Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

segunda-feira, abril 02, 2007

Panorama Da Rodada


Em uma rodada com quase 3 gols de média por partida (mais precisamente 2,9), apenas 'O Jogo Da TV' Torino x Palermo terminou 0 x 0.
No sábado, a Reggina foi surpreendida pelo Siena no Oreste Granillo por 1 x 0 (na foto à direta o bom lateral Molinaro antecipa o fantasista Foggia - Ansa), na abertura da 30ª giornata, tento do veterano zagueiro Bertotto.
A vitória do time toscano, dedicada a seu ex-presidente Paolo Di Luca, falecido no próprio sábado (no dia anterior Pier Luigi Fabrizi fora nomeado novo presidente do clube), foi condicionada pela expulsão do capitão amaranto Alessandro Lucarelli, que cometeu pênalti no meia Cozza aos 22' da 1ª etapa.
Curiosamente, Cozza, que tem uma belíssima história na Reggina (além de maior ídolo do clube - foi longamente aplaudido quando de seu ingresso em campo, é o jogador que mais atuou pela equipe na Serie A e seu maior artilheiro), desperdiçou a penalidade máxima, defendida por Campagnolo.
De qualquer maneira, o Siena conseguiu a vitória que faltava desde la stagione '56-'57.
Um pouco mais tarde, ainda no sábado, Roma (com patrocínio da Pepsi na camisa) e Milan protagonizaram o 'Match Clou' da rodada que, efetivamente, foi "una sfida intensa e spettacolare. Risultato che sta stretto ai giallorossi, interpreti di un primo tempo perfetto, ma troppo spreconi nella ripresa" (Gazzetta dello Sport).
Com razão, a Roma começou impiedosa, atacando velozmente e logo encontrou seu gol, marcado pelo zagueiro francês Mexes, com um poderoso arremate da risca da área.
No Milan, apesar de Ancelotti ter trocado seu amado 4-3-2-1 por um mais ofensivo 4-3-1-2 (com Ricardo Oliveira - na foto à direita contra De Rossi - Ap - e Ronaldo no ataque), Cafu, constrangido com as investidas de Panucci e de Mancini (na foto do alto à esquerda contra Brocchi - Milan), foi o retrato da partida e não pode auxiliar o ataque rossonero, tendo os giallorossi dominado o embate.
No 2º tempo, com Gilardino no lugar de Ricardo Oliveira, a Roma continuou a desperdiçar oportunidades a grappoli, mas foi o Milan que marcou, exatamente com Gila, aproveitando um cruzamento de Pirlo.
E, no final, quase que o atacante de Biella virou o jogo, mas acabou chutando para fora uma chance incrível proporcionada pela habilidade de Kaká.
Domenica, em Bergamo, Atalanta e Fiorentina fizeram um jogo cheio de alternativas que terminou empatado em 2 x 2. A equipe viola saiu na frente com gol do brasileiro Reginaldo e aumentou a vantagem com pênalti cobrado por Pazzini, mas sofreu o revés com tentos de Loria e Doni, também batendo penalidade máxima (foto à esquerda - Cerescioli).
No Sant'Elia, o Cagliari bateu o Messina por 2 x 0, tentos de Biondini e Budel (isso mesmo, Suazo não marcou!), resultado que custou o emprego do técnico Alberto Cavasin. Para o lugar do allenatore di Treviso, que ficou apenas 8 partidas no comando da equipe, retorna Bruno Giordano, exatamente o treinador demitido para dar lugar a Cavasin. Vá saber!
Chievo e Sampdoria ficaram no 1 x 1, merecendo destaque o gol marcado pelo ótimo Quagliarella (pretendido pelo Manchester United para substituir Solskjaer), quase do meio de campo. Já o tento do time da casa foi anotado pelo mediano (meia) Brighi.
O Empoli confirmou a ótima fase e atropelou o pobre Ascoli por 4 x 1, tentos anotados pelos atacantes Pozzi e Saudati, cada um duas vezes. No Ascoli, cujo gol foi marcado por Soncin, de consignar o retorno do veterano atacante Marco Delvecchio (297 partidas e 70 gols na Serie A), que ingressou em campo aos 63' e... foi expulso 4' depois!
Já a Inter manteve sua escalada rumo ao scudetto e derrotou o Parma por 2 x 0 (100ª vitória de Mancini no comando da Internazionale), golaço ("una rete da vedere e rivedere" segundo a Gazzetta) do lateral brasileiro Maxwell (foto do alto à direita - Inter) e outro do argentino Crespo, que apenas completou para as redes uma excelente jogada (ao melhor estilo tanque) de Adriano. Com o resultado e o empate da Roma, a equipe nerazzurra de Milão abriu 20 pontos de vantagem sobre a 2ª colocada e já poderá comemorar o título nas próximas rodadas.
Na estréia do treinador Fernando Orsi (ex-vice de Mancini), o Livorno derrotou o Catania, de virada, por 4 x 1, tripletta de Cristiano Lucarelli e rete de Stefano Fiore, tendo o zagueiro Sottil inaugurado o marcador para os visitantes.
Por fim, no jogo da noite, a Lazio impôs 4 x 2 na Udinese em pleno estádio Friuli, tentos do zagueiro Stendardo, dos meias Mauri e Behrami e do atacante Rocchi, enquanto Di Natale e Iaquinta marcaram para o time de Udine.
Foi uma atuação extraordinária da equipe de Roma (chegou a abrir 3 x 0 e só sofreu o 2º gol já nos acréscimos), que teve em seu atacante Tommaso Rocchi seu melhor jogador, não só pelo gol marcado (cobrando um pênalti sofrido pelo mesmo), mas pelas duas assistências que resultaram nos gols de Behrami e Mauri.
Com o sucesso (na foto ao alto e à esquerda Baronio e Obodo - Ap), a Lazio chegou a 7ª vitória consecutiva na Serie A e consolidou-se no 3º lugar da Serie A, cuja classificação está assim após 30 rodadas (lembrando que apenas Catania e Palermo jogaram pela 22ª): 1º Internazionale (79 pts); 2º Roma (59); 3º Lazio (52); 4º Palermo (48); 5º Empoli (45); 6º Milan (44); 7º Fiorentina (38); 8º Sampdoria (36); 9º Udinese (35); 10º Atalanta (33); 11º Livorno (32); 12º Torino (32); 13º Catania (32); 14º Siena (30); 15º Cagliari (30); 16º Chievo (28); 17º Reggina (25); 18º Messina (24); 19º Parma (22) e 20º Ascoli (19).

Na Última Vez ...

4 Comments:

At 10:30 PM, Blogger Lady Veronese said...

Olá...Tudo bem Rodolfo?!
A Serie A neste ano tem proporcionado a nós torcedores momentos únicos. A começar pela dança das cadeiras entre treinadores. Curiosamente os treinadores foram e voltaram. A saber, Giordano, como você disse, mais o Gianpaolo no Cagliari e o festejado pelos jogadores, De Biasi no Toro. Sem contar o do Livorno, Arrigone que foi e voltou em 48 horas e agora foi de novo! Falta mais alguém? Ah, só falta o Pozzo da Udinese resolver chamar o Galeone de volta. Depois de tudo que ele e Malesani falaram dele...
E o Quaglairella? Mamma mia! Che rete...Sono ancora stupita!
Não é a primeira, hein?!
E parece que a Inter vai mesmo superar a cota dos 100 pontos, mole mole.
Abraços!

 
At 11:22 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Você tem toda a razão. Esse vai-e-volta de treinadores está até engraçado - e olha que o Zamparini ainda não mandou o Guidolin embora!
Quanto ao Quagliarella, pode ir se despedindo dele, vez que ano que vem não estará mais na Samp... e a Inter, só resta aguardar quantos recordes serão quebrados!
Abraços,

 
At 1:54 PM, Blogger Lady Veronese said...

Bem lembrado. O Zamparini já está no hall da fama em termos de maluquice. E que falta está fazendo nosso conterrâneo Amauri no time. Depois que ele se contundiu, o Palermo caiu de produção mesmo. Falando nisso, tenho uma pergunta: o Corini ainda está machucado?
Abraços

 
At 3:35 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
O Amauri está realmente fazendo muita falta, sendo incrível como o bom time do Palermo caiu de produção. No jogo do último domingo, por exemplo, o ataque rosanero foi totalmente inoperante.
Quanto ao Corini, com problemas musculares, ainda não deve voltar na próxima rodada.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker