Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, março 24, 2009

Momento Panini - Giuseppe Mascara


Autor de alguns dos gols mais bonitos da temporada da Serie A, Giuseppe Mascara tem cara e futebol de menino, mas irá festejar 30 anos no próximo dia 22 de agosto.
Nascido em Caltagirone, na própria Sicília, Mascarinho é um daqueles típicos jogadores que, embora muito habilidoso, transcorreu boa parte de sua carreira de forma anônima, vagando pelas divisões menores do futebol italiano.
Talvez por sua origem, talvez por seu físico não granito (tem 1,75 m por 66 kg), o certo é que Mascara só estreou na Serie A na temporada 2006/2007 (figurinha à direita), tendo começado sua carreira vários anos antes no Ragusa, então no Campionato Nazionale Dilettanti, onde fez sua estréia com apenas 16 anos na stagione 1995/1996.
Em 1997, depois de 5 gols em 28 partidas no campeonato anterior, Mascara passou à Battipagliese, na então Serie C1, onde permaneceu por 3 temporadas e colecionou uma doppia retrocessione, com a equipe deixando a C1 rumo ai Dilettanti.
Porém, o jovem talentoso de drible fácil e grande agilidade acabou chamando a atenção do treinador ítalo-argentino Aldo Ammazzalorso, que o levou ao Avellino acquistato a parametro zero.
Na Campania, Mascara atuou principalmente como centroavante e realizou consideráveis 16 gols em 29 partidas, com a equipe biancoverde perdendo a promoção à Serie B em um spareggio disputado contra o ... Catania!
Riccardo Gaucci, à época presidente do Catania, levou para o clube etneo o técnico Ammazzalorso e pretendia fazer de Mascara seu colpo di mercato, mas o atacante acabou passando à Salernitana, onde fez sua estréia na Serie B (com direito a gol contra a Sampdoria) antes de ingressar no rivalíssimo Palermo ainda em agosto de 2001.
A passagem de Chihuahua pela equipe rosanera não foi das mais felizes, tendo sido condicionada por muitas lesões (chegou a ficar afastado por vários meses seguidos após uma contusão sofrida em um amistoso contra o Nice) e, depois de 8 gols em 38 partidas, Mascara acabou trocado pelo romeno Codrea em janeiro de 2003, passando ao Genoa, onde prosseguiu em período pouco fortunato.
No dia 31 de agosto de 2003, Mascara finalmente acertou o ingresso no seu Catania, tendo logo estabelecido grande empatia com a torcida e recebido o apelido de Topolinik em razão de sua poderosa explosão e dos dentes incisivos ligeiramente salientes.
Artilheiro (ao lado de Lulù Oliveira) e jogador mais presente (juntamente com Guglielmo Stendardo) da equipe já na primeira temporada com a camisa rossazzurra, Mascara passou a ser premiado pelo patròn Luciano Gaucci com mille euro por todo gol que fazia, tamanha a admiração que cativou no homem forte do clube.
Porém, para o campeonato 2004/2005, não obstante o declarado desejo de permanecer em Catania, Mascara foi parar no Perugia, outra agremiação controlada pela família Gaucci.
Fã incondicional de Roberto Baggio, Mascarinho acabou retornando ao Catania já na temporada seguinte, quando foi um dos destaques na campanha que resultou na promoção à Serie A com 14 gols, alguns antológicos, como um dos anotados na goleada de 3 x 0 sobre o Mantova, quando, ademais, realizou sua primeira tripletta.
Na Serie A, Mascara fez sua estréia no dia 10 de setembro de 2006 na vitória externa de 1 x 0 sobre o Cagliari, formando o tridente de Marino ao lado de Spinesi e Corona.
Até então pouco conhecido do grande público, Mascara mostrou seu cartão de visitas logo na 6ª rodada do torneio começado em 2006, quando anotou um golaço diante da Internazionale em pleno San Siro (e já o seu 3º na Serie A!), encobrindo Júlio César de longa distância (vide vídeo abaixo).
Porém, expulso 3 vezes em apenas 12 rodadas e afflitto da vari guai muscolari, Mascara, depois de ser cotado para integrar a Azzurra, acabou a temporada sottotono.
O campeonato 2007/2008 também não foi dos mais proveitosos para este atacante ou trequartista polivalente, que realizou apenas 4 gols em 35 partidas, sempre com o Catania.
Já na atual temporada (figurinha do alto, à esquerda), Mascara tem extasiado os fãs do Calcio, bastando lembrar que realizou 2 gols sublimes (no clássico contra o Palermo e mais recentemente contra a Udinese), além de uma tripletta contra o Torino naquela que foi a 100ª vitória do Catania na Serie A e que ficou mundialmente conhecida quando alguns de seus companheiros resolveram abaixar os calções...

video

Marcadores:

Na Última Vez ...

2 Comments:

At 5:06 PM, Blogger JP said...

Rodolfo, excelente resumo sobre a carreira do Mascara. Pessoalmente só ouvi falar dele na temporada passada, este ano tem estado em grande destaque obtendo golos simplesmente fantásticos, aquele frente ao Palermo então!...
Como o próprio afirmou recentemente não será tarde para chegar a um clube com outros pergaminhos.
Abraços

 
At 5:56 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Pois é, como escrevi logo no início do 'post', o Mascara é um desses tantos que só conseguiu uma vaga ao sol depois de ter disputado várias temporadas nas categorias inferiores do 'Calcio', apesar de todo o talento que tem.
Agora, que ele nos tem presenteado com cada golaço, ah, isso ele tem!
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker