Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, novembro 07, 2009

O Jogo Da TV (Parte II) - Atalanta x Juventus



Em uma partida bella e rica de gols, a Juventus venceu a Atalanta em Bergamo por 5 x 2 e, com uma prova de caráter, mostrou que a derrota frente ao Napoli na rodada anterior já foi para o arquivo.
Porém, que o placar não engane, pois, apesar da bela apresentação bianconera, o embate foi equilibrado e a Atalanta só efetivamente se rendeu no final, quando a Juve conseguiu construir o punteggio finale.
Companheiro de Ferrara por uma década na própria Juventus, Conte lançou sua Atalanta em um ousado 4-4-2, com Garics e Bellini nas laterais, Ceravolo e Valdes como esterni di centrocampo e Doni e Tiribocchi no ataque, enquanto a Vecchia Signora entrou em campo em um mais prudente 4-2-3-1, com Camoranesi, Diego e Giovinco dietro a Trezeguet, único atacante de ofício (até por falta de opção, vez que Amauri, Del Piero e Iaquinta não estavam disponíveis).
Talvez até em razão de cada treinador conhecer muito bem as idéias do outro, a primeira meia hora da partida foi de grande equilíbrio, com as defesas levando vantagem sobre os ataques.
Porém, corta e vivace sulle fasce, fazendo um forte pressing sobre Felipe Melo e Poulsen, a equipe nerazzurra conseguiu criar as primeiras boas oportunidades, em especial uma aos 15', quando o chileno Valdes (acima, à direita, contra Camoranesi - Cerescioli) lançou Tiribocchi, que concluiu para fora na saída de Buffon.
Mas, depois que Doni finalizou com perigo para Buffon aos 33', a Juventus, até então estéril, resolveu acordar e, de um cruzamento de Grosso pela direita, Camoranesi subiu sozinho para testar e abrir o marcador aos 36'.
No minuto seguinte, Grosso novamente cruzou, desta vez da esquerda, a zaga rebateu mal e o ítalo-argentino, postado na meia lua, só teve o trabalho de colocar no canto de Consigli, fazendo 2 x 0 para a Juve!
A doppia vantagem arrefeceu a Atalanta, que só conseguiu reagir no início do 2º tempo, quando Guarente achou Valdes, que ganhou de Cáceres na corrida e fuzilou Buffon, fazendo 2 x 1 aos 6'.
A Juve, então, não se deixou tomar pelo fantasma da partida contra o Napoli e voltou a atacar decididamente, tendo 2 gols anulados por impedimento antes que, ainda aos 10', o brasileiro Felipe Melo (ao lado - Pegaso) pegasse o rebote e, com um belíssimo chute de média distância, ampliasse para 3 x 1.
Gara chiusa? Parecia, até que aos 26', em uma grande jogada que começou com Valdes e passou por Tiribocchi, Ceravolo realizou seu primeiro gol com a camisa bergamasca, abrindo novamente a partida.
Aí, foi a vez da Atalanta partir ao ataque em busca de um heróico pareggio, mas a Juventus, escolada com a virada partenopea da rodada anterior, foi quem decidiu a partida, primeiro com Diego (abaixo marcando Padoin - Cerescioli) aproveitando uma cochilada da defesa nerazzurra aos 39' e depois com Trezeguet aos 42', que festejou seu 167º gol in bianconero, se igualando a Sivori como o estrangeiro più prolifico della storia juventina.
E assim ficou o tabellino:
Atalanta (que teve 48,1% da posse de bola): Consigli; Garics, Talamonti, Peluso, Bellini; Ceravolo, Padoin, Guarente, Valdes; Doni, Tiribocchi (88' Madonna). All. Conte.
Juventus (por sua vez, detentora de 51,9% da posse de bola): Buffon; Cáceres, Cannavaro, Chiellini, Grosso; Poulsen, Felipe Melo, Camoranesi, Diego (89' Immobile), Giovinco (73' De Ceglie); Trezeguet. All. Ferrara.
Gols: 36' Camoranesi, 37' Camoranesi, 51' Valdes, 55' Felipe Melo, 71' Ceravolo, 84' Diego, 87' Trezeguet (os gols, melhores momentos e ainda uma entrevista com Trezegol podem ser visualizados no vídeo ao final do post).
Cartões amarelos: Padoin, Grosso, Doni, Guarente, Poulsen, Cannavaro, Bellini e Trezeguet.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte I) - Catania x Napoli



Depois da excelente (e histórica!) vitória sobre a Juventus na rodada anterior, o Napoli protagonizou uma apresentação tímida e não passou do 0 x 0 com o Catania no anticipo da 12ª giornata.
Pior! Os partenopei têm é que muito comemorar o pareggio, cabendo sim ao time da Sicília, na penúltima colocação, lamentar as várias oportunidades desperdiçadas pelos seus atacantes.
Armado no 3-5-2 por Atzori, com Mascara e Morimoto formando a coppia ofensiva, o Catania não encontrou maiores dificuldades e já aos 4' criou a primeira boa chance, com Morimoto concluindo ao lado da meta defendida por De Sanctis.
Sem encontrar maiores dificuldades, aos 11' foi a vez de Mascara (ao lado entre Aronica e Contini, com Izco mais ao fundo - Ap), com seu 1,75 m, testar para fora com perigo.
E, embora os etnei tenham então ralentado um pouco, esbarrando em um Napoli com um mais consistente posicionamento defensivo, o Catania continuou melhor por todo o 1º tempo, tendo sua grande chance - uma daquelas que não é possível desperdiçar - aos 42', com Morimoto (na foto abaixo fugindo de Aronica - Ap) sendo servido magnificamente por Mascara, mas com o japonês, quase na linha da pequena área, chutando em cima de De Sanctis, arrojado em ficar postado a dois passos da linha do gol (esse e os demais momentos relevantes da partida podem ser conferidos no vídeo ao final do post).
A 2ª etapa começou da mesma forma como terminou a anterior - com Morimoto desperdiçando outra ótima chance, desta vez cabeceando para fora, dentro da pequena área, em cruzamento de Llama.
Aos 4', finalmente o Napoli conseguiu ser perigoso, com Lavezzi aproveitando falha de Potenza para ficar a tu per tu com seu connazionale Andujar, mas o avante argentino mais uma vez demonstrou não ser um grande finalizador.
Mas foi um lance isolado, pois desta vez nem a entrada de Dátolo (mais abaixo em duelo com Augustyn - Getty Images) tornou o Napoli mais consistente, com o Catania permanecendo no comando da partida até o final.
Atzori, percebendo a chance concreta de vencer a partida, ainda lançou a cartada Plasmati, passando o Catania ao 3-4-3, mas o Napoli iria mesmo festejar o ponto conquistado ao triplo fischio de Rosetti.
O tabellino:
Catania: Andujar; Potenza, Terlizzi, Bellusci (41' Augustyn); Izco, Biagianti (88' Pesce), Carboni, Llama (66' Plasmati), Alvarez; Mascara, Morimoto. All. Atzori.
Napoli: De Sanctis; Grava, Cannavaro, Contini; Maggio, Gargano (33' Pazienza), Cigarini (73' Dátolo), Aronica, Hamsik; Lavezzi, Quagliarella (85' Denis). All. Mazzarri.
Árbitro: Rosetti.
Cartões amarelos: Bellusci, Terlizzi, Contini, Augustyn e Aronica.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Match Clou - 12ª Rodada 2009/2010



O 'Match Clou' da 12ª giornata da Serie A 2009/2010, que será realizada neste final de semana, é o imperdível Internazionale x Roma, que se transformou no principal embate do Calcio dos últimos anos.
Tanto que, se na última temporada, foi a Juventus que se sagrou vice-campeã, nas 3 anteriores coube a Roma vir logo atrás da campeã Internazionale, período no qual a Beneamata e a Lupa realizaram, também, as 3 finais da Copa Itália.
Aliás, Mourinho não se ilude com o começo decepcionante da Roma no atual campeonato italiano e declarou que "con la Roma è sfida per lo scudetto"!
Vindo de uma virada fantástica sobre o Dynamo Kyiv pela Champions League, a Inter deve entrar em campo com o mesmo l'undici que começou na Ucrânia, tendo Júlio César no gol; Maicon, Samuel, Lúcio e Chivu no setor defensivo; Zanetti, Cambiasso (ao lado - Br), Stankovic e Sneijder no meio, com este último fazendo a função de trequartista; Eto'o e Milito no ataque.
O atacante argentino (abaixo - Getty Images), inclusive, deverá festejar sua 100ª partida no futebol italiano, contando as temporadas que passou com o Genoa na Serie B.
Outro que terá o que festejar é o romeno Chivu, que comemorará sua 200ª presença oficial con maglie di club italiani, exatamente as de Inter e ... Roma, clube com o qual estreou na Itália em 14 de setembro de 2003 na goleada de 5 x 0 sobre o Brescia.
Sem problemas físicos ou de suspensão, Mourinho deixou alguns jogadores de fora do grupo convocado para enfrentar a Roma, dentre os quais Materazzi, Quaresma e Santon.
Já do lado da Roma os problemas de Ranieri são abundantes, a começar porque não poderá contar, mais uma vez, com Totti, bem como com o ex Burdisso, que deverá ser substituído pelo jovem Andreolli (mais abaixo - Getty Images), cria nerazzurra.
Com Doni recuperado do problema que o tirou do 2º tempo contra o Fulham, a defesa romanista deverá ter ainda os laterais Motta e Riise e o francês Mexes, até porque Juan não está em perfeitas condições físicas.
No centrocampo, sem poder contar com o squalificato Taddei, Ranieri deve lançar Perrotta, De Rossi, Brighi e o chileno Pizarro, que deverá ter mais liberdade para auxiliar os avantes Menez e Vucinic.
Apesar da campanha muito melhor realizada até aqui e de estar há 28 jogos sem perder em casa na Serie A, é bom lembrar que a Inter não vence a Roma no Giuseppe Meazza pelo campeonato italiano desde a temporada 2004/2005, quando fez 2 x 0 com uma doppietta de Mihajlovic e era então treinada por Roberto Mancini.
Desde então foram 2 sucessos da Roma e outros 2 empates, estes nas últimas stagioni, inclusive o sensacional 3 x 3 de março último (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/03/o-jogo-da-tv-parte-iv-internazionale-x.html).
Aliás, ao todo foram 85 jogos válidos pela Serie A em Milão, com 47 (55%) vitórias da Inter, 24 (28%) empates e 14 (16%) vitórias da Roma, que fez 74 e sofreu 144 gols.
Daí, o maior artilheiro do embate é nerazzurro, ou melhor, é o Spillo Altobelli, que fez 11 gols no confronto entre 1978 e 1988.
Já quem mais participou do confronto é o antigo terzino Giuseppe Bergomi, que defendeu a Inter em 16 ocasiões contra a Roma em Milão, seguido de Giacinto Facchetti e Francesco Totti, ambos com 14 presenças.
Quem deve entrar nesse seleto grupo é o argentino Javier Zanetti, que completará 14 duelos contra a Roma assim que ingressar em campo.
Mais números? Em novembro, a Inter de Mourinho venceu todos os jogos que disputou pela Serie A (6 até aqui) e Ranieri está a um passo de sofrer sua 100ª derrota in campionati italiani ...

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

L'Enigma - Le Scomesse


Mesmo sem conseguir vencer a Roma pela Serie A em Milão desde a temporada 2004/2005 - quando fez 2 x 0 com uma doppietta de Mihajlovic, a Inter tem a preferência da grande maioria dos amigos do Calcio Serie A para o confronto deste domingo, conforme os palpites a seguir consignados: 0 x 0 - Leonardo Redenção; 0 x 1 - Pai; 1 x 0 - Alcindo; 1 x 1 - Lucas Cardoso; 2 x 0 - Raphael Zerlottini; 2 x 1 - Michel Costa; 2 x 2 - Leonardo Mafra; 3 x 0 - Afonso; 3 x 1 - Cyntia e 3 x 2 - JP.
Portanto, apesar dos vários placares favoráveis à Inter, ninguém acredita na reedição do acontecido em 20 de dezembro de 1998, quando a Beneamata fez 4 x 1 na Lupa Capitolina com gols do brasileiro Paulo Sérgio para a Roma e Cauet, Zamorano (acima - Inter), Baggio e Zanetti para a Inter!

Marcadores:

Na Última Vez ...

sexta-feira, novembro 06, 2009

Rodada reserva duelos de Milão contra Roma


A 12ª rodada da Serie A 2009/2010, que será realizada no próximo final de semana, tem como principal atração o duelo entre as cidades de Milão e Roma.
Afinal, se não bastasse o 'Match Clou' Inter x Roma, que será o posticipo de domingo (com início às 17h45, horário de Brasília) e terá cobertura de ESPN Brasil, SporTV2, RAI e TV Esporte Interativo, um pouco mais cedo (a partir das 12h00) Lazio x Milan será transmitido por ESPN, RAI e TV Esporte Interativo.
Se o técnico Leonardo, agora, conta até com a declarada fiducia do poderoso Berlusconi, em Formello Ballardini (à direita - Getty Images) vem sendo bastante contestado - e não sem razão, já que a equipe ocupa apenas a modesta 15ª posição na Serie A (onde não vence há 9 rodadas!) e também não tem empolgado na Europa League.
Para o importante confronto de domingo, Ballardini deve utilizar o 4-3-1-2 com o ataque formado pelos argentinos Zárate e Cruz, enquanto o Milan deve começar com o mesmo esquema e Pato e Borriello na frente.
Quem não quiser assistir ao confronto do Olimpico, pode optar pelo também interessante Genoa x Siena, que terá cobertura da ESPN Brasil, ESPN HD e SporTV, sempre às 12h00 de Brasília.
Ainda no domingo acontecerão Bari x Livorno; Bologna x Palermo; Cagliari x Sampdoria; Parma x Chievo e Udinese x Fiorentina, onde estará em campo o artilheiro do campeonato, Totó Di Natale (abaixo - Getty Images).
No sábado, a rodada começa com o duelo sulista Catania x Napoli, ótima oportunidade para ver a sensação comandada por Mazzarri em ação, que deverá ter Quagliarella mais uma vez no ataque.
A partida, que começará às 15h00, terá cobertura da ESPN e RAI.
Um pouco mais tarde, às 17h45, o ex Conte comandará a Atalanta contra a sua Juventus, onde Ferrara também já está sentindo a pressão pelos últimos resultados negativos depois de um começo exuberante.
Para ver Felipe Melo e Diego em ação (Amauri cumprirá suspensão automática) bastará sintonizar na ESPN Brasil, RAI, TV Esporte Interativo ou Rede Gazeta.
Um ótimo final de semana a todos!

quinta-feira, novembro 05, 2009

A Itália Na Europa


Depois de 6 temporadas sem conseguir classificar todas as suas representantes às 8ªs de final da Champions League, a Itália, transcorridas as primeiras 4 rodadas da fase de grupos desta edição 2009/2010, tem ótimas possibilidades de conseguir o feito.
Isto porque, neste Matchday 4, das 4 equipes italianas na competição, apenas o Milan não venceu.
Porém, mesmo ficando no 1 x 1 contra o Real Madrid no San Siro, o Milan está em boa situação no Grupo C (dividindo a liderança exatamente com os espanhóis), até porque venceu o tradicional adversário jogando em pleno Santiago Bernabeu.
Só que nesta terça o time rossonero não conseguiu o bis no retorno de Kaká a Milão (ao lado, o brasileiro perseguindo Ronaldinho Gaúcho sob o olhar de Ambrosini - Getty Images) em partida que foi bastante vibrante e com gols apenas na 1ª etapa, quando Benzema abriu o marcador e R10 empatou cobrando pênalti.
Depois de um 1º tempo em que o mais ofensivo Milan (armado por Leonardo no 4-3-3) foi menos perigoso do que um prudente Real Madrid (em um pouco usual 4-2-2-2), no 2º tempo, principalmente após a entrada de Pippo Inzaghi, o squadrone rossonero foi mais incisivo, mas quase sofreu o revés no final, quando Raul exigiu grande defesa de Dida, que evidenciou que la papera dell'andata ficou para o passado!
Ainda no mesmo dia, a Juventus foi até Israel enfrentar o Maccabi Haifa que, se em seu campeonato doméstico só coleciona vitórias, na Europa ainda não conseguiu marcar um único gol.
E, contra a Vecchia Signora não foi diferente! Apesar de não ter feito uma grande atuação (embora alguns jogadores, como o brasileiro Diego - à esquerda - Getty Images -, tenham sido bastante convincentes), a Juventus não encontrou maiores dificuldades para somar os 3 pontos em disputa graças a um gol de Camoranesi nos acréscimos do 1º tempo, resultando no magro placar final de 1 x 0.
Agora, na 2ª colocação do Grupo A, mas tendo 4 pontos de vantagem sobre o 3º colocado Bayern München que enfrentará na última rodada em Turim, a Juventus só precisa repetir o que fez em Ramat Gan - controllare!
Na quarta-feira, o grande destaque ficou por conta da Internazionale, que foi até a Ucrânia enfrentar o Dynamo e, depois de sair perdendo, conseguiu realizar 2 gols nos últimos 5' que podem ter significado não só a importante vitória fora de casa, como também mudado o rumo da Beneamata na competição.
Sem vencer na Champions desde outubro de 2008, a Inter entrou em campo com a formação supostamente ideal, com Sneijder no suporte de Eto'o e Milito, mas acabou indo para o intervalo perdendo por 1 x 0, gol do nemico Shevchenko (ao lado, o ex milanista entre Chivu e Samuel - Reuters).
No 2º tempo, com Mourinho mudando a equipe para o 4-2-3-1, com Balotelli e Eto'o larghi, a Inter passou a dominar a partida e criar várias oportunidades de gol, que porém não foram convertidas até que, aos 41' Milito empatou e aos 44' Sneijder empurrou para o fundo das redes a bola que resultou no sucesso nerazzurro.
Bem mais fácil foi a façanha da Fiorentina, que fez 5 x 2 no Debrecen e agora está a apenas 1 ponto do líder Lyon e tem 5 de vantagem sobre o Liverpool, em situação muito complicada na UCL.
A bem da verdade, apesar de algumas distrações defensivas, a Viola não teve qualquer dificuldade para construir o placar, sendo que Mutu, Dainelli (ao lado em ação contra Czvitkovics - Reuters), Montolivo, Marchionni e Gilardino distribuiram os gols da Fiorentina, com Rudolf e Coulibaly realizando os dos húngaros.
Pela Europa League, que teve sua 4ª rodada do Group Stage nesta quinta, a Roma encontrou mais dificuldades do que esperado, mas conseguiu, ao final, vencer o Fulham por 2 x 1.
Sem Totti, Juan e Burdisso lesionados e Vucinic poupado, Ranieri escalou o tandem ofensivo com Júlio Baptista e Okaka, com Cicinho e Guberti como esterni di centrocampo, tendo ainda o jovem Andreolli no centro da zaga.
E foi o giovane centrale que cometeu o pênalti em Kamara, que o próprio senagalês ex Catanzaro e Modena converteu em um 1º tempo pouco emocionante.
Porém, na 2ª etapa, favorecidos pela expulsão de Nevland (que havia entrado no posto de Kamara no intervalo!) logo aos 4', os giallorossi foram bem mais convincentes, alcançando a vitória com gols de John Arne Riise (que contou com o fundamental desvio de Bjorn Helge ... Riise, seu irmão!) e Okaka (acima em ação - Getty Images).
Já a decepção italiana da semana foi a Lazio, que simplesmente desabou perante o Villarreal por 4 x 1 no Madrigal, sendo que apenas nos primeiros 15' o time biancoceleste, em uma incrível follia, sofreu 3 gols e ainda teve Baronio expulso!
Aos 32', até que o jogo poderia ter sofrido uma reviravolta com a expulsão do argentino Gonzalo Rodriguez e o pênalti cometido em Rocchi, mas o laziale Foggia desperdiçou a cobrança e adiou o gol de honra da trupe de Ballardini, que só saiu aos 72' com Zárate, pouco antes do italiano Rossi dar números finais ao placar convertendo pênalti para o Submarino Amarillo.
Completou o panorama italiano na Europa e vitória, suada, do Genoa sobre o Lille por 3 x 2.
Apesar de manter o time rossoblù disposto no habitual 4-3-3, Gasperini praticou um verdadeiro turnover na equipe e quase pagou caro por tanto.
Afinal, depois de abrir 2 x 0 com os argentinos Palacio (que começou jogando no lugar de Sculli) e Crespo, o Genoa chegou a infantilmente ceder o empate nos minutos finais, quando os mais experientes franceses marcaram com Frau e Gervinho, em falhas de Scarpi e Tomovic.
Porém, coube a Sculli (acima em seu chute decisivo - Getty Images), que havia entrado no 2º tempo, receber um presente de Palladino para fazer o tento da vitória rossoblù aos 47', mantendo o Grifone in corsa na Europa!

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

quarta-feira, novembro 04, 2009

L'Enigma


Neste domingo tem Inter x Roma, 'Match Clou' da 12ª rodada da Serie A 2009/2010 e objeto da 'L'Enigma' desta semana, que quer saber como vai terminar o importante cotejo?
Embora a Inter tenha, atualmente, exatamente o dobro de pontos da adversária na Serie A (28 a 14), vale lembrar que essas equipes têm protagonizado duelos muito acirrados nas últimas temporadas e a Beneamata não vence a Lupa em Milão pelo campeonato italiano desde a temporada 2004/2005, colecionando duas derrotas e dois empates desde então.
Na temporada passada, ocorreu emocionante empate de 3 x 3 (confira os melhores momentos acessando http://calcioseriea.blogspot.com/2009/03/o-jogo-da-tv-parte-iv-internazionale-x.html).
Mas que os tifosi interisti não fiquem totalmente desolados, pois a Inter venceu a Roma já neste ano, fazendo 2 x 1 pelas 4ªs de final da Copa Itália em 21 de janeiro último (na foto do alto, tackle de Zanetti em Perrotta - Reuters), com gols de Adriano, Taddei e Ibrahimovic.
Disputado também está o III Desafio Calcio Serie A, cuja classificação atualizada está assim: 1º JP (5 pts); 2º Leonardo Mafra e Michel Costa (4); 4º Raphael Zerlottini (3); 5º Afonso (2) e 6º Alcindo, Cyntia, Lucas, Marra e Sérgio André (1).
Vamos continuar participando!

Marcadores:

Na Última Vez ...

terça-feira, novembro 03, 2009

Momento Panini - Dida


Depois de começar a temporada em baixa, com o neo allenatore Leonardo chegando a preteri-lo por Abbiati e Storari, Dida, baiano de Irará, deu a volta por cima e, aproveitando de problemas físicos dos italianos, reassumiu o posto de goleiro titular do Milan e vem sendo um dos principais responsáveis pela boa fase que o time rossonero atravessa na Serie A.
De físico granito (1,95 m e 85 kg) e ótima colocação, Nelson de Jesus Silva nasceu aos 07 de outubro de 1973 e, embora baiano, iniciou sua carreira no futebol alagoano, passando pelo ASA e pelo extinto Cruzeiro de Arapiraca, mas explodiu efetivamente no Vitória de seu estado natal, com o qual foi campeão baiano em 1992 e no ano seguinte chegou ao vice-campeonato brasileiro, até hoje a melhor colocação da história do clube rubro-negro.
Aí, contratado pelo Cruzeiro de Belo Horizonte, Dida, ou a Muralha Azul para os torcedores celestes, conquistou 4 campeonatos mineiros, a Copa do Brasil de 1996 e a Libertadores da América de 1997, se firmando como um grande defensor de pênaltis.
Apesar de muito querido pela torcida da Raposa, Dida acabou se desentendendo com a diretoria do clube antes de ser contratado pelo Milan, que resolveu emprestar o então reserva da seleção brasileira ao Lugano, da Suíça, onde o arqueiro de ótima colocação teve o seu primeiro contato com o futebol europeu.
Em 1999, Dida foi novamente emprestado, desta vez ao Corinthians, onde viveu uma das melhores fases de sua carreira e conquistou o Campeonato Brasileiro de 1999 (defendendo 2 pênaltis cobrados por Raí na semi-final) e o F.I.F.A. Club World Cup 2000.
Na temporada 2000/2001, Dida aportou em Milanello e, reserva de Abbiati, chegou a jogar contra o Parma pela 4ª rodada, mas logo depois restou envolto nello scandalo passaporti e acabou voltando ao Brasil, novamente ao Corinthians.
Integrante do grupo campeão da Copa do Mundo de 2002, Dida retornou ao Milan para o campeonato 2002/2003 (figurinha do alto) e, aproveitando de um dos inúmeros infortuni de Abbiati, conquistou o posto de titular da squadra rossonera para se firmar como um dos melhores goleiros do mundo, especialmente após ter conduzido o time a vitória na Champions League sobre a Juventus defendendo 3 cobranças de pênalti!
Extremamente calmo, Dida foi indicado, em mais de uma ocasião, para concorrer ao prêmio de melhor goleiro do mundo, restando como titular indiscutível da meta rossonera até o campeonato 2006/2007, quando algumas falhas e contusões abriram espaço para o australiano Kalac.
Ainda assim, Dida foi importante na conquista da Champions League sobre o Liverpool e começou o campeonato 2007/2008 como titular, tendo depois terminado a temporada como secondo de Kalac.
A última stagione (figurinha à esquerda), Dida passou quase toda como reserva de Abbiati, que neste interregno voltou ao Milan, mas foi titular nos últimos 3 meses, quando o italiano voltou a se machucar.
Agora, aos 36 anos, este goleiro que foi a 3 Copas do Mundo (a última como titular) e coleciona mais de 90 presenças com a seleção brasileira e 185 na Serie A, está demonstrando que ainda é capaz de transmitir segurança aos seus companheiros.

Marcadores:

Na Última Vez ...

segunda-feira, novembro 02, 2009

'B' Em Pílulas


* Depois de vencer, no último dia 27, a Reggina por 3 x 2 em partida adiada da 9ª rodada, o Lecce voltou a vencer no sábado pela 12ª giornata, desta vez o Empoli pelo placar de 1 x 0, gol do meia Vives (abaixo, em um momento da partida, o leccese Defendi marca o empolese Valdifiori - La Presse);
* Com as duas vitórias, o Lecce chegou aos 23 pontos, mesma pontuação do agora líder Ancona, que venceu o Piacenza por 2 x 1 em partida também adiada da 9ª rodada e, nesta última, apenas empatou com o Cesena, 3º colocado com 21 pontos, em 0 x 0;
* Em outras partidas recuperadas válidas pela 9ª rodada, o Brescia perdeu para o Gallipoli por 1 x 0 e o Empoli empatou com a Triestina em 1 x 1, gols do brasileiro Eder e de Siligardi;
* O Frosinone, que também aparece com 21 pontos e era o líder até o final de semana anterior, perdeu neste sábado para o da mesma forma surpreendente Sassuolo por 3 x 0 jogando no Comunale, tentos de Zampagna, Salvetti e Martinetti;
* Outro veterano que foi as redes foi o fantasista Locatelli (ex Atalanta, Milan, Udinese, Bologna e Siena), que fez um dos gols do seu Mantova no empate de 2 x 2 com o Brescia;
* Quem decepcionou nesta rodada foi o Torino, derrotado pela Triestina por 2 x 0, gols de Testini e do tcheco Sedivec;
* Emanuele Pesoli, zagueiro de 1,87 m, é o melhor recuperador de bolas do campeonato até aqui, com 332 palle recuperate, seguido do finlandês Jonas Portin do Ascoli com 321 e Elia Legati, do Crotone, com 306.

Marcadores:

Na Última Vez ...

Panorama Da Rodada


O campeonato começou até equilibrado e, ainda na 1ª rodada, a atual tetracampeã Internazionale teve um inesperado tropeço (relembre acessando http://calcioseriea.blogspot.com/2009/11/o-jogo-da-tv-parte-iii.html), mas, incrivelmente, termina sua 11ª giornata com a Beneamata na liderança com ... 7 pontos de vantagem sobre as suas mais próximas inseguitrici!
Méritos de uma cada vez mais concreta Inter e da pouca consistência de seus principais contendentes, em especial Juventus e Sampdoria, que não conseguiram sequer vencer neste último final de semana mesmo jogando em seus domínios (vide http://calcioseriea.blogspot.com/2009/10/o-jogo-da-tv-parte-i-juventus-x-napoli.html e http://calcioseriea.blogspot.com/2009/11/o-jogo-da-tv-parte-iii-sampdoria-x-bari.html).
Assim, enquanto suas principais concorrentes esbarraram nos adversários, a Inter foi até o Armando Picchi e, mesmo preocupada com o confronto contra o Dynamo Kyiv pela Champions League na próxima semana, venceu por 2 x 0.
Com o esloveno Khrin fazendo sua estréia como titular e Mancini rilanciato por Mourinho ao lado de Stankovic dietro a Milito, a Inter até que sofreu contra um prático Livorno no 1º tempo, mas, na 2ª etapa, com Eto'o em campo, muito mais do que uma grande atuação, conquistou os 3 pontos em jogo com gols de Milito (acima contra o croata Knezevic - Getty Images) aos 3' e Maicon, em jogada de alta velocidade, aos 35' (vide os gols desta partida no vídeo ao final do post).
A rodada também foi positiva para Milan, que fez 2 x 0 no Parma (confira em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/10/o-jogo-da-tv-parte-ii-milan-x-parma.html), e Fiorentina, que venceu o Catania por 3 x 1.
Aliás, em Florença, não obstante alguns equívocos do árbitro Tagliavento, a partida foi bella e combattuta, com o Catania começando pressionando, mas sofrendo um gol logo aos 4', quando o ex juventino Marchionni recebeu, na direita, um cruzamento vindo do lado oposto do peruano Vargas e disparou um belo diagonale que entrou no canto de Andujar.
Porém, instigados por seu treinador a se apresentarem com grinta, os etnei continuaram criando perigo para o arqueiro Frey e, depois que Dainelli foi expulso no final do 1º tempo, Mascara empatou a partida logo no início da 2ª etapa acertando um tiro de mais de 20 metros.
Aí, pouco depois, foi a vez de Capuano ser expulso, deixando ambas as equipes com apenas 10 homens em campo - o suficiente para a Fiorentina crescer e reestabelecer o controle da partida, pressionando o Catania pelas laterais do campo, especialmente sull'asse formado por Gobbi e Vargas.
Mas, foi pela direita que a Fiorentina voltou a marcar, com De Silvestri e Marchionni trocando passes para mais uma conclusão deste último, que acertou um splendido piatto al volo e colocou a Viola novamente em vantagem.
No final, Gilardino ainda encerrou sem digiuno fazendo 3 x 1.
Ainda em situação delicada na tabela, ao menos a Roma fez as pazes com a vitória ao bater o Bologna por 2 x 1 no Olimpico.
Vindo de 3 derrotas consecutivas, a Lupa Capitolina ainda saiu em desvantagem no marcador, com o brasileiro Adailton abrindo o marcador para os emiliani sem maiores dificuldades depois que servido por Di Vaio (na foto acima, à esquerda, contra o zagueiro Juan - Getty Images) em um contropiede micidiale.
Porém, a resposta romanista foi quase imediata e 3' depois (aos 35') o montenegrino Vucinic, muito contestado antes da partida, empatou aproveitando de uma confusão na área rossoblù, realizando seu primeiro gol no campeonato.
No 2º tempo, após uma conclusão de Menez, Perrotta pegou o rebote e concretizou a virada giallorossa, que não teve maiores problemas para controlar o Bologna, pouco concreto mesmo após as entradas de Marazzina e Osvaldo.
Já a outra agremiação da capital, a Lazio, continuou sem vencer (completou a 9ª rodada sem vitórias) ao ficar no 1 x 1 com o lanterna Siena no Artemio Franchi Montepaschi Arena - na partida, que marcou a estréia do antigo zagueiro Baroni (campeão italiano com o Napoli na temporada 1989/1990) como técnico do time bianconero, o árbitro Pierpaoli expulsou o goleiro laziale Muslera, mas depois voltou atrás após consultar o assistente Galloni, enquanto Mauri e Maccarone marcaram os gols do embate.
Quem venceu - e bem - foi o Cagliari, que, em sua 1000ª partida na Serie A, fez 3 x 0 na Atalanta ainda no 1º tempo, com uma doppietta do brasileiro Nenê e tento de Matri, cobrando pênalti de Peluso em Lazzari.
Em Verona, Chievo e Udinese ficaram em um 1 x 1 sem grandes emoções, com Floro Flores e Yepes (acima marcando o chileno Sanchez - Getty Images) anotando os gols.
Por fim, na Sicília, Palermo e Genoa ficaram no 0 x 0 (vide, para maiores informações, http://calcioseriea.blogspot.com/2009/11/o-jogo-da-tv-parte-iv-palermo-x-genoa.html).
Com os resultados, a classificação da Serie A está assim: 1º Internazionale (28 pts); 2º Juventus (21); 3º Sampdoria (21); 4º Milan (19); 5º Fiorentina (18); 6º Napoli (17); 7º Genoa (17); 8º Parma (17); 9º Cagliari (16); 10º Palermo (16); 11º Bari (15); 12º Chievo (15); 13º Udinese (15); 14º Roma (14); 15º Lazio (11); 16º Atalanta (9); 17º Bologna (9); 18º Livorno (9); 19º Catania (7) e 20º Siena (6).
Já os recordmen della giornata foram os seguintes: Palle recuperate: 1º Peluso (Atalanta) e Talamonti (Atalanta) 31; 3º Astori (Cagliari) e Zapata (Udinese) 30; Passaggi riusciti: 1º Vieira (Inter) 80; 2º Zanetti (Inter) 75; 3º Maicon (Inter) 64; Assist: 1º Pizarro (Roma) 7; 2º Galloppa (Parma) 5; 3º Ronaldinho (Milan) 4; Tiri: 1º Vucinic (Roma) 5; 2º Bojinov (Parma), Candreva (Livorno), Cassano (Sampdoria), Denis (Napoli), Mannini (Sampdoria) e Marchionni (Fiorentina) 4.

video

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

domingo, novembro 01, 2009

O Jogo Da TV (Parte IV) - Palermo x Genoa



Fechando a 11ª rodada da Serie A 2009/2010, Palermo e Genoa perderam l'aggancio alla zona Champions League ficando em um, até certo ponto, decepcionante 0 x 0.
Isso porque, envolvendo times de ataques prolíficos (e de defesas facilmente perfuráveis!), se esperava um jogo de muitos gols no Barbera, principalmente porque na rodada anterior o Palermo havia participado do espetacular 5 x 3 frente a Inter, enquanto o Genoa, nas últimas 4 rodadas, marcara 7 gols e sofrera ... 10!
Porém, talvez até em razão desses números, e também fadigados pela rodada de meio de semana, Palermo e Genoa realizaram um jogo que só foi realmente interessante no 1º tempo, quando as equipes criaram boas oportunidades.
Aliás, o Palermo, disposto no 3-4-1-2 com Migliaccio na zaga e Pastore dietro a Cavani e Miccoli, começou já praticando um forte pressing que só não deu resultado porque o atacante Cavani (acima marcado pelo capitano Rossi - Getty Images) usou a mão para empurrar a bola para o fundo das redes logo aos 2', recebendo o cartão amarelo do árbitro Brighi.
Já o Genoa começou no 3-4-3, mas logo, notando o ímpeto rosanero, passou ao mais prudente 4-3-3, com o grego Papastathopoulos voltando à defesa.
Efetivamente, o Palermo foi bem melhor no início da partida, com Miccoli, in serata di grazia, só não marcando aos 15' diante de grande defesa do arqueiro Scarpi, que substuiu o esperado, mas ausente, Amelia (ao lado, o pequenino Miccoli enfrentando o zagueiro Biava - Getty Images).
Porém, na parte final da 1ª etapa os vários Palladino, Mesto e Rossi salgono in cattedra e o Genoa equilibrou a partida, exigindo mesmo do goleiro Sirigu boas intervenções pouco antes do intervalo.
Mas, se o 1º tempo foi bastante movimentado, no 2º o Palermo, principalmente, deu claras mostras de cansaço, pouco influindo as mexidas de Zenga, que colocou os atacantes Hernandez e Budan nos postos de Pastore e Cavani.
Assim, diferentemente da etapa inicial, coube ao Genoa as melhores oportunidades do 2º tempo, especialmente porque as substituições promovidas por Gasperini deram melhores resultados, em especial a entrada do argentino Crespo (acima antecipado por Cassani - Tanopress), melhor figura da segunda metade da partida e autor de 3 finalizações ao gol rosanero.
Porém, nada que alterasse o panorama da partida, que teve o seguinte tabellino:
Palermo: Sirigu; Kjaer, Bovo, Migliaccio; Cassani, Nocerino, Fábio Simplício, Bresciano, Pastore (62' Hernandez); Cavani (78' Budan), Miccoli. All. Zenga.
Genoa: Scarpi; Papastathopoulos, Biava, Moretti, Bocchetti; Rossi, Milanetto, Modesto; Mesto (75' Palacio), Floccari (58' Crespo), Palladino (58' Sculli). All. Gasperini.
Árbitro: Brighi.
Cartões amarelos: Cavani, Papastathopoulos, Biava, Mesto e Miccoli.
A seguir, os melhores (não muitos) momentos da partida:

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

O Jogo Da TV (Parte III) - Sampdoria x Bari



Na partida que marcou a primeira vez de Cassano como adversário do seu Bari, o placar terminou inalterado.
Mas o 0 x 0, persistente, não saiu do marcador por falta de oportunidades ou por monotonia, muito ao contrário!
Depois da contundente goleada sofrida frente a Juventus no meio de semana, o allenatore blucerchiato Del Neri manteve o 4-4-2, mas revolucionou a equipe sacando 4 dos titulares em Turim e recuando o suíço Ziegler para a lateral esquerda.
Com o capitano Palombo dando maior consistência ao centrocampo ao lado jovem meia Poli (à direita contra Salvatore Masiello - Getty Images), Pazzini e Cassano ficaram mais livres para ocupar os espaços na frente.
E, assim, depois de um pressing iniziale do Bari de Ventura, disposto também no 4-4-2 com os rapidíssimos alas Alvarez e Langella bem abertos nas extremidades, quase como autênticos pontas, a primeira grande chance da partida foi de Cassano, que aproveitou uma roubada de bola de Poli e exigiu, já dentro da área, grande defesa do arqueiro Gillet, um dos destaques dos pugliesi.
Porém, o Bari não é só dono da melhor defesa do campeonato (apenas 7 os gols sofridos), como também é a única equipe mai battuta nei primi tempi.
Daí, depois de algumas investidas perigosas dos visitantes em contra-ataques rápidos, a Samp só conseguiu chegar novamente com perigo ao gol do Bari já aos 40', quando Cassano (ao lado contra Bonucci - Getty Images) cobrou uma falta com perigo e Gillet jogou para fora da área.
No início do 2º tempo a partida continuou divertida, com Cassano e Mannini exigindo boa intervenção de Gillet aos 6' e Alvarez desperdiçando ótima chance aos 7' para o time de Ventura (este e os demais lances importantes podem ser conferidos nos highlights ao final do post).
Alarme soado e Del Neri, preocupado com a lateral esquerda (por onde o hondurenho Alvarez descia em grande velocidade), colocou Accardi no lugar de Franceschini, retornando Ziegler para o meio de campo.
Por sua vez, Ventura trocou Kutuzov (ex di turno) por Meggiorini, dando maior freschezza ao ataque.
O jogo, então, entrou em uma fase de poucas emoções, até que, no finalzinho, reviravolta!
Para começar, aos 42' Cassano estufou as redes do Bari, mas como estava impedindo no momento do lançamento de Mannini, o árbitro Valeri muito bem invalidou o gol.
Aí, aos 45', Meggiorini primeiro se atrapalhou com a bola e depois acabou derrubado por Castellazzi dentro da área - pênalti para o Bari que Barreto chutou para fora (acima, a cobrança do brasileiro - Getty Images)!
Acabou? Que nada, o lance mais controvertido ainda estava por vir: cobrança de falta para a área blucerchiata aos 49', Barreto fez a sponda e Bonucci concluiu para o gol, que acabou anulado pelo árbitro Valeri por um suposto impedimento de Barreto, que não existiu.
Assim, o 5º resultado útil como visitante ficou estreito para o Bari.
O tabellino:
Sampdoria: Castellazzi; Cacciatore (65' Zauri), Gastaldello, Rossi, Ziegler; Mannini, Palombo, Poli (77' Tissone), Franceschini (54' Accardi); Pazzini, Cassano. All. Del Neri.
Bari: Gillet; A. Masiello, Ranocchia, Bonucci, S. Masiello; Alvarez, Donati, Almiron, Langella (87' Koman); Barreto, Kutuzov (55' Meggiorini). All. Ventura.
Árbitro: Valeri.
Cartões amarelos: Rossi, Langella, Poli, Accardi, Castellazzi e Donati.
No vídeo abaixo, também, sfogo de Cassano, ameaçando abandonar Gênova.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

Você Sabia ...


* Que, transcorridas 10 rodadas, a Internazionale (abaixo - Inter - a formação que começou o jogo contra o Palermo, terminado 5 x 3 no último dia 29) detem o melhor ataque da competição, tendo realizado 26 gols (média de 2,6 por partida!), seguido de Sampdoria, Juventus e Genoa, todos com 18 tentos anotados até aqui?
* Que o Genoa, com 20 gols sofridos nas mesmas 10 rodadas, ostenta o título de pior defesa do torneio, seguido de Roma com 18 e Napoli com 16?
* Que o Livorno, com apenas 4 gols marcados, é dono do pior ataque da competição, mas também tem uma defesa bastante segura, tendo sofrido apenas 10 tentos, atrás tão somente de Inter (9), Fiorentina (8), Juventus (8) e Bari, melhor defesa com apenas 7 gols sofridos nas primeiras 10 rodadas?

Marcadores:

Na Última Vez ...

Especiais Do Mês


Perto de celebrar seu 3º aniversário (que ocorrerá no dia 3 próximo!), o Calcio Serie A completou outubro com quase 2.000 visitas (segundo contador Site Meter) e 53 posts!
Inclusive, a coluna 'O Jogo Da TV', que acompanha os principais cotejos da Serie A trazendo os lances mais importantes de cada encontro, esteve presente em 17 (!) partidas envolvendo 16 equipes diferentes apenas neste último mês.
Com isso, somadas as 10 primeiras rodadas do campeonato, a 'O Jogo Da TV' acompanhou 35 partidas, sendo que nada menos do que 9 da capolista Internazionale e 8 de Juventus e Milan!
Aliás, em outubro, a Serie A foi realmente pródiga, com a realização de 4 rodadas e meia (vez que a 11ª terminará hoje), o que ensejou 5 edições da 'Match Clou', sempre trazendo a prévia do principal embate de cada rodada, acompanhada de curiosidades e recordes do duelo.
Mas os jogos que não tiveram cobertura da 'O Jogo Da TV' não ficaram de fora do Calcio Serie A. Absolutamente! Coube a 'Panorama Da Rodada' relatar os desenrolar dessas partidas, bem como apresentar estatísticas dos recordmen de cada uma das giornate.
Também os principais fatos do campionato cadetto tiveram espaço na ''B' Em Pílulas'.
Já o futebol internacional, com a participação das equipes italianas na Europa League e na Champions League ficou por conta da 'A Itália Na Europa', enquanto a 'Gli Azzurri' cuidou da classificação italiana para a próxima Copa do Mundo!
A 'L'Enigma', por sua vez, continuou sendo a mais interativa das colunas fixas do Calcio Serie A, dando prosseguimento ao III Desafio Calcio Serie A, ainda indefinido - ou seja, aberto a participação de todos!
Aos domingos, a 'Você Sabia ...' prosseguiu apresentando curiosidades sobre o Calcio, enquanto a 'Memorabilia' apresentou especial com o irlandês Liam Brady (http://calcioseriea.blogspot.com/2009/10/memorabilia-brady.html), grande meia que desfilou sua habilidade na década de 1980 por Juventus, Sampdoria, Internazionale e Ascoli.
Porém, especial mesmo foi a participação de todos que visitaram o Calcio Serie A durante todo o mês!

Marcadores: ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker