Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quarta-feira, dezembro 24, 2008

Feliz Natal!



O Calcio Serie A deseja aos seus amigos e leitores um Natal de muita alegria, felicidade e repleto de saúde, avisando que o blog voltará a ser atualizado no próximo dia 31!

terça-feira, dezembro 23, 2008

Momento Panini - Olivier Dacourt


Em janeiro, quando o mercado de transferências abrir, é bem provável que um jogador que está na Itália desde 2003 e que nesse período conquistou 2 títulos italianos - além de outros 2 vice-campeonatos - deixe a Serie A quase que despercebido.
Afinal, ignorado por José Mourinho e pelos tifosi nerazzurri, Olivier Dacourt já percebeu que, se quiser continuar jogando futebol, deverá ser longe de Via Durini.
Nascido aos 25 de setembro em Montreuil, França, Olivier Nicolás André Dacourt começou no pequeno Aulnay-sous-Bois antes de se profissionalizar no Strasbourg, onde conquistou a Coupe de la Ligue de 1997 e vivenciou la belle épopée alsacienne na Copa U.E.F.A. da temporada seguinte, quando a equipe bleu et blanc eliminou o Rangers da Escócia e o Liverpool da Inglaterra antes de cair diante da ... Internazionale!
Transferido ao Everton em 1998, Dacourt recebeu 8 cartões amarelos e 1 vermelho em seus primeiros 9 jogos na Premier League, mas acabou a temporada como o jogador responsável pelo maior número de desarmes do campeonato e adorado pela torcida dos Toffees.
Porém, no ano seguinte Dacourt preferiu retornar à França, onde defendeu o Lens, antes de voltar à Inglaterra em 2000, quando passou a envergar a camisa do Leeds United.
Mas, algumas apostas dos dirigentes de Elland Road não se concretizaram, o time ia muito mal na temporada 2002/2003 e, em um ambiente totalmente deteriorado, Dacourt ainda se desentendeu com o técnico Venables, a ponto de ser emprestado gratuitamente a Roma no mercato invernale, não sem antes protagonizar um curioso bate-boca com o mister inglês, que disse a um jornal: "If Dacourt wants to go to Italy I will take him by car".
Ao chegar à Itália, Dacourt respondeu: "The important thing is that someone comes to get you. I will send him my airline ticket so that he can reimburse me".
E assim começou a história de Tiger na Serie A, que poderia mesmo ter iniciado um ano antes, quando a Lazio chegou a oferecer cerca de € 24 milhões para contar com esse centrocampista sólido e great reader of the game.
Tendo estreado na derrota da Roma para o Chievo por 1 x 0 em 12 de janeiro de 2003, Dacourt acabou realmente conquistando um posto no time giallorosso ao lado de Emerson (sobre quem, ao chegar, afirmou que è un giocatore come gli altri), terminando a temporada com 18 presenças na Serie A.
Contratado em definitivo pela Roma, Dacourt foi titular absoluto do centrocampo romanista na temporada seguinte (27 presenças e 1 gol - figurinha mais acima) e jogador importante na stagione 2004/2005, quando passaram pela panchina da Lupa nada menos que Völler, Del Neri e Bruno Conti.
Sob o comando de Spalletti, Dacourt participou de 26 partidas na temporada 2005/2006, mas, depois de mais um vice-campeonato, não aceitou a renovação de contrato proposta pela família Sensi e optou por encerrar sua passagem pela Roma após 94 partidas e 2 gols, além de 32 cartões amarelos e 1 vermelho!
De qualquer maneira, apesar da regularidade demonstrada, a transferência de Olivier Tiger Dacourt à Internazionale, supostamente em busca de novos desafios esportivos, não causou maior comoção na Cidade Eterna, vez que o nazionale francese (21 jogos entre 2001 e 2004) nunca encantou sua platéia.
Em Milão, efetivamente Dacourt conseguiu ser campeão italiano, feito que logo repetiu na temporada seguinte (a figurinha da esquerda é referente a temporada 2007/2008), sempre sob o comando de Roberto Mancini.
Considerado um Deschamps meno brillante ma più cattivo, aos 34 anos e acometido por alguns problemas físicos, Dacourt não conseguiu conquistar o novo treinador da Internazionale, o português José Mourinho, que, a ver até pela scarsa utilização de Vieira, não tem grande predileção por meias franceses, o que deve fazer com que o meia de caráter não muito fácil vá respirar novos ares.

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, dezembro 22, 2008

'B' Em Pílulas


* A Serie B termina o ano de 2008 equilibradíssima, com um quinteto dividindo a liderança;
* Dentre as equipes que têm 32 pontos estão Livorno e Sassuolo, que protagonizaram o principal cotejo da 19ª rodada, terminado 3 x 2 para o time amaranto;
* Il pareggio sembrava ormai scritto depois que Zampagna e Masucci (ao lado contra Rizza - Sassuolo) igualaram os gols anteriores de Loviso e Tavano (que ainda perdeu um pênalti), mas, aos 95' (!), o zagueiro Anselmi acabou realizando contra o tento que deu a vitória (e a liderança) ao time comandado por Leonardo Acori;
* Com 32 pontos aparece também o importante terzetto Brescia, Empoli e Parma;
* Nesta última rodada, o Empoli, que vinha de uma derrota para o Ascoli, tropeçou novamente e não passou de um empate em 1 x 1 com o Mantova no Carlo Castellani, tentos de Corona (M) e Saudati (E);
* Já Brescia e Parma voltaram a vencer e derrotaram, respectivamente, Grosseto e Cittadella, ambos por 1 x 0, tentos de Caracciolo (B) e Paloschi (P);
* Logo atrás do quinteto está o Bari, com 31 pontos e que neste final de ano venceu o lanterna Modena no Alberto Braglia por 2 x 0, gols do brasileiro Barreto e do italiano Caputo;
* No momento, seriam rebaixados, além do Modena, também Avellino, Ascoli e Treviso.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Fazia mais de um mês que a ex capolista Lazio não vencia, o que voltou a ocorrer nesta 17ª rodada com o sucesso de 1 x 0 sobre o Palermo, gol do neo entrato Rocchi (abaixo contra o dinamarquês Kjaer - Tarantino).
O 'Match Clou' (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2008/12/match-clou-17-rodada-20082009.html) não foi uma partida das mais animadas, em especial no 1º tempo, quando as emoções foram escassas.
Mas, na 2ª etapa, após a entrada de Rocchi no posto de Zárate, a Lazio melhorou e, com Meghni e Foggia in una sorta di centrocampo a quattro dietro alle due punte Pandev e Rocchi, chegou a uma vitória merecida, ainda mais porque o Palermo, com Balzaretti expulso e Miccoli substituído por contusão, não teve força para reagir.
Já do outro lado do Tevere o final de semana foi de gosto amargo, vez que a Roma teve sua seqüência de 8 vitórias consecutivas interrompida por um ótimo Catania, que dominou amplamente a primeira parte da partida, chegando a fazer 3 x 0 com Baiocco e Morimoto, autor de uma doppietta (abaixo - Ansa - um dos gols do japonês).
A Roma, que ainda perdeu seu capitano Totti no 1º tempo (si parla di lesione al flessore della coscia destra), chegou a esboçar uma reação no final da partida, diminuindo a contagem com Vucinic e Menez e quase chegando ao empate com Okaka, que cabeceou para fora uma ótima chance já nos acréscimos.
De qualquer maneira, a vitória do Catania, que não derrotava a Roma desde 1966, foi merecida, principalmente pela ótima atuação do seu jovem atacante Morimoto.
A Juventus, por sua vez, não foi uma visitante nem um pouco cordial e fez 3 x 1 na Atalanta, em Bergamo, tentos dos seus novos gemelli del gol Del Piero (ao lado - Reuters) e Amauri, além do zagueiro Legrottaglie, com o ex di turno Vieri descontando para os nerazzurri.
Foi uma partida bastante vivaz, com a Atalanta partindo forte mas depois sucumbindo perante uma Juve sagaz - com Del Neri seguindo em sua sina de 12 derrotas in altrettante sfide con la Juventus.
Em rodada feliz para as equipes de Turim, também Novellino conseguiu sua primeira vitória em seu retorno ao comando do Toro, que fez 1 x 0 no Napoli (irreconhecível sem Hamsik e Lavezzi) com Bianchi.
Jogando nos contra-ataques, a Fiorentina venceu a Sampdoria - que teve Cassano muito isolado - por 1 x 0, gol do meia Montolivo aos 19' do 1º tempo.
Com o resultado, a squadra viola superou o Napoli na tabela na briga pela 4ª colocação da Serie A.
Melhor sorte teve a outra equipe da Ligúria, vez que o Genoa venceu o lanterna Chievo em Verona por 1 x 0, gol do uruguaio Olivera (ao lado contra o colombiano Yepes - Ap) aos 89', que acabou condenando la squadra comandada por Di Carlo a 3ª derrota consecutiva e a uma posição cada vez mais complicada na tabela.
Na estréia de Pillon no comando da Reggina, o time calabrês ficou no empate de 1 x 1 com o Cagliari, tentos de Acquafresca e de Brienza, este último cobrando um controvertido pênalti anotado pelo árbitro Tommasi di Bassano del Grappa.
Outro empate, mas em 0 x 0, sucedeu no fraco cotejo Lecce x Bologna.
Completaram a rodada as vitórias milaniste: Siena 1 x 2 Inter (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/12/o-jogo-da-tv-parte-i-siena-x.html) e Milan 5 x 1 Udinese (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/12/o-jogo-da-tv-parte-ii-milan-x-udinese.html), que foram as partidas acompanhadas pela 'O Jogo Da TV'.
Eis a classificação atualizada, lembrando que Roma e Sampdoria ainda têm uma partida a recuperar em janeiro: 1º Internazionale (42 pts); 2º Juventus (36); 3º Milan (33); 4º Fiorentina (32); 5º Napoli (30); 6º Genoa (29); 7º Lazio (27); 8º Catania (25); 9º Atalanta (24); 10º Roma (23); 11º Palermo (23); 12º Udinese (22); 13º Cagliari (21); 14º Sampdoria (19); 15º Siena (19); 16º Bologna (15); 17º Torino (15); 18º Lecce (14); 19º Reggina (13) e 20º Chievo (9).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, dezembro 21, 2008

O Jogo Da TV (Parte II) - Milan x Udinese



Bastou o Spice Boy David Beckham pisar no gramado do San Siro para o Milan fazer os melhores 45' da temporada!
É verdade que Becks sequer tirou seu impecável traje Dolce & Gabbana, mas depois de cumprimentar seus novos tifosi (ao lado o inglês antes da bola rolar no centro do gramado - Calanni), assistiu a uma apresentação de gala de seus companheiros, que fizeram 5 x 1 (4 x 1 no 1º tempo) em uma Udinese cada vez mais giù.
Mérito, principalmente, dos brasileiros Kaká e Pato e, também, do allenatore Ancelotti que, com as peças contadas (no banco rossonero começaram Dida, Inzaghi, Shevchenko e ... Cardacio, Darmian, Osuji e Strasser!), armou o Milan de forma a valorizar a posse de bola (terminou com 59% neste quesito, com 733 palle giocate contra apenas 482 da Udinese - vide http://www.paninidigital.com/site/Upload/IT/IT/995_17_MILAN-UDINESE%205-1_post.pdf) e explorar a melhor qualidade de seus astros.
E, se a defesa milanista começou titubeante, o ataque foi letal logo aos 4', quando Pato concluiu de cabeça, totalmente indisturbado, cruzamento de Favalli da linha de fundo, colocando 1 x 0 no placar.
O jogo até aparentou que seria equilibrado, principalmente quando D'Agostino acertou um belo tiro aos 9' e exigiu grande defesa de Abbiati, mas, aos 13', novamente pela esquerda, Favalli lançou o giovane Pato (abaixo em ação - La Presse) e este, após deixar o veterano (e ex) Sala literalmente no chão, entrou na área e cruzou para Kaká, fácil-fácil, concluir para fazer 2 x 0.
A partida continuou disputada a ritmo altíssimo e o friulano Di Natale, servido por Quagliarella, deu esperança à banda do técnico Marino diminuindo a vantagem rossonera aos 17'.
Mas o Milan estava impossível e, ainda aos 18', dessa vez pela direita, de um triângulo Antonini-Pirlo-Antonini nasceu o terzo gol rossonero, mais uma vez marcado por Pato, cheio de oportunismo.
Atordoada, a Udinese abaixou o baricentro (e ainda perdeu Quagliarella, que saiu com suspeita de tímpano perfurado) e o Milan não teve maiores dificuldades para continuar mandando na partida e, antes de ir para o intervalo, ainda fez 4 x 1, com Seedorf aproveitando rebote de falta cobrada por Pirlo.
No início do 2º tempo, para alegria de Beckham e Sra., Kaká ainda realizou um golaço con un gran tiro dal limite all'incrocio dei pali (ao lado - Afp).
Depois, foi só festa, com direito até aos ingressos de Darmian e Strasser, sendo que este último fez seu esordio na Serie A e foi logo premiado com um cartão amarelo por excesso de voluntarismo.
O tabellino da belíssima vitória rossonera, cujos gols e melhores momentos merecem ser assistidos no vídeo ao final:
Milan: Abbiati; Antonini (75' Darmian), Maldini, Kaladze (82' Strasser), Favalli; Seedorf, Pirlo, Jankulovski, Kaká; Ronaldinho, Pato (71' Shevchenko). All. Ancelotti.
Udinese: Handanovic; Ferronetti, Sala, Domizzi, Lukovic; Inler, D'Agostino, Isla; Pepe (82' Pasquale), Quagliarella (40' Floro Flores) (65' Sanchez), Di Natale. All. Marino.
Gols: 4' Pato, 13' Kaká, 17' Di Natale, 18' Pato, 43' Seedorf, 52' Kaká.
Árbitro: Saccani.
Cartões amarelos: Pepe, Antonini, Strasser, Jankulovski e Inler.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, desde o campeonato 1929/1930, 17 equipes diferentes (Atalanta, Bari, Bologna, Cagliari, Fiorentina, Internazionale, Juventus, Lazio, Livorno, Milan, Napoli, Piacenza, Roma, Sampdoria, Torino, Udinese e Vicenza) fizeram o tiratore scelto da Serie A?
* Que, dessas, Atalanta, Bari, Livorno, Napoli (Maradona - à direita - Cannon - na temporada 1987/1988) e Piacenza em apenas uma única ocasião tiveram o artilheiro da Serie A saindo de suas fileiras?
* Que, embora o Milan tenha tido o capocannoniere da Serie A em 16 ocasiões e a Juventus em 12, esta última é a que tem a primazia em atletas - 9 jogadores diferentes foram artilheiros envergando a camisa bianconera, enquanto apenas 8 com a rossonera?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker