Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

domingo, abril 12, 2009

O Jogo Da TV (Parte III) - Reggina x Udinese



Na única partida disputada neste domingo de Páscoa pela Serie A, as oponentes Reggina e Udinese entraram em campo unidas pela dor das vítimas do terremoto que ceifou mais de 100 vidas na região do Abruzzo (abaixo as equipes perfiladas antes da bola rolar - Saya), mas com sentimentos diversos em relação ao cotejo.
A equipe friulana, envolvida nas 4ªs de final da Copa U.E.F.A., entrou em campo mais preocupada com a competição européia - vez que receberá o Werder Bremen na próxima quinta-feira precisando vencer por 2 gols de diferença, com Marino realizando um amplo turn-over e lançando o danese Zimling (mais abaixo, à esquerda, marcando Brienza - Laganà) no meio de campo e o nigeriano Ighalo na frente.
Já a Reggina, útima colocada da Serie A, ingressou ao gramado sabendo da necessidade de reencontrar a vitória (a última remonta ao dia 23 de novembro pela 13ª rodada!) se não pretende ver encerrada precocemente sua passagem na principal divisão do Calcio depois de 7 anos consecutivos, distribuída no 3-5-2 com Brienza e Ceravolo na frente.
E, talvez pela ansiedade natural do momento, depois de um começo auspicioso, o time calabrês começou a ser pressionado pela squadra bianconera, com o goleiro Puggioni transparecendo insegurança até mesmo em conclusões pouco perigosas de Floro Flores, titularizado no posto do poupado Quagliarella.
Só que a pouca disposição friulana era evidente e, próximo dos 30', a Reggina voltou a ser mais incisiva, chegando mesmo a criar algumas boas oportunidades e até reclamar uma penalidade máxima de Felipe em Ceravolo aos 35'.
Mas, na verdade, as emoções ficaram reservadas para a 2ª etapa, com o gramado do Granillo sob chuva e forte vento.
Assim, aos 9', o capitano amaranto Lanzaro agarrou o avante Floro Flores dentro da área, quase tirando a camisa do avante friulano.
Apontada a marca de cal pelo árbitro De Marco, o forte difensore surgido nos giovanili da Roma explodiu em uma onda de reclamações teatrais, não interrompida nem com a visão da ammonizione - resultado: cartão vermelho e Reggina com um homem a menos!
Ah... se Lanzaro soubesse que o bianconero Domizzi iria cobrar o pênalti quase que nas estrelas...
Mas o cenário não foi completado até que, aos 16', o meia Barillà (abaixo contra Obodo - Laganà), ammonito no 1º tempo por causa de uma entrada violentíssima no chileno Sanchez, cometeu uma falta totalmente desnecessária no também chileno Isla (será perseguição?) em pleno campo ofensivo amaranto e foi fazer companhia ao seu capitão no vestiário, deixando o time do técnico Orlandi com apenas 9.
E foi com este panorama desolador que a Reggina cresceu e, abusando dos contra-ataques, chegou muito, mas muito perto mesmo, de um feito histórico.
Tudo começou aos 26', quando Brienza se livrou habilidosamente do goleiro Handanovic e chutou para marcar, mas teve o tento impedido espetacularmente por Domizzi em cima da linha.
Depois, embora a Udinese tenha chutado uma bola na trave aos 28', foi de Brienza a melhor chance, com o piccolo fantasista permitindo grande defesa de Handanovic aos 31'.
Mas o destino da partida (e provavelmente do time calabrês) foi efetivamente selado aos 38', quando Handanovic defendeu o pênalti sofrido por Vigiani e cobrado por Brienza, herói da última salvezza do clube amaranto.
Aí, nos minutos finais, o avante Floro Flores realizou uma doppietta nada muito exuberante (em ambos os gols, o atacante natural de Nápoles precisou de mais de uma tentativa para marcar) que acabou escrevendo o placar final do cotejo.
O tabellino da partida repleta de agonismo:
Reggina: Puggioni; Santos, Lanzaro, Valdez; Sestu, Barreto, Barillà, Hallfredsson (79' Vigiani), Costa; Brienza (90' Stuani), Ceravolo (65' Di Gennaro). All. Orlandi.
Udinese: Handanovic; Isla (64' Quagliarella), Felipe, Domizzi, Lukovic; Zimling, Obodo, Asamoah (46' Inler); Sanchez (58' Pasquale), Floro Flores, Ighalo. All. Marino.
Gols: 85' Floro Flores, 91' Floro Flores (vide ambos nos highlights abaixo).
Árbitro: De Marco.
Cartões amarelos: Hallfredsson, Valdez, Santos, Barillà, Lanzaro, Pasquale, Brienza e Lukovic.
Cartões vermelhos: Lanzaro e Barillà.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker