Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, janeiro 13, 2009

Momento Panini - Mirko Vucinic


No último sábado de 2008, o atacante Mirko Vucinic (Vučinić para ser mais exato) foi eleito o melhor jogador montenegrino de 2008 ao receber 116 pontos, quase o triplo do que consignado ao 2º colocado, o viola Stefano Jovetic.
Foi a 3ª vez consecutiva que o atacante de 25 anos, nascido em 1º de outubro de 1983, conquistou o prêmio concedido pela Fudbalski savez Crne Gore, a federação de futebol montenegrina.
Talento precoce, Vucinic, conhecido como Maradona dei Balcani, é realmente um jogador tecnicamente diferenciado, a ponto do Genio e ex rossonero Dejan Savicevic, atual homem forte do futebol montenegrino, ter declarado que "In Montenegro Vucinic è una leggenda, e un idolo per i bambini".
Crescido no Sutjeska, clube de sua cidade natal Nikšic, Vucinic foi logo descoberto pelo famoso direttore sportivo Pantaleo Corvino, atualmente na Fiorentina mas então no provinciale Lecce.
Adquirido por ottocento milioni di vec­chie lire, Vucinic foi primeiramente agregado à Primavera leccese e, logo, mostrou que, além de talento, tinha um caráter estroso, a ponto de, no decorrer de um jogo, chutar a bola contra o árbitro após não concordar com uma sua decisão.
Suspenso por 5 meses, na manhã seguinte ao ocorrido Corvino chamou o jovem atacante à sede do clube e lhe entregou as chaves: "Da domani e per i prossimi cinque mesi alle otto del mattino vieni ad aprire i locali".
Mas, dentro de campo, Vucinic já mostrava ser diferenciado e, antes de completar 18 anos, fez sua estréia na Serie A, mais precisamente no dia 18 de fevereiro de 2001 contra a ... Roma no Olimpico, que acabou vencendo a partida por 1 x 0.
Na temporada 2001/2002, ao lado dos vários Balleri, Cirillo, Chevanton, Giacomazzi, Popescu, Tonetto e Vugrinec (e que ainda marcou as estréias de Bojinov e Ledesma), Vucinic (figurinha acima) participou de 7 partidas, mas não evitou o descenso da equipe giallorossa à Serie B.
Embora na reserva do uruguaio Chevanton, Vucinic foi importante no retorno imediato do Lecce à máxima divisão do futebol italiano, realizando 5 gols em 28 partidas no campeonato cadetto.
Porém, a stagione 2003/2004 não foi das mais felizes para o Maradona dei Balcani, que sofreu uma grave contusão no joelho e ficou fora por muito tempo.
Explosão adiada, no campeonato 2004/2005 Vucinic foi ganhando a confiança do técnico Zeman - que começou a temporada tendo Bojinov, Bjelanovic e Pinardi como principais opções ofensivas - e terminou o campeonato com 19 gols, sendo o principal marcador straniero da Serie A na frente dos vários Shevchenko (17), Adriano (16) e Ibrahimovic (16).
Malgrado numerose voci di calciomercato, Vucinic ainda ficou mais uma temporada no Lecce, quando uma hepatite acabou por prejudicar seu rendimento e uma inflexão da equipe levou-a à Serie B mais uma vez ao final do campeonato.
Junto com o goleiro Dragoslav Jevric, Vucinic foi um dos dois únicos montenegrinos convocados pelo técnico Dusan Petkovic para integrar a seleção da Sérvia e Montenegro na Copa do Mundo de 2006, mas, um pouco antes, em um jogo contra a própria Alemanha com a seleção sub-21 sofreu uma grave lesão no joelho esquerdo e acabou cortado da kermesse alemã.
Apesar da séria contusão, a Roma resolveu apostar naquele atacante potente e de técnica apurada, que fa del dribbling e della progressione palla al piede i suoi maggiori punti di forza, anunciando-o como reforço em 30 de agosto de 2006.
Assim, no dia 22 de outubro subseqüente Vucinic fez sua estréia envergando a camisa da Lupa Capitolina na Serie A (substituindo Taddei aos 63' de Roma 1 x 1 Chievo) e no dia 28 de janeiro do ano seguinte, em sua 1ª partida como titular, seu primo gol, o da vitória de 1 x 0 sobre o Siena.
Jogador de físico potente (1,86 m por 76 kg), desde então a evolução de Vucinic tem sido notável, ocupando cada vez mais um posto de protagonista na Roma e na seleção de Montenegro, da qual é o atual capitão e maior artilheiro, tendo, inclusive, anotado o gol montenegrino na derrota por 2 x 1 frente a Itália em sua Lecce pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2010.
Já na Roma, para jogar ao lado de Totti no esquema proposto por Spalletti, Vucinic, originariamente um típico centroavante, acabou se adaptando ao posto de esterno d'attacco sinistro, ruolo que, inclusive, tem exaltado seus grandes dotes de excelente driblador e ótimo finalizador, em especial com o pé direito.
Porém, o valente atacante conhecido também pelos seus gols decisivos não tem se mostrado inibido nem quando tem a difícil missão de substituir Il Pupone na Roma (a figurinha acima é da temporada 2006/2007) como prima punta.

Marcadores:

Na Última Vez ...

4 Comments:

At 10:47 AM, Blogger Cyntia said...

Rodolfo,

E aquela foto polêmica? rsrsrsrs

Abraços,

PS. Brincadeira. Mas que ia ficar engraçado aqui, ia.

 
At 11:10 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Certamente, mas, ainda bem que na 'Momento Panini' eu só posso postar figurinhas ... (rs).
Abraços,

 
At 7:03 PM, Anonymous Brahma said...

Daaaaaaaai Rodolfo! bota uma foto do Montenegrino de cueca para a joia dos olhos da Cyntia!:)
Abraço

 
At 7:31 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Brahma,
Olha, como foi pedido seu, eu até tentei colocar a foto, mas, não sei qual razão, não consegui finalizar o 'upload' ... (rs).
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker