Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quarta-feira, janeiro 06, 2010

O Jogo Da TV (Parte III) - Cagliari x Roma



Depois de protagonizar um sensacional pareggio com o Napoli (confira os detalhes em http://calcioseriea.blogspot.com/2009/12/o-jogo-da-tv-parte-i-cagliari-x-napoli.html), nesta quarta foi a vez do Cagliari mais uma vez colocar à prova o coração dos seus tifosi com mais um eletrizante empate, desta vez frente a Roma.
Com o neoacquisto Toni no banco de reservas, Ranieri (que teve sua primeira experiência como treinador na Serie A exatamente guiando o Cagliari) optou por lançar o montenegrino Vucinic como terminal ofensivo no posto do indisponibile Totti, tendo Taddei, Perrotta e Júlio Baptista logo atrás, com De Rossi e Pizarro completando a cancha no 4-2-3-1 romanista.
No Cagliari, Allegri optou por inicialmente manter o brasileiro Nenê (à direita marcado por Juan - Locci) ao lado de Matri no ataque, reservando o argentino Larrivey para a 2ª etapa, mudança que deu resultados contra o Napoli e novamente agora contra a Roma.
Aliás, o 1º tempo não foi dos piores, com o Cagliari mais propositivo e Júlio Sérgio um baluardo insuperabile, mas as emoções ficaram mesmo reservadas para a etapa complementar!
Logo aos 6', o árbitro Rocchi assinalou penalidade máxima em contatto de Agostini (que festejou sua 200ª aparição na Serie A) em Vucinic, com Pizarro convertendo com categoria para colocar a Roma em vantagem.
O Cagliari, então, buscou reagir e Allegri sacou o pouco brilhante Nenê para inserir Larrivey, certamente menos técnico que o brasileiro, mas muito mais pujante.
Porém, foi a Lupa que voltou a estufar as redes, com Taddei (ao lado contra Lazzari - Locci) puxando um ótimo contra-ataque e servindo com capricho para Perrotta colocar no canto oposto de Marchetti aos 20'.
Abatido, mas não derrotado, o Cagliari partiu para um pressing finale, mas depois que Cossu errou um pallonetto e Larrivey acertou o travessão, parecia que a estréia de Toni - entrado aos 35' no posto de Vucinic - com a camisa giallorossa seria a mais cômoda possível.
Só que os sardi são daquelas pessoas dotadas de cuore infinito e protagonizaram mais uma reação incrível!
E para ficar mais emocionante, o primeiro gol cagliaritano só saiu aos 45', após um escanteio em que Conti brigou com Cassetti pela bola e a pelota sobrou para o capitano Lopez (ao lado contra Júlio Baptista - Ap) empurrar para o fundo do gol até então impermeavelmente protegido por Júlio Sérgio.
Mas o incrível aconteceu mesmo aos 48', quando, já no desespero, Lazzari, meio que sem maiores pretensões, deu um chutão para a lateral oposta, mas contou com um Burdisso um tanto ineficaz, que permitiu que a bola sobrasse para Canini, com o zagueiro rossoblù fazendo um lançamento primoroso para Larrivey, que entrava na área pela extrema esquerda e, de bate-pronto, fuzilou Júlio Sérgio, com o goleiro brasileiro fazendo uma bela ponte que, proém, acabou resultando em rebote conferido por Conti, que conseguiu decretar o sensacional pareggio.
Empate com sabor de derrota para a Roma e ainda timbrado por um romanista doc, vez que o centrocampista Daniele Conti, além de ter começado nas fileiras giallorossi, ainda é filho do lendário Bruno Conti, atualmente dirigente da Lupa Capitolina e que tudo acompanhou sentado no banco de reservas...
O tabellino:
Cagliari (que teve 60,76% de vantaggio territoriale e apenas 47,7% de posse de bola): Marchetti; Canini, Lopez, Astori, Agostini; Biondini (73' Dessena), Conti, Lazzari, Cossu (83' Jeda); Matri, Nenê (63' Larrivey). All. Allegri.
Roma: Júlio Sérgio; Cassetti, Burdisso, Juan, Riise; Pizarro (85' Brighi), De Rossi, Taddei, Perrotta, Júlio Baptista (74' Menez); Vucinic (80' Toni). All. Ranieri.
Gols: 51' Pizarro (pênalti), 65' Perrotta, 90' Lopez, 93' Conti.
Árbitro: Rocchi.
Cartões amarelos: Cossu, Canini, Riise, Perrotta e Menez.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker