Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, agosto 22, 2009

O Jogo Da TV (Parte II) - Siena x Milan



Depois de 18 anos, a Serie A voltou a contar com um técnico brasileiro no comando de uma equipe (o último havia sido Sebastião Lazaroni, que treinou a Fiorentina no comando da década de 1990), e Leonardo (na foto abaixo conversando com o amministratore delegato rossonero Galliani - Getty Images) começou com o pé direito.
É verdade que, plasticamente, não foi uma exibição de gala do time de Via Turati, mas considerando ser a primeira partida oficial pós Kaká (e Maldini) e os pífios resultados colhidos na pré-temporada, tudo somado, o Milan fez uma bela apresentação e, importantíssimo, colheu os 3 pontos.
Postado no 4-3-1-2, com Storari na meta, o estreante Thiago Silva formando a zaga com o ritrovato Nesta e Ronaldinho dietro a Borriello (abaixo contra o tcheco Jarolim - Getty Images) e Pato, o Milan sofreu um pressing inicial do Siena, mas logo tomou as rédeas da partida para si.
Assim, aos 18', foi criada a primeira grande chance da peleja, com Jankulovski tabelando com Ronaldinho para concluir dentro da área, exigindo grande intervenção do arqueiro Curci.
Com o Siena pouco incisivo (segundo as estatísticas da Gazzetta dello Sport, o Milan terminou com 67,5% da posse de bola, tendo 13'30'' de supremacia territorial, contra 6'44'' do time da casa, este último quesito apurado pelo DigitalSoccer Project da Panini Digital - http://www.lega-calcio.it/rest/site/default/file/01_SIENA-MILAN_1-2_post.pdf), o Milan continou melhor e, aos 21', chegou a estufar as redes de Curci em conclusão de Pato em cobrança de falta de Ronaldinho, mas o gol acabou (bem) anlulado pelo árbitro Tagliavento, vez que Il Papero estava realmente adiantado em relação a defesa senese.
Mas a vantagem rossonera não tardaria, mais uma vez com Pato concluindo jogada de Ronaldinho ao 29'.
Só que aí o Siena, que até então encontrava grande dificuldade até para passar do meio de campo, chegou ao empate aos 34' em jogada de Fini para Jarolim, que chutou cruzado para defesa parcial de Storari, com o rebote caindo nos pés de Ghezzal, que deixou tudo igual no marcador (acima, os artilheiros do cotejo - Getty Images).
Veio o 2º tempo e o Milan logo voltou a marcar, em jogada muito bem trabalhada e que contou com a participação de Borriello (que, se não foi muito presente dentro da área, participou ativamente para abrir espaço para os companheiros), Pato, Ronaldinho, Flamini e novamente Pato, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.
Aliás, em um dia em que todos os brasileiros estiveram muito bem, Ronaldinho deu mostras de que ainda pode ser decisivo, pois, além de participar da jogada de ambos os gols rossoneri, ainda mostrou toda a sua classe ao concluir, perigosamente, de bicicleta aos 22', com Curci jogando a bola para escanteio.
No final, vitória merecida para o Milan, cujo tabellino ficou assim:
Siena: Curci; Rossettini, Ficagna, Brandão, Del Grosso; Vergassola, Codrea (58' Ekdal), Fini (58' Paolucci), Jarolim (80' Reginaldo); Ghezzal, Maccarone. All. Giampaolo.
Milan: Storari; Zambrotta, Nesta, Thiago Silva, Jankulovski; Gattuso (60' Ambrosini), Pirlo, Flamini, Ronaldinho; Borriello, Pato. All. Leonardo.
Gols: 29' Pato, 34' Ghezzal, 48' Pato (os gols e os melhores momentos da partida, bem como uma entrevista com Pato podem ser visualidos no vídeo abaixo).
Árbitro: Tagliavento.
Cartões amarelos: Vergassola, Ekdal e Pato.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker