Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, outubro 03, 2009

O Jogo Da TV (Parte II) - Internazionale x Udinese



Em uma partida muito dinâmica, jogada em altíssima velocidade, a Inter superou uma valorosa Udinese in extremis e voltou, ao menos até amanhã, a liderança da Serie A 2009/2010.
Com número quase idêntico de faltas e conclusões (foram 29 faltas cometidas durante o jogo, sendo 16 pela Udinese, e 26 as conclusões a gol, sendo 16 pela Inter), o jogo foi realmente muito fluído, em muito proporcionado pelos esquemas e jogadores propostos, vez que a Inter entrou no 4-3-1-2 com um meio de campo bastante leve, formado por Muntari, Cambiasso, Stankovic e Sneijder (com Mourinho lançando Zanetti e Chivu como laterais, abdicando de atacar com os alas para melhor proteger a defesa), enquanto a Udinese foi de um elástico 4-4-2, com os atacantes Sanchez e Pepe como esterni di centrocampo.
Obviamente, tamanha propensão a atacar (e tão pouca para defender) resultou em frutos logo no início da partida, com Eto'o, após passe de Muntari, saindo com bola e tudo após driblar o goleiro Handanovic aos 2'.
Com Cambiasso e Stankovic dominando as ações na área nevrálgica do campo, a Inter foi melhor no 1º tempo, mesmo perdendo o argentino Milito, com um problema muscular, aos 25'.
Minutos antes, porém, a Beneamata já havia inaugurado o marcador em um contra-ataque puxado por Eto'o', que serviu para Stankovic (acima entre D'Agostino e Sanchez - Getty Images) acertar um petardo que Handanovic, embora tenha chegado a tocar na bola, não conseguiu desviar a escanteio.
Porém, corta, a Udinese conseguiu empatar logo em seguida, com Inler servindo para Di Natale (ao lado marcado por Lúcio - Getty Images), esquecido pelo setor defensivo interista, anotar seu 9º gol no torneio na saída de Júlio César.
E o panorama não se alterou até o final do 1º tempo, com a Inter atacando com mais continuidade, mas cabendo ao time friulano a melhor chance, com o chileno Sanchez desperdiçando uma ótima oportunidade aos 42'.
Na 2ª etapa as equipes diminuíram um pouco o ritmo, mas ainda assim criaram boas oportunidades, com a Inter mantendo a predominância ofensiva (o time de Milão terminou com 55% da posse de bola e 13'05'' de supremazia territoriale, contra 8'05'' da Udinese).
Se Marino não quis arriscar mais, chegando mesmo a trocar o avante Pepe pelo lateral Pasquale aos 90', Mourinho foi mais ousado e mandou a campo o hondurenho Suazo no posto de Muntari (muito vaiado pelos torcedores e consolado por seus companheiros) e o ala Santon por Lúcio, impingindo seus homens ao ataque.
Aí, se Di Natale desperdiçou uma daquelas chances imperdoáveis aos 44', Sneijder (acima protegendo a bola de Sanchez - Getty Images) acertou o canto de Handanovic aos 47' com um verdadeiro colpo da biliardo, assegurando mais uma vitória à Inter de Mourinho.
A seguir, o tabellino da peleja, seguido de vídeo com os highlights e entrevista, em um italiano límpido, com Stankovic:
Inter: Júlio César; Zanetti, Lúcio (88' Santon), Samuel, Chivu; Muntari (72' Suazo), Cambiasso, Stankovic, Sneijder; Eto'o, Milito (25' Balotelli). All. Mourinho.
Udinese: Handanovic; Basta (70' Zapata), Coda, Domizzi, Lukovic; Sanchez, D'Agostino, Inler, Pepe (90' Pasquale); Floro Flores (75' Corradi), Di Natale. All. Marino.
Gols: 22' Stankovic, 27' Di Natale, 92' Sneijder.
Árbitro: Bergonzi.
Cartões amarelos: Sneijder, Floro Flores, Domizzi, Chivu, Lukovic, Corradi e Coda.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte I) - Bari x Catania



Com bem sintentizou a Gazzetta dello Sport, o anticipo da 7ª rodada Bari x Catania foi um "pari senza acuti", ou seja, um empate sem grande emoções.
E o 0 x 0 final sequer pôde ser considerado uma resultado inaspettato, afinal, o Bari, apesar de ter arrancado valorosos empates contra Inter e Milan no início do campeonato, conseguiu apenas uma única vitória nas rodadas anteriores, enquanto o Catania de Atzori ... ainda aguarda o primeiro sucesso!
Mas que também não se imagine que o jogo foi uma monotonia só, pois não aconteceram gols e não houve um vitorioso por ... absoluta incompetência dos comandados de Ventura!
A partida foi equilibrada (50,7% de posse de bola para o Bari) e até truncada em excesso (foram 35 as faltas, sendo 22 cometidas pelo time siciliano), mas as melhores chances de gol foram todas dos donos da casa que, não sem motivo, completaram 299' sem fazer gol!
Disposto no 4-3-2-1 com o argentino Ricchiuti (desde 1994 na Itália, mas somente agora na Serie A - acima marcado pelo ótimo Donati - Getty Images) ao lado de Mascara na armação, o Catania, entretanto, não desmereceu o empate, que foi o 4º in fila e evidencia o progresso da equipe, bastante desfalcada neste sábado.
Porém, como é possível verificar nos highlights ao final do post (bem como entrevista com o uomo partita Donati), o Bari, armado no 4-4-2, teve mais de uma chance cristalina de marcar, como aos 26' da etapa inicial, quando Barreto serviu Kutuzov (ao lado em ação - La Presse) de calcanhar e o bielorrusso concluiu para fora. Ou, pior ainda, aos 29', ocasião em que o mesmo Kutuzov interceptou uma bola reposta por Andujar e, na frente do arqueiro argentino, arrematou na trave!
Veio o 2º tempo e, depois de um começo onde o Catania predominou (mas o argentino Llama, principal vetor das jogadas ofensivas dos etnei, esteve pouco concreto), foi do Bari novamente a grande chance, com Meggiorini (entrado no posto de Kutuzov - ao lado o atacante de Isola della Scala saltando mais alto que Biagianti - Getty Images) se livrando muito bem de Spolli antes de concluir sem grande felicidade em cima de Andujar.
No rebote, Rivas ainda conseguiu cruzar a bola na cabeça do hondurenho Alvarez (que foi muito bem marcado pelo Catania), que testou por cima da meta a última boa ocasião da partida.
Eis o tabellino do pareggio que, tudo somado, acabou justo:
Bari: Gillet; A. Masiello, Ranocchia, Bonucci, S. Masiello; Alvarez, Donati, Gazzi, Rivas (90' Almiron); Barreto (76' Greco), Kutuzov (60' Meggiorini). All. Ventura.
Catania: Andujar; Bellusci, Silvestre, Spolli, Marchese; Izco, Biagianti, Llama (68' Pesce), Mascara, Ricchiuti (81' Plasmati), Morimoto (86' Augustyn). All. Atzori.
Árbitro: Romeo.
Cartões amarelos: Marchese, Llama, Spolli, Izco e Andujar.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 7ª Rodada 2009/2010



Em uma rodada repleta de jogos interessantes, o 'Match Clou' é o imperdível Roma x Napoli, que será disputado no domingo às 10h00 (horário de Brasília) com cobertura, ao vivo, da ESPN HD, SporTV e RAI.
Embora as equipes atualmente ocupem posições apenas intermediárias na tabela (a Roma é a 9ª, enquanto o Napoli aparece na decepcionante 14ª colocação), o certo é que ambas possuem condições e pretensões para melhor figurar, com os treinadores cientes de que, para tanto, precisam privilegiar o ataque.
Mas, em Trigoria, as principais preocupações de Ranieri estão mesmo no setor defensivo, pois o treinador romano não poderá contar com sua dupla de área titular, além do convalescente a lungo Doni.
Sem Mexes e Juan (que, com una elongazione del bicipite femorale della coscia destra segundo o boletim médico divulgado pela Lupa Capitolina, foi também cortado da seleção brasileira que enfrentará Bolívia e Venezuela nos próximos dias 11 e 14), Burdisso e o jovem Andreolli devem compor la coppia centrale, com Motta e Riise como laterais, tendo ainda Júlio Sérgio sob a meta.
No meio de campo, a Roma deve ter uma linha de 4 formada, da direita à esquerda, por Taddei (acima - Insidefoto), De Rossi, Pizarro e Perrotta, lembrando que Brighi e Júlio Baptista também estão indisponibili.
Na frente, Vucinic (à esquerda - World Football) deve ser o companheiro de Totti.
Aliás, um dos atrativos da partida é, sem qualquer dúvida, Er Pupone Totti, que atualmente ocupa a 9ª posição dentre os maiores artilheiros de todos os tempos da Serie A com 182 gols anotados em 425 partidas disputadas (todas com a Roma), estando a apenas 2 tentos de alcançar seu antigo companheiro Batistuta, que fez 184 gols em sua carreira na Serie A.
No Napoli, a lista de indisponíveis é bem mais curta, mas também traz complicações para Donadoni montar sua defesa, pois exatamente os zagueiros Campagnaro e Santacroce é que a compõem.
Assim, com De Sanctis confirmado no gol, o trio defensivo no 3-5-2 do antigo c.t. azzurro deve ser formado por Cannavaro, Rinaudo e Contini.
Para compor o centrocampo, Donadoni deve optar pelo italiano Maggio e pelos stranieri Gargano, Bogliacino (com Cigarini ainda disputando a vaga), Hamsik (abaixo - Getty Images) e Datolo.
No ataque, Lavezzi deve formar com Quagliarella um tandem muito veloz e extremamente habilidoso.
Ao todo, as equipes já se enfrentaram 62 vezes em Roma em partidas válidas pelo campeonato italiano, com ampla supremacia giallorossa, que venceu 27 vezes, empatou 27 e perdeu em apenas 8 ocasiões.
Porém, desde que o Napoli retornou à Serie A na temporada 2007/2008, ocorreram apenas empates, inclusive o sensacional 4 x 4 de 20 de outubro de 2007, com gols de Lavezzi, Totti, Perrotta, Hamsik, De Rossi, Gargano, Pizarro e Zalayeta, o único que não deve estar em campo no próximo domingo (vide os melhores momentos deste incrível cotejo nos highlights ao final do post e confira outras informações em http://calcioseriea.blogspot.com/2007/10/o-jogo-da-tv-parte-i-roma-x-napoli.html).
Assim, remonta ao dia 27 de janeiro de 2001 a última vitória romanista - 3 x 0, tentos de Delvecchio, Totti e Batistuta.
Antes, outro estrondoso sucesso da Roma por 6 x 2 em 04 de outubro de 1997, com gols de Candela (R), Gautieri (R), Balbo (R), Di Francesco (R), Balbo (R), Altomare (N), Bellucci (N) e, mais uma vez, Balbo (R).
Apesar dessa tripletta de Balbo, o maior artilheiro do confronto é o brasileiro Dino da Costa, que fez 5 gols contra o Napoli na década de 1950, seguido dos também giallorossi Amedeo Amadei e Marco Delvecchio, que estufaram as redes 4 vezes cada.
Em um duelo muito particular para os brasileiros, Vinicio é, juntamente com Antonio Vojak, o mais profícuo goleador partenopeo, tendo feito 3 gols na Roma jogando na capital italiana.
Por sua vez, o lateral Giuseppe Bruscolotti, que vestiu a maglia azzurra entre 1972 e 1988, é o recordista de presenças do confronto, com participação em 15 jogos, seguido de perto por Antonio Juliano, que atuou em 14 partidas também defendendo o Napoli.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Improvável que se repita, mas em 05 de outubro de 1997 a Roma sapecou 6 x 2 no Napoli treinado por Mutti e que tinha o argentino Ayala de líbero, com direito a uma tripletta do seu connazionale Balbo (acima um de seus gols - Mezzelani).
Aliás, para o jogo deste domingo, 'Match Clou' da 7ª rodada da temporada 2009/2010, nenhum amigo do Calcio Serie A arriscou um palpite tão elástico!
Sem perder tempo, vamos aos placares ofertados: 0 x 0 - Alcindo; 1 x 0 - Cyntia; 1 x 1 - Tiago; 2 x 0 - Mafra; 1 x 2 - Pai; 2 x 1 - Michel Costa; 2 x 2 - Lucas; 3 x 0 - Raphael Zerlottini; 3 x 1 - Afonso e 3 x 2 - JP.
Boa sorte e um ótimo final de semana repleto de Calcio para todos!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, outubro 02, 2009

Rodada tem vários jogos interessantes


A bola vai rolar pela 7ª rodada do campeonato 2009/2010 da Serie A, que reserva uma série de enfrentamentos bem interessantes para este final de semana.
No sábado, às 13h00 (horário de Brasília), Bari x Catania jogam com transmissão da RAI e, logo a seguir, com início às 15h45, Internazionale x Udinese terá cobertuta da ESPN, ESPN HD, RAI e TV Esporte Interativo.
O técnico friulano Marino, não obstante reconhecer que a Beneamata é a favorita, pretende aproveitar do momento non ottimale do time de Mourinho e deixou escapar que sua equipe está pronta para "tentare il colpaccio".
Mas, quem está em um momento delicado mesmo é o Milan de Leonardo (ao lado - Image Photo), que vai até Bergamo no domingo enfrentar a Atalanta do também novato (na Serie A) Conte precisando muito da vitória, especialmente depois do surpreendente tropeço pela Champions League na última quarta-feira.
Para a partida, que terá transmissão, ao vivo, da ESPN e da Cultura a partir das 10h00, Leo deverá escalar Ronaldinho e Pato no ataque, deixando Huntelaar e Inzaghi no banco.
No mesmo horário, ESPN HD, SporTV e RAI transmitirão o 'Match Clou' Roma x Napoli, que ainda poderá ser assistido na ESPN Brasil a partir das 14h00, em vt.
Um pouco mais tarde, às 15h45 de domingo, com cobertura da ESPN Brasil, SporTV, RAI e TV Esporte Interativo, Palermo x Juventus fazem o posticipo de domingo.
Para tentar acabar com a invencibilidade da Juventus (e de seu allenatore Ferrara), Zenga deve escalar o Palermo no 4-3-1-2, promovendo o retorno do habilidoso argentino Pastore, que deve fazer a função de trequartista com Cavani e Miccoli (ex di turno - ao lado - Ap) no ataque, enquanto a Juve deve contar com Felipe Melo e Diego no meio e Amauri formando o tandem ofensivo com Iaquinta.
Completam a rodada: Bologna x Genoa; Cagliari x Chievo; Fiorentina x Lazio; Sampdoria x Parma e Siena x Livorno.

quinta-feira, outubro 01, 2009

A Itália Na Europa


Nesta semana foi realizado o Matchday 2, ou seja, a 2ª rodada da fase de grupos, tanto da Champions League quanto da Europa League, que, mais uma vez, infelizmente, deixaram um gosto amargo na boca dos italianos.
E olha que na terça a Fiorentina conseguiu um resultado prestigioso ao fazer 2 x 0 no sempre perigoso Liverpool pelo Grupo E da UCL.
O time de Prandelli não vencia um jogo casalingo di Champions League desde março de 2000, mas com uma atuação impecável, em especial no 1º tempo, conquistaram um sucesso inquestionável, construído com uma doppietta de JoJo Jovetic (acima, o israelense Benayoun parece se render ao talento do jovem montenegrino - Reuters), que substituiu o suspenso Gilardino.
Ainda na terça-feira, a Inter voltou Rússia com um pontinho na bagagem depois de empatar em 1 x 1 com o Rubin Kazan, em pareggio que, tudo somado, acabou sendo positivo.
Isso porque, já sem Sneijder e Thiago Motta, Mourinho ainda teve que renunciar ao argentino Milito antes do jogo, partindo com Balotelli e Mancini a sostegno di Eto'o no ataque nerazzurro e, contra um time que procurou fazer valer a vantagem de jogar em casa, a Inter sofreu e saiu atrás no marcador, com o agentino Dominguez marcando aos 11'.
Ainda no 1º tempo Stankovic (ao lado marcado pelo turco Karadeniz - Reuters) empatou a partida, aproveitando um cruzamento de Maicon, mas na 2ª etapa Balotelli foi expulso e, com um homem a menos, a Inter terminou sofrendo para segurar a equipe russa, que havia perdido na rodada anterior para o Dynamo Kyiv.
Já na quarta foi a vez da Juventus ir até a Alemanha e arrancar um empate sem gols contra o Bayern München, que dominou amplamente o 1º tempo mas não conseguiu manter o ritmo na etapa complementar, quando a Vecchia Signora chegou mesmo a ter oportunidade para o colpo del ko.
Porém, a deludente atuação bianconera não foi nada comparável ao vexame rossonero, que perdeu em pleno San Siro para o inexpressivo Zurich por 1 x 0, gol do zagueiro finlandês Tihinen, que marcou de letra aproveitando escanteio cobrado por Gajic aos 10'.
Leonardo, que havia lançado o Milan no 4-3-1-2 com Seedorf alle spalle de Pato e Inzaghi (acima, a formação inicial rossonera - Getty Images), ainda mudou o esquema no 2º tempo inserindo Ronaldinho e Zambrotta, mas o time de Via Turati foi, além de incompetente, bastante sfortunato, esbarrando em ótima atuação do arqueiro Leoni.
Agora, è crisi nera com o Real Madrid pela frente!
Na Europa League o desempenho dos times italianos foi um pouco melhor, embora os adversários de Lazio e Roma nesta semana não fossem, por assim dizer, de encher os olhos.
Os Aquilotti, por exemplo, enfrentaram o Levski Sofia na capital búlgara e, mesmo sem vários titulares, não tiveram qualquer problema para vencer por 4 x 0, gols de Matuzalem (à esquerda contra Minev - Ap), Zárate, Meghni e Rocchi.
Já a Roma encarou o também búlgaro CSKA Sofia e, na capital italiana, fez 2 x 0 ainda no 1º tempo, tentos de Okaka e Perrotta.
Mas difícil era o adversário do Genoa pelo Grupo B, que enfrentou o Valencia em terras espanholas e, depois de ir para o vestiário vencendo por 1 x 0 (gol de Floccari), sofreu o revés no 2º tempo, terminando derrotado por 3 x 2.
Foi uma pena, pois o time treinado por Gasperini jogou bem e, arrancando o empate em 2 x 2 (Silva, Zigic e Kharja os demais marcadores), viu o seu espanhol Zapater perder a bola já na fase final da partida em pleno centrocampo e o rápido Villa ser derrubado por Esposito dentro da área, com o próprio atacante da Furia convertendo a penalidade máxima que deu números finais a partida aos 82'.
Agora, é torcer para que daqui há duas semanas a coisa melhore!

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

Especiais Do Mês


O Calcio Serie A chega a outubro de 2009, um mês antes de comemorar seu 3º aniversário, totalizando mais de 1.600 posts e quase 68.000 visitas (segundo o contador Site Meter)!
Só neste mês de setembro foram mais de 2.000 visitantes (nosso muito obrigado!) e 50 postagens, incluíndo a cobertura de 4 rodadas da Serie A 2009/2010 e de 13 partidas na 'O Jogo Da TV'.
Aliás, computadas as 6 giornate até aqui realizadas, o Calcio Serie A acompanhou 20 partidas do campeonato, envolvendo 18 das 20 equipes da Serie A (apenas Atalanta e Cagliari não se fizeram presentes) e, nada menos do que 5 pelejas de Inter, Juventus e Milan!
Mas, os jogos que não foram diretamente acompanhados tiveram seus fatos relevantes narrados na 'Panorama Da Rodada', enquanto o campionato cadetto teve seu desenrolar coberto pela ''B' Em Pílulas'.
Se a 'Match Clou' esteve presente durante todo o mês apresentando o principal embate de cada rodada, o 'Guia Da Temporada 2009/2010' foi complementado logo no 1º dia do mês com as últimas novidades do calciomercato, que só retorna em janeiro.
Assim, a 'Você Sabia ...' retornou aos domingos, apresentando curiosidades sobre o calcio.
Quem não deixou de aparecer também foi a 'Momento Panini', especialíssima coluna que apresenta, às terças-feiras, um jogador da Serie A ilustrada com as míticas figurinhas do álbum Calciatori da Panini - em setembro, foi a vez do regista Andrea Pirlo (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/momento-panini-andrea-pirlo.html) e do centrale Giorgio Chiellini (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/momento-panini-giorgio-chiellini.html).
Da mesma forma, a 'Memorabilia', coluna que aborda a carreira de jogadores que já encerraram a carreira, mas que não foram esquecidos pelos tifosi, trouxe um especial com o neo allenatore rossonero Leonardo (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/memorabilia-leonardo.html).
A 'Gli Azzurri' cuidou de trazer as novidades dos selecionados italianos, em especial a caminhada da Azzurra, cada vez mais próxima da próxima Copa do Mundo!
Por sua vez, a 'A Itália Na Europa' contou como foi o início dos clubes italianos na fase de grupo das competições européias, inclusive a inédita Europa League.
Por fim, a 'L'Enigma' continuou, às quartas e aos sábados, instigando os amigos do Calcio Serie A a palpitarem, concorrendo a uma incrível flâmula oficial da centenária Internazionale e um exclusivo certificado do blog!

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, setembro 30, 2009

L'Enigma


A 7ª giornata da Serie A 2009/2010 reserva uma série de jogos interessantes, como Fiorentina x Lazio e Palermo x Juventus, mas nenhum com a dimensão de Roma x Napoli, que será disputado no domingo a partir das 15h00 da Itália, 10h00 no Brasil.
Portanto, não poderia ser outro o cotejo da 'L'Enigma', que quer saber dos amigos do Calcio Serie A qual vai ser o placar final do jogo do Olimpico romanista (acima, Totti cobra pênalti no incrível 4 x 4 da temporada 2007/2008 - Guerin Sportivo)?
Vale lembrar que quem participar estará concorrendo a uma sensacional flâmula oficial da Internazionale (igualzinha a da imagem ao lado, medindo 28 x 20 cm) e um exclusivo certificado do blog.
Para tanto, basta somar 10 (dez) pontos, lembrando que o primeiro em cada semana que arrisca o prognóstico correto soma 1 (um) ponto para este que é o III Desafio Calcio Serie A e cuja classificação atualizada aponta o seguinte: 1º JP (5 pts); 2º Leonardo Mafra, Michel Costa e Raphael Zerlottini (3) e 5º Afonso, Cyntia, Lucas, Marra e Sérgio André (1).
Portanto, todos ainda têm chances - vamos palpitar!

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, setembro 29, 2009

Momento Panini - Giorgio Chiellini


Apontado como um dos melhores zagueiros centrais do mundo na atualidade, o pisano Giorgio Chiellini, quando criança, desejava mesmo era ser jogador de basquete e sonhava imitar as jogadas de Kobe Bryant, ala dos Los Angeles Lakers.
Mas, nascido aos 14 de agosto de 1984, Re Giorgio acabou optando pelo esporte bretão e ingressou, juntamente com seu irmão gêmeo Claudio (que hoje faz as vezes de procurador do fratello mais famoso), no Livorno aos 13 anos.
Tendo estreado muito novo no time principal dos Labronici jogando como esterno sinistro di centrocampo, Chiellini, já então como lateral esquerdo, foi figura importante na histórica promoção do Livorno à Serie A, obtida com a 3ª colocação no campionato cadetto da temporada 2003/2004.
Figura constante nas diversas seleções de base da Itália (foi, inclusive, campeão europeu U19), Chiellini quase desembarcou em Roma, mas a Lupa Capitolina, que havia adquirido a comproprietà dos direitos federativos do jovem difensore (cedendo a integralidade do goleiro Amelia), impedida de realizar operações de mercado em razão da crise financeira que atravessava, acabou perdendo o jogador alle buste, com o Livorno pagando € 3,5 milhões no mercado que antecedeu o campeonato 2004/2005.
Quase que imediatamente, Chiellini foi cedido pelo Livorno a Juventus que, por sua vez, o emprestou a Fiorentina, recém promovida da Serie B.
Assim, no dia 12 de setembro de 2004, ventenne, Chiellini fez sua estréia na Serie A, defendendo a Viola contra a Roma na capital italiana.
Embora reforçada por jogadores do calibre de Dainelli, Jorgensen, Maresca, Miccoli, Obodo e Ujfalusi, além do próprio Chiellini, a Fiorentina da época mantinha vários jogadores que subiram com o clube da Serie C2 e só conseguiu escapar do descenso na última rodada, mas Chiello (a figurinha do alto é exatamente da temporada 2004/2005) foi um dos pontos positivos daquela squadra que teve 3 treinadores (Mondonico, Buso e Zoff), tanto que, merecidamente, foi convocado para a Azzurra de Lippi, que o fez estrear em 17 de novembro de 2004 em um amistoso contra a Finlândia disputado em Messina, onde o jovem terzino entrou no lugar do casalingo Parisi no intervalo.
Aprovado com mérito em seu esordio na Serie A, nell'estate del 2005, aos 21 anos, Chiellini passou a integrar o plantel da Vecchia Signora treinada por Capello.
Depois de um começo difícil, Chiellini conquistou o posto de titular da lateral esquerda da Juventus que, de campeã, passou ao último lugar da Serie A por causa do escândalo conhecido como Calciopoli.
Tendo disputado (e conquistado!) a Serie B com a maglia bianconera, Chiello The Wall passou definitivamente a atuar como difensore centrale na temporada 2007/2008, quando também se tornou presença indispensável nas convocações do mister Lippi.
Amante dos videogames, mas também de um bom livro e cursando a Facoltà di Economia e Commercio em Turim, Chiellini confirmou seus ótimos dotes atléticos e técnicos na temporada passada (figurinha acima), ocasião em que foi incluído pela Gazzetta dello Sport na formazione dell'anno, formando com o inglês Terry a coppia difensiva centrale.
Perigoso nas investidas ofensivas, Chiellini soma 10 gols em 117 partidas disputadas na Serie A até aqui.
Dono de um bronze olímpico conquistado nas Olímpiadas de Atenas, Chiellini, jogando ao lado de Cannavaro tanto na Juventus quanto na Nazionale, tem todas as condições para continuar figurando dentre os melhores do mundo na posição por, pelo menos, mais uma década.

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, setembro 28, 2009

'B' Em Pílulas


* No grande jogo da 7ª rodada da Serie B 2009/2010, Frosinone e Torino ficaram no 2 x 2, tentos de Leon (T), Troianiello (F), Bianchi (T) e Aurelio (F);
* O Frosinone, dos brasileiros Jefferson e Calil (abaixo ao tiro - Frosinone) e treinado pelo ex interista Moriero, é o novo líder isolado do campionato cadetto, com 14 pontos conquistados;
* Na 2ª colocação aparece o próprio Torino, beneficiado pela derrota do Brescia frente ao Grosseto por 2 x 1, gols dos estrangeiros Pichlmann (austríaco), Job (camaronês) e Kozak (tcheco), este último emprestado pela Lazio ao clube lombardo;
* Ainda com 13 pontos (e na 4ª colocação) aparece o surpreendente Padova, um dos únicos dois invictos que restam e que neste sábado ficou no 0 x 0 com o Gallipoli de Giannini;
* Com muitos gols foi o embate Empoli x Citadella, terminado 4 x 3 para os azzurri, com direito a doppietta do brasileiro Eder, líder no quesito tiri, totalizando, até aqui, 30 conclusões no torneio;
* Quem também venceu foi o Lecce (2 x 1 no Mantova), que teve os brasileiros Ângelo, Edinho e Fabiano em campo e Digão no banco.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


Certamente pouquíssimos apostariam, mas a ... Sampdoria é líder isolada da Serie A após 6 rodadas!
A equipe blucerchiata tem muitos méritos, afinal, venceu a tetracampeã Internazionale no sábado (confira todos os detalhes em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/o-jogo-da-tv-parte-i-sampdoria-x.html), mas a Juventus ajudou - e muito - para esta surpreendente liderança, não superando o Bologna em plena Turim no domingo.
Com Diego de volta ao meio de campo bianconero, a Juventus até que começou bem, impondo um ritmo forte e chegando ao gol com Trezeguet aos 24', mas acabou perdendo o treno ainda no 1º tempo, com o Bologna indo para o vestiário reclamando de dois pênaltis não marcados (ambos envolvendo o lateral Molinaro).
Na 2ª etapa, não obstante a entrada de Pinturicchio Del Piero, que realizou seu esordio stagionale e festejou sua 400ª partida na Serie A, o Bologna continuou ameaçador e aos 20' deu mostras do que pretendia, lamentando um salvataggio incrível de Chiellini sobre a linha depois que Di Vaio já havia superado até Buffon (os melhores momentos dessa partida podem ser visualizados no vídeo ao final do post).
Aos 41', Camoranesi, provavelmente o melhor em campo, acertou uma potente cabeçada na trave, iludindo os tifosi juventini, que viram foi o brasileiro Adailton (na foto acima entre os desolados Trezeguet e Chiellini - Reuters) empatar a partida aos 48', colocando um justo 1 x 1 no placar.
Gol no finalzinho também no Angelo Massimino, onde Catania e Roma ficaram no mesmo 1 x 1 (veja mais em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/09/o-jogo-da-tv-parte-ii-catania-x-roma.html).
Aliás, o placar também se repetiu nos cotejos Chievo x Atalanta e Lazio x Palermo.
Em Verona, a Atalanta con a cura Conte não entusiasmou, mas largou na frente com Tiribocchi aos 72', só que acabou sofrendo o (justo) empate com o solito Pellissier logo em seguida.
Em Roma, os gols saíram também só no 2º tempo, por obra do uruguaio Cavani (com Muslera não impecável) e do argentino Zárate, que empatou a partida a 5' dalla fine e premiou a equipe que tomou mais a iniciativa e a posse de bola durante toda a partida.
Já a Fiorentina contou com seu goleiro Frey para segurar o ataque do Livorno no Armando Picchi e, na 2ª etapa, aproveitou de uma ingenuidade do brasileiro Diniz, que derrubou Gilardino escandalosamente dentro da área (acima o lance - Getty Images), para conquistar uma importante vitória externa com Jovetic convertendo a penalidade máxima.
Outra vitória esterna foi conquistada pelo Cagliari, que chegou a sua 2ª vitória consecutiva surpreendendo o Parma por 2 x 0.
O time emiliano não perdia em seu estádio desde maio de 2008 (quanto a Inter de Mancini conquistou o tricampeonato e condenou o time crociato à Serie B), mas a derrota não teve atenuantes, pois o Parma jogou, certamente, sua pior partida neste campeonato e ainda foi surpreendido pela grande determinação tática do Cagliari, que marcou com o brasileiro Jeda no 1º tempo e com o ex Dessena (abaixo marcado por Mariga - Getty Images) no 2º.
Se o Milan tropeçou no Bari em pleno San Siro (vide a coluna 'O Jogo Da TV - Parte III'), Napoli e Udinese venceram seus cotejos como mandantes.
No San Paolo, o técnico partenopeo Donadoni pôde respirar ao final da partida com a doppietta de Hamsik, que assegurou o sucesso para o time azzurro, não obstante a boa atuação do Siena, que chegou ter o jogo empatado com o gol de Maccarone e terminou a partida buscando um novo pareggio com 4 atacantes em campo - Calaiò, Maccarone, Paolucci e Reginaldo.
Por fim, com mais um gol do capocannoniere Di Natale (que chegou aos 8!), a Udinese venceu o Genoa por 2 x 0 no Friuli em uma partida spezzettata, nervosa e fallosa, em que o avante Pepe marcou o derradeiro tento.
Nesta giornata, os recordmen foram os seguintes: Palle recuperate: 1º Astori (Cagliari) e Dainelli (Fiorentina) 37; 3º Gattuso (Milan) e Migliaccio (Palermo) 30; Passaggi riusciti: 1º Felipe Melo (Juventus) 70; 2º Gattuso (Milan) e Pirlo (Milan) 61; Assist: 1º Barreto (Bari) 5; 2º Baronio (Lazio), Camoranesi (Juventus), Jeda (Cagliari) e Zalayeta (Bologna) 4; Tiri: 1º Zárate (Lazio) 9; 2º Baronio (Lazio), Di Vaio (Bologna) e Tiribocchi (Atalanta) 5.
Por equipes, a classifica é a seguinte: 1º Sampdoria (15 pts); 2º Juventus (14); 3º Internazionale (13); 4º Fiorentina (13); 5º Udinese (11); 6º Genoa (10); 7º Parma (10); 8º Chievo (8); 9º Roma (8); 10º Lazio (8); 11º Milan (8); 12º Bari (7); 13º Cagliari (7); 14º Napoli (7); 15º Palermo (6); 16º Bologna (6); 17º Siena (4); 18º Catania (3); 19º Atalanta (2) e 20º Livorno (2).

video

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, setembro 27, 2009

O Jogo Da TV (Parte III) - Milan x Bari



Com mais uma atuação abaixo da crítica, o Milan não passou de um pareggio em 0 x 0 com o Bari em pleno San Siro, na partida que fechou a 6ª rodada da Serie A 2009/2010.
Com Seedorf alle spalle de Ronaldinho e Huntelaar e Pato partindo do banco, os comandados de Leonardo tiveram muita dificuldade para conter o bem armado Bari de Ventura, que dispôs seus homens no usual 4-4-2, com os rápidos Alvarez e Rivas bem abertos nas extremidades como esterni di centrocampo, tendo a dupla formada por Barreto e Kutuzov na frente.
Aliás, logo cedo o Milan teve que recorrer as faltas para esfriar o ímpeto dos visitantes, com Ambrosini recebendo cartão amarelo já aos 8' do 1º tempo.
Com Ronaldinho anulado pela atenta marcação do ex Donati (ao lado um dos tantos confrontos - Getty Images) e Huntelaar ainda sem mostrar ao que veio (o periódico Gazzetta dello Sport o comparou a "una statuina di marmo senza peso e personalità"), a 1ª etapa teve como protagonista o pouco conhecido argentino Rivas (na foto abaixo contra Abate - Getty Images), pescado no Arezzo e que infernizou a defesa rossonera.
Assim, o Bari, jogando de forma bastante compacta, foi para o vestiário, surpreendentemente, com a impressão de que poderia ter aberto o marcador, até porque perdeu, pelo menos, duas boas chances (vide nos highlights ao final do post).
Pior é que o intervalo pouco serviu para Leonardo arrumar sua equipe, pois também no 2º tempo o Bari foi padrone, a ponto do arqueiro Storari ter sido o grande herói da partida, praticando intervenções decisivas.
Jogando de primeira, o Bari teve a melhor e mais clamorosa chance aos 32', quando o atacante Meggiorini (di scuola Inter e que entrou no lugar de Rivas, com Ventura passando ao 4-3-3 em pleno San Siro!) concluiu quase na entrada da área para belíssima defesa de Storari com o pé (mais abaixo - Dipag).
Por parte do Milan, apenas duas conclusões dignas de registro (a primeira de Ronaldinho e a derradeira de Abate), além das inusitadas alterações promovidas por Leonardo, que primeiro tirou Seedorf para colocar Pato, depois Huntelaar por Inzaghi e, finalmente, precisando atacar, Ronaldinho por Oddo!
O tabellino:
Milan: Storari; Abate, Nesta, Kaladze, Zambrotta; Gattuso, Ambrosini, Pirlo, Seedorf (56' Pato); Ronaldinho (70' Oddo), Huntelaar (64' Inzaghi). All. Leonardo.
Bari: Gillet; A. Masiello, Ranocchia, Bonucci, S. Masiello; Alvarez, Donati, Gazzi, Rivas (70' Meggiorini); Kutuzov, Barreto (87' Langella). All. Ventura.
Árbitro: Brighi.
Cartões amarelos: Ambrosini, S. Masiello e Langella.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte II) - Catania x Roma



Pior defesa do campeonato, a Roma escapou de sofrer sua 3ª derrota (em 6 rodadas!) no campeonato neste domingo ao marcar um gol polêmico já nos acréscimos, impedindo que o Catania de Atzori, protagonista de uma boa atuação, conquistasse sua 1ª vitória no torneio.
Disposta no 4-3-1-2 com o aniversariante Totti (33 anos completados neste domingo - à direita em ação - Getty Images) postado no ataque ao lado de Vucinic, a Lupa começou muito segura defensivamente, mas pouco eficiente para ripartire.
Já o Catania, distribuído no 4-3-2-1 com nada menos do que 6 argentinos como titulares (o goleiro Andujar, os zagueiros Silvestre e Spolli, além dos meias Carboni, Izco e Ricchiuti), fez um 1º tempo muito bom, praticando um forte pressing e criando as melhores oportunidades de gol.
Assim, foi mesmo conseqüência natural o gol do japonês Morimoto aos 22', embora a jogada que originou o tento tenha sido um tanto confusa, com direito ao goleiro Júlio Sérgio jogar a bola contra a sua própria trave antes que o jovem atacante nipônico concluísse para o fundo das redes, marcando seu 4º gol contra a Roma na Serie A (abaixo a ação final da jogada - Getty Images)!
Sem conseguir incidir pericolosità e intensità alla sua manovra, Ranieri ainda foi obrigado a sacar Mexes e Cassetti no curso da 1ª etapa, substituíndo-os por Juan e Motta.
Menos pior para a Lupa Capitolina que o Catania não voltou para o 2º tempo com o mesmo ímpeto, apesar do tridente composto por Mascara-Ricchiuti-Morimoto ter continuado a exigir atenção constante da difesa giallorossa.
A Roma, por sua vez, mesmo com a entrada de Cerci no posto de Brighi e conseqüente passagem ao 4-3-3, continuou indolore.
Porém, em um final que ficou bastante nervoso após uma falta de Burdisso (que já havia recebido cartão amarelo) sobre Delvecchio, a Roma conseguiu, literalmente, achar o empate - curiosamente em situação um tanto similar ao gol etneo: escanteio cobrado do lado esquerdo com a bola voltando à área pelo lado oposto, mischia in area antes da conclusão vincente -, com De Rossi empurrando a bola para o fundo das redes com a ... coxa aos 47'! (na foto abaixo, os dois marcatori - Getty Images).
Na seqüência, tempo apenas para o meia Delvecchio ser expulso e Totti quase virar o jogo, em un rinvio sbagliato de Andujar!
O tabellino:
Catania: Andujar; Potenza, Silvestre, Spolli (71' Bellusci), Campuano; Izco (57' Llama), Carboni, Biagianti, Mascara, Ricchiuti (64' Delvecchio); Morimoto. All. Atzori.
Roma: Júlio Sérgio; Cassetti (28' Motta), Mexes (19' Juan), Burdisso, Riise; Brighi (46' Cerci), De Rossi, Pizarro, Perrotta; Totti, Vucinic. All. Ranieri.
Gols: 22' Morimoto, 92' De Rossi.
Árbitro: Saccani.
Cartões amarelos: Carboni, Burdisso, Potenza, Biagianti, Cerci, Morimoto e Mascara.
Cartão vermelho: Delvecchio.
A seguir, os highlights da partida e breve entrevista com De Rossi.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que todos os clubes da Serie A inscreveram jogadores com o número 9 no atual campeonato?
* Que, dos 20 jogadores maglia 9 em ação, 13 são italianos e 7 estrangeiros, sendo 2 argentinos (Castillo e Crespo), 1 austríaco (Hoffer), 1 brasileiro (Nenê), 1 camaronês (Eto'o), 1 lituano (Danilevicius) e 1 montenegrino (Vucinic)?
* Que, dos 13 italianos, 3 são totalmente estranhos ao mister de centroavante (Bentivoglio, De Vezze e Nocerino) e os demais são efetivamente atacantes (Acquafresca - acima - Cerescioli, Corradi, Di Vaio, Iaquinta, Inzaghi, Lanzafame, Paolucci, Plasmati, Pozzi e Rocchi)?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker