Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

domingo, setembro 23, 2007

O Jogo Da TV (Parte II) - Roma x Juventus



Roma e Juventus protagonizaram, neste domingo, um clássico à altura da tradição do confronto, um dos mais especiais e disputados da Serie A.
Para começar, Spalletti escalou a Roma, sem surpresa alguma, no seu já tradicional 4-2-3-1. Este esquema, apesar de parecer muito pouco ofensivo, até porque o atacante designado - Totti, sequer o é de ofício, na verdade é bastante astuto e privilegia, especialmente, mobilidade e técnica, principais atributos de jogadores como o próprio Pupone e os brasileiros Mancini e Taddei, que vieram postados logo atrás de Totti na companhia de Perrotta. Ademais, Spalletti ainda lançou os laterais Cassetti e Tonetto, propiciando boas alternativas ofensivas nas extremidades do campo.
Mas Ranieri também apostou na eficiência do ataque e armou a Juventus em um 4-3-1-2 com Del Piero fazendo a ligação entre o meio e o ataque formado por Iaquinta e Trezeguet.
A grande novidade no time de Turim foi a estréia do tcheco Grygera (à direita com Aquilani - La Presse) na lateral direita da equipe, enquanto a decepção ficou por conta do médio português Tiago, que ficou no banco não obstante a ausência de Almiron do centrocampo bianconero.
Com a bola rolando, o ritmo foi logo forte e aos 10' Totti lançou Cassetti, che incrocia il destro e exige uma belíssima defesa de Buffon na primeira grande oportunidade da partida.
Mas, foram os visitantes que saíram na frente no placar em jogada que envolveu todo o ataque juventino: "Del Piero imposta, Iaquinta crossa da destra, Trezeguet brucia Mexes e di testa sul primo palo castiga Doni". Juventus 1 x 0 e 100º gol de Trezeguet na Serie A na descrição da Gazzetta dello Sport!
O 1º gol sofrido na temporada deixou a Roma atordoada e a Juventus, muito concreta no meio e rápida na saída de bola, quase marcou o 2º na seqüência, em bela cobrança de falta de Pinturicchio.
Porém, o black-out romanista durou pouco e aos 30' capitano Totti se livrou do tenero Criscito e, com sua imensa classe, deslocou Buffon para empatar a partida.
Aí, foi a vez da Juventus se perder e a Roma foi impetuosa: jogada de Mancini, defesa miracolosa de Buffon em conclusão de Aquilani, rebote nos pés de Totti e ... raddoppio della Roma (foto acima - Pieranunzi)!
Antes do intervalo, a Juventus, recuperada, ainda quase chegou ao empate em conclusão ravvicinata de Del Piero, defendida esplendidamente por Doni.
Realmente, não era dia do 136º gol do Pinturicchio (à esquerda contra Aquilani - Roma) na Serie A, vez que, aos 7' do 2º tempo, depois que Cicinho (que entrou no lugar de Cassetti, contundido) cometeu pênalti em Nedved, Del Piero chutou a cobrança de penalidade máxima por cima da meta de Doni, sarcasticamente à la Baggio...
Para piorar, Ranieri ainda perdeu o bom central Andrade (na foto abaixo contra Perrotta - um dos destaques da partida - La Presse), que saiu de barella e ficará fora de ação por alguns meses decorrente de rotura da rótula do joelho esquerdo.
Daí, o ritmo da partida ralentou e, quando a Roma parecia que iria conseguir mais uma vitória, eis que Chiellini cobrou um arremesso lateral (obtido por reversão de um favorável à Roma cobrado por Cicinho) diretamente na área, mais precisamente na cabeça do aríete Iaquinta, que cabeceou para trás encobrindo Doni e igualando o marcador.
No final, 59% de posse de bola para a Roma, 9 tiri in porta contra apenas 3 da Juve, mas 2 x 2 no placar...
O tabellino completo:
Roma: Doni; Cassetti (28' Cicinho), Mexes, Juan, Tonetto; De Rossi, Aquilani, Mancini (62' Giuly), Perrotta, Taddei (84' Brighi); Totti. All. Spalletti.
Juventus: Buffon; Grygera, Andrade (53' Birindelli), Criscito (46' Legrottaglie), Chiellini; Nocerino, Zanetti, Nedved, Del Piero (74' Palladino); Iaquinta, Trezeguet. All. Ranieri.
Gols: 17' Trezeguet, 30' Totti, 36' Totti, 87' Iaquinta.
Árbitro: Morganti.
Cartões amarelos: Mancini, Iaquinta, Criscito, Cicinho e Chiellini.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

4 Comments:

At 8:34 AM, Anonymous gílson said...

As torcidas de Milan e Inter gostaram bastante do que viram da Roma nessa partida. Spaletti parece não ter aprendido as lições de Manchester. Vamos ver até quando. Outra coisa: aa atuações de Nocerino, Aquilani, Chiellini, e Criscito, especialmente este, foram para lá de opacas. Outro dia escrevi aqui que a atual geração de jogadores italianos é fraca - na verdade é fraquíssima! - e todos disseram que estava enganado. Ainda estou esperando uma atuação convincente desses, e outros jovens jogadores italianos, em jogos para valer.

 
At 11:26 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Gílson,
Pois é, a Roma realmente não soube definir a partida quando teve oportunidade para tanto, porém, acho que a partida contra o Manchester (na Inglaterra) não serve muito como paradigma, vez que, na ocasião, os 'giallorossi' não estiveram, em momento algum, em condições de enfrentar o time do Sir Alex Ferguson. Quanto aos jovens italianos, acho que Chiellini e, principalmente Aquilani, já são realidades, enquanto Criscito e Nocerino ainda precisam provar que não são apenas promessas.
Abraços,

 
At 8:18 PM, Blogger JP said...

Rodolfo, mais um excelente comentário , os meus Parabéns! Quanto ao jogo acho que acaba por ser justo o resultado, ambas as equipas dominaram em partes distintas da partida, com várias chances para cada lado...
Quanto aos jovens italianos em discussão não poderia estar mais de acordo contigo, Aquilani e Chiellini são jogadores de selecção já! Criscito e Nocerino vão ter que demonstrar bem mais... Criscito então teve em tarde desastrada... mas tem apenas 20 anos, deixem-no crescer...
Abraços

 
At 8:29 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Muitíssimo obrigado! Pois é, Criscito e Nocerino, como os vários Giovinco, Marchisio, ..., têm grande potencial, precisando do boa tutela para alcançar a maturidade futebolística.
Quanto ao jogo, o mais importante é que foi um espetáculo muito interessante!
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker