Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

segunda-feira, agosto 23, 2010

Supercoppa 2010


Contra uma Roma troppo sprecona, a Internazionale conquistou a Supercoppa di Lega TIM 2010-2011 fazendo 3 x 1 na adversária em um Giuseppe Meazza preenchido por 65.860 spettatori neste sábado.
Via Mourinho, dentro Benítez? Poucos sentiram a mudança, pois a Inter entrou em campo, 91 dias após o triunfo de Madrid, com os mesmos titulares do confronto contra o Bayern, usando o mesmo módulo (4-2-3-1) e com o mesmo espírito: vincente!
Bem que a Roma de Ranieri, postada no 4-3-1-2 com le chiavi della squadra al francesino Menez, livre para municiar Totti e Vucinic, tentou atrapalhar a estréia do novo técnico nerazzurro, mas acabou sucumbindo diante de seus próprios erros.
Porém, com Menez se movimentando muito sulla tre quarti, criando espaços para o duo ofensivo, a Roma começou bem melhor, criando as principais oportunidades até abrir o marcador aos 21', quando Riise robou uma bola de Pandev no meio de campo e tocou para Pizarro, que alargou a bola até Totti, com Er Pupone servindo deliciosamente no meio da zaga interista para o próprio Riise, que tocou com o peito do pé esquerdo para vencer Júlio César.
A Inter, que já vinha encontrando dificuldades, sentiu o golpe e precisou contar com a ajuda romanista para chegar ao gol de empate, ocorrido aos 41': jogada de Maicon pela direita facilmente interceptada por Juan, que abriu para Vucinic (no alto entre Lúcio e Maicon - Getty Images) quase na bandeirinha de escanteio, com o montenegrino, infaltilmente, devolvendo em seguida a bola para a grande área, onde Juan não conseguiu alcançar a bola, que chegou até Pandev, que dentro da pequena área antecipou-se a Lobont para realizar um dos gols mais fáceis de sua carreira.
Veio o 2º tempo e a Roma continuou mais incisiva, com Menez protagonizando uma ótima partida e De Rossi, a partir dos 10', como playmaker no posto de Pizarro, substituído por Taddei.
Na Inter, Stankovic voltou do intervalo no lugar de Zanetti, mas o jogo teimava em não fluir.
Ainda assim, aos 19', o árbitro Bergonzi anulou injustamente um gol de Milito, servido por Eto'o, de quem foi assinalado um impedimento inexistente.
Sem qualquer problema! Aos 25', Lúcio fez uma bela incursão no campo adversário e abriu para Milito na direita, com o argentino cruzando rasteiro para o inserimento de Eto'o (na foto acima, à esquerda, contra Pizarro - Inter), que, jogando mais livre em relação a temporada passada, evidenciou sua característica de killer ao antecipar Cassetti e Lobont para colocar a Inter em vantagem com um toque morbido.
A Lupa, já então com Adriano no suporte de Totti, tentou reagir, mas foi a vez de Taddei sair jogando errado em sua própria intermediária, com Eto'o roubando a bola e, após tabelar com Sneijder, chutando rasteiro no contra-pé de Lobont, mas uma vez não impecável na tentativa de evitar o terceiro gol nerazzurro aos 35'.
Falha que Júlio César não cometeu já nos acréscimos, quando a Roma teve grande oportunidade de diminuir nos pés de Mexes, mas o goleiro brasileiro voou para evitar a derradeira tentativa romanista de impedir o record per la prima Inter de Benítez, que conquistou pela 5ª vez na história o título da Supercoppa e, assim, igualou a marca dos cugini do Milan (acima, à direita, a festa da Beneamata - Getty Images).
A seguir, os melhores momentos da partida que oficialmente abriu a temporada 2010/2011 do futebol italiano!

video

Marcadores:

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker