Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, janeiro 15, 2008

Momento Panini - Adrian Mutu


O romeno Adrian Mutu começou 2008 como terminou 2007: marcando gols!
Foram 2 na vitória de seu clube, a Fiorentina, sobre o Parma neste último final de semana, repetindo o feito realizado contra o Cagliari na derradeira giornata de 2007.
Aos 29 anos (nasceu em 8 de janeiro de 1979 em Călineşti, uma comuna de Argeş), parece que finalmente o designado sucessor de Gheorghe Hagi - maior astro romeno de todos os tempos - alcançou a maturidade física e, principalmente, a psicológica.
Crescido no FC Argeş Piteşti, com o qual disputou 3 campeonatos romenos, Mutu logo passou ao poderoso Dinamo Bucureşti, tendo realizado 22 gols em 33 partidas com os Câinii Roşii (Cachorros Vermelhos), se sagrando artilheiro do campeonato nacional e chamando a atenção dos grandes clubes europeus.
Assim, em dezembro de 1999, após una asta lunga e disputada, Mutu assinou com a Internazionale di Milano, onde foi se juntar a astros consagrados como Baggio, Recoba, Ronaldo, Vieri e Zamorano.
Apesar de ter demonstrado grande habilidade e excepcionais dotes de palleggio, obviamente não havia espaço para o jovem romeno naquele plantel estrelar, o que resultou no empréstimo do atacante ao Verona para a temporada 2000/2001 (figurinha à direita), depois de apenas 10 partidas (das quais apenas 3 começando desde o início) e nenhum gol no campeonato anterior com a maglia interista.
Mutu chegou em Verona sob grande expectativa, principalmente por ter participado, com algum destaque, da Euro 2000, mas, talvez por arroubos comuns à juventude, não conseguiu manter uma continuidade e acabou terminando o campeonato com apenas 4 gols em 25 jogos, muitas vezes preterido por outros atacantes como o brasileiro Adailton ou os italianos Bonazzoli, Cossato e Gilardino.
Na temporada seguinte, o romeno foi melhor e, ao lado de Frick, aumentou seu bottino para 12 tentos, mas o Hellas foi pior e acabou rebaixado à Serie B.
Então, Il Fenomeno foi cedido pelo clube de Moratti ao Parma, onde fez uma temporada incrível ao lado de Adriano e encantou não só a torcida emiliana com 18 gols (terminou como vice artilheiro da Serie A, atrás apenas de Vieri e formando com Il Imperatore a dupla de área mais prolífica do Calcio), exibições fantásticas, perfeitas cobranças de faltas e assistências decisivas, mas toda a Europa.
Aí, o milionário Abramovich investiu mais de € 20 milhões para levá-lo ao seu Chelsea, onde Mutu teve um excelente começo, anotando 4 gols nos primeiros 3 jogos, mas depois acabou acometido por contusões e ... confusões, sendo a mais grave o envolvimento com cocaína.
A suspensão por doping, acrescida do noticiário sobre noitadas em boates londrinas, resultaram na demissão sumária do romeno pelo time inglês.
De repente, aquele jogador talentoso parecia ter chegado ao fundo do poço - sem poder jogar e ... sem clube.
Mas, apesar do enorme risco, o imenso talento de Mutu levou a conservadora Juventus a apostar em sua contratação, colocando-o a serviço de Don Fabio Capello.
Para o romeno, o recomeço foi a temporada 2004/2005 - ainda que esta tenha se resumido a um único jogo, exatamente na última rodada contra o Cagliari, mas o bastante para Mutu se sagrar campeão italiano (título que foi posteriormente revogado).
Na temporada seguinte, Mutu teve um papel importante naquele outro Scudetto cassado, atuando em 32 das 38 partidas da Juve e realizando 7 gols, embora tenha atuado especialmente como esterno de centrocampo.
Porém, com a explosão do Calciopoli e o rebaixamento da Juventus, Mutu foi cedido à Fiorentina por cerca de € 7,5 milhões, passando a formar uma dupla explosiva com Luca Toni, capaz de levar a equipe que começou com 16 pontos negativos a um histórico 6º lugar e à U.E.F.A. (a figurinha à esquerda é referente a temporada 2006/2007).
Desde a estréia em 06 de janeiro de 2000, quando entrou no lugar de Seedorf aos 38' do 2º tempo na vitória da Inter sobre o Perugia por 5 x 0, Briliantul já realizou 180 partidas na Serie A, tendo anotado 68 gols.
Agora, muito mais contínuo e amadurecido que há alguns anos atrás, a ponto de não ser mais expulso como outrora e podendo funcionar como atacante nato ou ponta de lança, o romeno é um dos pontos fortes de uma Fiorentina audaciosa e pronto para, finalmente, se transformar em uma estrela mundialmente famosa!

Marcadores:

Na Última Vez ...

7 Comments:

At 4:49 AM, Blogger Braitner Moreira said...

Grande Mutu. Talvez não mais "um dos pontos fortes de uma Fiorentina audaciosa", e sim "o jogador sem o qual o time inexiste".

A Mutudependência entre os viola é tão ou mais grave do que era a entre Roma e Totti há dois ou três anos atrás. É ótimo ter alguém que decida, o problema é que nem sempre ele estará por lá...

Abraço!

 
At 3:59 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Braitner,
Muitíssimo obrigado pela visita! Muito bem colocada a 'Mutudependência'.
Abraços,

 
At 10:55 PM, Blogger JP said...

Rodolfo, tal como já te tinha dito faz algum tempo tive imensa pena que Mutu tivesse sido cedido à Fiorentina, naquele ano com Capello era junto com Del Piero o 12º jogador da equipa, jogava na frente, na esquerda, na direita, onde fosse preciso e sempre com bom rendimento. Após a saída de Toni tem sido a grande figura da Fiorentina, é a grande estrela da renovada selecção romena que pode surpreender as poderosas França, Holanda e Itália no próximo Euro...
Abraços

 
At 1:00 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Bem lembrado! Mutu é capaz de dar bastante trabalho à Itália na próxima Eurocopa.
Abraços,

 
At 11:28 AM, Blogger Lady Cyntia said...

É isso. Nunca vi Mutu jogando pela Romênia. Vai ser uma chance... Só que onde eu trabalho não tem televisão para assistir aos jogos... rsrsrs

Brincadeiras à parte, já disse aqui uma vez que acompanhei o Mutu desde a passagem dele por Verona e depois a ida para o Parma, quando juntou-se ao Prandelli. Só mesmo o tempo na Inter e no Chelsea, por razões óbvias, não foram positivos para ele.

Caso de jogador que se perdeu no caminho pelos problemas extra-campo, que, felizmente, parecem ter ficado para trás. Concordo com vocês, a Fiore com Mutu é uma, e sem ele... Bem, as flores de Firenze perdem a beleza e o perfume.

Abraços,

 
At 4:00 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Do jeito que Mutu está jogando, não faltarão chances de você assistí-lo com a seleção romena!
Abraços,

 
At 10:34 PM, Blogger Bruno Matos said...

Grande nome da Fiorentina e da Romênia! Espero que bote fogo no próximo jogo das Eliminatórias para a Copa do Mundo 2010 contra a Sérvia. Partida de vida ou morte em março.

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker