Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, novembro 22, 2008

O Jogo Da TV (Parte II) - Internazionale x Juventus



O allenatore José Mourinho tem um ingaggio estimado em cerca de 9,5 millioni di euro anuais, enquanto o bianconero Claudio Ranieri recebe apenas cerca de 1,3 milhões por ano, em uma (des) proporção superior a 7 para 1.
Porém, ao menos nesta sábado, Special One valeu cada um dos muitos centavos investidos por Moratti.
Afinal, a vitória da Inter no Derby d'Italia, muito mais do que construída pelos pés de craques como Ibrahimovic, foi fruto da astúcia de seu treinador.
Embora seja notória sua predileção pelo 4-3-3, com dois pontas capazes de também colaborar na marcação, Mourinho, diante das pouco convincentes atuações recentes de Mancini e Quaresma, optou por inovar e postar a Inter no 4-4-2, com o meio de campo em forma de losango e Stankovic no posto de Vieira.
Outra surpresa do treinador de Setúbal foi começar com Adriano (à direita contra Manninger e Chiellini - La Presse) ao lado de Ibrahimovic, já que o brasileiro sequer vinha sendo convocado nas última partidas.
Porém, mais do que perdoar L'Imperatore, Mourinho queria era aproveitar a força física do colossal atacante no confronto contra a zaga bianconera, pois que tanto Chiellini quanto Legrottaglie são mais baixos e menos potentes que o brasileiro.
Do lado juventino, Ranieri preferiu não arriscar a manteve Camoranesi no banco, colocando Marchionni como esterno destro, com Sissoko e Tiago compondo a coppia centrale e Nedved na esquerda.
Mas, logo aos 3' os planos do treinador romano foram alterados, vez que o português Tiago teve que dar lugar a Marchisio, indo se juntar a já grande leva de jogadores bianconeri infortunati.
E, em um 1º tempo bastante disputado, mas divertente, as melhores chances acabaram sendo nerazzurri, com Stankovic aos 12', Muntari aos 27' e Ibrahimovic aos 33'.
Aliás, o atacante sueco (ao lado contra Chiellini - Bruno) confirmou sua sina de não marcar contra suas equipes, não obstante ter tido, ao menos, duas ótimas oportunidades (além da desperdiçada no 1º tempo, aos 20' do 2º tempo Ibra, aproveitando de uma desatenção de Grygera, ficou frente-a-frente com Manninger, mas concluiu para fora).
Mas, curiosamente, foi de uma conclusão errada de Ibrahimovic que nasceu o gol que decidiu a partida: lançamento longo para a intermediária bianconera, a bola passa por Ibrahimovic e vai em direção a Adriano dentro da área, com Legrottaglie e Molinaro indo ao encontro do avante brasileiro e a bola sobrando, um pouco mais atrás, para o próprio sueco que, ao tentar concluir ao gol, acaba pescando o ganês Muntari (abaixo contra Sissoko e Marchionni - Afp) sozinho dentro da área e este, por fim, também com uma conclusão imperfeita, coloca a bola no fundo das redes de um incrédulo Manninger - Inter 1 x 0!
Ranieri ainda trocou Amauri (que foi totalmente controlado por Matrix Materazzi) por Iaquinta e Del Piero, aos 36', desferiu uma potente cabeçada que foi incrivelmente defendida por Júlio César (este e outros momentos estão nos highlights ao final), com o goleiro brasileiro garantindo a importante vitória interista, portando il vantaggio sui bianconeri a 6 punti.
O tabellino:
Inter: Júlio César; Maicon, Materazzi, Samuel, Maxwell; Cambiasso, Zanetti, Muntari (89' Vieira), Stankovic (85' Burdisso); Ibrahimovic, Adriano (82' Cruz). All. Mourinho.
Juventus: Manninger; Grygera, Legrottaglie, Chiellini, Molinaro; Sissoko, Tiago (3' Marchisio), Marchionni (70' Camoranesi), Nedved; Del Piero, Amauri (77' Iaquinta). All. Ranieri.
Gol: 72' Muntari.
Árbitro: Rizzoli.
Cartões amarelos: Amauri, Legrottaglie, Materazzi e Samuel.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte I) - Fiorentina x Udinese



Fiorentina x Udinese foi uno spettacolo d'anticipo - muito bem jogado, alternância tática, vários gols e um tempo dominado por cada equipe.
E, como 5 dos 6 tentos sairam na etapa complementar, a squadra viola, dominatrice da fase final da partida, terminou vitoriosa por 4 x 2.
Com Di Natale e Quagliarella no banco (ambos longe da melhor condição física), a Udinese de Pepe, Floro Flores e do El Niño Maravilla Sanchez começou em ritmo alucinante, praticando um pressing muito eficaz e explorando a velocidade dos seus avantes nos contra-ataques.
E, assim, depois de algumas chances não convertidas, eis que em uma verticalização rápida, Sanchez tocou para o napoletano Floro Flores que, marcado apenas a distância por Dainelli, desferiu um belíssimo chute da entrada da área que entrou no cantinho da meta defendida por Frey aos 29' (acima a comemoração friulana - Fornasari).
No minuto seguinte, Prandelli teve que abrir mão de Donadel (colocando em seu lugar Kuzmanovic) e ainda assistir a Floro Flores quase raddoppiare após belíssima jogada de Pasquale.
Apenas quando as equipes se preparavam para ir aos vestiários é que a Fiorentina deu o ar de sua graça, com Mutu exigindo boa intervenção de Handanovic.
Aí, Prandelli queimou sua 2ª substituição e voltou para a etapa final com o argentino Santana no lugar de Semioli.
Mas, o que mudou mesmo foi a atitude viola, que retornou a campo determinada a impor a melhor qualidade técnica de seu centrocampo, de toque de bola mais refinado, explorando a confidência existente entre seus avantes Mutu e Gilardino.
E, foi em um cruzamento do primeiro para o segundo que o árbitro Orsato viu a penalidade máxima cometida por Domizzi em Gilardino, com Mutu empatando a partida com um cucchiaio perfetto su rigore aos 7'.
Antes de definitivamente desaparecer, a Udinese brilhante do 1º tempo ainda teve uma grande chance de voltar a comandar o marcador, mas Frey impediu o gol de Pasquale e Floro Flores foi colpevole no rebote.
No minuto seguinte, Montolivo recebeu um passe açucarado de Santana e, com muita categoria, tirou do alcance de Handanovic para concretizar a virada viola.
A partir daí, só deu Fiorentina, com o uomo partita Montolivo fazendo 3 x 1 aos 33', desta vez com um potente sinistro (acima - Grazia Neri).
Pouco adiantou a entrada de Di Natale, pois aos 34' Mutu serviu Gilardino (abaixo observado por Coda - Grazia Neri) e o azzurro só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes e festejar seu 9º gol na Serie A.
No final, Comotto foi infantil ao impedir a doppietta pessoal de Floro Flores, tirando a bola chutada pelo atacante bianconero em cima da linha com a mão (esse lance e muito mais pode ser visualizado no vídeo ao final do post) - cartão vermelho e pênalti, convertido por Di Natale.
Em pleno recupero, Quagliarella (que entrou no lugar de Sanchez) ainda quase marcou mais um gol para a Udinese, o que teria propiciado um resultado mais justo.
Mas, o tabellino ficou assim:
Fiorentina: Frey; Comotto, Gamberini, Dainelli, Vargas; Donadel (30' Kuzmanovic), Felipe Melo, Montolivo (80' Gobbi); Semioli (46' Santana), Gilardino, Mutu. All. Prandelli.
Udinese: Handanovic; Motta, Coda, Domizzi, Lukovic; D'Agostino, Inler, Pasquale (75' Di Natale); Pepe, Floro Flores, Sanchez (85' Quagliarella). All. Marino.
Gols: 29' Floro Flores, 52' Mutu (pênalti), 63' Montolivo, 78' Montolivo, 79' Gilardino, 83' Di Natale (pênalti).
Árbitro: Orsato.
Cartões amarelos: Dainelli, Pepe, Vargas, Domizzi e D'Agostino.
Cartão vermelho: Comotto.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 13ª Rodada 2008/2009



O 'Match Clou' desta semana é especialíssimo, afinal, Internazionale x Juventus é a sfida mais tradicional da Serie A, a ponto de ter sido apelidada de Derby d'Italia pelo mítico jornalista Gianni Brera.
É verdade que em 1967, quando Brera cunhou a alcunha, a Inter tinha mais títulos italianos que o Milan e a Juventus ainda não havia passado pelo purgatório da Serie B, mas o confronto, tantos anos depois, continua sendo o mais vezes disputado na máxima divisão do futebol italiano.
Para esta 76ª edição em Milão, o allenatore nerazzurro Mourinho convocou todos os jogadores disponíveis do plantel, inclusive L'Imperatore Adriano, que não vinha sendo aproveitado.
Independentemente das peças, Special One parece intencionado a dispor a equipe no 4-3-1-2, com Materazzi (à direita - Inter) no posto do squalificato Cordoba e arretrando o capitano Javier Zanetti à lateral esquerda, deixando o brasileiro Maxwell no banco e confirmando Júlio César, Maicon e Samuel em seus postos.
No meio de campo, se o riquíssimo plantel nerazzurro já não é pródigo em opções, sem Figo e Jimenez, Mourinho deverá lançar Vieira, Cambiasso e Muntari (abaixo - Inter) em linha, com Stankovic dietro ao duo Ibrahimovic-Cruz, que deverão formar o ataque.
Se o gol estiver demorando para sair, aí não tem problema: Quaresma, Mancini, Balotelli e Adriano devem ficar no banco!
Na Juventus, com a lista de lesionados é quase possível formar uma equipe inteira: Buffon, Zebina, Andrade, Knezevic, Poulsen, Cristiano Zanetti, Salihamidzic e Trezeguet.
Mas ainda assim Ranieri tem material humano para formar um time muito competitivo, que deverá ir a campo no 4-4-2 com: Manninger; Grygera, Legrottaglie, Chiellini e Molinaro; Sissoko, Tiago, Camoranesi e Nedved (mais abaixo - Blair); Del Piero e Amauri.
Aliás, embora a Inter leve vantagem no bilancio dei precedenti, com 32 vitórias, 24 empates e 19 derrotas, nas últimas duas temporadas a Juventus saiu vitoriosa do Giuseppe Meazza (que estará, mais uma vez, esaurito para a partida deste sábado), em ambas as ocasiões por 2 x 1.
A do dia 22 de março último (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/03/o-jogo-da-tv-parte-ii-internazionale-x.html), inclusive, foi a única derrota da Inter em casa na temporada passada.
Naquela ocasião, Camoranesi e Trezeguet marcaram para a Vecchia Signora, enquanto o português Maniche descontou para a Beneamata.
Já na temporada 2005/2006 (lembrando que a Juventus disputou a Serie B na stagione 2006/2007), Ibrahimovic (ainda bianconero) e Del Piero anotaram os gols juventini, enquanto Samuel fez o interista.
A última vitória da Inter remonta a temporada 2003/2004, quando Martins, Vieri e Stankovic fizeram para a Inter e Kily Gonzalez (contra) e Di Vaio para a Juventus.
No interregno, em 28 de novembro de 2004, pela temporada 2004/2005, empate em 2 x 2, gols de Zalayeta (J), Ibrahimovic (J), Vieri (I) e Adriano (I), este último aos 86'!
Sandrino Mazzola, com 15 presenças entre 1962 (vitória nerazzurra por 1 x 0, gol do brasileiro Jair) e 1977 (sucesso bianconero por 2 x 0, tentos de Gori e Tardelli), é o recordista de aparições no confronto, enquanto Meazza, que marcou 7 gols na década de 1930, é o cannoniere principe do embate.
Nesta semana, o periódico Gazzetta dello Sport teve a brilhante iniciativa de eleger uma InterJuventus, uma formazione composta por jogadores que defenderam tanto a Inter quanto a Juve, excluídos aqueles que poderão estar em campo hoje. Ficou assim: Peruzzi; Burgnich, Fabio Cannavaro, Luigi Allemandi e Luigi De Agostini; Tardelli, Brady e Roberto Baggio; Causio, Boninsegna e Aldo Serena, com Trapattoni na panchina.
Aliás, alguns desses protagonistas podem ser conferidos no vídeo abaixo, que traz os melhores momentos e entrevistas do sucesso da Juventus na temporada 1983/1984.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma


Suspense! Será que o II Desafio Calcio Serie A terá seu desfecho nesta semana? Quem sabe? Mas a competição ainda permite reviravoltas e para começar basta desvendar qual clube é representado pelo simpático golfinho acima...
Para quem não conhece, as regras são as seguintes: ganha o prêmio (um certificado do Calcio Serie A e a coleção completa Football Stars 07-08 da Panini, novinha em folha) quem primeiro somar 10 (dez) pontos, sendo que 1 (um) ponto será outorgado ao primeiro que desvendar o enigma proposto a cada semana!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, novembro 21, 2008

Vem aí rodada sensacional!


A 13ª rodada da Serie A, que será disputada no próximo final de semana, promete muitas emoções!
Para começar, no sábado, a partir das 15h00 (com transmissão da ESPN e da RAI), acontecerá Fiorentina x Udinese, confronto de duas equipes treinadas por allenatori adeptos do futebol ofensivo (ambas atuam no 4-3-3) e que, depois de um começo muito bom de temporada, passam por um momento no (a squadra viola somou 3 pontos nas últimas 3 rodadas, enquanto a bianconera apenas 1 depois de chegar até a liderar a competição).
Mas o jogo mais aguardado está previsto para começar às 17h30 (sempre horário de Brasília), quando será realizado o Derby d'Italia envolvendo Internazionale e Juventus.
A partida, que terá transmissão da ESPN Brasil e da RAI ao vivo (a ESPN veiculará a partida em vt às 22h00) é, obviamente, o 'Match Clou' da giornata.
No domingo, ESPN Brasil, SporTV e TV Esporte Interativo prometem transmitir, às 12h00, Lazio x Genoa, que reunirá os dois melhores ataques da competição e dois dos principais artilheiros do torneio: o biancoceleste Zárate e o rossoblù Milito (acima - Guerin Sportivo).
Outra opção, no mesmo horário, será acompanhar Lecce x Roma na ESPN e na RAI (a TV Esporte Interativo reprisará a partida às 16h00).
Sempre às 12h00 de Brasília, jogam ainda Bologna x Palermo (que deverá marcar a estréia do brasileiro César, ex São Caetano, Lazio, Inter, Corinthians e Livorno na equipe treinada por Mihajlovic); Chievo x Siena; Napoli x Cagliari; Reggina x Atalanta e Sampdoria x Catania.
Um pouco mais tarde, completando a rodada, o Olimpico de Turim recebe Torino x Milan (com cobertura da ESPN, SporTV2, RAI e TV Esporte Interativo), cotejo complicado para a trupe de Ancelotti, que deverá escalar o trio Ka-Pa-Ro (obviamente não o Ka-Pa-Ro original, mas o formado por Kaká, Pato e Ronaldinho Gaúcho) desde o início.
Já De Biasi promete mandar a campo uma formação também ofensiva, com Dzemalli, Barone e Rosina no meio e Bianchi (acima - Torino) ao lado de Amoruso na frente.
Bom final de semana a todos!

quarta-feira, novembro 19, 2008

Gli Azzurri


Em semana de amistosos internacionais, tanto os azzurri de Lippi quanto os azzurrini de Casiraghi sairam da Itália para somar experiência.
Primeiro, na terça-feira, a Under 21 foi até Osnabruck e acabou derrotada pela Alemanha por 1 x 0, gol do diciotenne Kroos, stellina do poderoso Bayern München.
A partida, embora a Itália tenha atuado no 4-3-3 com Lanzafame, Balotelli e Giovinco na frente, não foi das mais entusiasmantes, "con le formazioni impegnate sopratutto a non farsi vedere dall'avversario in vista di ben più importanti confronti" (Corriere dello Sport).
Já nesta quarta, a Nazionale entrou em campo em Atenas (acima a formação inicial - ASphoto) disposta a fazer de seu c.t. Marcello Lippi um dos três técnicos da história a completar 31 resultados úteis consecutivos (os demais são o argentino Basile e o espanhol Clemente), superando o mito Pozzo.
E a partida, disputada em ritmo bastante lento, serviu basicamente para isto - depois de um 1º tempo monótono, o grego Gekas abriu o marcador aos 5º do 2º tempo sfruttando una verticalizzazione centrale e Toni, aos 9' (à esquerda - Reuters), empatou de cabeça, encerrando uma incomôda abstinência que já durava 724' com a maglia azzurra.
De registrar também a estréia azzurra do ala Maggio, que vem somando boas apresentações desde o tempo de Sampdoria e substituiu Camoranesi aos 16' da etapa complementar.

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - La Soluzione


Match Point! Lady Cyntia está impossível e mais uma vez foi a primeira a desvendar a 'L'Enigma' da semana, esclarecendo que o scudetto à esquerda é do Calcio Lecco 1912 (abaixo à direita em sua versão oficial), squadra atualmente na antiga C1, mas de um passato nobile, tendo disputado 3 campeonatos da Serie A e 11 da Serie B, o último na temporada 1972/1973.
Atualmente, no plantel do time bluceleste estão 2 brasileiros, os defensores Edevaldo Grimaldi e David Enrique Mateo, este último crescido na Primavera da Fiorentina.
Outro destaque do Lecco é o centrocampista Mattia Altobelli, filho do famoso Spillo, atacante campione del mondo em 1982 e durante mais de uma década titular da Internazionale.
Aliás, será que como a Inter na hodierna Serie A, Lady Cyntia será hegemônica neste blog?

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, novembro 17, 2008

'B' Em Pílulas


* Il big match della Serie B fra Empoli e Grosseto terminou 1 x 1, com as duas equipes restando in testa alla classifica dopo 14 turni;
* O placar foi construído todo no 1º tempo, com Vannucchi colocando os azzurri em vantagem aos 5' e Sansovino empatando aos 17';
* Também o 3º colocado, o Sassuolo, apenas empatou na rodada - ficou no 2 x 2 com o Piacenza no Leonardo Garilli, gols de Zampagna (S), Rantier (P), Rea (S) e Moscardelli (P);
* Melhor para o Bari, que chegou aos mesmos 24 pontos do Sassuolo ao vencer o Ancona por 2 x 1, doppietta do brasileiro Barreto (ao lado sua vibração - Grazia Neri);
* Com 23 pontos estão Livorno e Triestina, sendo que esta última venceu, nesta rodada, o Vicenza por 2 x 1;
* Em seguida, com 22 pontos, aparecem Parma e Mantova;
* A equipe da Emilia-Romagna está se recuperando e, nesta 14ª giornata, superou o Ascoli, fora de casa, por 1 x 0, gol de Paponi;
* Já o Mantova, embora tenha tido 2 jogadores expulsos (Cristane e Corona), derrotou o Pisa por 2 x 1, tentos de Godeas e Tarana, com Genevier decretando o temporário empate.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Desta vez não foi a líder Internazionale que sofreu para vencer, já que um soberbo Ibrahimovic resolveu na Sicília contra o Palermo (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/11/o-jogo-da-tv-parte-ii-palermo-x.html), mas o Milan, atual vice-líder da Serie A.
Jogando no San Siro contra o agora lanterna Chievo, i rossoneri in formazione rimaneggiata (diante das ausências de Ambrosini, Antonini, Borriello, Maldini, Pirlo e Zambrotta), atuaram muito mal e precisaram de um rigore dúbio (ou generoso como afirmado pela Gazzetta dello Sport) convertido por Kaká (acima com os também brasileiros Ronaldinho e Luciano, que foi um dos melhores do lado veronese - Afp) para conquistar os 3 pontos necessários para permanecerem a una lunghezza dall'Inter.
O ponto positivo foi a ótima apresentação do veterano lateral Favalli, utilizado como central ao lado de Kaladze e que conseguiu conter os velozes atacantes Langella e Pellissier, molto più convincenti dei talentuosi rossoneri Ronaldinho e Inzaghi, em giornata no.
Mas a rodada foi ainda pior para os até então diretos seguidores dos clubes de Milão, que viram a Juventus, vitoriosa contra o Genoa em jogo antecipado para quinta-feira (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/11/o-jogo-da-tv-parte-i-juventus-x-genoa.html), pular da 6ª para a 3ª posição.
O Napoli, por exemplo, foi até Bergamo visitar a Atalanta e, com Vieri em campo desde o início (ao lado, Bobone contra Contini - Cerescioli), saiu derrotado por 3 x 1.
O 1º tempo, terminado 0 x 0, foi até bastante equilibrado, mas no 2º, o brasileiro Ferreira Pinto, depois de perder um gol tu per tu com Iezzo, se recuperou e anotou um golaço aos 17', deixando sentando os partenopei Contini e Vitale antes de fuzilar o arqueiro azzurro.
Pouco depois o atacante Zalayeta (que havia entrado no lugar do lesionado Denis na 1ª etapa) recebeu o 2º amarelo e foi mais cedo para o vestiário, mas Reja não se intimidou e trocou o zagueiro Santacroce pelo atacante Piá, chegando a igualdade aos 28', com Hamsik cobrando pênalti (contestadíssimo pelo técnico Del Neri, que também acabou expulso).
Aí, uma Atalanta com os nervos à flor da pele (o capitano Doni teve que ser substituído para não ser expulso!) partiu para cima e, no final, chegou aos 3 x 1: Manfredini (que havia feito o pênalti convertido por Hamsik) cobrando falta aos 44' e Floccari aos 46' completaram o marcador.
Se a Lazio acabou derrotada pela Roma no sempre imprevisível Derby Capitolino (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/11/o-jogo-da-tv-parte-iii-roma-x-lazio.html), surpresa mesmo ficou por conta do tropeço da Udinese contra a até então lanterninha Reggina, que venceu por 1 x 0, tento do fantasista Brienza, em plena Udine.
Com o resultado (ao lado o habilidoso friuliano Sanchez contra o amaranto Alvarez - Debernardi), a Udinese de Mario, ex macchina da gol e spettacolo, completou a 3ª partida sem vitória.
Se o time bianconero do Friuli não sabe mais o que é vencer, a Sampdoria chegou ao seu 3º sucesso nos últimos 4 jogos ao bater o Lecce por 3 x 2 no Luigi Ferraris em partida que foi emocionante até o final, com os visitantes buscando o empate fino all'ultimo istante - marcaram Delvecchio (S) aos 11', Cassano (S - abaixo contra Ariatti e Munari - Sampdoria) aos 14', Tiribocchi aos 55', Stankevicius aos 60' e novamente Tiribocchi aos 82'.
O mesmo placar de Gênova ocorreu também em Catania, onde o time da casa superou o Torino em jogo repleto de alternâncias e marcado por um lance, no mínimo, inusitado.
Depois que o ala Colombo abriu o marcador em cruzamento de Rubin para o Toro e o avante Mascara empatou aproveitando jogada de Paolucci, tudo antes dos 10', Mascarino voltou a marcar aos 39', em cobrança de falta alla Del Piero.
Porém, o curioso na jogada foi que alguns jogadores do próprio Catania formaram uma barreira extra e, instantes antes da cobrança, abaixaram os próprios calções (logo abaixo, destaque para o strip do camisa 16 Plasmati - Pecoraro)!
Na 2ª etapa, Amoruso empatou novamente aos 5', cobrando pênalti, e o mesmo Mascara deu números finais ao jogo aos 35', realizando sua 1ª tripletta na Serie A e assegurando a 100ª vitória do Catania na máxima divisão do futebol italiano.
Por fim, um Cagliari muito organizado e disciplinado taticamente, que abusou dos contra-ataques, venceu uma Fiorentina sprecona por 1 x 0, gol de Acquafresca (cobrando pênalti), enquanto Siena e Bologna ficaram no 1 x 1, tentos de Ghezzal e Di Vaio (também de pênalti), tendo ainda Calaiò desperdiçado outra cobrança de penalidade máxima (foram 7 na rodada!).
A classificação da Serie depois de 12 rodadas: 1º Internazionale (27 pts); 2º Milan (26); 3º Juventus (24); 4º Napoli (23); 5º Lazio (22); 6º Udinese (21); 7º Catania (21); 8º Genoa (20); 9º Fiorentina (20); 10º Atalanta (17); 11º Palermo (16); 12º Sampdoria (13); 13º Cagliari (13); 14º Siena (13); 15º Lecce (12); 16º Roma (11); 17º Torino (11); 18º Bologna (8); 19º Reggina (8) e 20º Chievo (6).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, novembro 16, 2008

O Jogo Da TV (Parte III) - Roma x Lazio



Será o marco da virada? Afinal, depois de um início de stagione desastroso, a Roma venceu o poderoso Chelsea pela Champions League e, agora, na semana seguinte, superou sua rivalíssima Lazio - que chegou com uma vantagem de 14 pontos na tabela de classificação - no sempre aguardado Derby Capitolino.
Antes da bola rolar, a pressão era toda sobre a Roma, que não vencia há 5 rodadas na Serie A, enquanto a Lazio vinha de 3 vitórias consecutivas e ocupava uma ótima 4ª posição no campeonato italiano.
Aliás, desde 2005 no comando da Roma, o técnico Spalletti nunca foi tão contestado quanto agora e, para enfrentar a Lazio, audaciosamente abandonou seu predileto 4-2-3-1 e postou a equipe no 4-3-1-2, com Vucinic (acima contra Siviglia - Reuters) ao lado de Totti - até porque o Pupone está longe de sua melhor forma física e seguramente não conseguiria enfrentar a defesa laziale sem companhia - com o brasileiro Júlio Baptista alle spalle da dupla.
Na Lazio, Delio Rossi também não se intimidou e não hesitou em lançar seu tridente - Pandev, Rocchi e Zárate, com o meio sendo composto por Brocchi, Ledesma e Mauri.
Foi a Roma que começou melhor e mais ativa no ataque, com o montenegrino Vucinic se deslocando muito atrás de palle giocabili, enquanto a Lazio tinha em Zárate seu jogador mais perigoso, mas muito bem controlado pela bem postada difesa romanista.
E aos 19' ocorreu a primeira grande chance da partida, com o argentino Carrizo realizando uma defesa milagrosa em cabeçada de Vucinic após cruzamento preciso de Panucci (vide os highlights ao final do post).
A resposta da Lazio foi quase imediata, com Lichtsteiner cruzando para cabeçada de Zárate, que terminou muito perto da meta defendida por um valente Doni, que jogou senza caschetto ma con un vistoso cerotto sulla testa.
Gol mesmo só no início do 2º tempo, quando o brasileiro Júlio Baptista (ao lado contra Rozehnal - Afp) aproveitou um cruzamento certeiro de Totti para fazer 1 x 0 de cabeça.
De novo a Lazio tentou reagir imediatamente, com Zárate aproveitando uma indecisão de Doni e Mexes para exigir grande defesa do arqueiro brasileiro já no minuto seguinte ao da vantagem da Lupa.
Mas, com o gol, La Bestia cresceu e passou a ser o punto di riferimento romanista (tendo acertado 75% dos 40 passes que efetuou), forçando, inclusive, a expulsão do laziale Ledesma aos 21' (em uma das 3 faltas cometidas pelo argentino e das 6 sofridas pelo brasileiro na partida).
Porém, ao contrário do esperado, mesmo em inferioridade numérica, foi a Lazio que cresceu na partida, passando a pressionar a Roma e criando várias oportunidades de chegar ao empate, tanto com Rocchi (ao lado obstaculizado por Mexes - Afp) aos 25', quanto com Pandev aos 29' (o macedônio tinha tido outra ótima oportunidade aos 20').
Mas também a Roma, com Menez no lugar de Totti, criou oportunidades para definir a partida, como aos 33', quando o francês recebeu de Vucinic e sozinho, cara-a-cara com Carrizo, permitiu a defesa do goleiro biancoceleste.
No final, Perrotta ainda foi expulso e depois de 4' de recupero, a Roma festejou a vitória!
Abaixo o tabellino do importante sucesso giallorosso, que interrompeu uma séria de 5 rodadas sem vitória:
Roma (que tinha 55,2% de posse de bola ao final do 1º tempo e 48% ao término do jogo): Doni; Panucci (78' Cassetti), Mexes, Juan, Tonetto; De Rossi, Brighi, Perrotta, Júlio Baptista; Totti (76' Menez), Vucinic (89' Taddei). All. Spalletti.
Lazio: Carrizo; Lichtsteiner, Siviglia, Rozehnal, Radu; Brocchi (81' Dabo), Ledesma, Mauri (60' Meghni); Pandev, T. Rocchi (84' Inzaghi), Zárate. All. Rossi.
Gol: 50' Júlio Baptista.
Árbitro: G. Rocchi.
Cartões amarelos: Tonetto, Ledesma, Radu, Lichtsteiner e Perrotta.
Cartões vermelhos: Ledesma e Perrotta.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, desde que retornou ao comando da Azzurra em agosto último, Marcello Lippi (ao lado - Asphoto) convocou 34 jogadores diferentes?
* Que, nos 6 compromissos disputados até aqui no ritorno do c.t. campeão mundial, apenas o centrocampista De Rossi, o lateral Dossena e o atacante Gilardino estiveram presentes em todas as convocações?
* Que, dos 23 campeões do mundo na Alemanha, 8 (Barone, Inzaghi, Materazzi, Nesta, Oddo, Peruzzi, Totti e Zaccardo) sequer foram convocados nesta nova fase?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker