Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, fevereiro 20, 2010

O Jogo Da TV (Parte I) - Genoa x Udinese



Com boa atuação do atacante Acquafresca, o Genoa superou a Udinese por 3 x 0 nell'anticipo da 25ª rodada da Serie A 2009/2010 e, com o resultado, vai dormir ocupando o 6º posto na tábua de classificação.
Porém, não foi uma vitória tão fácil quanto pode deixar transparecer o placar final!
Na verdade, pouco futebol se viu nos primeiros 15', período em que o time rossoblù esteve um tanto disperso em campo e a Udinese, atuando no 4-4-2, foi mais organizada.
Assim, as primeiras chances concretas de gol tiveram o timbre bianconero, especialmente com Di Natale, uma verdadeira spina nel fianco della difesa rossoblù.
Portanto, aos 15', Di Natale (ao lado saltando com Dainelli - Tanopress) recebeu um belo lançamento, mas acabou adiantando um pouco a bola e permitiu a defesa de Amelia, que viu chute do mesmo atacante passar sobre o seu gol aos 19'.
Mas, sentindo a ausência de seu regista D'Agostino, o brilho friulano foi se esvanecendo e o Genoa, cínico, abriu o marcador em sua primeira real chance, com Acquafresca sendo mais rápido que Coda para aproveitar o rebote depois de defesa não impecável de Handanovic em girata de Sculli aos 30'.
O gol deu confiança ao time de Gasperini, que passou a encontrar mais espaço e terminou o 1º tempo dominando as ações.
Veio a 2ª etapa e a Udinese, com Pepe no lugar de Pasquale, pareceu que alcançaria o empate, com o lateral Cuadrado protagonizando uma ótima descida pela direita logo aos 3', proporcionando chute de Di Natale que passou com perigo ao lado da trave genoana.
Porém, aos 7', em cobrança de escanteio, o zagueiro Coda derrubou Acquafresca dentro da área e o próprio atacante cobrou com categoria (acima - Cebrelli) para ampliar para o Genoa.
Com a doppietta do atacante cresciuto nella Inter, a torcida rossoblù passou a cantar mais alto e o Genoa passou a valorizar mais a posse de bola, no que foi facilitado pela expulsão de Zapata, ingênuo em deixar o time em desvantagem também dentro de campo.
Aí as coisas ficaram fáceis e, aos 19', Sculli foi a linha de fundo e, da extrema esquerda, cruzou para o argentino Palacio (abaixo marcado por Lukovic - La Presse), totalmente sozinho dentro da pequena área, fazer 3 x 0 de peixinho.
De Biasi, então, ainda teve que renunciar ao rápido Sanchez para recompor a defesa com a entrada de Ferronetti, inserindo ainda Lodi no posto de Inler em uma última vã tentativa de pressionar o time comandado por Gasperini, que promoveu o retorno, depois de longo tempo infortunato, de Jankovic aos gramados, com o sérvio protagonizando o último brivido para Handanovic, mas tanto a sua conclusão quanto a do espanhol Zapater acabaram indo para fora.
Para a Udinese, que continua em situação delicada na tabela, segue a sindrome da trasferta!
E o tabellino ficou assim:
Genoa: Amelia; Papastathopoulos, Dainelli, Moretti (62' Bocchetti); Mesto, Zapater, Rossi, Criscito; Palacio (71' Jankovic), Acquafresca (74' Suazo), Sculli. All. Gasperini.
Udinese: Handanovic; Cuadrado, Zapata, Coda, Lukovic; Sanchez (65' Ferronetti), Inler (69' Lodi), Asamoah, Pasquale (46' Pepe); Floro Flores, Di Natale. All. De Biasi.
Gols: 30' Acquafresca, 53' Acquafresca (pênalti), 64' Palacio.
Árbitro: Rosetti.
Cartões amarelos: Rossi, Pasquale, Papastathopoulos, Coda, Zapata e Zapater.
Cartão vermelho: Zapata.
Abaixo, além dos highlights da partida, entrevista com o uomo partita Acquafresca:

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker