Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, novembro 29, 2008

O Jogo Da TV (Parte I) - Juventus x Reggina



Debaixo de muita neve (vide foto logo abaixo - Afp) e dopo il brusco stop contra a Inter, a Juventus venceu, sem maiores dificuldades, a Reggina no anticipo serale della 14ª rodada, disputado neste sábado.
Disposta no 4-4-2 com Camoranesi e Nedved abertos nas extremidades e Sissoko e Marchisio formando a coppia centrale do meio de campo, a Vecchia Signora foi amplamente superior à adversária que, atuando em um 4-4-1-1 de todo inusitado pela ausência de um atacante verdadeiro (na teoria, o fantasista Cozza é que jogou como avançado), pouco fez ofensivamente.
Talvez por causa do frio intenso, talvez pelo esquema troppo coperto proposto por Orlandi, a Juve demorou a engrenar, mas, quando o fez, foi com classe: Nedved, lanciato sulla sinistra da un tacco di Del Piero, foi até a linha de fundo e serviu, conscientemente, o ítalo-argentino Camoranesi que, mesmo com uma sublussazione alla spalla destra (que o deverá deixar longe dos gramados pelo resto do ano), estufou as redes, abrindo o marcador aos 28'.
Em desvantagem, a Reggina saiu (um pouquinho apenas) para o jogo e teve sua grande chance aos 33', quando o brasileiro Santos, sottomisura, acertou o travessão em uma jogada confusa na área juventina.
Mas, a bem da verdade, a Juve tinha a partida sob controle e chegou aos 2 x 0 ainda na 1ª etapa, mais precisamente aos 44', quando Amauri (ao lado contra Santos sob os olhares de Costa - Afp), em jogada de muito oportunismo, realizou de direita quase sentado.
No 2º tempo, com Marchionni no lugar de Camoranesi, a Juventus prosseguiu padrona do jogo, com a Reggina, não obstante as entradas de Corradi (no posto de Alvarez) e Tognozzi (do infortunato Carmona), pouco consistente ofensivamente (no quesito vantaggio territoriale, a equipe amaranto terminou com míseros 42,44%).
E, assim, não obstante a neve que castigou o campo, o jogo que virou 2 x 0 terminou 4 x 0!
O 3º gol bianconero foi de Chiellini em cabeçada fulminante, enquanto o 4º foi dele, Alex Del Piero, que realizou seu 250º gol com a camisa da Juventus cobrando pênalti (abaixo - Afp).
La festa Juve è completa!
O tabellino:
Juventus: Manninger; Grygera, Legrottaglie, Chiellini, Molinaro; Sissoko, Marchisio (70' Giovinco), Camoranesi (46' Marchionni), Nedved; Amauri (76' Iaquinta), Del Piero. All. Ranieri.
Reggina: Campagnolo; Cirillo, Valdez, Santos, Costa; Barreto, Carmona (57' Tognozzi), Alvarez (50' Corradi), Barillà, Brienza; Cozza (83' Di Gennaro). All. Orlandi.
Gols: 28' Camoranesi, 44' Amauri, 62' Chiellini, 74' Del Piero (pênalti) - abaixo, os highlights da partida seguido de entrevista com Pinturicchio.
Árbitro: Damato.
Cartões amarelos: Camoranesi, Valdez, Cozza e Santos.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 14ª Rodada 2008/2009



A tônica do 'Match Clou' desta 14ª rodada deverá ser o pragmatismo da Internazionale contra a genialidade de Lavezzi, l'uomo più in forma no Napoli atual.
Embora seja líder do campeonato com 3 pontos de vantagem sobre o Milan e tenha 6 sobre o próprio Napoli, a Inter não tem realizado, principalmente em seu estádio, atuações entusiasmantes, onde somou, até aqui, 5 vitórias - mas nenhuma delas por mais de 1 gol de diferença, além de 1 empate.
Mourinho, inclusive, não tem se mostrado muito confortável com essa situação, mas deverá manter la stessa formazione que na semana passada venceu a Juventus, promovendo apenas o retorno de Cordoba (que cumpriu suspensão) no lugar de Materazzi.
Assim, L'Imperatore Adriano deverá formar o ataque mais uma vez ao lado de Ibrahimovic (ao lado - Insidefoto), que irá para sua ventunesima partida oficial consecutiva.
No esquema 4-3-1-2 que o Special One passou a adotar, principalmente diante das más atuações de seus alas Mancini e Quaresma, Zanetti, Cambiasso e Muntari deverão formar uma linha no centrocampo, com Stankovic um pouco mais avançado.
Na defesa, com Júlio César no gol, Maicon (abaixo - Insidefoto) e Maxwell devem ser os alas, com o destro tendo toda a liberdade de avançar, fechando com Cordoba e Samuel formando a zaga central.
No Napoli, o volante Gargano indicou o caminho a ser seguido: "Dovremo giocare con umiltà, ma senza paura. D'accordo che l'Inter ha campioni e fenomeni, ma in campo si va 11 contro 11. Dovremo essere tutti motivati al massimo. L'uomo partita per noi? Punto su Lavezzi".
E o estroso argentino está confirmadíssimo no time partenopeo, devendo ter o uruguaio Zalayeta como partner de ataque.
Reja, adepto do 3-5-2, buscará, com a superioridade numérica, conquistar o centro nevráglico do campo e para tanto deve dispor de 2 volantes - Gargano e Blasi, 2 alas - Maggio e Mannini e 1 trequartista - Hamsik.
Na defesa, que terá o difícil cômputo de controlar o ataque interista, devem aparecer Santacroce (mais abaixo, à direita - Mosca), Cannavaro e Contini, com Iezzo sob as balizas.
E a missão do trio de defensores azzurri deve ser muito complicada mesmo, pois o retrospecto aponta ampla vantagem nerazzurra no confronto: são 41 vitórias da Inter, 14 empates e apenas 7 sucessos do Napoli em Milão, com 122 gols realizados pela Internazionale e 58 pela equipe do sul da Bota.
Napoli que, aliás, não vence em Milão a Inter desde a temporada 1994/1995, quando Jonk (contra) e o brasileiro Cruz construíram o placar de 2 x 0.
Naquele 11 de dezembro de 1994, o Napoli de Boskov formou: Taglialatela; Tarantino, F. Cannavaro (o atual capitão da Azzurra), Cruz e Grossi; Pari, Bordin, Buso e Pecchia; Carbone e Lerda.
Já a Inter, então treinada por Ottavio Bianchi (o treinador do 1º título partenopeo), entrou em campo com: Pagliuca, A. Orlando, M. Paganin e M. Conte; Seno, Jonk, Orlandini, Berti e Zanchetta (atualmente no Lecce); Delvecchio e Sosa.
Mas, desde então, são 5 vitórias da Inter, inclusive na última temporada (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2007/10/o-jogo-da-tv-parte-i-internazionale-x.html), quando Cruz realizou uma doppietta (abaixo - Inter - o 2º tento do Jardinero) e o também argentino Sosa diminuiu quase no final.
Antes, só no campeonato 2000/2001, quando Di Biagio, Zamorano e Blanc fizeram os gols nerazzurri, com o suíço Sesa marcando o de honra napoletana que, curiosamente, formou o ataque com Amoruso e Stellone, atualmente no Torino.
Individualmente, o nerazzurro Giuseppe Meazza é o grande artilheiro do embate, com 8 gols realizados entre 1930 e 1937, enquanto Giacinto Facchetti e Giuseppe Bergomi, com 14 presenze cada, são os atletas que mais atuaram no confronto.
Neste domingo a história terá seqüência!

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

sexta-feira, novembro 28, 2008

Grandes jogos agitam a 14ª rodada


O último final de semana de novembro reserva rodada com embates muito especiais envolvendo as equipes que disputam a Serie A, tanto que a escolha do 'Match Clou' não foi nada fácil.
Para começar, a partir das 15h00 de sábado, ESPN, SporTV2 e RAI transmitem Catania x Lecce, com a peculiaridade de que o zagueiro leccese Stendardo não irá atuar na partida porque nesta sexta-feira estará defendendo sua ... tesi in Giurisprudenza, entrando para o seleto grupo de calciatori laureati.
Assim, oportunidade para o maliano Diamoutene (à direita - Tanopress) e o brasileiro Fabiano (formado no Vitória, mas desde 2001 na Itália) formarem a zaga giallorossa, que deverá ter bastante trabalho para conter o tridente Morimoto-Paolucci-Mascara da equipe adversária, che davanti al proprio pubblico venceu sei gare su sette.
Ainda no sábado, às 17h30, ESPN, RAI e TV Esporte Interativo veicularão Juventus x Reggina, uma ótima oportunidade para Del Piero & Cia. voltarem a vencer, ainda que o clube amaranto venha de duas vitórias consecutivas, uma delas sobre a Udinese no Friuli.
No domingo, a partir das 12h00 (sempre horário de Brasília), atenções voltadas para o 'Match Clou' Internazionale x Napoli, que terá cobertura da ESPN Brasil, SporTV e RAI, todas ao vivo.
No mesmo horário, além de Atalanta x Lazio; Cagliari x Sampdoria; Genoa x Bologna; Siena x Torino e Udinese x Chievo, será realizada ainda o sensacional duelo Roma x Fiorentina!
Uma pena, mas o confronto de duas das equipes italianas participantes da Uefa Champions League não será televisionada para o Brasil, impossibilitando que os fãs acompanhem um jogo que, se não fosse o embate Internazionale x Napoli, tinha tudo para ser o mais aguardado da rodada.
De qualquer maneira, sem Juan e Panucci, Spalletti deve postar a defesa giallorossa com Cassetti, Mexes, Loria e Riise (à esquerda - Insidefoto), enquanto Prandelli, diante dos indisponibili Dainelli, Donadel e Jorgensen e do suspenso Comotto, deve praticamente repetir a equipe que venceu bem a Udinese na última rodada, mantendo Kuzmanovic e Santana nos postos de Donadel e Semioli e entrando com os difensori Zauri (que tem a Roma como adversária especial, em razão de seu passado laziale) e Koldrup.
Por fim, fecha a 14ª giornata Palermo x Milan, que terá transmissão da ESPN, RAI e TV Esporte Interativo e será uma ótima oportunidade de assistir aos brasileiros Pato, Ronaldinho e Fábio Simplício em ação, lembrando que Kaká está squalificato.

quinta-feira, novembro 27, 2008

A Itália Na Europa


Não foi lá uma semana das mais felizes para os clubes italianos nas competições européias, ao menos em termos de resultados, já que, das 6 equipes em ação, apenas a Roma foi vitoriosa.
Mas a vitória da Lupa Capitolina sobre o Cluj não deve ser menosprezada, vez que a equipe romena havia vencido a romana na estréia de ambas nesta Champions League, naquele que deve ter sido o auge da crise romanista do início da temporada.
Agora, transcorridos pouco mais de 2 meses, Brighi (com uma doppietta) e Totti (à direita contra o português Dani - Reuters - cobrando falta e encerrando um jejum que já durava mais de ano na Europa) construiram o sucesso por 3 x 1 (Koné marcou para o clube treinado pelo italiano Trombetta) e, além de terem devolvido a derrota do Olimpico, com o sucesso permitiram à Roma ultrapassar o Chelsea (que ficou no 1 x 1 com o Bordeaux) e assumir a ponta do Grupo A da UCL, bastando um empate na última rodada, contra o Bordeux na Itália, para assegurar a classificação giallorossa à próxima fase.
Ainda na quarta-feira a Internazionale assegurou sua qualificazione alla seconda fase da Champions, mas de forma melancólica ao perder para o Panathinaikos por 1 x 0 em pleno Giuseppe Meazza (à esquerda, o ex Karagounis supera Cambiasso - Calanni), sendo beneficiada pelo empate entre Anorthosis e Werder Bremen na outra partida do Grupo B.
A trupe de Mourinho (que começou no 4-3-1-2 e dopo l'intervallo passou ao 4-4-2) realmente atuou bem abaixo das expectativas e, no final, acabou castigada pelo gol marcado pelo espanhol Sarriegi, depois de Júlio César ter feito grande defesa.
Já a outra equipe italiana derrotada na rodada (e também na própria Bota) não teve a mesma sorte e acabou prematuramente eliminada da Champions League, vez que, com 3 pontos somados, a Fiorentina não tem mais qualquer chance de prosseguir na competição.
Uma pena, mas depois que permitiu o empate do Lyon na França logo na 1ª rodada, quando chegou a estar vencendo por 2 x 0, a Viola perdeu a confiança e não conseguiu encaixar uma grande atuação no principal palco europeu e, nesta terça, passou quase toda a partida atrás de um recuperação que, no final, não veio após um strepitoso Benzema ter servido para Makoun fazer 1 x 0 aos 15' e pessoalmente ampliar aos 27', de nada servindo a cabeçada certeira de Gilardino aos 45' senão para decretar o placar final (acima, o argentino Santana persegue o brasileiro Juninho - Reuters).
Também na terça, a Juventus foi até a Rússia e voltou com um 0 x 0 contra o Zenit St. Petersburg, atual campeão da Supercoppa européia.
De baixo de muito frio (ao lado, Camoranesi não passa por Zyryanov - Afp), a Juventus, que entrou em campo já matematicamente classificada, foi até mais perigosa que a equipe russa, encontrando a trave em duas ocasiões - a primeira com Mellberg e a outra com Iaquinta, mas também teve que se virar com um ativo Danny, português que custou cerca de € 30 milhões ao time russo no último mercato.
Passando à Copa U.E.F.A., nesta quinta o Milan visitou o Portsmouth, squadra di mezza classifica inglese, e, embora a defesa formada Zambrotta, Senderos, Favalli e Antonini (com Dida no gol) tenha atuado de forma consistente, viu-se em desvantagem de 2 gols (tentos de Kaboul e Kanu - abaixo contra o svizzero Senderos - Hevezi) até os 39' da 2ª etapa, quando Ronaldinho cobrou uma falta com perfeição para diminuir.
Depois, aos 47', coube a Inzaghi superar o goleiro James e marcar seu 65º gol em competições européias, que ainda valeu a classificação antecipada à squadra rossonera.
Por fim, a Sampdoria recebeu o Stuttgart com muito impegno, mas pouca tática e nenhuma frieza.
Mais experiente, o time alemão saiu na frente com o romeno Marica, cabendo ao meia Sammarco buscar o empate ainda no 1º tempo.
Com o pareggio, un pò stretto para os alemães, Mazzarri bateu o recorde que pertencia a Boskov de resultados úteis da Sampdoria na Europa, mas tornou a classificação blucerchiata difícil.

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, novembro 26, 2008

L'Enigma - La Soluzione


Com uma arrancada inacreditável (5 elucidações consecutivas!) - e aparentemente contando com a desistência dos demais contendentes (exceção ao sempre perseverante Brahma), Lady Cyntia bisou sua conquista anterior e também levou o II Desafio Calcio Serie A ao desvendar que o escudo acima é da Gela Calcio, società calcistica da cidade italiana homônima e que tem como mascote um simpático golfinho (abaixo o logo em sua integralidade).
Fundada em 2006, a Gela Calcio sucedeu a Juveterranova (J.T.) Gela, que tinha como símbolo uma ave de rapina (daí o apelido Aquile Reali) e as cores sociais amarela e vermelha, sutilezas que não foram suficientes para embaralhar a escolha de Lady Cyntia.
Aliás, o score final desta brincadeira demonstra o quanto a Leitora nº 1 do Calcio Serie A é merecedora de receber mais um certificado deste blog e a coleção completa Football Stars 07-08 da Panini (figura à esquerda): 1º Lady Cyntia (10 pts); 2º Michel Costa (4); 3º JP e Leo Mafra (3); 5º Antonio Giusto e Brahma (2).
Agora, a 'L'Enigma' entrará de férias, preparando seu retorno para janeiro com novos desafios e prêmios!

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, novembro 24, 2008

'B' Em Pílulas


* Nel derby contra o Modena, posticipo da 15ª rodada, o Sassuolo fez 3 x 0 trascinato pelo atacante Alessandro Noselli, autor de uma doppietta;
* O 3º gol da equipe neroverde, que agora ocupa a 2ª colocação na Serie B, foi anotado pelo veterano atacante Riccardo Zampagna (abaixo - Vignoli);
* Com o resultado o Sassuolo ultrapassou o Empoli que, neste final de semana, foi derrotado pelo até então lanterna Treviso por 2 x 0, doppietta de Scaglia;
* A liderança, isolada, da Serie B está nas mãos do surpreendente Grosseto, que fez 1 x 0 na Triestina, tento de Sforzini;
* O nazionale ungherese Tamás Vaskó anotou o gol do Avellino contra o Piacenza, mas não impediu a derrota da equipe biancoverde por 2 x 1;
* Também por 2 x 1 o Brescia superou o Vicenza, de virada, tentos de Volta, Zambrella e Possanzini;
* Já Parma x Livorno, não obstante as presenças, do lado crociato, dos vários Kutuzov, Leon, Lucarelli, Paloschi e Paponi, e do lado amaranto, de Danilevicius, Paulinho e Tavano, ficou mesmo no 0 x 0;
* Com o empate, o Livorno chegou aos 24 pontos (ocupando a 5ª colocação) e o Parma aos 23 (em 6º).

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


L'Inter è in fuga? Essa pergunta está sendo feita por milhões de tifosi em toda a Itália e no resto do mundo depois que a Beneamata derrotou a Juventus no 'Match Clou' da 14ª rodada (http://calcioseriea.blogspot.com/2008/11/o-jogo-da-tv-parte-ii-internazionale-x.html) e abriu 3 pontos sobre o Milan e 6 sobre a própria Juventus, 3ª colocada na classificação da Serie A.
Se não foi uma rodada muita proveitosa para os diretos seguidores da squadra nerazzurra, foi para a Roma, que viajou até Lecce e venceu o adversário também giallorosso por convincentes 3 x 0, gols do ex Vucinic, do brasiliano Juan e do capitano Totti, este último com um delizioso pallonetto di destro (abaixo - Grazia Neri).
Ainda não foi uma Lupa genial, mas a vitória sobre um Lecce motivato ma inconsistente in attacco e talora distratto in difesa foi merecida e dá sinais de que a Roma está reencontrando sua melhor forma.
Vittoria netta foi também da Sampdoria que, aliás, assim como a Roma começou muito mal a temporada, mas somou 12 dos últimos 15 pontos que disputou e vem se recuperando na tabela.
Neste domingo a vítima blucerchiata foi o consistente Catania, que sucumbiu por 3 x 0 diante do Genietto Cassano, autor de 2 gols depois que Bellucci abriu o marcador.
Já o Napoli esteve muito próximo de vencer o Cagliari, mas acabou cedendo o empate no último minuto e, pela primeira vez na temporada, acabou não conquistando os 3 pontos no San Paolo.
Depois de um 1º tempo onde os sardi deram pouco espaço aos partenopei e que terminou 1 x 1 com gols de Hamsik e Lopez, Lavezzi colocou o Napoli novamente em vantagem com uma cobrança de falta que não deixou nada a dever a Maradona (acima - La Presse), mas, aos 51', o brasileiro Jeda fez grande jogada individual e serviu para Conti empatar a partida, ammutolendo di fatto lo stadio napoletano.
Quem também esteve muito perto de vencer foi o Bologna, que viu o palermitano Succi marcar seu 1º gol na Serie A aos 92' e, assim, impedir a 1ª vitória do allenatore Mihajlovic, cuja equipe havia saido em vantagem graças ao 7º tento stagionale de Di Vaio.
Melhor sorte teve a Reggina, que conseguiu sua 2ª vitória consecutiva ao derrotar a Atalanta por 3 x 1, gols de Cozza cobrando falta e doppietta de Corradi (ao lado enquanto salta Bellini observado por Talamonti - Sapone), com Doni diminuindo para a equipe bergamasca apenas nos acréscimos.
Ao contrário da società calcistica de Reggio Calabria, o Chievo não tem dado sinal de recuperação e colecionou, nesta rodada, sua 6ª derrota consecutiva ao perder, em plena Verona, para o Siena por 2 x 0, graças aos pênaltis convertidos por Galloppa e Maccarone.
Por fim, completaram a rodada os já analisados Fiorentina 4 x 2 Udinese, Lazio 1 x 1 Genoa e Torino 2 x 2 Milan (vide 'O Jogo Da TV').
A classificação da Serie A, lembrando que Roma e Sampdoria ainda têm uma partida a recuperar: 1º Internazionale (30 pts); 2º Milan (27); 3º Juventus (24); 4º Napoli (24); 5º Lazio (23); 6º Fiorentina (23); 7º Udinese (21); 8º Genoa (21); 9º Catania (21); 10º Atalanta (17); 11º Palermo (17); 12º Sampdoria (16); 13º Siena (16); 14º Roma (14); 15º Cagliari (14); 16º Torino (12); 17º Lecce (12); 18º Reggina (11); 19º Bologna (9) e 20º Chievo (6).

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, novembro 23, 2008

O Jogo Da TV (Parte IV) - Torino x Milan



Muito ruim para ambos! Assim pode ser definido o empate de 2 x 2 entre Torino e Milan que fechou a 13ª giornata da Serie A 2008/2009, disputada neste final de semana.
Afinal, com o resultado o Torino permaneceu na parte baixa da tabela do campeonato italiano, com apenas 12 pontos somados em 13 partidas, enquanto o Milan, que já havia empatado com o modesto Lecce em sua última trasferta, vê sua rivalíssima Inter se distanciar perigosamente.
Mas, independente dos objetivos, o jogo foi bastante interessante de assistir!
Com a panchina traballante, o granata De Biasi postou o Toro de forma bastante ofensiva, trazendo Rubin (que vinha jogando de centrocampista) para a lateral esquerda (deixando Pisano no banco) e inserindo Rosina alle spalle da dupla Bianchi-Stellone.
No Milan, Ancelotti não primou pela audácia e deixou Pato isolado na frente, mas, ao menos, promoveu o retorno de Pirlo (que não jogava a 69 dias), colocando o regista ao lado de Gattuso, Seedorf, Kaká e Ronaldinho em um centrocampo repleto de fósforo.
Assim, não foi de se estranhar quando a bola rolou e o time da casa se mostrou mais incisivo, fazendo um pressing sull'uomo muito forte e fechando bem os espaços.
E, depois de duas conclusões dalla distanza de Dzemaili (sempre servido por Rosina) que passaram assustando Abbiati, coube ao habilidoso camisa 10 granata, sempre caindo pela ala esquerda, cruzar na área para a cabeçada certeira de Stellone sul primo palo, abrindo o placar no Olimpico de Turim.
A resposta do Milan foi imediata, com a equipe mettendo in fila tutti i suoi pregi e fazendo um pressing ossessivo que redundou no gol de Pato (à direita contra Pratali - Reuters) que, servido explendidamente por Gattuso, não teve trabalho para empatar aos 29'.
Aí, o time rossonero deu a impressão de que passaria a fazer o seu jogo, com o Torino não conseguindo sair do próprio campo.
Não demorou muito e, aos 34', Kaká sofreu uma falta de Barone al limite - Ronaldinho cobrou com muita categoria e Sereni não teve a mínima chance de chegar na bola (abaixo a cobrança - La Presse).
E, com este Milan spettacolare dopo la partenza balbettante o árbitro Farina encerrou a 1ª etapa.
O 2º tempo começou com um lançamento de Seedorf que Pato não conseguiu finalizar com precisão, mas também com o Torino de cabeça erguida e disposto a tornar a vida rossonera complicada.
Aos 11' um momento da discutire, pois Farina não assinalou pênalti quando a bola encontrou o braço de Pratali dentro da área, principalmente porque o árbitro de Novi Ligure não hesitou em apontar para a marca de cal quando a pelota parou na não de Kaladze, na outra área, aos 32'.
É óbvio que Rosina, em cobrança impecável, empatou a partida exatamente cobrando este rigore (abaixo - Afp).
O trio Ka-Pa-Ro ainda tentou aprontar das suas, tendo até contado com a ajuda de Shevchenko no final, mas o Milan não conseguiu passar novamente em vantagem e perdeu un'altra occasione per restare vicino a Internazionale.
O tabellino do empate:
Torino: Sereni; Diana, Natali, Pratali, Rubin; Barone (72' Zanetti), Dzemaili, Colombo, Rosina (84' Ogbonna); Bianchi (72' Abbruscato), Stellone. All. De Biasi.
Milan: Abbiati; Bonera, Maldini, Kaladze, Jankulovski; Gattuso (79' Shevchenko), Pirlo (74' Emerson), Seedorf, Kaká, Ronaldinho; Pato. All. Ancelotti.
Gols: 25' Stellone, 29' Pato, 34' Ronaldinho, 78' Rosina (pênalti).
Árbitro: Farina.
Cartões amarelos: Pirlo, Natali, Barone, Bonera, Kaladze, Maldini e Kaká.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Lazio x Genoa



O confronto Lazio x Genoa, envolvendo duas das melhores equipes deste início da Serie A 2008/2009, terminou 1 x 1 - resultado que, tudo somado, acabou refletindo o que foi a partida, pois a equipe rossoblù, ainda que visitante e atrás na tabela, foi mais incisiva na zona gol, enquanto a biancoceleste foi preponderante no domínio das ações, terminando com 58,2% de posse de bola e 53,91% de vantaggio territoriale.
Mas, acima de tudo, foi um cotejo bastante interessante, com as squadre buscando sempre o gol adversário e que teve como principais protagonistas, no bem e no mal, os camisas 22 e 83 do Grifone.
Com ambas as equipes taticamente dispostas no 4-3-3, a fase inicial transcorreu senza particolari pericoli, com as defesas muito atentas, com especial destaque para a marcação do brasileiro Cribari sobre o capocannoniere Milito.
Mas, enquanto o tridente Foggia-Zárate-Pandev não engrenava, a tattica de Gasperini com Palladino e Sculli bem abertos nas pontas foi ganhando destaque, atingindo seu ápice aos 40', quando Vanden Borre partiu em velocidade e cruzou para Milito, sozinho dentro da área, completar para o fundo das redes (acima - La Presse).
Porém, injustificadamente, o assistente De Santis assinalou impedimento do avante rossoblù, no que foi acolhido pelo árbitro Mazzoleni, que acabou invalidando o gol.
Diante da inoperância do attacco laziale, Rossi voltou com Rocchi no lugar de Pandev para a 2ª etapa, mas foi novamente o ataque genoano que marcou presença, com Sculli sofrendo pênalti de Lichtsteiner aos 8'.
Mas, desta vez, não foi o trio arbitral que impediu o que seria o merecido vantaggio rossoblù, mas sim o próprio Principe Milito que, depois de converter 4 pênaltis, desperdiçou o seu 1º nesta temporada, chutando para fora.
O lance parece que deu novo ânimo à Lazio, cujo ataque começou a ser mais perigoso, com conclusão de Foggia parando em Rubinho e de Rocchi em ... Papastathopoulos, que tirou com o peito quase em cima da linha tiro ravviccinato de Tommasino.
Só que Milito não é um destes que se abatem com facilidade e, aos 24', depois que Carrizo saiu em falso em jogada de Palladino, Mesto cruzou para o argentino conferior (acima, à esquerda - La Presse) - Genoa 1 x 0!
E essa vantagem genoana arduamente conseguida poderia ter prosseguido até o final do jogo e mesmo ser ampliada, quando aos 35' Milito exigiu uma gran parata de Carrizo e no rebote Palladino não conseguiu imprimir a força necessária ao chute.
Mas, no lance seguinte, o meia Dabo disparou um chute meio despretensioso de bem longe, que o goleiro Rubinho (ao lado neutralizando chute de Brocchi - Afp), clamorosamente, não conseguiu segurar.
No final, o empate foi, como registrado anteriormente, justo!
O tabellino (cujos highlights podem ser visualizados ao final):
Lazio: Carrizo; Lichtsteiner, Cribari, Rozehnal, Kolarov; Brocchi, Dabo, Meghni (73' Inzaghi); Foggia, Zárate, Pandev (46' Rocchi). All. Rossi.
Genoa: Rubinho; Papastathopoulos, Ferrari, Biava, Criscito; Thiago Motta, Juric (66' Gasbarroni), Vanden Borre; Sculli (56' Mesto), Milito, Palladino (84' Potenza). All. Gasperini.
Gols: 69' Milito, 80' Dabo.
Árbitro: Mazzoleni.
Cartões amarelos: Criscito, Rozehnal, Thiago Motta e Papastathopoulos.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, desde que reassumiu a Azzurra, Marcello Lippi disputou 6 encontros, vencendo 3 (2 x 1 contra Chipre, 2 x 0 contra a Geórgia e 2 x 1 em Montenegro) e empatando outros 3 (2 x 2 com a Áustria, 0 x 0 contra a Bulgária e 1 x 1 na Grécia)?
* Que apenas o centrocampista Daniele De Rossi (à direita - Insidefoto) entrou em campo em todas as 6 oportunidades?
* Que De Rossi, com os 2 tentos anotados contra a Geórgia, é também um dos artilheiros dessa nova era lippiana, ao lado do seu companheiro de Roma Aquilani (autor de uma doppietta contra Montenegro) e do friulano Di Natale (que marcou os gols da vitória em Larnaca)?

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker