Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, março 21, 2009

O Jogo Da TV (Parte II) - Roma x Juventus



A Juventus saiu merecidamente vitoriosa do 'Match Clou' desta 29ª rodada da Serie A 2008/2009, mas o resultado final de 4 x 1 foi extremamente severo com uma Roma indebolita pelos vários desfalques que condicionaram as escolhas de Spalletti.
Com 11 indisponibili (dentre os quais a espinha dorsal Juan, De Rossi e Totti), Spalletti foi obrigado a entregar la regia del centrocampo ao ex Brighi, que teve a companhia do jovem Filipe na importantíssima Ligne Maginot de seu predileto 4-2-3-1.
Aliás, cabe aqui ressaltar que o giovane brasiliano (ao lado contra Del Piero - Reuters), cria do Vasco da Gama mas desde 2006 na Itália, primeiramente com a Fiorentina e agora no time da capital, em sua primeira aparição como titular do time principal giallorosso, teve uma atuação auspiciosa, com 64 intervenções e índice superior a 80% de passes certos, além de ter vencido 72,73% dos contrasti que participou!
Na Juventus, Ranieri também teve que se virar sem Legrottaglie, Camoranesi, Sissoko e Amauri, mas pode deixar Marchionni, Nedved e Trezeguet no banco, optando pela dupla ofensiva Del Piero-Iaquinta, com Salihamidzic e Giovinco como externos e Tiago e Poulsen como centrais de meio de campo.
Tantos desfalques fizeram com que a partida demorasse a engrenar, tendo poucos lances relevantes até que, aos 34', Giovinco serviu Iaquinta (ao lado contra Brighi - Reuters) que, marcado a distância por Mexes, acertou um petardo no canto esquerdo de Doni para abrir o marcador.
A Roma até que tentou responder imediatamente, mas o chute de Menez não foi tão preciso quanto seu domínio e as equipes foram para os vestiários depois de um 1º tempo equilibrado na posse de bola (51% a 49% a favor da Juventus), mas onde os bianconeri criaram mais e tiveram maior vantaggio territoriale (57,30%).
Disposta a buscar a igualdade, a Roma voltou muito agressiva para a 2ª etapa e em uma blitz arrancou o empate logo aos 3', quando a defesa juventina bobeou e Loria, sozinho dentro da área, concluiu para o fundo das redes escanteio cobrado por Menez.
Mas não deu nem para a Roma curtir muito o momento, pois, aos 10', Grygera avançou pela direita e cruzou, a bola desviou em Riise e, de novo ele, Iaquinta subiu mais alto que Mexes para colocar a Juventus novamente em vantagem com seu 6º gol stagionale!
Em estado de graça, o aríete bianconero ainda proporcionou uma grande assistência para Del Piero aos 17', que só não foi convertida em gol porque Riise salvou em cima da linha.
Spalletti ainda trocou Loria por Montella, mas foi a Juve que voltou a marcar, com Mellberg (ao lado em sprint com Vucinic - Reuters) conferindo de cabeça corner di Del Piero.
Aí, Ranieri sabou Tiago e Giovinco e inseriu Nedved e Marchionni, com o tcheco, em chute de rara beleza (este gol e todos os melhores momentos da partida podem ser visualizados nos highlights ao final do post), tendo firmado o 4º tento bianconero aos 29'.
Uma briosa Roma, com os estreantes D'Alessandro e Stojan em campo (Spalletti foi obrigado a levar 5 atletas da squadra primavera para compor o banco!), ainda tentou diminuir a diferença no final da partida, mas Buffon esteve seguro e deixou o recado: La Juve non molla!
O tabellino:
Roma: Doni; Panucci, Mexes, Loria (62' Montella), Riise; Brighi, Filipe, Tonetto, Júlio Baptista, Menez (82' D'Alessandro); Vucinic (92' Stojan). All. Spalletti.
Juventus: Buffon; Grygera, Mellberg, Chiellini, Molinaro; Salihamidzic, Tiago (70' Nedved), Poulsen, Giovinco (72' Marchionni); Del Piero, Iaquinta. All. Ranieri.
Gols: 34' Iaquinta, 48' Loria, 55' Iaquinta, 68' Mellberg, 74' Nedved.
Árbitro: Rocchi.
Cartões amarelos: Loria, Tiago, Mexes, Riise, Molinaro e Menez.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte I) - Catania x Lazio



Uma brutta Lazio foi derrotada no primeiro anticipo desta 29ª rodada por um aplicado Catania, que, assim, somou importantíssimos 3 pontos em sua corsa salvezza.
Depois da escandalosa derrota frente ao Chievo, que interrompeu uma seqüência de 3 vitórias laziale, Delio Rossi mandou a campo uma equipe distribuída em um 4-4-2 mais concreto em termos defensivos, com o romeno Radu no posto de Kolarov (suspenso), deixando a cargo de Manfredini (acima contra o uruguaio Martinez - Grazia Neri) a incumbência de descer pelo flanco canhoto.
No time siciliano, o allenatore Zenga optou por uma formação bastante ofensiva (4-3-3), formando um tridente com Martinez, Paolucci e Mascara, autor de uma belíssima rete na última rodada contra a Udinese.
Depois de um começo morno, o Catania foi se soltando, enquanto a Lazio encontrava sérias dificuldades para sair de seu próprio campo.
Assim, não foi nada surpreendente quando, depois de duas cobranças de falta de Mascarinho que assustaram o portiere Muslera, o Catania passou a frente no placar em uma jogada rapidíssima que viajou pelos pés de Tedesco, Mascara e Pablo Ledesma, que, meio sem querer, acabou propiciando uma deliciosa assistência para o avante Paolucci (acima dando combate a Brocchi - Ap), que não teve muito trabalho para estufar as redes do time romano.
Com seu time em clara dificuldade diante das investidas de Mascara, Rossi inverteu os esterni Foggia e Manfredini e a Lazio terminou a 1ª etapa melhor do que começou, conseguindo criar algumas investidas perigosas ao gol defendido por Bizzarri, cotado para defender a meta adversária na próxima temporada.
Mas, no intervalo Zenga acertou a marcação sob Foggia (abaixo contra Capuano - Grazia Neri) e o Catania voltou a mandar na partida.
Ainda assim, o macedônio Pandev teve a chance de empatar aos 15', quando o zagueiro Silvestre derrubou o próprio atacante ex Ancona dentro da área - pênalti que Brighi anotou e Bizzarri defendeu, hipnotizando o avante laziale.
Logo após, foi a vez de Rocchi não aproveitar um cruzamento de Pandev, em seguida substituído por Zárate.
Daí em diante, com o Catania più coperto, o arqueiro Bizzarri não teve mais trabalho e a partida terminou com a vitória magra, mas merecida, dos etnei.
O tabellino, cujos highlights podem ser visualizados, em HD, ao final do post:
Catania: Bizzarri; Potenza, Silvestre, Stovini, Capuano; P. Ledesma (92' Silvestri), Biagianti, Tedesco; Martinez, Paolucci (74' Izco), Mascara (88' Llama). All. Zenga.
Lazio: Muslera; Lichtsteiner, Siviglia, Cribari, Radu; Foggia, Brocchi (82' Meghni), C. Ledesma, Manfredini (55' Mauri); Rocchi, Pandev (69' Zárate). All. Rossi.
Gol: 24' Paolucci.
Árbitro: Brighi.
Cartões amarelos: Martinez, Silvestre, Lichtsteiner e P. Ledesma.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 29ª rodada 2008/2009



Roma x Juventus é o 'Match Clou' da 29ª rodada da Serie A 2008/2009 e também um dos confrontos mais tradicionais do Calcio, tendo sido, inclusive, a maior rivalidade do início dos anos 1980.
Nesta temporada, diante do início titubeante da Roma, as equipes chegam para o confronto direto um pouco mais distantes na tabela do que o esperado (13 pontos é a vantagem da Juventus no momento), mas nada que diminua o ânimo giallorosso em derrotar sua tradicional concorrente, vez que a Roma ainda corre atrás de uma das vagas para a próxima Champions League.
Mas, se disposição não deve faltar à Roma, Spalletti terá muitos problemas para armar sua equipe, já que Diamoutene, De Rossi, Motta e Pizarro estão squalificati e Totti, Aquilani, Cassetti, Cicinho, Juan, Perrotta e Taddei contundidos.
Assim, é provável que o giovane brasiliano Filipe comece jogando pela primeira vez desde o início, formando com o ex di turno Brighi e Tonetto a primeira linha do centrocampo romanista, com Júlio Baptista (mais abaixo - New Press) e Menez um pouco mais a frente, tendo Vucinic como unica punta.
Na defesa, protegendo o arqueiro Doni, devem formar Panucci - de volta a lateral direita, Mexes, Loria (acima - Guerin Sportivo) - que tem a partida como especial por ter começado no vivaio bianconero e nunca ter tido uma chance no time principal - e Riise.
Se o undici continua respeitável mesmo diante de tantos desfalques, Spalletti poderá ter realmente dificuldades se tiver que mexer na equipe no decorrer da partida, pois teve que convocar 6 jogadores da Primavera para a partida e, fora o goleiro Artur e o atacante Montella, todos os demais componentes do banco giallorosso devem ser imberbes: Brosco, Crescenzi, D'Alessandro, Malomo, Mladen e Stojan os nomes deles!
Pelo lado juventino, Ranieri também terá que administrar alguns desfalques, como os dos meias Camoranesi, Marchisio, Sissoko e Zanetti, mas, ainda assim, poderá ter o luxo de deixar Trezeguet no banco como opção para a partida.
Legrottaglie e Amauri serão outros ausentes por problemas físicos, o que deverá levar o 4-4-2 bianconero a ser preenchido com Buffon; Grygera, Mellberg, Chiellini (que jogará com uma proteção no nariz) e Molinaro; Giovinco, Tiago, Poulsen (abaixo - Guerin Sportivo) e Nedved; Iaquinta e Del Piero.
Confronto dos mais tradicionais, presente em 74 dos 76 torneios a girone unico até aqui realizados, Roma x Juventus, enquanto disputado na capital italiana, apresenta ligeira supremacia giallorossa, com 28 vitórias da Lupa Capitolina, 25 empates e 21 vitórias da Vecchia Signora, que marcou 84 gols e sofreu 110 no confronto.
Mas, apesar dessa vantagem romanista, a Juventus não perde para a adversária desde a temporada 2003/2004, quando, em 08 de fevereiro de 2004, Dacourt, Totti e Cassano, este último duas vezes, fizeram os gols da goleada por 4 x 0, que ainda teve pênalti perdido por Trezeguet e expulsão de Montero.
Da lá para cá, duas vitórias da Juve e um empate, exatamente na stagione anterior, com gols de Trezeguet (seu 100º na Serie A), Iaquinta e doppietta de Totti (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2007/09/o-jogo-da-tv-parte-ii-roma-x-juventus.html e também os highlights ao final do post).
Aliás, com a participação (de protagonista!) na última edição, Totti alcançou o bianconero Boniperti como jogador que mais atuou no confronto, colecionando 13 presenças contra a Juventus desde 1995, quando substituiu o uruguaio Fonseca (que também jogou pela Juve) no 2º tempo da vitória giallorossa por 3 x 0.
E, com os 2 gols anotados no último cotejo, Totti chegou a 5 e encostou em Felice Borel, que anotou 6 defendendo a Juventus na década de 1930 e permanece como maior goleador do confronto.
Agora, é so aguardar mais algumas horinhas para ver a continuação desta história!

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Napoli x Milan não será o 'Match Clou' da rodada deste fim de semana, mas certamente era o mais aguardado embate (do mundo inteiro!) no final dos anos 1980 e início da década seguinte, quando Maradona, Careca e Alemão desafiavam o trio holandês do Milan de Sacchi na disputa pela hegemonia do Calcio.
Aliás, na última vez que Don Diego enfrentou os rossoneri no San Paolo, no dia 21 de outubro de 1990 (acima, Maradona contido por Baresi - Capozzi), empate em 1 x 1, tentos do próprio Maradona aos 82' e de Gullit aos 88'.
Curiosamente, naquela ocasião, tanto o atual treinador do Napoli (Donadoni) quanto o do Milan (Ancelotti) estiveram em campo, ambos envergando a camisa milanista.
E no próximo domingo, como terminará o duelo?
Eis os palpites dos amigos do Calcio Serie A: 1 x 0 - Daniel Schneider; 0 x 1 - Raphael Zerlottini; 1 x 1 - Mafra; 0 x 2 - Lucas; 1 x 2 - Michel Costa; 2 x 1 - Brahma; 2 x 2 - JP e 1 x 3 - Cyntia.

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, março 20, 2009

Rodada tem clássico no sábado e no domingo!


A 29ª giornata da Serie A 2008/2009, que será disputada no próximo final de semana, vem recheada de clássicos!
No sábado, o destaque é o 'Match Clou' Roma x Juventus, que terá início às 16h30 (hora de Brasília) com transmissão da ESPN Brasil e da RAI.
Um pouco antes, tem avant-premierè com Catania x Lazio, que começará às 14h00 com cobertura da RAI e da SporTV2.
A peleja do Angelo Massimino terá um gostinho todo especial para o experiente zagueiro Stovini (à direita - Tanopress), crescido na Roma e que encontrará seu antigo companheiro Siviglia, confirmado no undici laziale.
No domingo, às 11h00, tem clássico toscano com Fiorentina x Siena (ESPN e RAI) e confronto de opostos com a líder Internazionale recebendo a lanterna Reggina (ESPN Brasil e SporTV).
No mesmo horário, confronto rossoblù com Bologna x Cagliari e ainda Chievo x Palermo; Genoa x Udinese; Lecce x Atalanta e Torino x Sampdoria.
Mais tarde, fecha a rodada o sensacional Napoli x Milan, com transmissão ao vivo, a partir das 16h30, da ESPN e da RAI.
No Napoli, o neo allenatore Donadoni (durante muito tempo bandiera rossonera) deve apostar na dupla ofensiva Lavezzi-Zalayeta, com os stranieri Datolo e Hamsik compondo o meio de campo com Montervino, Pazienza e Blasi, enquanto Santacroce (à esquerda - Tanopress) deve formar o trio defensivo com o capitano Cannavaro e Contini, tendo Navarro sob a meta.
Na outra sponda, Ancelotti deverá postar Dida no gol (já que Abbiati sofreu grave lesão na última rodada) e os laterais de origem Favalli e Maldini como centrais, enquanto Zambrotta e Jankulovski, originalmente meias, devem aparecer como laterais.
Do meio para frente o técnico de Reggiolo tem mais opções e menos problemas, embora Kaká deva começar na panchina, com Beckham, Pirlo, Flamini e Seedorf no suporte de Pato e Inzaghi.
Portanto, será um final de semana de grandes emoções!

quinta-feira, março 19, 2009

'B' Em Pílulas


* Em uma rodada integralmente disputada na última terça (dia 17), o Parma confirmou sua ótima fase e venceu o Mantova por 1 x 0 no Ennio Tardini, tento do hondurenho Leon (na foto mais abaixo contra o defensor Franchini - Parma) aos 82';
* Porém, o resultado acabou muito contestado porque o árbitro Pierpaoli primeiramente anulou o gol parmegiano anotando impedimento do meia Morrone, cuja posição foi posteriormente julgada ininfluente e o gol convalidado, decorrendo daí as expulsões de Rizzi e D'Aversa;
* A liderança da competição, entretanto, continua com o Bari, que nesta giornata apenas empatou em 1 x 1 com o Grosseto em outra partida repleta de polêmica;
* Depois de largar na frente com um belíssimo gol de calcanhar de Kutuzov, os pugliesi cederam o empate com Sansovini, mas iriam passar novamente à frente já nos acréscimos se o árbitro Rizzoli não apontasse uma falta inexistente de Kamata no arqueiro Polito;
* Com o resultado, o Bari chegou aos 57 pontos, 2 a mais que o Parma;
* Com 53 pontos e na 3ª colocação vem o Livorno, que nesta 31ª rodada empatou com o Rimini no Romeo Neri por 1 x 1, com direito a gol de Ciccio Tavano aos 93';
* O atacante nascido em Caserta chegou aos 16 gols na competição, se isolando como capocannoniere do torneio;
* Quem decepcionou mais uma vez foi o Empoli, que perdeu por 2 x 0 para o Pisa, tentos de Degano e Alvarez, e agora ocupa apenas a 9ª colocação na classifica.

Marcadores:

Na Última Vez ...

A Itália Na Europa


Em uma temporada na qual a participação italiana nas competições européias deixou muito a desejar, a Udinese consegue dar algum alento ao alcançar seu miglior risultato da história se classificando às 4ªs de final da Copa U.E.F.A.
E, para tanto, os bianconeri, não sem maiores dificuldades, eliminaram no dia de hoje os atuais campeões do Zenit St. Petersburg.
Forte na vitória de 2 x 0 obtida no Friuli, a Udinese entrou em campo para a partida di ritorno disposta a stringere i denti, mas pronta a explorar os contra-ataques com seu rapidíssimo trio Pepe-Quagliarella-Di Natale.
Efetivamente, não foi um 1º tempo fácil para os comandados de Marino, que sofreram o 1 x 0 com uma testada do capitão Tymoschuk (ao lado contra Quagliarella - Reuters) e estiveram bem perto de sofrer ao menos outro gol, o que anularia a vantagem obtida no jogo de ida.
Mas, no 2º tempo a Udinese controlou muito bem a equipe russa e teve chances, inclusive, de chegar ao pareggio, com Quaglia exigindo, pelo menos, duas boas intervenções do arqueiro Malafeev.
No final, tudo somado, a squadra bianconera (que jogou com seu vistoso uniforme amarelo) mereceu a qualificação.
Agora, depois de passar pela última equipe que venceu o poderoso Manchester United na Europa, aonde chegará a Udinese?

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

Memorabilia - Zagatti

Prosseguindo em sua série post mortem, a 'Memorabilia' desta semana homenageia Francesco Zagatti, histórica bandiera e capitão do Milan das décadas de 1950 e 1960 falecido no último dia 07 em sua Milano.
Nascido aos 18 de abril de 1932 em Venaria Reale, na província de Turim, Zagatti era aprendiz de eletricista quando foi descoberto por Antonio Verola, magazziniere do Milan, jogando no time da paróquia local.
Na Lombardia, Zagatti acabou ficando a ponto de transcorrer toda a sua carreira no Milan, onde iniciou nos giovanilli e foi agregado in prima squadra em 1951.
Apesar de não possuir uma técnica refinada, o Cecco, como Zagatti ficou conhecido, tinha uma excelente saída de bola e supria sua deficiência técnica com muita determinação e garra, sendo implacável na marcação dos adversários.
Difensore pieno di grinta, Zagatti fez sua estréia na Serie A em 1º de junho de 1952, no empate do Milan contra a Lazio em 1 x 1 em Roma.
Daí até 1963, quando encerrou precocemente sua carreira por problemas físicos, Zagatti envergou 252 vezes a maglia rossonera, sendo 214 na Serie A (na foto acima, contra o Catania em 25 de setembro de 1960, é o último agachado à direita - Guerin Sportivo).
Jogador de uma camisa só, Zagatti marcou apenas 2 gols em sua carreira - 1 na Serie A cobrando pênalti contra a Fiorentina no torneio 1957/1958 e outro contra o Nice na Coppa dell'Amicizia de 1962.
Se não foram muitos gols, Zagatti conquistou, sempre com o Milan, vários títulos: 2 Tornei Giovanili di Viareggio (1952 e 1953), 1 Coppa Latina (1956) e, principalmente, 4 Scudetti (1954/1955, 1956/1957, 1958/1959 e 1961/1962).
Internacionalmente, Zigo Zago foi azzurro com a Under 21 e com a Nazionale B, mas acabou nunca chegando a principal, onde restou chiuso do viola e posteriormente bianconero Cervato.
Mas, se não teve a oportunidade de jogar pela Nazionale maggiore, Zagatti, ao menos, participou com o Milan da Coppa dei Campioni da temporada 1957/1958, quando a equipe rossonera alcançou a final diante do poderoso Real Madrid de Di Stéfano, Kopa e Gento.
Depois, embora não tenha atuado em nenhuma partida, fez parte do elenco rossonero que venceu a edição 1962/1963 da competição, batendo o Benfica, de virada, em Wembley.
Na temporada 1961/1962, quando figurou em 8 partidas pela Serie A, foi o capitão rossonero (ao lado cumprimentando Bolchi e o árbitro Bonetto no Derby contra a Internazionale - La Rocca).
Logo após encerrar a carreira agonística, Zagatti entrou para o staff milanista e exerceu as funções de observador e talent scout, além de ter treinado a equipe Primavera por 5 temporadas.
Responsável pelo desenvolvimento de astros da grandeza de Franco Baresi e Paolo Maldini, Zagatti ainda teve uma breve passagem, como treinador, pelo time principal do Milan, já que em 1982 esteve ao lado de Italo Galbiati após a saída de Radice em 2 jogos.
Mais recentemente, Zagatti era um dos responsáveis técnicos do Milan Junior Camp, a colônia de férias oficial do clube italiano.
Vítima de uma grave forma de hepatite, o Cecco deixou mulher e filho, que recebeu a camisa que seu pai tanto honrou das mãos de Paolo Maldini no último dia 08, antes do jogo contra o Catania.

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, março 18, 2009

L'Enigma


Certo, no sábado tem o 'Match Clou' Roma x Juventus, mas a partida da 'L'Enigma' da semana é Napoli x Milan, que será o posticipo de domingo à noite na Itália.
Confronto que teve o auge de sua rivalidade no final da década de 1980, na temporada passada terminou com a vitória partenopea por 3 x 1, tentos de Hamsik (acima - Guerin Sportivo), Domizzi e Garics, com Seedorf descontando já nos acréscimos.
E no domingo, quem vai levar a melhor?
Para os novatos, cabe esclarecer que para ganhar um exclusivo certificado do Calcio Serie A e uma flâmula oficial da Inter (igualzinha a da imagem à direita, medindo 28 x 20 cm), basta observar os seguintes regramentos: a cada semana, o primeiro leitor que registrar o palpite correto da partida escolhida pela 'L'Enigma' soma 1 (um) ponto e, alcançada a marca de 10 (dez) pontos, o felizardo leva os prêmios!
Vamos palpitar!

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, março 16, 2009

'B' Em Pílulas


* Com uma grande atuação do jovem atacante Paloschi (abaixo entre Buscè e Angella - Parma), o Parma atropelou o Empoli no Carlo Castellani por 4 x 1 e chegou a vice-liderança da Serie B com 52 pontos;
* Mas, apesar do resultado final, quem saiu na frente foi o Empoli, com o também ex rossonero Pozzi, que abriu o marcador aos 18';
* Antes do intervalo, Paci e Paloschi (2) já haviam virado para os ducali, que voltaram a marcar na etapa final com o ótimo queniano Mariga;
* No Empoli targato Baldini, jogou durante 70' o ex blucerchiato Francesco Flachi, que cumpriu suspensão de 24 meses por doping;
* Quem também venceu convincentemente foi o Bari, cada vez mais líder depois do 3 x 0 registrado contra o Avellino, com direito a doppietta do brasileiro Barreto, que chegou a 14 gols na competição;
* Com os mesmos 52 pontos do Parma, 4 atrás do capolista Bari, está o Livorno, que não passou de um 1 x 1 com o Cittadella, gols de Perticone (L) e Gerardi (C);
* Sucesso esterno retumbante do Albinoleffe, que fez 3 x 0 no Vicenza, gols de Laner (2) e Nicola Madonna, que é filho do treinador biancoazzurro Armando Madonna;
* Depois do tropeço na rodada anterior, o Brescia fez 2 x 1 na Triestina no Nereo Rocco - Zambrella e Caracciolo marcaram para os visitantes, enquanto Della Rocca anotou para os mandantes;
* Na lanterna da competição segue o Treviso treinado por Balbo, que perdeu, em casa, para o Pisa por 2 x 0, tentos do hondurenho Alvarez e de Viviani.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


A 28ª rodada da Serie A 2008/2009 foi pródiga em gols (34, ficando apenas atrás da 16ª, quando foram registrados 41 tentos!) e teve como protagonista o sempre verde Filippo Inzaghi (abaixo perseguido por Portanova - New Press), que depois da tripletta anotada contra a Atalanta, realizou uma doppietta contra o Siena e chegou a marca de 300 gols em sua carreira profissional.
Mas não foi só Pippo que brilhou com a maglia rossonera, pois o time treinado por Ancelotti foi impiedoso contra um ingênuo Siena e fez 5 x 1 no adversário mesmo jogando na Toscana, com direito a gol de Pirlo cobrando pênalti e doppietta do jovem Pato, que chegou aos 14 na tábua de artilheiros.
Pelo time bianconero, que não teve Galloppa, mas sim Barusso no centrocampo, anotou o solito Maccarone.
Estréia complicada, sob chuva de gols, teve o allenatore De Canio na panchina leccese, que levou 5 x 2 do Palermo de Ballardini - 2ª vitória consecutiva do time siciliano depois da goleada sofrida frente ao Catania no Derby.
Se servir de consolo, em um jogo de defesas desatentas e attaccanti in grande spolvero, a squadra giallorossa jogou de igual para igual até quase o final do 1º tempo, terminado 3 x 2 para os rosaneri com gols de Cavani (P), Tiribocchi (L), Fábio Simplício (P), Tiribocchi (L) e Miccoli (P), que não festejou seu gol por ser nascido exatamente na província de Lecce.
Porém, no 2º tempo, apesar de De Canio ter alterado sua equipe do 3-5-2 inicial para um mais equilibrado 4-3-3, Kjaer e novamente Cavani ampliaram para o time da casa, embora Edinho e Caserta (ex di turno) tenham exigido grandes defesas de Amelia.
Agora, vexame mesmo deu a Lazio, que perdeu para o surpreendente Chievo por 3 x 0 em pleno Olimpico de Roma (à esquerda, Matuzalem contra Pinzi e Morero - Bartoletti), tentos de Bogdani e Pellissier (2).
Com mais este sucesso, o Chievo chegou a 4ª vitória em 2009, quando empatou outras 6 e perdeu apenas 1 jogo, entrando definitivamente no rol dos possíveis participantes da próxima Serie A.
Por outro lado, em situação cada vez mais complicada está a Reggina, que não passou de um empate em 1 x 1 com o Napoli do esordiente Donadoni, que saiu atrás com gol de Corradi e foi buscar o empate com Lavezzi, interrompendo, assim, uma incômoda série de 9 derrotas consecutivas jogando longe do San Paolo.
Mal na tabela também prossegue o Torino, que nesta rodada foi derrotado pela Atalanta em Bergamo com doppietta do atacante Flonaldo no 2º tempo.
Já com mais um gol sensacional de Mascara (ao lado controlado por Obodo - Udinese), o Catania arrancou um pontinho precioso em Udine empatando em 1 x 1, com a resposta friulana sendo realizada por Quagliarella in acrobazia.
Completaram a rodada as 4 pelejas acompanhadas pela 'O Jogo Da TV' - Cagliari 0 x 1 Genoa; Juventus 4 x 1 Bologna; Sampdoria 2 x 2 Roma e Internazionale 2 x 0 Fiorentina.
A classificação da Serie A, depois de mais esta rodada, está assim: 1º Internazionale (66 pts); 2º Juventus (59); 3º Milan (54); 4º Genoa (48); 5º Fiorentina (46); 6º Roma (46); 7º Palermo (42); 8º Lazio (41); 9º Cagliari (39); 10º Atalanta (39); 11º Napoli (36); 12º Udinese (36); 13º Catania (34); 14º Sampdoria (33); 15º Siena (31); 16º Chievo (27); 17º Bologna (26); 18º Torino (24); 19º Lecce (23) e 20º Reggina (20).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, março 15, 2009

O Jogo Da TV (Parte IV) - Internazionale x Fiorentina



Foi uma Fiorentina bastante insidiosa que jogou de igual para igual contra a capolista Inter no San Siro, mas, ao contrário da sua adversária, a Viola não soube converter as chances criadas em gols e acabou derrotada por 2 x 0.
E foi exatamente a Fiorentina, jogando no 4-1-3-2 com Jorgensen à frente da defesa e Mutu e Gilardino no ataque, que teve a primeira grande chance de gol, aos 10', quando o ex rossonero puxou um contra-ataque velocíssimo e tocou para Mutu já dentro da área, com o romeno, na marca do pênalti, chutando em cima de Júlio César, que, não obstante a conclusão central do attaccante viola, saiu muito bem do gol.
Mas, a Inter, envergando pela última vez a camisa comemorativa do seu centenário, não titubeou e, em seguida, abriu o placar com o solito Ibrahimovic, que tentou acertar a bola com o pé (à direita - Inter), mas acabou marcando mesmo de cabeça, depois da rebatida de Frey.
Apesar dos protestos da Fiorentina por um suposto impedimento e mesmo por uma jogada perigosa do sueco, o gol foi validado pelo árbitro Orsato.
A Fiorentina bem que tentou responder logo, mas Júlio César fechou muito bem o ângulo e impediu que Gilardino, assistido por Felipe Melo, empatasse a partida aos 13'.
A partida prosseguiu bem disputada, com equilíbrio de ações, até que a Inter foi conseguindo manter um maior controle da posse de bola e dominou os homens de criação da Fiorentina, que foi para o intervalo encontrando dificuldades para criação de jogadas.
No 2º tempo, com Figo tendo entrado no posto de Chivu, Cambiasso (ao lado preparando um passe longo - Inter) festejou sua 200ª partita nerazzurra improvisado de central e a squadra interista perdeu algo do equilíbrio tático alcançado na etapa preliminar, permitindo a Fiorentina uma predominância territorial.
Porém, com um Mutu pouco inspirado, capaz de, por exemplo, desperdiçar um excelente contropiede com superioridade numérica, chutando cruzado para fora do gol quando tinha Gila sozinho em ótima condição, a squadra gigliata prosseguiu sem conseguir concretizar suas chances, mesmo com a Inter demonstrando evidente cansaço.
Prandelli, então, partiu para o tudo ou nada e colocou sangue novo inserindo Jovetic, Donadel e Bonazzoli, enquanto Mourinho resolveu garantir o resultado trocando Balotelli por Mancini e Stankovic por Rivas.
Melhor para o lusitano, que foi expulso ao reclamar de uma falta sofrida por Santon (ao lado contra Mutu - Reuters), protagonista da 2ª etapa por cometer uma infração criminosa em Comotto (vide os highlights ao final do post) e por desperdiçar uma grande oportunidade de marcar seu 1º gol na Serie A frente-a-frente com Frey, mas que viu, da entrada dos vestiários, Ibrahimovic marcar seu 17º tento na competição cobrando violentamente um falta a 32 metros de distância que entrou junto ao travessão de um non esente da responsabilità Frey.
O tabellino de mais uma vitória da pragmática Beneamata:
Inter: Júlio César; Maicon, Samuel, Chivu (46' Figo), Santon; Zanetti, Cambiasso, Muntari, Stankovic (85' Rivas); Ibrahimovic, Balotelli (83' Mancini). All. Mourinho.
Fiorentina: Frey; Comotto, Gamberini, Koldrup, Vargas; Jorgensen (81' Donadel), Kuzmanovic (75' Jovetic), Felipe Melo, Montolivo (84' Bonazzoli); Mutu, Gilardino. All. Prandelli.
Gols: 11' Ibrahimovic, 94' Ibrahimovic (o vídeo ao final do post também traz interessante entrevista com o astro sueco).
Árbitro: Orsato.
Cartões amarelos: Balotelli, Samuel, Felipe Melo, Muntari, Santon e Júlio César.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Sampdoria x Roma



Uma partida divertente com atuações grandiosas de Júlio Baptista e Pazzini - assim foi Sampdoria x Roma, terminada 2 x 2 graças as doppiette de seus principais protagonistas.
Com vários desfalques (Totti in primis), a ponto de Spalletti passar de seu habitual 4-2-3-1 para um inédito 3-4-2-1 com Diamoutene, Panucci e Riise formando a Ligne Maginot, a Roma demonstrou não carregar nenhum complexo pela eliminação na Champions League e, em um avvio entusiasmante, abriu o marcador logo aos 7', com Júlio Baptista (ao lado contra Sammarco - Ap) completando cruzamento de Tonetto de carrinho.
Porém, se na Roma a fantasia do Pupone não se fez presente, na Samp Peter Pan Cassano foi o trascinatore, iluminando com suas assistências o solito Pazzini, mais uma vez nas vestes de goleador implacável.
E o novo goleador blucerchiato mostrou suas garras já aos 11', quando Doni teve que fazer grande defesa em cabeçada do ex viola, servido por Sammarco.
Defesa que o arqueiro brasileiro não conseguiu repetir aos 25', quando Cassano (abaixo contra Motta - Ap) fez grande jogada pela esquerda e precisamente cruzou na cabeça de Pazzini, que comemorou seu 7º tento stagionale.
O ímpeto inicial giallorosso não era mais visto em campo e Diamoutene e Motta tiveram que recorrer a ações ilegais para parar o ataque blucerchiato, com o lateral ex Udinese correndo mesmo o risco de ir para o vestiário antes do intervalo - fim que teve o ala Stankevicius, mas por contusão.
Quis o destino que a virada da Samp surgisse exatanebte dos pés do substituto do nazionale lituano, com o suíço Padalino descendo pela direita e disparando um chute cruzado da entrada da área, com Doni rebatendo mal, nos pés de Pazzini, que não teve maiores dificuldades para colocar o time de Gênova na frente no placar!
No 2º tempo, a Roma passou a tocar a bola com mais rapidez e, postada mais a frente, avisou que não estava disposta a sair derrotada do Marassi.
Porém, os planos giallorossi quase foram por água abaixo quando Motta, que vinha jogando muito bem e demonstrando grande mobilidade, foi ingenuamente expulso após puxar a camisa de Padalino perto da área blucerchiata aos 17'.
Embora tenha passado ao 4-4-1 e restado em inferioridade numérica, a Roma continuou mais ativa e, aos 24', em um lance contestado, o árbitro Rosetti anotou pênalti de Padalino em Tonetto (ao lado, o romanista marcando exatamente o blucerchiato - Sampdoria) - curiosamente, o experiente árbitro de Turim acabou dando cartão amarelo para Lucchini, quando para o infrator Padalino seria a 2ª ammonizione, com conseqüente expulsão.
De qualquer maneira, Júlio Baptista, que já havia sido o carrasco da Sampdoria no jogo de ida (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/01/o-jogo-da-tv-parte-ii-roma-x-sampdoria.html), converteu o pênalti com potência para dar números finais a partida, que não teve mais gols porque seu connazionale Doni protagonizou mais duas importantes defesas, a mais espetacular em cabeçada à queima-roupa de ... Pazzini!
Ficou assim o tabellino da empolgante peleja (cujos highlights, ao final do post, merecem ser assistidos):
Sampdoria: Castellazzi; Campagnaro, Lucchini, Raggi; Stankevicius (29' Padalino), Sammarco, Palombo, Franceschini (82' Bellucci), Pieri; Pazzini, Cassano. All. Mazzarri.
Roma: Doni; Diamoutene, Panucci, Riise; Motta, Brighi, Pizarro, Tonetto, Júlio Baptista, Menez (79' Crescenzi - esordiente do dia); Vucinic (91' Montella). All. Spalletti.
Gols: 7' Júlio Baptista, 25' Pazzini, 43' Pazzini, 70' Júlio Baptista (pênalti).
Árbitro: Rosetti.
Cartões amarelos: Palombo, Diamoutene, Motta, Padalino, Lucchini e Pizarro.
Cartão vermelho: Motta (e também o allenatore blucerchiato Mazzarri, logo após a cobrança do pênalti decisivo).

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, segundo levantamento realizado pelo settimanale economico Il Mondo, os 20 clubes da Serie A arcam com o total de 768,4 milioni di euro por ano em salários com seus jogadores?
* Que, ainda segundo esse levantamento, apenas a Inter (ao lado o grupo nerazzurro desta temporada - Inter), Juventus e Milan são responsáveis por quase 50% do montante total?
* Que, se Inter e Milan lideram esse ranking com 120 milioni cada, Atalanta e Reggina figuram no fim da fila, com 12,5 e 11,4 milioni respectivamente?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker