Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, março 28, 2009

L'Enigma - Le Scomesse

Os amigos do Calcio Serie A estão divididos quanto ao sucesso ou não da Azzurra em seu próximo compromisso contra o selecionado de Montenegro pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010, que ocorrerá ainda neste sábado em Pogdorica.
Portanto, vamos logo aos placares registrados: 1 x 0 - Michel Costa; 0 x 1 - Afonso; 1 x 1 - Cyntia; 2 x 0 - JP; 1 x 2 - Sérgio André; 2 x 1 - António; 2 x 2 - Lucas; 3 x 0 - Alcindo; 3 x 1 - Daniel Schneider; 4 x 0 - Raphael Zerlottini e 4 x 1 - MP.
Agora, é só aguardar a bola rolar (na foto acima, Drincic e Gattuso no embate realizado em Lecce em outubro último - Asphoto).

Marcadores:

Na Última Vez ...

quarta-feira, março 25, 2009

L'Enigma


A L'Enigma desta semana traz uma novidade, pois não haverá rodada da Serie A no próximo final de semana em virtude da participação italiana nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010.
Assim, o desafio é adivinhar o resultado do compromisso da Itália contra o selecionado de Montenegro, que ocorrerá em Podgorica no sábado, dia 28.
Até por ter se associado a F.I.F.A. apenas em 2007, Montenegro enfrentou a Itália apenas uma vez anteriormente, mais precisamente no dia 15 de outubro do ano passado (na foto acima, Di Natale marcado pelo meia Vukcevic - Getty Images), quando a Azzurra venceu por 2 x 1 com todos os gols marcados por jogadores da Roma: doppietta de Aquilani e sigillo de Vucinic.
Uma dica importante é que, se a Itália vai para a partida com várias novidades por causa de diversos desfalques, o selecionador Zoran Filipovic não poderá contar com seu astro Mirko Vucinic, que cumprirá suspensão.
E aí, qual será o resultado?

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, março 24, 2009

Momento Panini - Giuseppe Mascara


Autor de alguns dos gols mais bonitos da temporada da Serie A, Giuseppe Mascara tem cara e futebol de menino, mas irá festejar 30 anos no próximo dia 22 de agosto.
Nascido em Caltagirone, na própria Sicília, Mascarinho é um daqueles típicos jogadores que, embora muito habilidoso, transcorreu boa parte de sua carreira de forma anônima, vagando pelas divisões menores do futebol italiano.
Talvez por sua origem, talvez por seu físico não granito (tem 1,75 m por 66 kg), o certo é que Mascara só estreou na Serie A na temporada 2006/2007 (figurinha à direita), tendo começado sua carreira vários anos antes no Ragusa, então no Campionato Nazionale Dilettanti, onde fez sua estréia com apenas 16 anos na stagione 1995/1996.
Em 1997, depois de 5 gols em 28 partidas no campeonato anterior, Mascara passou à Battipagliese, na então Serie C1, onde permaneceu por 3 temporadas e colecionou uma doppia retrocessione, com a equipe deixando a C1 rumo ai Dilettanti.
Porém, o jovem talentoso de drible fácil e grande agilidade acabou chamando a atenção do treinador ítalo-argentino Aldo Ammazzalorso, que o levou ao Avellino acquistato a parametro zero.
Na Campania, Mascara atuou principalmente como centroavante e realizou consideráveis 16 gols em 29 partidas, com a equipe biancoverde perdendo a promoção à Serie B em um spareggio disputado contra o ... Catania!
Riccardo Gaucci, à época presidente do Catania, levou para o clube etneo o técnico Ammazzalorso e pretendia fazer de Mascara seu colpo di mercato, mas o atacante acabou passando à Salernitana, onde fez sua estréia na Serie B (com direito a gol contra a Sampdoria) antes de ingressar no rivalíssimo Palermo ainda em agosto de 2001.
A passagem de Chihuahua pela equipe rosanera não foi das mais felizes, tendo sido condicionada por muitas lesões (chegou a ficar afastado por vários meses seguidos após uma contusão sofrida em um amistoso contra o Nice) e, depois de 8 gols em 38 partidas, Mascara acabou trocado pelo romeno Codrea em janeiro de 2003, passando ao Genoa, onde prosseguiu em período pouco fortunato.
No dia 31 de agosto de 2003, Mascara finalmente acertou o ingresso no seu Catania, tendo logo estabelecido grande empatia com a torcida e recebido o apelido de Topolinik em razão de sua poderosa explosão e dos dentes incisivos ligeiramente salientes.
Artilheiro (ao lado de Lulù Oliveira) e jogador mais presente (juntamente com Guglielmo Stendardo) da equipe já na primeira temporada com a camisa rossazzurra, Mascara passou a ser premiado pelo patròn Luciano Gaucci com mille euro por todo gol que fazia, tamanha a admiração que cativou no homem forte do clube.
Porém, para o campeonato 2004/2005, não obstante o declarado desejo de permanecer em Catania, Mascara foi parar no Perugia, outra agremiação controlada pela família Gaucci.
Fã incondicional de Roberto Baggio, Mascarinho acabou retornando ao Catania já na temporada seguinte, quando foi um dos destaques na campanha que resultou na promoção à Serie A com 14 gols, alguns antológicos, como um dos anotados na goleada de 3 x 0 sobre o Mantova, quando, ademais, realizou sua primeira tripletta.
Na Serie A, Mascara fez sua estréia no dia 10 de setembro de 2006 na vitória externa de 1 x 0 sobre o Cagliari, formando o tridente de Marino ao lado de Spinesi e Corona.
Até então pouco conhecido do grande público, Mascara mostrou seu cartão de visitas logo na 6ª rodada do torneio começado em 2006, quando anotou um golaço diante da Internazionale em pleno San Siro (e já o seu 3º na Serie A!), encobrindo Júlio César de longa distância (vide vídeo abaixo).
Porém, expulso 3 vezes em apenas 12 rodadas e afflitto da vari guai muscolari, Mascara, depois de ser cotado para integrar a Azzurra, acabou a temporada sottotono.
O campeonato 2007/2008 também não foi dos mais proveitosos para este atacante ou trequartista polivalente, que realizou apenas 4 gols em 35 partidas, sempre com o Catania.
Já na atual temporada (figurinha do alto, à esquerda), Mascara tem extasiado os fãs do Calcio, bastando lembrar que realizou 2 gols sublimes (no clássico contra o Palermo e mais recentemente contra a Udinese), além de uma tripletta contra o Torino naquela que foi a 100ª vitória do Catania na Serie A e que ficou mundialmente conhecida quando alguns de seus companheiros resolveram abaixar os calções...

video

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, março 23, 2009

'B' Em Pílulas


* Depois do empate externo na última rodada, o Bari voltou a jogar no San Nicola no último sábado e, mais uma vez, venceu, desta vez o Cittadella por 2 x 0 (na foto abaixo, o goleiro Pierobon em ação - Rosito);
* A vitória do time comandado por Antonio Conte, cada vez mais próximo de retornar à Serie A, foi construída com gols dos atacantes Barreto (artilheiro da equipe) e Kutuzov;
* Com o resultado, a equipe pugliese abriu 7 pontos de vantagem sulla terza in classifica;
* Apenas o Parma treinado por Guidolin ainda consegue acompanhar de perto o Bari, tendo feito 3 x 0 na Triestina, fora de casa, nesta 32ª rodada;
* Anotaram os gols da equipe crociata os meias Budel e Mariga e o atacante Vantaggiato, que chegou aos 16 na temporada e se igualou a Tavano in testa alla classifica marcatori;
* Aliás, o Livorno de Tavano foi a grande decepção da rodada perdendo em casa para o Ancona por 3 x 2, depois de ter ido para o intervalo vencendo por 2 x 0, gols do meia Loviso e do atacante argentino Cellerino, que chegou em janeiro sob grande expectativa mas ainda não demonstrou dentro de campo as qualidades esperadas pelo presidente Spinelli, que viu das tribunas o Vipera Mastronunzio realizar uma doppietta e Soddimo completar a incrível rimonta do time rossobianco;
* Vitória importante também para o Empoli, que fez 3 x 2 no Sassuolo com gols de Buscè e Pozzi (2) para os mandantes e Masucci e Pensalfini para os visitantes;
* Em rodada de muitos gols (33), a Salernitana atropelou o Brescia por 3 x 0, gols de Ciaramitaro, Iunco e Di Napoli, todos com experiência na Serie A;
* Até o lanterna Treviso, cujo técnico Balbo pediu demissão durante a semana alegando total amadorismo da dirigência do clube, venceu - a vítima foi o Grosseto por 1 x 0, gol do lateral Smit.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


A 29ª giornata foi uma rodada sem maiores surpresas e que teve como grande destaque a enfática vitória da Juventus sobre a Roma em pleno Olimpico por 4 x 1 (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/03/o-jogo-da-tv-parte-ii-roma-x-juventus.html).
De resto, no que toca a parte nobre da tabela, aconteceram as esperadas vitórias de Inter, Genoa e Fiorentina, além de um morno empate sem gols no 'Match Clou' entre Napoli e Milan (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/03/o-jogo-da-tv-parte-iv-napoli-x-milan.html).
Lá embaixo, tentando fugir do rebaixamento, Reggina e Torino perderam, enquanto o Lecce foi o único do terzetto da zona da degola que somou ponto nesta rodada.
Se servir de álibi, a missão da lanterna Reggina realmente não era das mais fáceis, vez que o time treinado por Orlandi viajou até Milão para enfrentar a ... capolista Internazionale, que venceu por 3 x 0 com gols de Cambiasso (que jogou improvisado como zagueiro) e doppietta de Ibrahimovic, sendo o primeiro em cobrança de pênalti procurado por Mancini (acima, o lance em que o uruguaio Valdez derrubou o brasileiro - Getty Images), que acabou saindo contundido mais tarde com um problema muscular.
Mas, se a Reggina até praticou um bom futebol, belo mesmo foi o segundo gol de Ibra, que com um delicioso pallonetto encobriu o goleiro Puggioni e se igualou a Di Vaio na artilharia do campeonato com 19 gols (vide o belíssimo gol no vídeo ao final do post).
Aliás, falando em Bologna, a equipe rossoblù se complicou ainda mais na tábua de classificação ao perder para o Cagliari por 1 x 0 em pleno Renato Dall'Ara, gol do atacante Acquafresca.
Com o resultado, o time de Mihajlovic só não entrou na zona do rebaixamento porque o Torino de Novellino também sucumbiu em casa, mas por 3 x 1 diante da Sampdoria de Mazzarri, gols de Pazzini, Sammarco (ao lado contra o veterano Corini - Sampdoria) e Cassano, com Bianchi anotando um belo gol de chaleira para o Toro, que pecou principalmente por permitir que a Samp aproveitasse a maior classe de seus jogadores nos momentos cruciais da partida.
Melhor sorte (ou competência) teve o Lecce, que saiu na frente com Caserta, sofreu a virada com uma doppietta de Padoin e foi buscar novo empate contra a Atalanta, já no finalzinho, novamente com o meia Caserta, desta vez cobrando pênalti impecavelmente aos 46' da etapa final!
Retornando à zona Champions, o Genoa manteve seu 4º posto ao vencer uma aguerrida Udinese - que teve Di Natale, Pepe e Quagliarella inicialmente no banco e promoveu as estréias do meia dinamarquês Zimling e do goleiro esloveno Koprivec - por 2 x 0.
Apesar da partida ter sido muito equilibrada (51,8% a 48,2% a posse de bola a favor do Genoa) e bem disputada taticamente, o Genoa teve a seu favor um inspirado Palladino, que serviu tanto Sculli quanto o tornato Milito (acima contra Domizzi - Grazia Neri), os autores dos gols rossoblù.
Completaram a rodada três partidas terminadas 1 x 0 - as já abordadas pela 'O Jogo Da TV' Catania x Lazio (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/03/o-jogo-da-tv-parte-i-catania-x-lazio.html) e Fiorentina x Siena (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/03/o-jogo-da-tv-parte-iii-fiorentina-x.html), além da vitória do surpreendente Chievo sobre um deludente Palermo, em que foi decisivo o brasileiro Luciano.
Transcorridas 29 rodadas, eis a classificação do campeonato italiano: 1º Internazionale (69 pts); 2º Juventus (62); 3º Milan (55); 4º Genoa (51); 5º Fiorentina (49); 6º Roma (46); 7º Cagliari (42); 8º Palermo (42); 9º Lazio (41); 10º Atalanta (40); 11º Napoli (37); 12º Catania (37); 13º Udinese (36); 14º Sampdoria (36); 15º Siena (31); 16º Chievo (30); 17º Bologna (26); 18º Torino (24); 19º Lecce (24) e 20º Reggina (20).

video

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, março 22, 2009

O Jogo Da TV (Parte IV) - Napoli x Milan



Na estréia de Donadoni como allenatore partenopeo no San Paolo o Napoli foi melhor, teve um gol indevidamente anulado, mas não passou do 0 x 0 com o Milan.
O duelo dos antigos centrocampisti do Milan sacchiano teve um começo morno, com as equipes utilizando uma faixa muito estreita do campo, culpa do pressing praticado pelos rossoneri - eficaz para aumentar a posse de bola, mas estéril em zona ofensiva.
No Napoli, desde cedo foi possível perceber la mano di Donadoni, com a equipe disposta em um 3-5-2 bastante elástico, marcando a homem e com Grava e o ritornante Mannini (ao lado contra Beckham - Mosca) sulle fasce.
No Milan, Ancelotti optou por deixar Kaká e Ronaldinho no banco, preenchendo o seu predileto 4-3-1-2 com o trequartista Seedorf alle splalle di Inzaghi e Pato.
Mas, Inzaghi, autor de 5 gols nos últimos 2 jogos, esteve muito apagado e Pato acabou troppo solo para ser decisivo.
Assim, os primeiros lances de perigo foram chutes de fora da área, com Navarro e Dida eficientes na proteção de suas metas.
Devido a marcação muito atenta de ambas as equipes, o contra-ataque passou a ser uma alternativa interessante, principalmente para o Napoli, que teve com Zalayeta (ao lado entre Maldini e Zambrotta - Ap) aos 29'.
Mas, o momento clou da 1ª etapa aconteceu aos 37', quando Lavezzi cobrou um escanteio, o uruguaio Zalayeta subiu sozinho e cabeceou em direção ao gol, mas antes da bola chegar à meta, Hamsik esticou o pé e desviou para o fundo das redes (foto mais abaixo - Mosca), com o árbitro De Marco anulando o gol por um impedimento inexistente, mas cujo lance foi efetivamente muito difícil.
Curiosamente, a partir deste controvertido episódio, todas as principais chances passaram a ter o timbre azzurro (vide os highlights ao final do post), embora até o intervalo o Milan tenha controlado bem o time partenopeo.
E, assim, Donadoni só não conquistou sua primeira vitória no comando do Napoli porque seu avante Zalayeta foi um grande sprecone, desperdiçando pelo menos duas grandes ocasiões aos 19' e aos 28'.
No Milan, nem os ingressos de Kaká e Ronaldinho solucionaram a apatia da equipe na criação, com a equipe explorando sua maior posse de bola (terminou com incríveis 65,6%) para controlar o Napoli.
Apenas para não fugir a regra, a última boa chance de gol foi do Milan, em cobrança de falta de Beckham (um dos melhores, mais uma vez, rossoneri) defendida por Navarro.
O tabellino:
Napoli: Navarro; Santacroce, Cannavaro, Contini; Grava, Pazienza, Blasi, Hamsik, Mannini; Lavezzi, Zalayeta (91' Bogliacino). All. Donadoni.
Milan: Dida; Zambrotta, Maldini, Favalli (72' Senderos), Jankulovski; Beckham, Pirlo, Flamini, Seedorf (57' Kaká); Inzaghi (63' Ronaldinho), Pato. All. Ancelotti.
Árbitro: De Marco.
Cartão amarelo: Blasi.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Fiorentina x Siena



Depois de um 1º tempo tutto viola que terminou como começou, a Fiorentina conseguiu marcar em uma 2ª etapa equilibrada e, apesar de pouco plástica, conquistou contra o Siena 3 importantes pontos em sua corrida particular contra Genoa e Roma pela última vaga italiana na UCL.
Postada no 4-1-3-2 com o dinamarquês Jorgensen jogando logo acima da defesa e o nazionale verdeoro Felipe Melo na inédita posição de trequartista, a Fiorentina começou marcando em cima, mas com pouca lucidez ofensiva para superar uma atenta e ordinata defesa bianconera.
Assim, afora um bastante móvel Gilardino (acima perseguido por Portanova - Grazia Neri) e alguns tiros de fora da área de Jorgensen e Montolivo, a 1ª etapa não foi das mais interessantes, com o Siena, com Maccarone e Ghezzal no ataque, tendo suas melhores chances (vide os highlights ao final do post) em uma falha de Frey ocasionada pelo sol e uma suposta penalidade máxima cometida por Gamberini em Big Mac.
No 2º tempo, o forte centrocampo do Siena, formado por Vergassola, Codrea (ao lado contra Felipe Melo - La Reppublica) e Galloppa, com o marroquino Kharja como fantasista, passou a ser mais propositivo e a equipe bianconera, finalmente, entrou na partida, passando mesmo a tomar a iniciativa nos momentos iniciais.
Aí, Prandelli trocou Jorgensen por Jovetic, recuando Felipe Melo para sua posição de origem para a entrada do jovem montenegrino, que logo teve uma boa oportunidade di testa, com Curci intervindo para evitar a vantagem viola.
Mas a Fiorentina só passaria à frente depois das entradas de Gobbi e Bonazzoli, vez que foi em um cruzamento do primeiro, com o segundo reclamando um pênalti, que a bola sobrou para Mutu, com o romeno (ao lado controlado por Brandão - Ap) fuziliando inapelavelmente Curci de dentro da área.
O Siena, com Frick e Calaiò em campo, ainda buscou o empate, mas voltou a demonstrar toda a inconsistência ofensiva que a tem acompanhado no campeonato, capaz de realizar apenas 23 gols em 29 partidas.
O tabellino da sofrida vitória viola:
Fiorentina: Frey; Comotto, Gamberini, Koldrup, Vargas; Jorgensen (56' Jovetic), Kuzmanovic, Felipe Melo, Montolivo (61' Gobbi); Gilardino (70' Bonazzoli), Mutu. All. Prandelli.
Siena: Curci; Zuñiga, Portanova, Brandão, Del Grosso; Vergassola, Codrea, Galloppa, Kharja (76' Calaiò); Maccarone, Ghezzal (83' Frick). All. Giampaolo.
Gol: 72' Mutu.
Árbitro: Banti.
Cartões amarelos: Gamberini, Comotto, Brandão, Felipe Melo e Del Grosso.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, considerando o recente levantamento realizado pelo Il Mondo (vide a 'Você Sabia ...' anterior) e a tábua de classificação da Serie A atualizada até a 28ª rodada, cada ponto somado pela capolista Internazionale custou aos cofres do clube 1,81 milioni di euro?
* Que, em uma eventual classificação dello scudetto dei soldi (relação monte ingaggi/pontos), a líder seria a bergamasca Atalanta (ao lado, a apresentação da equipe em 20 de julho último - Cerescioli), com 0,32 milioni per punto, seguida da Udinese, com 0,38?
* Que o último lugar ficaria com o Milan, com 2,22 milioni per punto, enquanto o Genoa, dentre os clubes na chamada zona Uefa Champions League, seria o com menor coeficiente, apenas 0,72?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker