzini (A);
* Sassuolo x Brescia, confronto que poderia colocar uma das equipes ao lado do Livorno na liderança do torneio com 35 pontos, foi adiado devido ao mau tempo na Emilia-Romagna.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Em uma rodada na qual Inter (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/01/o-jogo-da-tv-parte-ii-internazionale-x.html), Milan e Roma (para estes últimos, vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/01/o-jogo-da-tv-parte-iv-roma-x-milan.html) empataram, a grande beneficiada foi a Juventus, que venceu seu compromisso e, assim, diminuiu il divario dall'Inter da 6 a 4 punti.
Mas, embora o Siena figure na parte baixa da tabela, o confronto entre bianconeri não foi nada fácil para a equipe de Turim, que só saiu com os 3 pontos do duelo graças, mais uma vez, ao seu capitano Alessandro Del Piero (ao lado obstaculizado por Del Grosso - Afp), que realizou seu 6º gol na temporada cobrando falta.
Também merecedores de aplausos o arqueiro Manninger (um ex) e o lateral Grygera, que impediram o empate toscano, já que o Siena teve ótimas chances, especialmente no início da partida com Kharja e no final com Ghezzal.
Agora, surpreendente mesmo foi o tropeço da até então 4ª colocada Fiorentina diante do 'retrocesso' Lecce em plena Florença.
O resultado final de 2 x 1, construído todo no 1º tempo pelos sulamericanos Giacomazzi (ao lado sua gioia - Liverani), Felipe Melo e Castillo (impedido), custou a perda de uma invencibilidade doméstica da Viola que já durava 16 partidas e a queda para o 6º posto da Serie A, já que Napoli (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/01/o-jogo-da-tv-parte-iii-napoli-x-catania.html) e Genoa (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/01/o-jogo-da-tv-parte-i-genoa-x-torino.html) venceram seus compromissos na giornata.
Pior ainda que o romeno Mutu voltou a sentir o gomito sinistro e o seu substituto, o ítalo-argentino Osvaldo, acabou ingenuamente expulso já nos acréscimos e desfalcará a equipe no próximo compromisso.
Quem também venceu fora de casa foi a Lazio, que foi até Reggio Calabria e, em um jogo muito emocionante e cheio de reviravoltas, venceu a Reggina por 3 x 2, com destaque para o macedônio Pandev (à direita observado por Barillà - Laganà), autor de uma tripletta - o ex di giornata Corradi e Cozza marcaram os tentos do clube amaranto.
Na Sicília, o jogo entre Palermo e Atalanta também terminou 3 x 2, mas para os donos da casa, que fizeram um ótimo 1º tempo e largaram na frente por 2 x 0, gols de Miccoli e Bresciano (su assist do Romario del Salento), mas sofreram o revés na 2ª etapa com Floccari e Ferreira Pinto, alcançando a vitória apenas in extremis com o gol do uruguaio Cavani.
A Udinese, que não vence na Serie A desde outubro, completou mais um final de semana de jejum, não passando de um empate em 1 x 1 com a Sampdoria no Friuli, gols de Delvecchio e Domizzi em uma partida piuttosto brutta.
Por fim, no duelo dos desesperados Bologna e Chievo todos se salvaram, com a partida terminando também em 1 x 1 (oitavo resultado útil consecutivo no campeonato para o time rossoblù), tentos de Pellissier e Di Vaio (acima contra o colombiano Yepes - Schicchi), novo capocannoniere isolado da Serie A com 13 gols.
A classificação, faltando uma rodada para o final do 1º turno e lembrando que Roma e Sampdoria têm uma partida a recuperar na próxima quarta-feira (com cobertura do Calcio Serie A!), está assim: 1º Internazionale (43 pts); 2º Juventus (39); 3º Milan (34); 4º Napoli (33); 5º Genoa (32); 6º Fiorentina (32); 7º Lazio (30); 8º Palermo (26); 9º Catania (25); 10º Roma (24); 11º Atalanta (24); 12º Udinese (23); 13º Cagliari (22); 14º Sampdoria (20); 15º Siena (19); 16º Lecce (17); 17º Bologna (16); 18º Torino (15); 19º Reggina (13) e 20º Chievo (10).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, janeiro 11, 2009

O Jogo Da TV (Parte IV) - Roma x Milan



Na estréia rossonera de Beckham, o brasileiro Pato e o montenegrino Vucinic roubaram a cena e, com uma doppietta a testa, foi construído o placar final de Roma x Milan - 2 x 2!
Foi uma belíssima partida de futebol, que começou com Ancelotti surpreendendo meio mundo e lançando um Milan super ofensivo, com os incontristi Flamini e Ambrosini in panchina e Pirlo e Seedorf como centrais no meio de campo, tendo ainda Kaká e Ronaldinho alle spalle de Pato e o esordiente David Beckham (ao lado conduzindo a bola - Afp) pela direita.
E, com tantos piedi buoni em campo, foi o Milan que começou ditando as ações, trocando passes enquanto a Roma parecia resignada a aguardar uma chance de contra-atacar, que logo surgiu com um devastante Riise, excelente em aproveitar o espaço nas costas do Spice Boy.
Com Ronaldinho e Kaká pouco inspirados, o Milan mantinha um grande possesso palla (terminou o 1º tempo com incríveis 62,2% e o jogo com 59,8%), inclusive no campo adversário (59,09% e 52,31% respectivamente), mas não conseguia levar perigo ao arqueiro Doni, enquanto a Roma, postada no mesmo 4-3-2-1, também não passava pela improvisada - mas eficaz - zaga milanista composta pelos laterais de origem Maldini e Favalli, experimentando apenas chutes de média e longa distância.
Até que, aos 22', De Rossi viu Riise livre e lançou o terzino norueguês que, sem qualquer complicação cruzou para a área rossonera, onde Vucinic dominou e passou por Jankulovski como esse fosse um medíocre dillettante para tocar, com classe, no canto de Abbiati e colocar a Roma em vantagem.
Quando tudo indicava que Ancelotti iria desistir do seu Milan galático no intervalo, eis que volta o mesmo undici e logo aos 3' Kaká foi até a linha de fundo sinistra e centrou para Pato, totalmente indisturbato, empatar a partida.
O empate foi como benzina nova no motor rossonero e já no minuto seguinte Ronaldinho quase marcou ao tentar um sem pulo que daria um golaço.
Apenas um preview, já que aos 8', novamente pela esquerda, Ronaldinho serviu Pato de primeira e o avante brasileiro, partindo quase da linha do meio de campo, apostou corrida com Mexes (que apenas acompanhou o milanista, sem tentar o bote em momento algum) e tocou na saída de Doni (acima - Reuters) para virar a partida.
Roma al tapetto e Milan padrone, com Kaká quase ampliando aos 10'.
Spalletti, então, partiu aos reparos e trocou Taddei por Pizarro, adiantando o baricentro e determinando um maior pressing sobre os adversários, no que funcionou aos 27', quando um tiro mascado de Brighi acabou sobrando para a cabeçada vincente de Vucinic (abaixo contra Beckham - Reuters), que entrou no canto oposto ao que estava Abbiati.
O empate pareceu não satisfazer a qualquer das equipes, que continuaram brigando pela vitória, mas a justiça estava feita.
O tabellino do empolgante 'Match Clou':
Roma: Doni; Cassetti (81' Cicinho), Mexes, Juan, Riise; Taddei (64' Pizarro), De Rossi, Brighi (84' Aquilani), Perrotta, Júlio Baptista; Vucinic. All. Spalletti.
Milan: Abbiati; Zambrotta, Maldini, Favalli, Jankulovski; Beckham (89' Flamini), Pirlo, Seedorf, Kaká, Ronaldinho (71' Ambrosini); Pato (8 gols no campeonato, sendo 5 nas últimas 3 partidas). All. Ancelotti.
Gols: 22' Vucinic, 48' Pato, 53' Pato, 72' Vucinic.
Árbitro: Morganti.
Cartões amarelos: Pirlo, Seedorf, Riise e Brighi.
A seguir, completo highlights da partida, incluindo o divertido cumprimento de Ancelotti e Spalletti antes da bola rolar.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Napoli x Catania



Dono da melhor campanha casalinga, o Napoli enfrentou o Catania - que tem uma das piores performances enquanto visitante - neste domingo e confirmou os prognósticos, terminando a rodada em plena zona Champions League.
Porém, apesar de ter buscado o gol etneo durante todo o jogo e de ter tido ampla vantagem no quesito posse de bola (59,8%), trocando 393 passes (com índice de acerto de 83,46%) contra apenas 264 (com índice de apenas 71,97%) do Catania, a vitória partenopea foi magrinha, apenas 1 x 0.
E, realmente, o Napoli não fez uma grande atuação, parecendo que a sosta de final de ano deixou as pernas dos comandados de Reja mais pesadas.
Pelo lado siciliano, Zenga distribuiu a equipe no mesmo 3-5-2 adversário, porém, com um meio de campo mais compacto, tendo ainda o japonês Morimoto ao lado de Mascara no ataque.
O jovem atacante japonês (ao lado contra Vitale - La Presse), aliás, autor de uma doppietta na última rodada de 2008 (vitória de 3 x 2 sobre a Roma), recebeu até a braçadeira de capitão como prêmio.
Mas, a bem da verdade, o giovane attaccante crescido no Tokyo Verdy teve poucas oportunidades contra o Napoli, participando de apenas 12 jogadas durante todos os 90', embora tenha protagonizado o lance mais polêmico de toda a partida, ocorrido alguns segundos antes dos ponteiros anotarem os 45' iniciais quando o árbitro Celi mandou as equipes para o vestiário momentos antes de Morimoto concluir para o fundo das redes de Iezzo.
De todo o modo, o 1º tempo não foi dos mais interessantes, com o Napoli padrone, mas com seus atacantes pouco felizes no último passe.
Na 2ª etapa, empurrados pelos cerca de 45.000 spettattori presentes ao San Paolo, os jogadores azzurri continuaram na busca da vitória, mas o Catania, com uma defesa muito atenta, pouco risco corria.
Aí, logo depois de uma jogada individual de Hamsik em que Bizzarri evitou o gol do meia eslovaco, Celi marcou pênalti de Terlizzi, que interceptou com a mão jogada de Denis.
Hamsik teve novamente a chance de abrir o marcador, mas mais uma vez Bizzarri negou a glória para o talentoso centrocampista, fazendo uma bela defesa (acima - Castanò).
Foi a vez de Lavezzi (mais abaixo - La Presse), fora de sua melhor condição física devido a uma gripe que o atormentou durante a semana, entrar em ação, realizando uma bela jogada aos 35' e servindo Maggio que, sozinho e com o gol escancarado, só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes e sair para a comemoração.
Nos 10' finais o Catania até que tentou uma reação, mas foi o Napoli que esteve mais próximo, como em toda a partida, do gol.
O tabellino:
Napoli: Iezzo; Cannavaro, Rinaudo, Contini; Maggio, Blasi, Gargano, Hamsik (75' Russotto), Vitale (91' Aronica); Lavezzi (92' Pazienza), Denis. All. Reja.
Catania: Bizzarri; Silvestre, Terlizzi, Silvestri; Izco (77' Baiocco), Biagianti (71' Ledesma), Carboni, Tedesco (83' Plasmati), Sardo; Morimoto, Mascara. All. Zenga.
Gol: 80' Maggio.
Árbitro: Celi.
Cartão amarelo: Morimoto.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Quem Vem Lá (Parte II) - Matej Krajcik


A vida de Matej Krajcik não promete ser nada fácil na Itália - afinal, o internacional eslovaco chega com a difícil missão de dar um jeito na defesa mais vazada da Serie A (33 gols em 17 partidas).
Se será suficiente para a salvezza da Reggina, só o tempo dirá, mas Krajcik, que nasceu aos 19 de março de 1978, tem boas credenciais, vez que é um defensor com larga esperienza internazionale, adquirida principalmente nos últimos anos, desde que se tornou um dos principais jogadores do Slavia Praha (ao lado - Malý) e da seleção de seu país.
Lateral direito de boa técnica e fisico granito, Krajcik, embora nascido no lado eslovaco da então Tchecoslováquia, começou a jogar na própria hoje República Tcheca, passando por diversos clubes - Frýdek-Místek, Vítkovice, Xaverov, Viktoria Zizkov e Dynamo Ceské Budejovice - antes de chegar, definitivamente, ao Slavia em 2005.
Agora, aos 30 anos, Krajcik se diz preparado para enfrentar um dos campeonatos mais difíceis do mundo - a Serie A italiana!
Quem sabe se, com a contratação do nazionale slovacco, o controvertido Bruno Cirillo possa se dedicar mais na busca da realização de seu sonho de infância: ser ator de ... filmes pornô!

Marcadores: , , ,

Na Última Vez ...

Quem Vem Lá (Parte I) - Dimitrios Papadopoulos


Tendo terminado 2008 em plena zona retrocessione e com um dos piores ataques do campeonato, o Lecce aproveitou os primeiros dias de janeiro para apresentar um bel colpo com o objetivo de viver dias melhores em 2009.
Experiente, Dimitrios Papadopoulos chega à Itália depois de 5 temporadas no Panathinaikos, onde era vice-capitano e beniamino dei tifosi.
Atacante de boa movimentação e ottima capacità di finalizzare su azione, Papadopoulos começou no modesto Akratitos e passou também pelo inglês Burnley, onde jogou de 2001 a 2003.
Campeão da Eurocopa 2004 com a seleção grega, com a qual vanta 20 presenze (ao lado contra o México pela Copa das Confederações de 2005 - Rose), Papadopoulos ainda foi eleito o Greek Footballer Of The Year em 2004.
Portanto, embora não seja um bomber em sentido estrito (apesar de ter sido artilheiro da Super League grega na temporada 2003/2004 com 17 gols em 26 partidas), Papadopoulos tem todas as qualidades para somar ao elenco giallorosso e ajudar o clube salentino em sua briga para permanecer na Serie A.

Marcadores: , , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker