Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, maio 29, 2007

Momento Panini - Paolo Negro


A Associazione Calcio Siena tem seus primórdios em 1904, mas o clube da belíssima cidade toscana só alcançou a Serie A na temporada 2003/2004, tendo conseguido permanecer no principal campeonato da Itália desde então, sempre com um elenco que mescla juventude com experiência, jogadores que buscam afirmação com outros que procuram uma praça sem tanta pressão para encerrar gloriosas carreiras.
Nesta última categoria encaixa-se o defensor Paolo Negro, nascido em 16 de abril de 1972 e autor do gol que evitou o rebaixamento da equipe à Serie B nesta temporada.
Porém, quase que o veterano jogador foi vilão e não herói, pois o Siena entrou em campo no último dia 27 precisando vencer a Lazio para permanecer na Serie A e cumpria seu objetivo quando, faltando pouco mais de 15' para o final da partida, Negro cometeu pênalti no atacante laziale Rocchi, que converteu a cobrança e empatou a gara...
Mas, quis o destino que apenas a 6' do que seria o fim da aventura senese na Serie A, coube ao próprio Negro anotar o gol que permitiu ao Siena suspirar e exclamar: è la salvezza.
Curiosamente, Negro passou 12 temporadas exatamente na Lazio, time para o qual, ademais, não esconde torcer, conforme palavras suas logo após o gol em questão: "La lazio, si sa, è nel mio cuore, sono laziale, ma il destino ha voluto che trovassi la salvezza proprio contro la mia squadra del cuore, ma sono sicuro che i laziali saranno felici per me".
Oriundo de Arzignano, uma comuna italiana da região do Vêneto, na província de Vicenza, Negro começou sua carreira de calciatore professionista no Brescia, mas estreou na Serie A jogando com o Bologna, com o qual disputou 23 partidas na temporada 1990/1991.
Campeão europeu com a Nazionale U21 em 1992 ao lado do lateral Favalli, Negro iria se juntar ao seu companheiro na Lazio, tendo transcorrido, porém, antes uma temporada na Serie B com o Bologna e outra na A com o Brescia (figurinha acima).
A partir da temporada 1993/1994 iniciou sua duradoura trajetória laziale, totalizando 264 jogos e 19 gols na Serie A com a camisa biancoceleste, onde ficou até se transferir ao Siena em 2005.
No time de Roma se tornou bandiera e capitão, conquistando um Scudetto, três Copas Itália, duas Supercopas Italianas, uma Coppa delle Coppe e uma Supercoppa Europea.
Também neste período colecionou 8 participações com a seleção italiana principal, inclusive durante a Eurocopa de 2000.
Há duas temporadas no Siena (a figurinha ao lado é a da recém encerrada), vem demonstrando ainda ser um jogador muito útil, principalmente por sua versatilidade (pode jogar tanto de lateral direito quanto in posizione centrale) e boa habilidade, além de ser rápido na saída para os contra-ataques.
Personagem bastante reservado, o autor do gol que decidiu o último rebaixado da temporada é um contumaz internauta e adora passar as tardes jogando cartas com os amigos.

Na Última Vez ...

2 Comments:

At 12:06 AM, Blogger Lady Veronese said...

Siena está aparecendo mais. Antes só se falava no 'Palio' por lá.
E quanto ao Negro, me lembro bem dele nos tempos da Lazio do Eriksson. Gostava de ver aquele time jogar.
Abçs

 
At 7:40 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Aquela Lazio treinada, dentro de campo pelo Eriksson e fora pelo Mancini, era fantástica!
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker