Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, janeiro 31, 2009

O Jogo Da TV (Parte I) - Napoli x Udinese



No duelo de duas equipes em busca de recuperação, o empate final acabou não satisfazendo ninguém, embora o 1º tempo tenha reservado muitas emoções e um gol capolavoro!
Tendo começado, como prometido, com um ritardo de 15' em protesto a surreal suspensão aplicada ao meia Mannini e ao atacante Possanzini, a partida teve um início de estudos, com ambas as equipes pouco propensas ao risco.
Mas, bastou o Napoli imprimir um pouco mais de velocidade para chegar ao 1 x 0, com sua dupla de ataque funcionando muito bem e Denis servindo Lavezzi (ao lado passando pelo chileno Isla - Laporta) para este, contando com a desviação de Lukovic, vencer o portiere Handanovic aos 24'.
Preocupada em protestar de um presunto fallo di Denis na jogada que resultou no gol do Pocho, a defesa friulana pagou a desatenção e Hamsik (abaixo contra Zapata - La Presse), aos 27', ampliou para o time partenopeo completando de cabeça uma falta cobrada por Gargano.
Desta vez a Udinese teve il merito di non perdersi d'animo e, ao contrário, o Napoli - ou melhor, seu capitano Cannavaro - foi quem pecou pela falta de concentração, cometendo um pênalti infantil em uma incursão do colombiano Zapata à área adversária.
Cobrança consciente de Di Natale (mais abaixo contra o próprio Cannavaro - La Presse) e partida novamente aberta.
Com clara dificuldade na gestão da vantagem e pouco criando em termos ofensivos, o Napoli acabou cedendo o empate ainda na 1ª etapa, com Quagliarella realizando um golaço aos 45', surpreendendo o goleiro Navarro e toda retroguarda azzurra com um sem pulo sensacional (vale a pena conferir nos highlights ao final do post)!
O 2º tempo começou com a Udinese disposta a esfriar os ânimos de Lavezzi & Cia., que começaram dispostos a reconquistar a vantagem no marcador.
Porém, à exceção de algumas jogadas isoladas do Pocho Lavezzi, o Napoli acabou facilmente controlado pela Udinese, que passou a gestir la gara a partir de seu centrocampo mais robusto, com D'Agostino e Inler muito ativos.
Pouco adiantou, aliás, Reja inserir o uruguaio Zalayeta no posto do ala Maggio, pois o tridente napoletano foi pouco incisivo e a mais concreta chance de gol foi, inclusive, do time bianconero, com o lateral Pasquale, depois de um belo corte em Cannavaro, concluindo por cima da meta defendida por Navarro faltando poucos segundos para o final da peleja.
Eis o tabellino:
Napoli: Navarro; Cannavaro, Rinaudo, Contini; Maggio (67' Zalayeta), Blasi, Gargano, Hamsik, Vitale; Lavezzi, Denis. All. Reja.
Udinese: Handanovic; Ferronetti (72' Pasquale), Coda, Zapata, Lukovic; Isla, D'Agostino, Inler, Asamoah; Quagliarella (84' Floro Flores), Di Natale (66' Sanchez). All. Marino.
Gols: 24' Lavezzi, 27' Hamsik, 32' Di Natale (pênalti), 45' Quagliarella.
Árbitro: Gervasoni.
Cartões amarelos: Quagliarella, Lukovic e Ferronetti.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 22ª Rodada 2008/2009



Na temporada passada, com uma atuação espetacular, o Milan estabeleceu a maior goleada da história do confronto ao fazer 5 x 1 na Lazio em pleno Olimpico, com gols de Ambrosini, Mauri, Kaká e Gilardino, estes últimos 2 cada (para maiores detalhes, vide http://calcioseriea.blogspot.com/2007/10/o-jogo-da-tv-parte-iii-lazio-x-milan.html).
Naquele 07 de outubro de 2007, os grandes protagonistas foram o avante rossonero Alberto Gilardino (que, além dos 2 gols, ainda sofreu 1 pênalti) e o arqueiro laziale Néstor Muslera, que teve atuação desastrosa e acabou perdendo o posto de titular para o veterano Ballotta.
Porém, por uma dessas estranhas coincidências do destino, o gol da Lazio no 'Match Clou' da 22ª rodada da Serie A 2008/2009 deve ser defendido, mais uma vez, pelo giovane portiere uruguaiano (ao lado - Pasquazi), promovido a titular depois das pouco convincentes últimas atuações do argentino Carrizo.
Aliás, a Lazio, que vem de duas derrotas consecutivas, deve atuar no 4-3-3, com Delio Rossi tendo que renunciar aos squalificati Firmani, Foggia e Lichtsteiner, além dos contundidos Brocchi, Del Nero e Rocchi.
Portanto, na defesa, De Silvestri deve ocupar a lateral direita, enquanto Siviglia e Radu a zaga e Radu a lateral esquerda.
No meio, Dabo, Ledesma e o ritornato Matuzalém devem começar jogando, enquanto Mauri (abaixo - Steele) deve aparecer no tridente com Pandev e Zárate.
No Milan, Ancelotti poderá contar com o retorno do zagueiro Bonera, que deve formar a zaga central com o ex di turno Favalli, já que Kaladze, Maldini e Nesta não estão a disponizione.
Menos mal que Zambrotta e Jankulovski estão confirmados nas laterais e Abbiati no gol.
No centrocampo, apesar dos desfalques de Flamini e Gattuso, as opções são mais vastas e Seedorf, Pirlo e Ambrosini devem aparecer como titulares, com Ronaldinho e Kaká mais à frente e o atacante Pato (mais abaixo - Celotto) como punta di diamante no esquema 4-3-2-1.
Apesar da goleada da última temporada, o confronto costuma ser equilibrado, tanto que são 15 vitórias para a Lazio, 18 para o Milan e 32 empates nas 65 edições anteriores, que viram 82 gols da equipe romana e 73 da milanesa.
Porém, a squadra biancoceleste não sente o gostinho de vencer a rossonera em Roma, pelo campeonato italiano, desde a stagione 1997/1998, quando fez 2 x 1, gols de Mancini, Boksic e Kluivert, estes últimos já nos acréscimos.
Naquela ocasião, Alessandro Nesta ainda vestia a camisa celeste e, desde então, foram 7 empates (inclusive uma série de 5 consecutivos entre 1998/1999 e 2002/2003) e 3 vitórias do Milan.
Se o 4 x 4 da temporada 1999/2000 foi o jogo com maior número de gols e o 5 x 1 do campeonato passado a maior vitória rossonera, a Lazio, ao menos, ostenta vários 4 x 0 no confronto - em 1934, 1976 e 1995, quando Casiraghi, Signori (doppietta) e um autogol de Baresi construíram o placar.
Mas é o laziale Silvio Piola o maior artilheiro do embate, tendo feito 8 gols entre 1935 e 1943.
Quem mais jogou? Em confronto envolvendo o Milan é fácil - Paolo Maldini, que participou (até aqui!) de 15 edições, é o recordista no quesito!

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Será que o Leonardo vai prosseguir em sua inacreditável série e acertar, pela 4ª vez consecutiva, o resultado da partida selecionada pela 'L'Enigma'?
Bem, não se se repetir o ocorrido na stagione 1999/2000, quando o confronto terminou em incríveis 4 x 4, gols de Veron, autoreti di Mihajlovic e Abbiati e doppiette de Salas e Shevchenko (ao lado marcado por Simeone - Villa).
Para este domingo os palpites dos leitores do Calcio Serie A foram os seguintes, vindo sempre primeiramente a mandante Lazio: 0 x 1 - Lucas; 1 x 0 - Rafael; 1 x 1 - Leonardo; 0 x 2 - Cyntia; 1 x 2 - Michel Costa; 2 x 1 - Prisma; 2 x 2 - Brahma; 3 x 0 - António e 1 x 3 - JP.
Boa sorte a todos os participantes!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, janeiro 30, 2009

Final de semana tem mais 'Calcio'


Prosseguindo na maratona que a Lega Calcio reservou para estes dias, neste final de semana acontecerá a 22ª rodada da Serie A 2008/2009.
E a giornata não deverá ser das mais árduas para os líderes, à exceção do Milan, que enfrenta a Lazio no Olimpico no 'Match Clou', que será realizado no domingo, às 17h30 (horário de Brasília), com transmissão, ao vivo, de ESPN Brasil, RAI e TV Esporte Interativo.
Mas a rodada começa no sábado, com o interessante Napoli x Udinese a partir das 15h00 e com cobertura da ESPN Brasil, SporTV e RAI.
Um pouco mais tarde, às 17h30, a Juventus, com Del Piero (ao lado - Insidefoto) de volta ao ataque, recebe o Cagliari, que deverá ter o brasileiro Jeda como trequartista alle spalle dos ágeis Acquafresca e Matri, no Olimpico de Turim (transmissão de ESPN e RAI).
No domingo, é a vez da Internazionale receber o desesperado Torino em partida que terá transmissão da ESPN, RAI e TV Esporte Interativo a partir das 12h00.
Sem Adriano, suspenso, Mourinho deverá mandar a campo Ibrahimovic e Cruz, assim como os brasileiros Júlio César, Maicon e Maxwell.
No mesmo horário, a Roma vai até Reggio Calabria enfrentar a lanterna Reggina e deverá ter o arqueiro Doni e os difensori Cicinho e Juan como titulares, com Júlio Baptista ficando como opção aos titulares Totti e Vucinic na frente.
Já a Fiorentina visita o Bologna de seu ex Osvaldo, que deverá compor com Di Vaio um perigoso tandem ofensivo.
Pelo lado viola, confirmado o neo nazionale Felipe Melo (ao lado - Insidefoto) e ainda em dúvida o romeno Mutu, que poderá ser substituído por Bonazzoli, já que Jovetic está indisponibile.
Completam a rodada: Atalanta x Catania; Chievo x Sampdoria (com os novos blucerchiati Da Costa e Ferri provavelmente partindo do banco); Genoa x Palermo e Siena x Lecce.
De registrar que todas as partidas devem começar com 15' de atraso, que foi a forma encontrada pela A.I.C. (Associazione Italiana Calciatori) de protestar contra a absurda squalifica dada pela Agência Mundial Anti-Doping (World Anti-Doping Agency - WADA em inglês) aos atletas Mannini e Possanzini, suspensos por 1 ano, embora não tenham feito uso de qualquer substância ilegal.
Explicando melhor: depois da partida disputada pelo Brescia contra o Chievo em dezembro de 2007, que terminou 3 x 0 para a equipe de Verona, todos os jogadores e comissão técnica do Brescia (onde à época jogava o atualmente partenopeo Mannini) permaneceram fechados nos vestiários reunidos com o presidente do clube, Gino Corioni.
Diante do fato, o comissário responsável pelo antidoping acabou esperando do lado de fora do vestiário, desrespeitando assim o regulamento que lhe obriga a não perder de vista os jogadores sorteados para realização do exame.
Depois, com pouco mais de meia hora de atraso, os atletas acabaram fazendo o exame normalmente, não tendo sido constatada qualquer anormalidade.
E, mesmo sem terem feito uso de qualquer substância ilegal, acabaram, agora, condenados a pena de um ano, metade daquela prevista pela WADA para os culpados de doping.
Um verdadeiro descalabro!

quinta-feira, janeiro 29, 2009

Panorama Da Rodada


A última giornata infrasettimanale da temporada não foi de muitos gols (apenas 21), mas acabou permitindo à Internazionale voltar a abrir confortáveis 6 punti de vantagem sobre sua mais direta concorrente, a Vecchia Signora.
Isso porque a capolista, mesmo tendo ido visitar o Catania na Sicília e com Muntari expulso ainda na 1ª etapa (ao lado o momento em que o árbitro Rocchi mostra o 2º rosso da temporada para o meia ganês, sendo que a anterior havia sido exatamente contra o mesmo Catania - Reuters), saiu vitoriosa por 2 x 0, tentos de Stankovic (aos 5') e Ibrahimovic (aos 71').
Porém, o 1º tempo foi da brivido para os nerazzurri de Mourinho, com os etnei de Zenga jogando muito bem e impostando um ritmo muito elevado à partida, feito que não conseguiram repetir no 2º tempo, quando a Inter conseguiu equilibrar as ações e, com um Ibrahimovic inspirado, raddoppiare.
Pior para Milan e Juventus, que não venceram seus confrontos e veem (é assim mesmo depois da reforma ortográfica) o sonho do scudetto mais distante.
Enquanto os rossoneri não passaram de um empate com o Genoa (vide 'O Jogo Da TV'), a Juventus foi até Udine e acabou encerrando a série de 11 partidas da Udinese sem vitória na Serie A (o último sucesso friulano remontava a outubro do ano passado!), permitindo a vitória dos donos da casa por 2 x 1.
Foi realmente uma Juventus bastante aquém, enquanto a Udinese jogou os primeiros 30' como no início da temporada e, aproveitando da superioridade no centrocampo decorrente do 4-3-3 transformado no 4-1-4-1 com D'Agostino playmaker, abriu o marcador aos 20' com Quagliarella.
Na 2ª etapa, uma Juventus ainda tímida viu Di Natale ampliar aos 29' e, na noite que marcou o retorno de Trezeguet aos gramados, Iaquinta converteu a única chance concreta criada pela trupe de Ranieri e firmou o placar final cobrando pênalti aos 32' (à esquerda, Inler e Nedved contendem a bola - Reuters).
Em um verdadeiro jogo de 6 pontos, o 'Match Clou' Fiorentina x Napoli terminou com o sucesso viola por 2 x 1 e o sorpasso da equipe de Prandelli na classificação.
Com desfalques importantes de ambos os lados, a partida ainda reservou a estréia do baby Sepe, 18 anos e quarto portiere nella gerarchie partenopea, que teve que substituir Gianello, que sentiu um problema muscular, aos 31' do 1º tempo.
Mas, depois de negar um gol a Gilardino - a secco da un mese e mezzo, o jovem arqueiro azzurro nada pode fazer quando Santana recebeu sozinho, dentro da área, um cruzamento sporco de Gobbi.
Porém, o mais experiente Frey falhou clamorosamente um paio di minuti dopo e Vitale, realizando seu 1º gol na Serie A, empatou a partida em seguida.
Com o 1 x 1 no placar, a partida ficou feia, até que Montolivo fez uma bela jogada e concluiu para o gol da vitória, desta vez aproveitando da inesperienza di Sepe, que acabou não protegendo o canto de sua meta.
Quem, da mesma forma, ultrapassou a equipe de Reja na tabela foi a Roma, que venceu o Palermo no Olimpico também por 2 x 1, gols de Totti (ao lado contra Liverani - Bartoletti), Cavani e Brighi, servido por Er Pupone.
Foi um belo cotejo, com a Lupa superior na 1ª etapa e o Palermo muito ativo na complementar, quando o jovem Mchedlidze chegou a acertar uma bola no travessão com Doni já vencido.
Mais tranquila foi a vitória da Sampdoria, que fez 3 x 1 numa Lazio cada vez mais giù: Delvecchio, Rocchi, Cassano e Stankevicius fizeram os gols da partida que terminou com rissa e otto ammoniti.
Completaram a rodada as vitórias do Bologna em Bergamo (1 x 0, gol de Volpi) e do Cagliari sobre o Siena (sempre 1 x 0, 9º tento de Acquafresca), além dos empates dos últimos colocados Chievo x Lecce (1 x 1, Vives e Mantovani) e Torino x Reggina (0 x 0 - abaixo, o reforço granata Rivalta perseguido por Barillà - La Presse).
A classificação atualizada: 1º Internazionale (49 pts); 2º Juventus (43); 3º Milan (41); 4º Genoa (37); 5º Roma (36); 6º Fiorentina (35); 7º Napoli (33); 8º Palermo (32); 9º Cagliari (31); 10º Lazio (31); 11º Atalanta (27); 12º Udinese (26); 13º Catania (26); 14º Siena (25); 15º Sampdoria (23); 16º Bologna (22); 17º Lecce (19); 18º Torino (17); 19º Chievo (17) e 20º Reggina (14).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, janeiro 28, 2009

O Jogo Da TV - Milan x Genoa



Il secondo gol italiano de Beckham em apenas 03 dias caminhava para dar mais uma vitória ao Milan, mas, faltando pouco menos de 5' para o apito final, Il Principe Milito, com uma conclusão inapelável para o arqueiro rossonero Abbiati, deixou a equipe de Milão mais longe da capolista Inter e garantiu um pontinho importantíssimo para o Grifone em seu caminho rumo às competições européias.
Com Senderos e Ronaldinho in panchina, mas com Beckham dizendo presente desde quando a bola começou a rolar, capaz de, antes de completado o primeiro minuto, desferir um belo tiro que exigiu difícil defesa do goleiro Rubinho, com a bola terminando a escanteio.
E o inglês (à direita contra o croata Juric - Getty Images), observado pelo c.t. do English Team Fabio Capello das tribunas, continuou se destacando, realizando belo lançamento para Seedorf aos 7', com o holandês antecipado pela defesa rossoblù.
Depois de um início jogado a todo vapor, a partida ficou mais cadenciada, mas o Milan continuou più ativo, levando grande perigo à meta defendida por Rubinho, com Pirlo acertando a trave aos 15' e aos 44'.
Mas, nesse interregno, precisamente aos 33', Beckham cobrou uma punizione capolavoro que dal limite sinistro dell'area entrou junto ao primo palo con una grande parabola.
Em desvantagem no marcador, Gasperini, visualizando que seu Genoa tinha dificuldades ofensivas, trocou o lateral Modesto pelo atacante Jankovic, mas, fora uma cobrança de falta perigosa de Thiago Motta (postado como trequartista), os rossoneri de Ancelotti continuaram mais incisivos até o final do 1º tempo, que terminou com 7 cartões amarelos e Vanden Borre no lugar de Thiago Motta infortunato.
A 2ª etapa começou com Beckham, recuperado dal guaio agli adduttori que o afligiram no final da etapa inicial, cobrando uma falta de posição similar a que resultou no gol, mas, desta vez, o inglês preferiu tentar pescar Pato e Kaká dentro da área, que não conseguiram finalizar.
Exigindo um ritmo mais forte à equipe, Gasperini lançou mão de sua última alteração e sacou um pouco efetivo Sculli colocando o habilidoso Palladino em seu lugar, subindo o baricentro do time.
Ancelotti, então, tirou, em seqüência, Beckham, Pato e Seedorf, inserindo Flamini, Ronaldinho (acima contra o ala Mesto - Afp) e Senderos, alterando o esquema tático para o 4-4-1-1.
Apesar da blindagem à defesa rossonera, o Genoa foi crescendo e, depois de cabeçadas perigosas de Biava e Milito, aos 43', em jogada de Palladino pela direita, Biava raspou de cabeça e Milito, dentro da pequena área, concluiu di destro para empatar a partida (abaixo a festa rossoblù - Pegaso).
E assim fez água no show de Beckham!
O tabellino:
Milan: Abbiati; Zambrotta, Maldini, Favalli, Jankulovski; Beckham (71' Flamini), Pirlo, Ambrosini, Seedorf (79' Senderos), Kaká; Pato (75' Ronaldinho). All. Ancelotti.
Genoa: Rubinho; Biava, Bocchetti, Criscito; Mesto, Milanetto, Juric, Modesto (40' Jankovic), Thiago Motta (46' Vanden Borre); Sculli (64' Palladino), Milito. All. Gasperini.
Gols: 33' Beckham, 87' Milito.
Árbitro: Gervasoni.
Cartões amarelos: Juric, Criscito, Favalli, Beckham, Ambrosini, Zambrotta, Biava, Flamini e Maldini.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Especulações Da Semana


Na mesma monotonia com que começou, o mercato invernale da temporada 2008/2009 vai chegando ao final sem grande colpi, ainda que a última semana, normalmente, reserve algumas surpresas.
Mas, talvez em função da crise que abala a economia mundial, nem mesmo o sempre fértil campo das especulações tem apresentado possibilidades entusiasmantes.
A tratativa que tem tomado maior espaço nos jornais e sites especializados nos últimos dias, por exemplo, seria a troca envolvendo o inglês Jenas (ao lado - Botterill) pelo português Quaresma, maior contratação da Inter para esta temporada, mas que tem sido uma grande desilusão em Via Durini.
Jenas, de 25 anos, é um central midfielder de boa qualidade e físico robusto, que certamente viria ser uma válida opção em um meio de campo carente de criatividade como o da Inter.
Embora não seja de descartar a chegada do meia inglês à Internazionale ainda neste mês, a verdade é que, de concreto, não existe nada até o momento, tendo a especulação surgida após uma entrevista de José Mourinho ao Daily Telegraph, onde o allenatore nerazzurro disse que também gostaria de contar com o avante Didier Drogba, que, porém, parece ser uma possibilidade mais factível para a próxima temporada.
E, se Inter e Tottenham não chegarem a um acordo quanto a Jenas e Quaresma, ao menos outro negócio pode ser firmado entre os clubes, já que o inglês teria interesse em Burdisso, Crespo e Materazzi, enquanto o italiano no meia Modric.
Burdisso que, segundo consta, também interessaria a Roma, que, como alternativa, poderia buscar o veterano Ayala, 35 anos e um passado no Napoli e Milan.
Aliás, também a Lazio estaria interessada nesse inusitado uomo mercato apelidado de El Ratón e que está atualmente no Zaragoza da Espanha.
Mais jovem seria outro objetivo da equipe biancoceleste, que teria oferecido € 1,5 milhão pela stellina scozzesa James McCarthy, centrocampista de 18 anos do Hamilton.
Já a Sampdoria gostaria de contar com o zagueiro Cribari e com o lateral Zauri, pouco aproveitados, respectivamente, na Lazio e na Fiorentina.
Por sua vez, Pantaleo Corvino estaria muito próximo de definir a contratação do sérvio Ivanovic, zagueiro do Chelsea e que já esteve nos planos de Inter, Juventus, Milan e Lazio!
Outro estrangeiro que parece estar muito perto de chegar à Serie A é o argentino Dátolo, que trocaria o Boca Juniors pelo Napoli.
De olho no mercado sulamericano também está o Palermo, que continua interessado em Nilmar, enquanto que o argentino Sosa, do Bayern München, esteve muito perto de ser apresentado como reforço rosanero durante a semana, mas como não tem passaporto comunitario...
Desesperado atrás de reforços está o Torino, que parece ter individualizado no ganês Appiah (acima - Griffiths), ex Juventus, o indicado para comandar seu centrocampo.
Ainda em Turim, a Juventus estaria tratando, além do brasileiro Diego do Werder Bremen, o turco Sentürk (Fenerbahce) e o belga Witsel (Standard Liège).
Mas, de concreto mesmo, apenas as transferências de Belleri (que trocou a Lazio pelo Bologna), Papa Waigo (que saiu da Fiorentina e acertou com o Lecce) e Rivalta (deixou a Atalanta e acertou com o Torino), bem como a cessão do promissor Savio Nsereko (atacante alemão, mas nascido em Uganda) do Brescia para o West Ham.

Marcadores: , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 21ª Rodada 2008/2009



Em uma rodada à antiga, com todas as partidas começando de forma concomitante (mas antigamente não havia rodadas às quartas...), o 'Match Clou' desta 21ª giornata é o embate Fiorentina x Napoli, interessante confronto que coloca, frente-a-frente, duas agremiações que desejam, ainda que de forma não muito explícita, uma vaga na próxima Champions League.
E o encontro é de fundamental importância para ambas as equipes, que atravessam momentos bastante delicados na Serie A e que, nas últimas 4 rodadas, conquistaram apenas 3 pontos cada.
A série negativa da Fiorentina, por exemplo, começou quando da lesão de seu principal jogador, o romeno Mutu que, para tristeza de Prandelli, continua indisponibile.
Aliás, a ausência de seu camisa 10 não é o único problema que terá que ser administrado pelo allenatore viola, já que os dinamarqueses Kroldrup e Jorgensen, o sérvio Kuzmanovic e o peruano Vargas também são desfalques certos.
Assim, com a equipe postada no 4-3-1-2, Frey deve ser o arqueiro, com Comotto, Dainelli, Gamberini e Gobbi (à direita - Insidefoto) formando a defesa, que deverá ter o trio Donadel, Felipe Melo e Montolivo logo a frente, compondo o centrocampo.
A ligação com o ataque deve ficar a cargo do argentino Santana (abaixo, à esquerda - Insidefoto), com Jovetic formando ao lado de Gilardino o ataque.
No Napoli, que vem de duas derrotas com atuações abaixo da crítica contra Chievo e Roma (um 3 x 0 casalingo), o treinador Edy Reja também tem problemas, principalmente no meio de campo, onde deverá renunciar aos squalificati Gargano e Hamsik, bem como na defesa, onde Contini também está suspenso e o goleiro Iezzo, contundido.
Para o lugar do arqueiro de Castellammare di Stabia deve aparecer o vice Gianello, enquanto na linha de 3 zagueiros o ítalo-baiano Santacroce deve dar lugar a Rinaudo, com capitano Cannavaro e Aronica ocupando os demais postos.
No meio de campo a 5, Maggio e Vitale (in ballotaggio com Mannini) devem ser os externos, com Blasi e as novidades Pazienza e Bogliacino fechando a parte central.
No ataque, ao lado do insubstituível Lavezzi, deve aparecer o uruguaio Zalayeta (abaixo - Guerin Sportivo), com El Tanque Denis ficando como opção no banco.
Com as casas de aposta (como Bwin e Snai) pagando 1,65 por uma vitória viola e 5,00 por um sucesso partenopeo, é indiscutível a supremacia gigliata no confronto, com 34 vitórias da Fiorentina, 13 empates e 11 sucessos do Napoli na história do confronto em Florença.
Na última temporada, disputado também em uma quarta-feira, o embate terminou com a 34ª vitória viola - 1 x 0, gol de Vieri.
Antes, só no campeonato 2000/2001, quando, em 17 de junho de 2001, Amoruso (atualmente no Torino) fez 1 x 0 para o Napoli aos 48', o português Nuno Gomes empatou aos 83' e ... Edmundo marcou o tento da vitória ... azzurra aos 94'!
Naquela data, ainda defenderam a Fiorentina treinada por Roberto Mancini o goleiro Toldo, os meias Di Livio, Amaral e Rui Costa, além do avante Chiesa, enquanto pelo Napoli atuaram os argentinos Quiroga, Husain e Pineda, bem como o brasileiro Amauri (que entrou no lugar de Amoruso) e o tcheco Jankulovski.
Mas, a supremacia viola é constatada quando se analisa as partite con più scarto do confronto, todas com timbre da Toscana: 4 x 0 em 1957, 4 x 0 em 1995, 4 x 0 em 1998, além de 5 x 1 em 1963 e 5 x 1 em 1983, quando o avante Monelli realizou uma tripletta e os meias Oriali (atualmente no staff da Inter) e Iachini (ex treinador e Piacenza e Chievo, dentre outros) completaram para a Fiorentina de Passarella e Antognoni, com Palanca fazendo o de honra do Napoli de Krol e Dirceu.
Em termos individuais, la bandiera azzurra Antonio Juliano, com 13 presenze entre 1965 (quando formou ao lado de Cané, Altafini e Sivori!) e 1977, é o jogador que mais atuou no confronto, enquanto Batistuta, que fez 6 gols na década de 1990, é o giocatore con più gol.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma


No próximo domingo, às 17h30 de Brasília, acontecerá o 'Match Clou' da 22ª rodada da Serie A 2008/2009, o sempre interessante Lazio x Milan, que na temporada passada terminou com incríveis 5 x 1 para os visitantes (ao lado, Pirlo combatido por Behrami e Mudingayi - New Press)!
E este confronto entre romanos e milaneses é o objeto da 'L'Enigma' desta semana, lembrando que o III Desafio Calcio Serie A tem a incrível liderança do Leonardo, que acertou os resultados de ... nada menos do que todas as partidas até aqui!
Alguém se candidata a quebrar essa série?
Boa sorte a todos!

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, janeiro 27, 2009

Quarta-feira terá rodada da Serie A!


Continuando uma semana repleta de Calcio, nesta quarta-feira será realizada a 21ª rodada da Serie A 2008/2009, a última infrasettimanale do campeonato.
Apesar de que todas as 10 partidas serão realizadas de forma simultânea (num retorno aos velhos tempos!), começando às 17h30 de Brasília (20h30 no horário italiano), as emissoras proporcionarão uma colher de chá ao transmitir outras partidas também em horários diferidos.
Mas, ao vivo, a escolha deverá ficar entre Milan x Genoa (ESPN e RAI) e Catania x Internazionale (SporTV).
No jogo da Sicília, a atração será o retorno de Ibrahimovic (ao lado - Blair) ao ataque nerazzurro, enquanto Adriano cumprirá a 1ª das 3 partidas a que foi suspenso como conseqüência da covarde agressão a Gastaldello no último domingo.
Um pouco mais tarde, a partir das 19h30, é a vez da ESPN transmitir o confronto do Angelo Massimino, enquanto a partir das 23h00 a SporTV2 veiculará o 'Match Clou' Fiorentina x Napoli.
Na quinta-feira, a ESPN apresentará o interessante Roma x Palermo a partir das 18h00.
Sem Panucci, afastado do elenco e em vistas de uma transferência ainda neste período de calciomercato, Spalletti contará com o retorno do capitano Totti (abaixo - Insidefoto), que deverá fazer dupla de ataque (no novo esquema 4-3-1-2) com o montenegrino Vucinic, passando o brasileiro Júlio Baptista para opção no banco.
Completam, ainda, a rodada: Atalanta x Bologna (que deverá estrear Osvaldo al fianco de Di Vaio no ataque) no Atleti Azzurri d'Italia; Cagliari x Siena no Sant'Elia; Chievo x Lecce no Bentegodi; Sampdoria x Lazio (sem Carrizo e Zárate, oficialmente poupados na Lazio, mas com Cassano de volta ao comando do ataque blucerchiato) no Luigi Ferraris; Torino x Reggina (confronto de desesperados, que deverá ainda marcar a estréia do zagueiro Rivalta no Toro) no Olimpico de Turim e Udinese x Juventus (com Del Piero poupado, mas com Giovinco ao lado de Amauri e Trezeguet provavelmente reaparecendo na panchina) no Friuli.
Uma boa opção é escolher um dos jogos ao vivo e acompanhar o restante da rodada pelo site da Gazzetta dello Sport - http://www.gazzetta.it.

segunda-feira, janeiro 26, 2009

'B' Em Pílulas


* Com uma atuação super do atacante brasileiro Barreto, o Bari venceu a Triestina em Trieste por 2 x 1 e, completando 5 vitórias consecutivas, terminou a 22ª rodada como líder absoluto da Serie B 2008/2009;
* Barreto, nascido aos 12 de julho de 1985 no Rio de Janeiro, com a doppietta personale, chegou aos 11 gols marcados na competição, figurando apenas atrás de Daniele Vantaggiato, que tem 13 e durante a semana trocou o Rimini pelo Parma;
* Curiosamente, o avante italiano fez sua estréia pelo clube crociato exatamente contra o Rimini neste sábado, em partida que terminou 0 x 0;
* Com muitos gols terminou Cittadella x Piacenza - 4 x 4 com direito a tento do brasileiro Diego (ao lado sofrendo forte marcação adversária - Piran), que fez o último dos mandantes;
* Gol brasileiro também no embate Frosinone x Mantova, com Eder marcando o tento do time da casa e o veterano Corona realizando uma doppietta para os visitantes, que, assim, sairam vitoriosos;
* Sem brasileiros em campo, o principal cotejo da rodada terminou com a vitória do Brescia sobre o Empoli por 2 x 0, tentos do paraguaio Mareco e de Possanzini;
* Com a derrota, a equipe azzurra caiu para a 7ª colocação, 7 pontos atrás do líder Bari, que tem 40 punti, enquanto o Brescia permaneceu no 3º posto, com 38 e 1 jogo a recuperar;
* O agora vice-líder Livorno também não foi bem nesta giornata, ficando apenas no 0 x 0 contra o Avellino, que está na zona da degola com apenas 20 pontos;
* Na lanterna do torneio segue o Modena do ex rossonero Daino, que neste final de semana foi derrotado pelo Albinoleffe por 2 x 1.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Não foram verdadeiras passeggiate, mas Internazionale e Juventus, respectivamente prima e seconda colocadas na Serie A, somaram mais 3 pontos cada nesta 20ª rodada e prosseguem distando igual punteggio dentre si na classificação (para maiores detalhes, vide 'O Jogo Da TV' - Partes I e III).
Atuação exuberante teve mesmo a Roma, que fez 3 x 0 no Napoli em pleno San Paolo (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/01/o-jogo-da-tv-parte-ii-napoli-x-roma.html) e continua em sua escalada rumo aos primeiros postos.
Quem também foi muito bem foi o Milan, que foi até a Emilia-Romagna e venceu, sem maiores dificuldades, o Bologna por 4 x 1, embora tenha saído em desvantagem com o capocannoniere Di Vaio realizando seu 15º gol no campeonato, cobrando pênalti aos 9'.
Porém, no primeiro jogo depois de seu clamoroso no ao Manchester City, Kaká chamou a responsabilidade para si e, logo em seguida, aos 13', serviu Seedorf para o holandês empatar a partida e, ainda no 1º tempo, primeiro marcou o gol da virada (cobrando pênalti) e depois ampliou para 3 x 1 (com um belíssimo chute da entrada da área assistido, de calcanhar, por Pato).
Na 2ª etapa, com um jogador a mais (o belga Mudingayi foi expulso no finalzinho do 1º tempo), o Milan targato Ancelotti (em sua 400ª panchina rossonera) administrou a posse de bola e chegou aos 4 x 1 finais com o primeiro tento italiano de Beckham (acima contra Bombardini - Getty Images) que, assim, coroou mais uma belíssima atuação.
O mesmo placar ocorreu em Roma, onde a Lazio foi surpreendentemente atropelada pelo Cagliari, embora, assim como o Bologna, tenha largado na frente com o gol de Rocchi aos 3'.
Mas, até o intervalo, os sardi fizeram 4 gols, os primeiros com Jeda (doppietta) e os demais com Acquafresca e Matri.
Porém, a despeito da partida do Dall'Ara, a Lazio, ainda que pouco equilibrada taticamente, foi uma adversária que deu mais trabalho, até por que Rocchi e Zárate desperdiçaram cobranças de penalidade máxima que poderiam ter resultado em outro desfecho, com o goleiro Marchetti (acima voando dentro da área - La Presse) sendo um dos destaques da partida.
Pênalti perdido também na Sicília, onde Quagliarella desperdiçou um para a Udinese quando o time bianconero empatava em 1 x 1 com o Palermo - no final, vitória rosanera por 3 x 2, tentos de Pepe (U), Fábio Simplício (2 - P), Cavani (P) e Di Natale (U).
Muitos gols também no Via del Mare, onde Lecce e Torino fizeram um match clou da parte debaixo da tabela e terminaram empatados em 3 x 3, com a equipe granata protagonizando uma grande recuperação depois de ir para o intervalo perdendo por 2 x 0, graças a uma doppietta do bom meia Munari.
No 2º tempo, o austríaco Säumel e o recém contratado Dellafiore marcaram, alcançando a igualdade temporariamente, vez que o argentino Castillo, aos 28', colocou o Lecce novamente em vantagem, até que o zagueiro Natali deu números finais à partida (acima a cabeçada decisiva - La Presse) aos 32'.
Outro empate aconteceu no Luigi Ferraris, onde Genoa e Catania ficaram no 1 x 1, com a equipe visitante jogando muito bem e largando na frente com o uruguaio Martinez, mas sofrendo o revés no final, quando Il Principe Milito empatou marcando seu 13º tento no campeonato.
Completaram a rodada a vitória do Siena por 1 x 0 sobre a Atalanta, gol do avante Frick, além do embate dos desesperados Reggina x Chievo, terminado com o sucesso da equipe clivense por 1 x 0, tento do meia Italiano já nos acréscimos, com o time amaranto encerrando a partida apenas com 10 homens, depois da expulsão do meia chileno Carmona (logo acima - Sapone).
A classificação atualizada: 1º Internazionale (46 pts); 2º Juventus (43); 3º Milan (40); 4º Genoa (36); 5º Napoli (33); 6º Roma (33); 7º Fiorentina (32); 8º Palermo (32); 9º Lazio (31); 10º Cagliari (28); 11º Atalanta (27); 12º Catania (26); 13º Siena (25); 14º Udinese (23); 15º Sampdoria (20); 16º Bologna (19); 17º Lecce (18); 18º Torino (16); 19º Chievo (16) e 20º Reggina (13).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, janeiro 25, 2009

O Jogo Da TV (Parte III) - Internazionale x Sampdoria



Não foi uma atuação exuberante da Inter, mas, ao final, o técnico Mourinho, mesmo expulso pelo árbitro Celi, pareceu feliz com a vitória obtida e com a convincente participação de Adriano, autor do gol da vitória.
Sem Ibrahimovic (suspenso, tendo acompanhado a partida das tribunas), Special One alterou o esquema tático e postou a equipe nerazzurra no 4-3-2-1, com Stankovic e, principalmente, Mancini no apoio a Adriano.
Porém, o ex romanista (ao lado contra Pazzini - Sampdoria), titular no campeonato italiano quase 3 meses depois de sua última chance, esteve bem aquém das expectativas, pouco incidindo em termos ofensivos.
Na defesa a surpresa (positiva) foi a confirmação de Santon, alla seconda da titolare in cinque giorni, na lateral esquerda, compondo com Maicon, Samuel e Chivu o setor defensivo da Beneamata.
Na Samp, Mazzarri, com vários desfalques para montar sua defesa, teve que recuar o volante Palombo para o centro da retroguarda a três, postando o ala Raggi à direita e Gastaldello à esquerda, bem como isolou Pazzini (Cassano não conseguiu recuperar) na frente, robustecendo o centrocampo blucerchiato com nada menos do que 6 jogadores.
Aí, embora a Inter tenha começado agressiva, os comandados de Mourinho tiveram muita dificuldade de furar a proteção doriana, que normalmente aparecia com 9 jogadores atrás da linha da bola.
Mas, se a Samp não parecia muito propensa a atacar, a Inter demonstrava claramente pouca inspiração e o 1º tempo ficou mais marcado pelos cartões amarelos (6, além da expulsão de Mourinho) e pelos feriti, com Samuel, Gastadello e Raggi tendo que ser substituídos nos primeiros minutos da etapa final.
De qualquer maneira, quase que como um oásis no meio do deserto, Maicon fez grande jogada pela direita nos acréscimos da primeira etapa e pescou L'Imperatore Adriano no lado oposto da área, com o avante tocando para o fundo das redes em gesto acrobático (acima, à esquerda - Bruno).
No 2º tempo, com as entradas forçadas dos suíços (e alas) Padalino (no posto de Gastaldello) e Ziegler (no de Raggi), Mazzarri foi obrigado a passar sua equipe ao 4-4-2, recuando Stankevicius e Pieri.
Por fim, o técnico blucerchiato gastou a alteração remanescente colocando o perigoso Bellucci no lugar e Franceschini e aí o jogo ficou mais divertido, com a Inter tendo ótima chance de ampliar com Stankovic (a bola terminou no travessão), mas com a Samp criando também lances de perigo, como aos 28', quando Delvecchio lançou Pazzini, mas o avante contratado recentemente junto a Fiorentina acabou desarmado por uma precisa intervenção de Cordoba.
No final, guai também para Mourinho, que, além de Samuel, perdeu tmbém Chivu com problemas musculares, com Cambiasso passando a jogar de zagueiro.
O tabellino:
Inter: Júlio César; Maicon, Samuel (46' Cordoba), Chivu (84' Maxwell), Santon; Zanetti, Cambiasso, Muntari, Stankovic; Mancini (78' Figo), Adriano. All. Mourinho.
Sampdoria: Castellazzi; Raggi (60' Ziegler), Palombo, Gastaldello (49' Padalino); Stankevicius, Dessena, Sammarco, Franceschini (63' Bellucci), Pieri, Delvecchio; Pazzini. All. Mazzarri.
Gol: 47' Adriano.
Árbitro: Celi (acima indiferente ao clamor doriano - Sampdoria).
Cartões amarelos: Chivu, Stankevicius, Sammarco, Pazzini, Stankovic e Franceschini.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte II) - Napoli x Roma



Foi uma grande decepção, mas um San Paolo repleto presenciou o Napoli perder, neste domingo, uma invencibilidade casalinga que já durava 18 jogos.
E foi uma derrota incontestável, materializada por sonoros 3 x 0 construídos pela Roma, exatamente a responsável pela aquela que era a última sconfitta partenopea em casa - 2 x 0 em 09 de março último.
Efetivamente, a Lupa Capitolina, mesmo órfã de Totti (que ficou no banco durante toda a partida), controlou o jogo em toda a sua duração, enquanto o Napoli só conseguiu ser perigoso nel primo quarto d'ora.
Disputado em ritmo altíssimo, o cotejo teve seu primeiro grande lance aos 6', quando Zalayeta recebeu um lançamento de Blasi dentro da área e, com uma virada magnífica, concluiu no ângulo da meta defendida por Doni de forma inapelável.
O árbitro Morganti, então, a princípio convalidou o gol, mas depois voltou atrás para anulá-lo após consultar o assistente Romagnoli, que acertadamente advertiu o árbitro que o avante uruguaio havia dominado a bola com a ajuda do braço (o lance em questão - e muito mais - pode ser conferido no vídeo ao final do post).
Daí em diante a Roma foi padrona absoluta da partida e aos 18' chegou ao seu primo gol, com o zagueiro Mexes (acima, conduzindo a bola, em uma inusitada foto onde todos os demais estão no chão - Afp) cabeceando para o fundo das redes em cruzamento do chileno Pizarro, cobrando falta.
Nova controvérsia, pois Mexes estava em posição dúbia na hora do lançamento, mas o gol acabou, de qualquer forma, confirmado.
O tento desestabilizou a equipe azzurra que, porém, ainda tentou responder em cobrança de falta perigosa de Lavezzi aos 28', com Doni espalmando para escanteio.
Mas, aí, aconteceu um lance inusitado que sepultou qualquer possibilidade de reação partenopea: o ala Mannini (acima em um sprint contra Taddei - Mosca), na tentativa de impedir um lateral a favor da Roma em plena zona central do campo, acabou presenteando o time giallorosso com um escanteio, da cobrança do qual o brasileiro Juan fez 2 x 0, sempre de cabeça.
Com um Lavezzi pouco concreto e Zalayeta isolado na frente, foi a Roma quem teve também a última chance no 1º tempo, com Júlio Baptista concluindo para fora em assistência sensacional de Vucinic.
Para o 2º tempo, o Napoli voltou com Bogliacino no posto de Pazienza, mas a Roma, que retornou com Aquilani no lugar de Pizarro, que marcou mais uma vez, com Vucinic (abaixo observando o duelo de Brighi e Maggio - La Presse) aproveitando um grave errore de Santacroce para tocar na saída do arqueiro Gianello.
La gara è chiusa e o Napoli, não obstante terminar o cotejo com 63,75% de vantaggio territoriale, sequer conseguiu salvar sua honra, embora Zalayeta (com outra belíssima girata) e Denis tenham tido boas oportunidades de diminuir.
No final, foi o brasileiro Júlio Baptista que, servido por Menez, teve a última grande chance de marcar, mas chutou por cima do travessão.
Nada que macule a partida perfeita dos giallorossi, que com os 3 pontos conquistados no San Paolo alcançaram o próprio Napoli na tábua de classificação e entram, para valer, pela disputa por uma das vagas para a próxima Champions League.
O tabellino:
Napoli: Gianello; Santacroce, Cannavaro, Contini; Maggio, Blasi (81' Montorvino), Pazienza (46' Bogliacino), Gargano, Mannini; Lavezzi, Zalayeta (66' Denis). All. Reja.
Roma: Doni; Cassetti, Mexes, Juan, Riise; Taddei (82' Perrotta), De Rossi, Pizarro (46' Aquilani), Brighi; Júlio Baptista, Vucinic (70' Menez). All. Spalletti.
Gols: 18' Mexes, 32' Juan, 50' Vucinic.
Árbitro: Morganti.
Cartões amarelos: Pazienza, Taddei, Contini, Cannavaro, Gargano, Montervino e Santacroce.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker