Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, dezembro 23, 2008

Momento Panini - Olivier Dacourt


Em janeiro, quando o mercado de transferências abrir, é bem provável que um jogador que está na Itália desde 2003 e que nesse período conquistou 2 títulos italianos - além de outros 2 vice-campeonatos - deixe a Serie A quase que despercebido.
Afinal, ignorado por José Mourinho e pelos tifosi nerazzurri, Olivier Dacourt já percebeu que, se quiser continuar jogando futebol, deverá ser longe de Via Durini.
Nascido aos 25 de setembro em Montreuil, França, Olivier Nicolás André Dacourt começou no pequeno Aulnay-sous-Bois antes de se profissionalizar no Strasbourg, onde conquistou a Coupe de la Ligue de 1997 e vivenciou la belle épopée alsacienne na Copa U.E.F.A. da temporada seguinte, quando a equipe bleu et blanc eliminou o Rangers da Escócia e o Liverpool da Inglaterra antes de cair diante da ... Internazionale!
Transferido ao Everton em 1998, Dacourt recebeu 8 cartões amarelos e 1 vermelho em seus primeiros 9 jogos na Premier League, mas acabou a temporada como o jogador responsável pelo maior número de desarmes do campeonato e adorado pela torcida dos Toffees.
Porém, no ano seguinte Dacourt preferiu retornar à França, onde defendeu o Lens, antes de voltar à Inglaterra em 2000, quando passou a envergar a camisa do Leeds United.
Mas, algumas apostas dos dirigentes de Elland Road não se concretizaram, o time ia muito mal na temporada 2002/2003 e, em um ambiente totalmente deteriorado, Dacourt ainda se desentendeu com o técnico Venables, a ponto de ser emprestado gratuitamente a Roma no mercato invernale, não sem antes protagonizar um curioso bate-boca com o mister inglês, que disse a um jornal: "If Dacourt wants to go to Italy I will take him by car".
Ao chegar à Itália, Dacourt respondeu: "The important thing is that someone comes to get you. I will send him my airline ticket so that he can reimburse me".
E assim começou a história de Tiger na Serie A, que poderia mesmo ter iniciado um ano antes, quando a Lazio chegou a oferecer cerca de € 24 milhões para contar com esse centrocampista sólido e great reader of the game.
Tendo estreado na derrota da Roma para o Chievo por 1 x 0 em 12 de janeiro de 2003, Dacourt acabou realmente conquistando um posto no time giallorosso ao lado de Emerson (sobre quem, ao chegar, afirmou que è un giocatore come gli altri), terminando a temporada com 18 presenças na Serie A.
Contratado em definitivo pela Roma, Dacourt foi titular absoluto do centrocampo romanista na temporada seguinte (27 presenças e 1 gol - figurinha mais acima) e jogador importante na stagione 2004/2005, quando passaram pela panchina da Lupa nada menos que Völler, Del Neri e Bruno Conti.
Sob o comando de Spalletti, Dacourt participou de 26 partidas na temporada 2005/2006, mas, depois de mais um vice-campeonato, não aceitou a renovação de contrato proposta pela família Sensi e optou por encerrar sua passagem pela Roma após 94 partidas e 2 gols, além de 32 cartões amarelos e 1 vermelho!
De qualquer maneira, apesar da regularidade demonstrada, a transferência de Olivier Tiger Dacourt à Internazionale, supostamente em busca de novos desafios esportivos, não causou maior comoção na Cidade Eterna, vez que o nazionale francese (21 jogos entre 2001 e 2004) nunca encantou sua platéia.
Em Milão, efetivamente Dacourt conseguiu ser campeão italiano, feito que logo repetiu na temporada seguinte (a figurinha da esquerda é referente a temporada 2007/2008), sempre sob o comando de Roberto Mancini.
Considerado um Deschamps meno brillante ma più cattivo, aos 34 anos e acometido por alguns problemas físicos, Dacourt não conseguiu conquistar o novo treinador da Internazionale, o português José Mourinho, que, a ver até pela scarsa utilização de Vieira, não tem grande predileção por meias franceses, o que deve fazer com que o meia de caráter não muito fácil vá respirar novos ares.

Marcadores:

Na Última Vez ...

4 Comments:

At 5:51 PM, Blogger JP said...

Ora aí está um exemplo típico de um jogador que nunca percebi ter conseguido fazer carreira em formações como a Roma e o Inter! Na minha opinião é um médio demasiado 'mediano'... Não me surpreende mesmo nada o facto de Mourinho não contar com ele...
Abraços

 
At 6:04 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Concordo com você, acho que Dacourt seria muito mais aproveitável em um time mediano, embora, agora, acho que já deve começar a pensar em encerrar a carreira...
Abraços,

 
At 9:12 PM, Anonymous Brahma said...

Ele era um jogador atè que atuava em Roma. Depois foi pra Milao, encheu a barriga e parou de jogar...
O unico gol que marcou com o Roma foi muito lindo, contra a Juventus naquele 4-0 historico.
Abraço

 
At 12:05 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Brahma,
Gostaria de, audaciosamente, fazer um reparo em sua consideração: segundo minhas anotações, Dacourt fez 2 gols na Serie A com a camisa da Roma: no 4 x 0 sobre a Juve em fevereiro de 2004 e no 4 x 4 com o Chievo em abril de 2006, que foi um golaço também.
Caso tenha interesse, é possível assistir aos gols da partida no link 'http://www.youtube.com/watch?v=6WW62oHKMc0' com uma incrível trilha sonora!
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker