Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, setembro 26, 2009

O Jogo Da TV (Parte I) - Sampdoria x Internazionale



Samp in vetta! Com a vitória de 1 x 0 sobre a Internazionale no 'Match Clou' e anticipo da 6ª rodada, a Sampdoria de Cassano e Pazzini vai dormir como líder isolada da Serie A, lembrando os melhores momentos do scudetto targato Mancini e Vialli.
A partida começou com surpresas, com Mourinho escalando 3 atacantes (Balotelli, Milito e Eto'o) para suprir a ausência de Sneijder e spaventare Palombo & Cia., enquanto Del Neri também promoveu uma mini revolução na formação, optando por lançar o experiente Bellucci como playmaker no ataque, postando o giovanissimo Poli (19 anos, acima contra Maicon - Cebrelli) a gestire la manovra di centrocampo.
Apesar dos esquemas claramente ofensivos, nos primeiros minutos não aconteceram grandes chances de gol, pois a Inter, buscando aproveitar a maior força física de seus jogadores, esbarrou na bem montada defesa blucerchiata, que procurava explorar os contra-ataques de forma pouco ousada.
Assim, perigo mesmo só aos 23', quando Milito serviu para Cambiasso exigir uma defesa interessante de Castellazzi.
Com Ziegler na lateral esquerda, inibindo as descidas sempre perigosas de Maicon, a Sampdoria teve sua melhor chance na 1ª etapa aos 28', com Palombo não conseguindo concluir uma bola que apareceu a sua feição quase em cima da linha do pênalti.
Mourinho ainda inverteu a posição dos avantes Balotelli e Eto'o, mas o 1º tempo terminou 0 x 0 mesmo.
Na etapa final as emoções afloraram com mais facilidade e a Inter teve maior posse de bola (terminou a partida com 60% no quesito), mas foi a Sampdoria que chegou a vitória, com Palombo interceptando um passe mal articulado por Santon e tocando para Mannini servir Pazzini (acima marcado por Lúcio - Getty Images), que tocou no contrapé do arqueiro Júlio César aos 72'.
The Special One, que já havia substituído Balotelli por Chivu e Vieira por Stankovic (passando a equipe ao 4-3-1-2), lançou sua última cartada inserindo Quaresma no posto de Cambiasso.
E, fazendo um forte pressing, quase que a Beneamata chegou ao empate, tendo até mesmo um gol invalidado por impedimento de Lúcio em chute de Quaresma aos 39' e, concluíndo a partida, com uma bela cobrança de falta de Lúcio (ao lado novamente contra Pazzini - Getty Images), muito bem defendida por um seguro Castellazzi já nos acréscimos.
O tabellino da vitória que valeu a liderança ao time de Gênova:
Sampdoria: Castellazzi; Stankevicius, Lucchini, Gastaldello, Ziegler; Mannini (81' Franceschini), Palombo, Poli (65' Tissone); Bellucci (69' Zauri), Pazzini, Cassano. All. Del Neri.
Inter: Júlio César; Maicon, Lúcio, Samuel, Santon; Vieira (61' Stankovic), Cambiasso (74' Quaresma), Zanetti; Balotelli (62' Chivu), Milito, Eto'o. All. Mourinho.
Gol: 72' Pazzini (no vídeo abaixo, o gol, os melhores momentos e ainda uma entrevista com o artilheiro da partida).
Árbitro: Rizzoli.
Cartões amarelos: Palombo, Lucchini, Cassano, Maicon e Pazzini.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 6ª Rodada 2009/2010



Sampdoria x Internazionale, o 'Match Clou' da 6ª rodada da Serie A 2009/2010 (que será disputado ainda sábado!), é o confronto entre a atual 3ª colocada, mas líder até o início da giornata anterior, contra a nova capolista e tetracampeã em exercício.
Portanto, o duelo do Luigi Ferraris (que certamente estará totalmente tomado) promete!
E, com apenas o zagueiro Accardi e o meia Semioli indisponibili, o técnico Del Neri já confirmou o perigoso duo formado por Cassano (à direita - Getty Images) e Pazzini no ataque.
Aliás, este último, em entrevista ao periódico Gazzetta dello Sport, bem sintetizou o espírito do grupo blucerchiato: "É una delle squadre più forti d'Europa, ne conosciamo il potenziale, ma giocchiamo in casa, vogliamo riffarci e giocare una grande gara" (em uma tradução livre, algo como "É uma das equipes mais fortes da Europa, conhecemos sua força, mas jogaremos em casa, queremos nos recuperar e jogar uma grande partida").
No meio, a disposição da Samp de buscar as extremas está evidente com as prováveis presenças de Padalino pela direita e Mannini pela esquerda, com Palombo como único mastim natural e o habilidoso Tissone como centrais.
Mais atrás, completam l'undici os alas Stankevicius (que gosta de apoiar - à esquerda - Getty Images) e Zauri, bem como os zagueiros Gastaldello e Rossi protegendo o arqueiro Castellazzi, que atravessa ótima fase.
Na Inter, Mourinho tem alguns problemas para armar o centrocampo, vez que Sneijder e Thiago Motta estão contundidos e Muntari não foi sequer relacionado para a partida.
Assim, sem muitas opções, Stankovic deverá fazer a função de rifinitore, Cambiasso deve ser o vertice basso e Zanetti e Vieira devem aparecer ao lado do argentino ex Real Madrid.
No ataque estão confirmados Eto'o e Milito, enquanto o reparto difensivo deverá ter Maicon, Lúcio, Samuel (mais abaixo - Getty Images) e Chivu, com Júlio César sob a meta.
No banco, muito provavelmente aparecerá o jovem Khrin, meia esloveno de apenas 19 anos, tido como muito forte e habilidoso.
Apesar do equilíbrio esperado para este sábado, o histórico do confronto é amplamente favorável à ... Internazionale, que venceu 24 dos 53 encontros até aqui disputados em Gênova, com 20 empates e apenas 9 vitórias da Samp, que marcou 54 gols e sofreu 90!
Aliás, a última vitória casalinga remonta a temporada 1998/1999, quando Montella realizou uma tripletta e o argentino Ortega completou o placar de 4 x 0 em partida que teve Lassissi e Ventola expulsos ainda no 1º tempo.
A título de curiosidade, se naquele 21 de março de 1999 dentre os vitoriosos estavam os brasileiros Catê e Doriva, a Inter, treinada pelo romeno Lucescu, entrou em campo com: Pagliuca; Simic, Colonnese, West e Gilberto; Cauet, Zé Elias e Zanetti; Baggio; Zamorano e Ventola.
Já o último sucesso nerazzurro, ao menos, é mais recente - em 28 de janeiro de 2007 Ibrahimovic e Maicon fizeram os gols da vitória por 2 x 0, sendo que a Sampdoria jogou quase toda a partida com um homem ao menos, vez que o meia Delvecchio recebeu o cartão vermelho com apenas 6' de jogo.
De lá para cá, dois empates em 1 x 1, incluíndo no último campeonato, quando as equipes se encontraram logo na 1ª rodada.
O interista Sandro Mazzola, com 6 gols anotados, sendo 3 nas goleadas de 5 x 0 aplicadas nos campeonatos 1965/1966 e 1969/1970 (quando o brasileiro Jair também somou o mesmo número de gols), é o maior artilheiro do certame.
Aliás, o confronto não é mesmo para aventureiros, pois nada menos que Giuseppe Bergomi (pela Inter) e Roberto Mancini (pela Sampdoria) dividem a primazia de jogadores que mais atuaram no confronto, com 15 presenças para cada um.
Agora, é só aguardar mais algumas horas para ver como essa sensacional história irá continuar!

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Lazio x Palermo é, sem dúvida, um dos embates mais equilibrados da 6ª rodada da Serie A 2009/2010, que começa neste sábado e prossegue no domingo, quando acontecerá o jogo objeto desta semana na 'L'Enigma'.
Aliás, tal equilíbrio ficou patente até nos palpites ofertados pelos amigos do Calcio Serie A - vamos a eles: 0 x 0 - Leonardo Redenção; 0 x 1 - Raphael Zerlottini; 1 x 0 - Alcindo; 1 x 1 - Michel Costa; 2 x 0 - Mafra; 1 x 2 - Cyntia; 2 x 1 - Tiago Fontana; 2 x 2 - Saulo; 3 x 0 - Lucas; 3 x 1 - Gustavo Freire e 2 x 3 - JP.
Se valer o retrospecto, punto para o nosso grande amigo Alcindo, pois na temporada passada, em 20 de dezembro de 2008, Rocchi, que havia substituído Zárate minutos antes, marcou o gol decisivo aos 21' do 2º tempo (acima, a comemoração do atacante laziale - Grazia Neri).
Boa sorte a todos e um ótimo final de semana com muito Calcio!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, setembro 25, 2009

Serie A continua no final de semana


Sem perder tempo, a Serie A prossegue neste próximo final de semana com mais uma rodada, a 6ª, que logo no sábado tem o 'Match Clou' Sampdoria x Internazionale.
A partida, que terá início às 13h00 (horário de Brasília) e transmissão da ESPN, RAI, TV Esporte Interativo e Gazeta, colocará a 3ª colocada de Cassano frente a líder Internazionale, dona ainda do melhor ataque do certame até aqui, com 12 gols anotados em 5 pelejas.
Um pouco mais tarde, com início previsto para às 15h45 (e transmissão da RAI), acontecerá o derby toscano Livorno x Fiorentina, com destaque também para os atacantes: Tavano e Lucarelli de um lado, Mutu e Gilardino (à direita - Getty Images) de outro.
No domingo, difícil será escolher entre Catania x Roma (ESPN, ESPN HD e RAI) e Juventus x Bologna (ESPN Brasil, TV Esporte Interativo e Cultura), ambas começando às 10h00 (sempre horário de Brasília).
No jogo de Turim, apesar de todo o favoritismo da invicta Juventus, é bom ficar de olho na dupla Di Vaio-Zalayeta, ambos ex di turno.
Já na Sicília, a principal atração será o compleanno de Totti, que estará comemorando 33 anos exatamente no domingo e, com 182 gols marcados na Serie A, é o jogador em atividade que mais marcou gols na competição.
No mesmo horário, jogam ainda Chievo x Atalanta; Lazio x Palermo; Napoli x Siena; Parma x Cagliari e Udinese x Genoa.
Para completar o giro pelos gramados da Serie A, o posticipo de domingo, que terá transmissão da ESPN Brasil, SporTV, RAI e TV Esporte Interativo a partir das 15h45, será Milan x Bari, com o brasileiro Pato (de contrato recém renovado) aparecendo ao lado de Huntelaar e Ronaldinho para enfrentar a surpresa Bari, que terá o habilidoso hondurenho Alvarez (acima - Getty Images) infernizando a defesa rossonera.
Um ótimo final de semana a todos!

quinta-feira, setembro 24, 2009

'B' Em Pílulas


* O Torino deixou a liderança da Serie B ao ser, surpreendentemente, derrotado em casa pelo neopromosso Padova (clube do zagueiro brasileiro César) por 1 x 0, tento do attaccante Di Nardo no início da 2ª etapa;
* No Toro, seu capitão Di Michele recebeu um contestado segundo cartão amarelo do árbitro Damato por simulação e deixou a equipe com um homem a menos nos 20' finais;
* Brescia e Frosinone, que venceram seus compromissos neste último dia 22, voltaram a liderança do torneio cadetto;
* Os Leoni gialloazzurri venceram a Reggina por 2 x 0, tentos de Troianiello e Basha, um suíço de origem kosovare que chegou ainda muito jovem à Itália;
* Co-líder, o Brescia venceu o Sassuolo por 3 x 1, com Caracciolo (doppietta - ao lado o 2º - Gazzetta di Modena) e Possanzini anulando o tento inicial de Zampagna;
* A Reggina, dos vários Buscè, Bonazzoli, Cacia, Carmona, Santos, Valdez e Volpi, continua decepcionando, ocupando apenas a 18ª colocação com 6 pontos conquistados depois de 6 rodadas;
* Bom resultado obteve o Lecce, que fez 4 x 1 na Triestina fora de casa, com o brasileiro Fabiano anotando um dos gols da equipe;
* O brasileiro Edinho, do Lecce, foi o 2º jogador que mais acertou passes na rodada - 61;
* Primeira vitória para o Gallipoli de Giannini, que havia empatado em 4 das primeiras 5 rodadas;
* A Salernitana, que empatou em 0 x 0 com o Piacenza fora de casa, finalmente somou seu 1º ponto no campeonato!

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Terá sido a giornata da reviravolta? Afinal, ao término desta 5ª rodada, pela primeira vez na temporada a tetracampeã Internazionale apareceu na liderança da Serie A, resultado da convincente vitória nerazzurra sobre o Napoli por 3 x 1 (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/o-jogo-da-tv-parte-i-internazionale-x.html) e dos tropeços de Juventus e Sampdoria, até então a punteggio pieno.
Se a Juventus ficou no empate em 2 x 2 contra o bom Genoa (confira em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/o-jogo-da-tv-parte-ii-genoa-x-juventus.html), pior foi a Sampdoria, derrotada em Florença por 2 x 0.
Mas que os torcedores blucerchiati não fiquem desanimados, pois a Samp jogou bem e começou até mais perigosa com ripartenze velocissime sull'asse Palombo-Cassano-Pazzini, só que a Fiorentina em nada lembrou a equipe que quase foi goleada pela Roma na rodada anterior (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/o-jogo-da-tv-parte-iv-roma-x-fiorentina.html) e, spumeggiante, explorando muito bem as laterais com os ótimos Marchionni e Vargas, venceu com gols de seus atacantes Jovetic (mais abaixo marcado por Palombo - La Presse) e Gilardino, com destaque ainda para o volante Donadel, autor de grande prestação.
Com os mesmos 10 pontos da Fiorentina vem o Parma, que também conseguiu uma ótima vitória nesta quarta, batendo uma nervosa e pouco concreta Lazio em plena Roma por 2 x 1, placar todo construído no 1º tempo com gols de Bojinov, Zárate (cobrando pênalti) e do veterano Amoruso.
Quem também sucumbiu na rodada foi o Milan, que foi até Udine e perdeu para a Udinese por 1 x 0, gol do capocannoniere Di Natale (ao lado contra Pirlo - Getty Images), que marcou seu 7º gol personale (em 8 anotados pelo seu clube!) aproveitando uma desatenção do lateral Oddo para conferir um rebote depois do chute de Isla que acertou a trave de Storari.
Mas o grande jogo da rodada foi o incrível pareggio em 3 x 3 entre Palermo e Roma, disputado no Barbera sob verdadeiro dilúvio.
Apesar da forte chuva que atingiu a Sicília, a partida entre os times comandados por Zenga e Ranieri foi bastante movimentada e rica em emoções, embora em muito fomentadas por falhas defensivas.
Com um meio de campo robusto e atuando no 4-3-1-2, a Roma começou melhor e saiu na frente com um gol do centrocampista Brighi, posteriormente igualado por um tento do oportunista Budan, que aproveitou um intervento mal sucedido de Burdisso após conclusão de Miccoli que, tendo superado o arqueiro Júlio Sérgio, chegou a parar em uma poça d'água.
Ainda no 1º tempo, mas já nos acréscimos, o mesmo Burdisso deu um peixinho (literalmente!) para colocar a Roma novamente na frente, com Miccoli, apenas alguns segundos depois, aproveitando um pequeno espaço entre a trave e o goleiro Júlio Sérgio para, com muita frieza, deixar tudo empatado de novo.
Na 2ª etapa, Nocerino acertou um belo chute para marcar seu 1º gol na Serie A aos 11' e, quando tudo parecia encaminhar para a vitória rosanera, Rubinho cometeu pênalti em Okaka (que substituiu o chileno Pizarro no 2º tempo) e Totti (acima contra Migliaccio - Getty Images) converteu para decretar o placar final aos 43' (os gols dessa incrível peleja podem ser visualizados no vídeo ao final do post).
Sem a mesma storia foi o tecnicamente fraco cotejo Bologna x Livorno, vencido por 2 x 0 pelos mandantes que, contando com o retorno de Mudingayi ao centrocampo e com o válido Zalayeta no ataque, chegaram ao primeiro e importantíssimo sucesso graças aos gols do zagueiro Portanova e do atacante Di Vaio, um em cada tempo.
Quem também chegou a primeira vitória na competição foi o Cagliari, que acabou com a invencibilidade do Bari vencendo o adversário em pleno San Nicola (onde os pugliesi não perdiam desde abril) com um gol do brasileiro Nenê, também ao seu primo gol stagionale.
Na rodada delle prime volte, o técnico Conte estreou na panchina da Atalanta com um pareggio contra o Catania em uma brutta partita que não poderia terminar com outro placar senão o 0 x 0, perfeito para duas agremiações que ainda não venceram no campeonato.
De registrar que o ex juventino (acima passando instruções a Doni - Cerescioli) não pode acompanhar seu time na borda do campo até o final, vez que restou expulso pelo árbitro De Marco!
Por fim, Siena x Chievo também terminou como começou, 0 x 0, apesar das boas chances criadas por Pellissier e Codrea no final da partida.
Os recordmen dessa giornata infrasettimanale foram os seguintes: Palle recuperate: 1º Yepes (Chievo) 41; 2º Juan (Roma); 3º Bocchetti (Genoa) e Migliaccio (Palermo) 34; Passaggi riusciti: 1º Pirlo (Milan) 83 - cada vez mais líder no quesito; 2º Mariga (Parma) 59; 3º Zenoni (Parma) 55; Assist: 1º Grosso (Juventus), Hamsik (Napoli), Pirlo (Milan) e Pizarro (Roma) 5; Tiri: 1º Bojinov (Parma) e Miccoli (Palermo) 6; 3º Ghezzal (Siena), Marchisio (Juventus), Quagliarella (Napoli) - primeiro lugar no geral com 24 -, Riise (Roma) e Vargas (Fiorentina) 5.
Já a classificação por equipes está assim: 1º Internazionale (13 pts); 2º Juventus (13); 3º Sampdoria (12); 4º Genoa (10); 5º Fiorentina (10); 6º Parma (10); 7º Udinese (8); 8º Chievo (7); 9º Roma (7); 10º Lazio (7); 11º Milan (7); 12º Bari (6); 13º Palermo (5); 14º Bologna (5); 15º Siena (4); 16º Cagliari (4); 17º Napoli (4); 18º Catania (2); 19º Livorno (2) e 20º Atalanta (1).

video

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte II) - Genoa x Juventus



O 'Match Clou' da 5ª giornata, disputado nesta quinta-feira, foi um spettacolo.
Também, pudera, o Genoa, 4º colocado e empurrado por um Ferraris da applausi, entrou disposto a, contra uma Juventus a punteggio pieno, mostrar que a derrota frente ao Chievo na rodada anterior fora um mero tropeço e que a equipe tem sim condições de figurar dentre as primeiras colocadas.
Mas foi a Juventus de Ferrara - que armou o time bianconero no 4-3-2-1, com Camoranesi largo a destra e Iaquinta largo a sinistro dietro a Amauri, que começou melhor e conseguiu abrir o placar aos 6', em cruzamento de Marchisio que chegou a Iaquinta (ao lado marcado por Bocchetti - Cebrelli) depois de um belíssimo corta-luz de Camoranesi, com o atacante concluíndo com um potente chute cruzado no canto de Amelia.
O Genoa, disposto no habitual 3-4-3, mas più coperto com Mesto e Sculli formando o ataque ao lado de Floccari, sentiu o golpe e foi dominado por boa parta da 1ª etapa, período em que a Juve não ampliou devido, principalmente, a um Amauri pouco concreto sotto porta.
Porém, aos 31', o Grifone, que vinha até então explorando as laterais do campo sem sucesso, chegou ao empate exatamente em uma descida pela esquerda de Sculli, com o ala Mesto acertando uma cabeçada poderosa (e pouco usual para o ala) que entrou no gol defendido por Buffon.
O jogo, então, ganhou em dinamismo e foi disputado até o intervalo em ritmo altíssimo, sem, porém, alteração no placar.
No 2º tempo, o Genoa voltou com Crespo no lugar de Floccari, mas foi a Vecchia Signora que começou melhor, especialmente com um Marchisio muito inspirado, a ponto de deixar Rossi tonto antes de concluir ao gol de Amelia aos 8' e deixar Iaquinta cara-a-cara com o portierone rossoblù no minuto seguinte, com o avante bianconero perdendo o momento justo para concluir.
Aí, Gasperini, vendo sua equipe em dificuldade, sacou o ala Modesto e inseriu o zagueiro Papastathopoulos, passando o Genoa ao mais protegido 4-3-3.
A substituição demorou a surtir efeito, mas o Grifone, até por perceber que os atacantes bianconeri não eram em grande dia, foi crescendo e, aos 29', depois de uma boa conclusão de Sculli e de um gol anulado de Iaquinta (por um impedimento que, bem analisado, não houve), virou o marcador, com Crespo (mais acima contra Grosso - Tanopress) marcando de cabeça em cruzamento de Mesto.
Ferrara, então, revolucionou a Juventus trocando Marchisio (que sentiu o polpaccio) por Giovinco, que foi jogar de mezzapunta, e, logo em seguida, Amauri por Trezeguet.
Valorosa, a Juve foi efetivamente buscar novo empate aos 41', não sem antes o árbitro Saccani ter anulado mais um gol bianconero, desta vez acertadamente.
Mas o que valeu começou com uma cobrança de falta de Grosso na intermediária, prosseguiu com Chiellini fazendo a torre para conclusão, quase em cima da linha e sempre de cabeça, de Trezegol (acima, o momento do arremate do francês - Reuters)!
Se interrompeu a série vitoriosa da Juventus (e também do técnico Ferrara, que vinha de 6 vitórias em 6 partidas na Serie A!), o empate no Marassi, ao menos, assegurou a Vecchia Signora a liderança da competição, assieme all'Inter.
O tabellino do empolgante embate, cujos highlights vão ao final do post, acrescidos de entrevista com Trezeguet:
Genoa: Amelia; Biava, Moretti, Bocchetti; Rossi, Milanetto (67' Kharja), Zapater, Modesto (62' Papastathopoulos); Mesto, Floccari (46' Crespo), Sculli. All. Gasperini.
Juventus: Buffon; Grygera, Legrottaglie, Chiellini, Grosso; Felipe Melo, Camoranesi, Poulsen, Marchisio (76' Giovinco); Amauri (79' Trezeguet), Iaquinta. All. Ferrara.
Gols: 6' Iaquinta, 31' Mesto, 74' Crespo, 86' Trezeguet.
Árbitro: Saccani.
Cartões amarelos: Bocchetti, Felipe Melo, Iaquinta e Rossi.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Memorabilia - Leonardo

Com a difícil missão de transformar o Milan orfano de Kaká em uma squadra vincente, Leonardo trocou, no último dia 31 de maio, o confortável posto de dirigente rossonero pelo de treinador do clube presidido pelo controverso Berlusconi.
Nascido aos 5 de setembro de 1969 em Niterói, no Estado do Rio de Janeiro, Leo deu seus primeiros chutes no Rio Cricket antes de ingressar nas categorias de base do Vasco em 1984.
Pouco aproveitado no Gigante da Colina, Leonardo resolveu, no ano seguinte, fazer um teste no Flamengo, seu clube do coração, tendo logo obtido grande destaque, a ponto de estrear no time principal no dia do seu 18º aniversário.
Jogando ao lado de feras como Leandro, Bebeto, Renato Gaúcho e, principalmente, de seu ídolo Zico, Leonardo foi peça importante já no grupo campeão brasileiro de 1987.
Lateral esquerdo de grandes recursos técnicos, em 1990 Leo foi contratado pelo São Paulo, equipe com a qual conquistou o campeonato brasileiro de 1991, quando foi eleito o melhor da posição sob o comando de Telê Santana.
Cedido ao Valencia, Leonardo fez razoável sucesso nos gramados espanhóis, mas optou por voltar ao São Paulo em 1993, a tempo de disputar (e conquistar) o Mundial Interclubes contra o ... Milan.
Embora já largamente utilizado como centrocampista, Leonardo foi à Copa do Mundo de 1994 como opção para a lateral esquerda brasileira, sendo titularizado após excelentes apresentações no final da reta preparatória.
Destaque na 1ª fase do torneio disputado em gramados norte-americanos, Leonardo acabou expulso no jogo contra os Estados Unidos, válido pelas oitavas de final e disputado em pleno 04 de julho, após desferir uma violenta cotovelada em Tab Ramos, sendo suspenso por todo o restante da competição, que teve o Brasil como campeão.
Depois daquela Copa do Mundo, Leonardo surpreendeu a todos se transferindo ao Kashima Antlers, do Japão, motivado pelo fato de seu ídolo Zico tê-lo indicado como seu substituto naquela agremiação.
Franzino (1,77 m e 71 kg em seus tempos de jogador) e de pernas arqueadas, o que o fez ser dono de uma passada peculiar, Leonardo, apesar de ser culturalmente diferenciado da maioria dos boleiros (além de ter cursado a faculdade de Educação Física, era o único jogador da seleção brasileira de 1994 fluente em inglês), ainda assim encontrou dificuldades de adaptação à cultura japonesa, mas, no final, conseguiu se destacar também no Antlers, a ponto de realizar 17 gols em 28 partidas na J League de 1995.
Embora campeão japonês e querido pelos seus torcedores, uma séria lesão no menisco que o deixou afastado dos gramados por alguns meses e o desejo de retornar à Europa fizeram com que Leo assinasse com o Paris Saint-Germain para a temporada 1996/1997, onde, ao lado de Raí e sob o comando de Ricardo Gomes, chegou a final da Recopa, perdida para o Barcelona de Ronaldo.
Campeão da Copa América com a seleção brasileira em 1997 (na foto mais ao alto, Leonardo envergando a '10' do Brasil - Onze) - competição na qual marcou aquele que o próprio jogador considera o seu mais bonito gol (o da virada contra o México, quando deu dois dribles desconcertantes antes de acertar uma bomba no ângulo do goleiro Rios) - e também da Copa das Confederações do mesmo ano, Leonardo foi sondado por Barcelona e Juventus, mas acabou se transferindo ao Milan, com o qual estreou contra a Lazio em 13 de setembro de 1997 (na foto acima, à esquerda, com a camisa do time italiano - Calciatori) na Serie A.
Na Itália (que Leonardo considera "o futebol mais difícil do mundo"), Leo defendeu o Milan, interruptamente, até 2001, realizando 22 gols em 96 partidas pela Serie A.
Seu ápice foi na stagione 1998/1999, quando conquistou o Scudetto anotando 12 tentos.
Peça fundamental no esquema de Zaccheroni, Leonardo também foi titular do Brasil na Copa do Mundo de 1998, ocasião em que se sagrou vice-campeão.
Em 2001 (foto ao lado - Calciatori), depois de sofrer com problemas físicos que não permitiam mais a sequência regular de jogos, Leonardo resolveu voltar ao Brasil, onde novamente passou por São Paulo e Flamengo.
Mas, ao participar do jogo festivo de despedida do croata Boban no final de 2002, Leonardo restou novamente envolvido pelo clima do time rossonero e acertou seu regresso ao clube italiano, onde acabou encerrando sua carreira agonística em 1º de abril de 2003.
Dono de uma carreira de sucesso também como dirigente e a frente de projetos sociais importantes, Leonardo tem agora, como treinador do Milan, certamente um dos maiores desafios de sua (muito) vitoriosa vida.

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, setembro 23, 2009

O Jogo Da TV (Parte I) - Internazionale x Napoli



Antes da bola rolar, centenas de garotos, das mais diversas regiões do planeta, assistidos pelo programa Inter Campus, desfilaram no gramado do Giuseppe Meazza e, perfilados em longa fila para cumprimentar os jogadores de Inter e Napoli, atrasaram o início da partida.
Porém, tão logo o árbitro Trefoloni autorizou, a Inter cancelou o ritardo e, em apenas 5', definiu a partida!
Para começar, após escanteio da direita, o zagueiro Samuel cabeceou e, depois de conclusão de Milito nella mischia, a bola sobrou para Eto'o (acima marcado por Cannavaro e Santacroce - Getty Images) estocar para o fundo das redes e fazer 1 x 0 aos 2'.
Mal deu para respirar e, aos 5', Maicon (na foto abaixo em duelo com o colombiano Zuñiga - La Presse) desceu velozmente pela direita, centralizando até tocar para Milito na entrada da área que, em ligeiro impedimento, tocou na saída de De Sanctis para fazer 2 x 0!
Só aí o Napoli, disposto no 3-5-2 com Maggio e Zuñiga como esterni e Quagliarella e Lavezzi no ataque, conseguiu ver a cor da bola, criando sua primeira boa chance aos 11', quando Maggio cruzou para Quagliarella testar, sem precisar sair do chão, por cima do gol defendido por Júlio César.
Mas a tática de Donadoni, com a defesa marcando por zona, não apresentava bons resultados e a Inter continuou padrona, com Eto'o quase voltando a marcar aos 21', com De Sanctis protagonizando uma boa defesa nos pés do camaronês.
Só que aos 32', em mais uma falha do setor defensivo partenopeo, o brasileiro Lúcio subiu mais em cobrança de escanteio de Sneijder e ampliou para 3 x 0!
O argentino Lavezzi ainda descontou para o Napoli aos 37' (foto ao lado - Mosca), aproveitando uma desatenção defensiva nerazzurra para concluir um bate-pronto de Contini, mas a partida já estava definida.
No 2º tempo, era de se esperar, ao menos, uma tentativa de reação do Napoli, mas o time raramente conseguiu produzir algo de concreto, com Zuñiga pouco incisivo e os uruguaios Bogliacino e Gargano nada consistentes no centrocampo.
Aliás, a melhor chance da 2ª etapa foi mesmo da Inter - que foi comandada por Baresi in panchina, com Samuel exigindo boa defesa do arqueiro De Sanctis aos 24'.
Assim, enquanto o Napoli de Donadoni não funciona (termina a rodada na 17ª colocação!), a Inter vai dormir na liderança, aguardando o resultado de Genoa x Juventus nesta quinta.
O tabellino:
Inter: Júlio César; Maicon, Lúcio (89' Cordoba), Samuel, Chivu; Zanetti, Cambiasso, Stankovic, Sneijder (46' Muntari); Milito, Eto'o (90' Mancini). All. Mourinho.
Napoli: De Sanctis; Santacroce (60' Aronica), Cannavaro, Contini; Maggio (68' Denis), Gargano, Bogliacino (85' Pazienza), Hamsik, Zuñiga; Quagliarella, Lavezzi. All. Donadini.
Gols: 2' Eto'o, 5' Milito, 32' Lúcio, 37' Lavezzi.
Árbitro: Trefoloni.
Cartões amarelos: Contini, Stankovic, Bogliacino e Maicon.
Abaixo, vídeo com os melhores momentos da partida e entrevista com l'uomo partita Milito.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 5ª Rodada 2009/2010



A punteggio pieno, a capolista Juventus, depois de vencer Roma e Lazio fora, tem mais uma difícil missão para manter o retrospecto nesta quinta-feira, quando vai até a Liguria enfrentar o 4º colocado Genoa no 'Match Clou' da 5ª rodada.
Ainda mais porque, depois de somar 9 pontos nas primeiras 3 giornate, Gasperini & Cia. querem demonstrar que a derrota frente ao Chievo no último domingo foi apenas uma (feia) derrapada e que o grupo tem mesmo amplas condições de brigar por uma vaga na Europa na próxima temporada.
Para tanto, o Genoa deve ir a campo no 3-4-3 com Crespo, provavelmente, partindo como titular ao lado de seu compatriota Palacio e do ex di turno Sculli (à direita - Tanopress) no ataque, com Mesto sendo recuado para esterno di centrocampo pela esquerda, vez que Criscito terá que cumprir suspensão e, juntamente com os eslavos Jankovic e Juric, são os indisponibili do lado rossoblù.
Completando o meio de campo, o espanhol Zapater, uma das boas surpresas desse início de campeonato, deve formar com Milanetto o tandem central, com Rossi (mais abaixo, à esquerda - Tanopress) aparecendo como ala direita.
Na defesa, protegendo o goleiro Amelia, devem formar Biava, Moretti e Bocchetti.
Na Juventus, Ferrara não tem qualquer problema com supensão, mas tem vários jogadores entregues ao departamento médico: Cannavaro, Sissoko, Tiago, Diego e Del Piero estão vetados, enquanto Salihamidzic ainda é dúvida.
Ao menos o allenatore bianconero poderá contar com o rientrante Felipe Melo para compor o 4-3-1-2 predileto, que deverá ter ainda Marchisio e Poulsen formando a primeira linha di centrocampo, tendo Camoranesi (foto mais abaixo - Tanopress) na função de trequartista um pouco mais a frente, com Giovinco ficando como opção para o decorrer da partida.
Na defesa, Ferrara deve repetir o quarteto que não levou gol contra o Livorno, mas que sofreu demais para evitá-lo: Grygera, Legrottaglie, Chiellini e Grosso.
Sorte que Buffon, providencial na última partida contra a equipe amaranto, está novamente confirmado sob a meta.
No ataque, Trezeguet deve dar lugar a Amauri, que deverá começar jogando ao lado de Iaquinta, até aqui autor de 2 gols no campeonato e um dos artilheiros bianconeri no certame.
Encontro já realizado 42 vezes pela Serie A, o 'Match Clou' desta rodada apresenta números bastante equilibrados, vez que o Genoa já venceu 16 vezes a adversária, enquanto a Juventus derrotou o Grifone em 17 ocasiões em Gênova, onde ocorreram ainda 9 empates, com 57 gols anotados pelo Genoa e 68 pela Juventus.
Nesta década foram apenas 2 confrontos - uma vitória bianconera no campeonato 2007/2008 por 2 x 0, gols de Grygera e Trezeguet (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/03/o-jogo-da-tv-parte-iii-genoa-x-juventus.html) e outra rossoblù por 3 x 2 na última temporada, com direito a doppietta de Thiago Motta (confira em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/04/o-jogo-da-tv-parte-ii-genoa-x-juventus.html).
Antes, em 13 de maio de 1995, a Juventus goleou por 4 x 0 no campeonato que terminou com o descenso do Genoa à Serie B, tentos de ... Baggio (cobrando pênalti), Ravanelli, Jarni e Vialli em jogo marcado pelas expulsões de Torrente e Galante, ambos do Genoa.
Aliás, o cotejo tem sido marcado, infelizmente, por expulsões, tendo sido 6 os cartões vermelhos mostrados nas últimas edições, inclusive para o juventino Camoranesi na derradeira.
Mas, passando para fatos agradáveis, a bandiera bianconera Giampiero Boniperti (ao lado em ação - La Stampa) é o grande nome do embate, sendo o atleta de que mais edições participou (ao lado do também juventino Giovanni Varglien) - 10, como também o jogador que mais marcou - 6, inclusive na histórica goleada de 6 x 2 aplicada pela Juventus e ocorrida em 10 de abril de 1960 e que até hoje é a partita con più gol do confronto, como também a con più scarto ao lado do 4 x 0 de 1995.
Para completar, como também foi expulso em um Genoa x Juventus - em 24 de dezembro de 1950, Il Marisa também figura no rol dos con più espulsioni!

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma


No próximo final de semana ocorrerá a 6ª giornata da Serie A 2009/2010 e, dentre os jogos que serão realizados, figura o interessante Lazio x Palermo, que é o objeto da 'L'Enigma' desta semana.
Na temporada passada, disputado no dia 20 de dezembro de 2008 (17ª rodada), o confronto terminou 1 x 0 para os Aquilotti (ao lado, o dinamarquês Kjaer tenta controlar o macedônio Pandev - Ap), tento de Tomasino Rocchi.
E no próximo domingo, vai terminar quanto?
Para participar, é só deixar registrado o palpite!
Boa sorte a todos!

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, setembro 22, 2009

Serie A tem rodada no meio de semana


Nesta semana será disputado o primeiro dos 3 turni infrasettimanali previstos para a temporada 2009/2010, com jogos na quarta e também na quinta-feira.
Difícil vai ser escolher dentre as várias opções interessantes, pois, quase no melhor estilo pré-televisão por assinatura, 9 partidas terão início às 20h45 (horário italiano) desta quarta, com destaque para Fiorentina x Sampdoria, Internazionale x Napoli e Udinese x Milan, todos com transmissão, ao vivo, para o Brasil.
Assim, enquanto ESPN HD, RAI e TV Esporte Interativo transmitirão o jogo do Giuseppe Meazza, a ESPN ficará com o do Friuli e a SporTV com o do Artemio Franchi di Firenze, todas a partir das 15h45 no horário de Brasília.
Se Udinese x Milan tem o atrativo do capocannoniere Di Natale e do brasileiro Pato em ação (Ronaldinho, mais uma vez, deve ficar de fora), Fiorentina x Sampdoria terá, além das belíssimas maglie (ao lado, Cristiano Zanetti em ação com a Viola - Getty Images), o duelo das coppie Mutu-Gilardino x Pazzini-Cassano.
Já Inter x Napoli também promete ser um grande jogo e uma ótima oportunidade para ver os brasileiros Júlio César, Maicon e Lúcio em ação, que deverão ter as companhias de Samuel e Chivu (abaixo - Getty Images) na defesa nerazzurra.
No mesmo horário, ainda acontecerão Lazio x Parma e Palermo x Roma, além de Atalanta x Catania, Bari x Cagliari, Bologna x Livorno e Siena x Chievo.
Na quinta-feira, além das reprises de Inter x Napoli (ESPN às 10h30 e ESPN Brasil às 04h30) e Udinese x Milan (ESPN às 03h00), a partir das 15h45 (horário de Brasília), ESPN Brasil, SporTV, RAI e TV Esporte Interativo transmitirão, ao vivo, o 'Match Clou' Genoa x Juventus.
Sensacional!

segunda-feira, setembro 21, 2009

'B' Em Pílulas


* Com as derrotas de Brescia e Frosinone nesta 5ª rodada, o Torino voltou à liderança da Serie B ao vencer seu compromisso contra a lanterna Salernitana em Salerno por 3 x 0, gols de Diana (abaixo a esultanza granata - La Presse), Di Michele e Bianchi, capocannoniere isolado do certame com 5 tentos;
* Com a vitória, o Torino soma 12 pontos conquistados em 15 disputados;
* O Brescia - que perdeu para o Ascoli por 2 x 0 - e o Frosinone - que foi derrotado pelo Empoli pelo mesmo placar - têm agora a companhia do próprio Ascoli e do Cesena na vice-liderança, todos com 10 pontos;
* No jogo do bianconero Cesena, que fez 4 x 1 na Triestina, o brasileiro Do Prado e o jovem ítalo-argentino Schelotto marcaram;
* O brasileiro Joelson não marcou na vitória do seu Grosseto sobre o Modena por 3 x 1, mas foi o jogador que mais concluiu a gol na rodada - 9 vezes;
* Neste mesmo quesito, o seu compatriota Eder, que concluiu duas vezes na vitória do Empoli, é o líder in assoluto do torneio, computando 22 tiri até aqui;
* O Lecce do técnico De Canio voltou a decepcionar e não passou de um empate em 0 x 0 com o Grosseto no Via del Mare, com direito a entrada do zagueiro Digão (o irmão do Kaká) no final da partida.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


A 4ª giornata da Serie A 2009/2010 não foi uma rodada de surpresas, mas sim de confirmações!
Confirmações com a do ótimo avvio di campionato da Sampdoria que, assim como a Juventus (que venceu no sábado o Livorno por 2 x 0 - vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/o-jogo-da-tv-parte-ii-juventus-x.html), chegou a 4ª vitória consecutiva, tendo ainda o melhor ataque da competição, com 10 gols marcados.
Aliás, só neste domingo foram 4 os tentos marcados pela trupe de Del Neri!
Porém, se o placar final de 4 x 1 sobre o Siena pode deixar transparecer uma passeggiata blucerchiata, é bom saber que o time toscano não jogou mal, tendo até começado com um forte pressing e anulado Cassano com uma marcação muito atenta.
Só que foi exatamente essa atenção redobrada em Cassano que acabou propiciando o primeiro tento da Samp, com a defesa senese permitindo que o capitano Palombo disparasse um tiro rasoterra da entrada da área que entrou no canto defendido por Curci.
Fazendo uso de um pouco do habitual cinismo interista, a Samp, alla seconda occasione buona, centrou o bis, com Mannini (ao lado sua comemoração - Getty Images) concluíndo com um diagonale cruzamento de Cassano.
Perdendo por 2 x 0 e com o croata Jajalo na regia di centrocampo, o Siena buscou reagir, mas Castellazzi só foi correr risco mesmo quase no final da 1ª etapa, quando Calaiò teve uma boa oportunidade.
No 2º tempo, Giampaolo trocou Calaiò por Ghezzal e Del Neri sacou o dolorante Semioli e inseriu Padalino, que acabou realizando uma doppietta intercalada pelo gol de honra de Fini, que em nada arrefeceu a euforia da torcida da Sampdoria, que nem na época de Mancini e Vialli presenciou um começo de campeonato tão bom!
Quem acabou perdendo o treno foi o outro time genovês, o Genoa, que visitou o Chievo e teve sua séria de vitórias interrompidas com a derrota de 3 x 1, que também custou a invencibilidade de 11 partidas do Grifone.
O time clivense só havia vencido 1 dos últimos 10 jogos que realizou no Bentegodi pela Serie A, mas neste domingo foi bastante superior ao adversário e virou o 1º tempo vencendo por 2 x 0, gols de Marcolini e Bogdani - na etapa complementar até que o Genoa reagiu, com Floccari diminuindo em cobrança de pênalti, mas o sempre presente Pellissier marcou o seu em seguida e decretou o placar final, havendo espaço ainda para Floccari desperdiçar outra penalidade máxima nos minutos finais.
Com o tropeço rossoblù, quem assumiu a 3ª colocação foi a Inter, que jogou muito mal o 1º tempo e saiu perdendo frente ao Cagliari (gol do brasileiro Jeda cobrando pênalti), mas conseguiu a virada no 2º tempo em 4' com uma doppietta do argentino Milito (ao lado contra o zagueiro Canini - Reuters), suficiente para assegurar a única vitória externa da rodada.
Vitória convincente foi a do Bari, que até então só havia empatado e nesta rodada fez 4 x 1 na Atalanta de Gregucci, que acabou demitido pelo presidente Ruggeri no dia de hoje, dando lugar exatamente ao técnico que conseguiu a promoção com o carrasco Bari ... Antonio Conte.
A última do Gregucci bergamasco foi realmente pífia, com os Galletti fazendo 2 x 0 logo no ínicio do jogo (Rivas aos 7' e Barreto aos 9') e dominando toda a partida sem encontrar resistência do time nerazzurro, que pareceu entregue desde cedo.
Depois, Alvarez e Donati voltaram a marcar para os donos da casa, que ainda perderam um pênalti com o brasileiro Barreto, cabendo ao capitano Bellini, no final, fazer o primeiro (e inútil) gol da Atalanta no campeonato.
Daí as justificadas palavras do presidente Ruggeri: "I motivi dell'esonero? Abbiamo zero punti e un solo gol, mi sembrano motivazioni sufficienti. Se poi ci aggiungiamo la prestazione di ieri mi sembra una scelta comprensibile".
Outro treinador que vem sendo fortemente criticado é o brasileiro Leonardo, cujo Milan venceu, mas não convenceu (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/o-jogo-da-tv-parte-iii-milan-x-bologna.html).
Também por 1 x 0 foi a vitória do Parma sobre o Palermo, gol do ex Zaccardo (ao lado superando Nocerino - Getty Images), que valeu o 5º posto aos bons emiliani. De consignar que o Palermo, assim como na rodada anterior, jogou o 1º tempo muito mal, só melhorando após a entrada de Miccoli no posto do argentino Pastore, ocorrida no intervalo.
Primeiro ponto no torneio para o Catania, que ficou no 1 x 1 contra a Lazio no Angelo Massimino - tentos do uruguaio Martinez na etapa inicial e do argentino Cruz na final, em resultado que não foi desprezível para nenhuma das equipes, vez que os Aquilotti, depois de um começo empolgante, vinham de derrotas casalinghe para Juventus pela Serie A e Salzburg pela Europa League.
Completaram a rodada o anticipo Napoli 0 x 0 Udinese e o posticipo Roma 3 x 1 Fiorentina, ambos acompanhados pela 'O Jogo Da TV'.
Como já virou praxe nessa coluna, eis os recordmen della giornata: Palle recuperate: 1º Chiellini (Juventus) 34; 2º Rossi (Sampdoria) 32; 3º Lanna (Bologna) 30; Passaggi riusciti: 1º Pirlo (Milan) 80 - record stagionale; 2º Cigarini (Napoli) 64; 3º Milanetto (Genoa) 60; Assist: 1º Jeda (Cagliari) 5; 2º Camoranesi (Juventus), Candreva (Livorno), Lavezzi (Napoli), Totti (Roma) e Vucinic (Roma) 4; Tiri: 1º Pirlo (Milan) e Totti (Roma) 6; 3º Barreto (Bari), Cigarini (Napoli), Gilardino (Fiorentina), Iaquinta (Juventus) e Milito (Inter) 5.
Já a classificação por equipes está assim depois de 4 rodadas: 1º Sampdoria (12 pts); 2º Juventus (12); 3º Internazionale (10); 4º Genoa (9); 5º Parma (7); 6º Fiorentina (7); 7º Lazio (7); 8º Milan (7); 9º Bari (6); 10º Chievo (6); 11º Roma (6); 12º Udinese (5); 13º Palermo (4); 14º Napoli (4); 15º Siena (3); 16º Bologna (2); 17º Livorno (2); 18º Catania (1); 19º Cagliari (1) e 20º Atalanta (0).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker