Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quinta-feira, agosto 28, 2008

Guia Da Temporada 2008/2009 (Parte III)


Continuando o passeio pelos clubes que participarão da próxima Serie A, hoje é dia de conhecer um pouco mais sobre o novato Lecce, o renovado Milan, os ambiciosos Napoli e Palermo e acerca da Reggina, equipe situada na extremidade da Bota.
Lecce - De volta à Serie A depois de 2 anos, os salentini conseguiram uma merecida promoção vencendo o playoff contra Albinoleffe, Brescia e Pisa, confirmando o 3º posto obtido na regular season, mas parece que ficaram por aí, reforçando muito pouco a equipe, que ainda viu peças importantes saírem. Dessa forma, o limite será brigar para não voltar à Serie B já.
Técnico, provável formação tática e time base: Vindo de um biênio de sucesso com o Siena, il 48enne tecnico milanese Mario Beretta substitui Papadopoulo pretendendo impor o 4-4-2 com: Benussi; Angelo, Diamoutene, Schiavi e Antunes; Caserta, Giacomazzi, Zanchetta e Ariatti; Cacia e Tiribocchi.
Quem chegou: Antunes (d, por, Roma), Cacia (a, ita, Fiorentina), Caserta (m, ita, Palermo), Castillo (a, arg, Pisa), Feltscher (m, sui, Grasshopper-SUI), Giacomazzi (m, uru, Empoli) e Leo (a, bra, Internacional-BRA).
Quem saiu: Abbruscato (a, ita, Torino), Boudianski (m, rus, Udinese), Corvia (a, ita, Empoli), Diarra (m, mli, Bellinzona-SUI), Lovrecic (m, svn, NK Celje-SVN), Tricarico (a, ita, Crotone) e Valdes (m, chi, Atalanta).
Pontos fortes: Os meias Ariatti, Caserta, Giacomazzi e Zanchetta possuem larga experiência, inclusive na Serie A, enquanto Cacia e Tiribocchi são bastante velozes e devem se encaixar como uma luva no esquema adotado por Beretta.
Pontos fracos: O elenco é limitado tecnicamente e a defesa não passa segurança.
Voto: 4,0.
Milan - Dos grandes favoritos ao scudetto, foi o que promoveu a maior remodelação no elenco. Também, do time que começou na última rodada da temporada passada, 8 jogadores tinham mais de 30 anos, incluindo 2 acima de 35 (isso sem Cafu e Maldini!), além de que a squadra de Via Turati fracassou em todas as frentes que disputou, não conseguindo sequer classificação para a atual Champions League.
Técnico, provável formação tática e time base: Indo para sua 8ª temporada no comando do Milan, Carletto Ancelotti conquistou, no período, apenas 1 título italiano (2003/2004), mas, com exceção da última temporada, sempre conseguiu classificar a equipe para a Champions League, competição que venceu em 2003 e 2007. Considerado defensivista, Ancelotti deve escalar a equipe rossonera no 4-3-2-1 com: Abbiati; Zambrotta, Nesta, Kaladze e Jankulovski; Gattuso, Pirlo e Flamini; Kaká e Ronaldinho; Shevchenko.
Quem chegou: Abbiati (g, ita, Atlético de Madrid-ESP), Antonini (m, ita, Empoli), Borriello (a, ita, Genoa), Cardacio (m, uru, Nacional-URU), Flamini (m, fra, Arsenal-ENG), Ronaldinho (a, bra, Barcelona-ESP), Senderos (d, sui, Arsenal-ENG), Shevchenko (a, ukr, Chelsea-ENG), Viudez (m, uru, Defensor-URU) e Zambrotta (d, ita, Barcelona-ESP).
Quem saiu: Aubameyang (a, gab, Avellino), Cafu (d, bra, fim de carreira), Digão (d, bra, Standard Liège-BEL), Fiori (g, ita, fim de carreira), Gilardino (a, ita, Fiorentina), Gourcuff (m, fra, Bordeaux-FRA), Oddo (d, ita, Bayern München-GER), Paloschi (a, ita, Parma), Ronaldo (a, bra, ?), Serginho (d, bra, fim de carreira) e Simic (d, cro, Monaco-FRA).
Pontos fortes: Com 3 Pallone D'Oro no elenco, ao menos no papel o plantel rossonero não fica atrás de nenhum outro, sendo que o ataque, com inúmeras opções, é impressionante.
Pontos fracos: A média etária do elenco continua alta e a defesa, mesmo com a chegada de Zambrotta e Senderos, continua a preocupar.
Voto: 8,5.
Napoli - O presidente Aurelio De Laurentiis continua firme e forte no seu propósito de tornar grande novamente o escrete partenopeo e, para isso, manteve todos os destaques da última temporada e ainda trouxe reforços importantes.
Técnico, provável formação tática e time base: Reja, o treinador que trouxe o Napoli da Serie C1, continua no comando da equipe apostando no ofensivo 3-5-2 com: Iezzo; Santacroce, Cannavaro, Rinaudo; Maggio, Blasi, Gargano, Hamsik e Vitale; Lavezzi e Denis.
Quem chegou: Amodio (m, uru, Mantova), Denis (a, arg, Independiente-ARG), Maggio (m, ita, Sampdoria), Piá (a, bra, Catania), Rinaudo (d, ita, Palermo) e Russotto (a, ita, Treviso).
Quem saiu: Calaiò (a, ita, Siena), Capparella (m, ita, ?), Cupi (d, ita, Empoli), Garics (d, aut, Atalanta), Rullo (d, ita, Triestina) e Sosa (a, arg, Gimnasia La Plata-ARG).
Pontos fortes: Os alas Maggio e Vitale são muitos rápidos e o eslovaco Hamsik tem confirmado dotes de craque, mas a cereja do bolo é o ataque portenho com o rápido Lavezzi e El Tanque Denis.
Pontos fracos: O possível desgaste da disputa concomitante da Serie A com a Copa U.E.F.A. e o fato de, junto com alguns maus resultados, surgir uma grande pressão da sempre fanática torcida.
Voto: 7,0.
Palermo - O tradicional clube rosanero continua patinando no limiar que divide os clubes com pretensões importantes daqueles meros figurantes na Serie A. Depois de iniciada uma campagna di rafforzamento interessante, a saída do d.s. Rino Foschi comprometeu todo o trabalho realizado, sendo emblemática a cada vez mais provável partenza do artilheiro De Melo, anunciado como substituto do trambém brasiliano Amauri e apenas algumas semanas na Sicília depois de longa disputa com o Parma.
Técnico, provável formação tática e time base: Stefano Colantuono começou e terminou a temporada passada no comando do Palermo, mas, até para fazer jus a fama de mangia allenatori do presidente Zamparini, foi Francesco Guidolin quem mais sentou no banco do Palermo no campeonato. De qualquer maneira, como gosta de viver perigosamente, Colantuono deve começar escalando o time siciliano no 4-3-3 com: Amelia; Raggi, Bovo, Carrozzieri e Balzaretti; Nocerino, Liverani, Fábio Simplício; Lanzafame, Cavani e Miccoli.
Quem chegou: Amelia (g, ita, Livorno), Bovo (d, ita, Genoa), Budan (a, cro, Parma), Carrozzieri (d, ita, Atalanta), Ciaramitaro (m, ita, Chievo), De Melo (a, bra, Le Mans-FRA), Dellafiore (d, ita, Torino), Kjaer (d, den, Midtjylland-DEN), Lanzafame (a, ita, Bari), Liverani (m, ita, Fiorentina), Nocerino (m, ita, Juventus) e Raggi (d, ita, Empoli).
Quem saiu: Agliardi (g, ita, Rimini), Amauri (a, bra, Juventus), Barzagli (d, ita, Wolfsburg-GER), Biava (d, ita, Genoa), Cani (a, alb, Ascoli), Caserta (m, ita, Lecce), Rinaudo (d, ita, Napoli) e Zaccardo (d, ita, Wolfsburg-GER).
Pontos fortes: O meio de campo, que pode contar com jogadores do calibre de Fábio Simplício, Guana, Migliaccio e Nocerino para a marcação e Bresciano, Liverani e Jankovic na criação.
Pontos fracos: Com a saída de Amauri e a cada vez mais provável não permanência de De Melo, fica evidente a ausência de um atacante capaz de marcar, ao menos, 15 gols por temporada.
Voto: 6,5.
Reggina - A pretensão do time de Reggio Calabria é, como nas temporadas anteriores, apenas permanecer na máxima divisão do futebol italiano, objetivo o qual já está habituada a atingir.
Técnico, provável formação tática e time base: Surpreendentemente chamado para substituir Ulivieri no final da stagione 2007/2008, o cremonese Nevio Orlandi deve partir no 4-4-2 com: Campagnolo; Lanzaro, Cirillo, Valdez e Aronica; Vigiani, Barreto, Cozza e Hallfredsson; Brienza e Corradi.
Quem chegou: Carmona (m, chi, O'Higgins-CHI), Corradi (a, ita, Parma), Cosenza (d, ita, Ravenna), Puggioni (g, ita, Perugia), Rizzo (d, ita, Perugia) e Santos (d, bra, Genoa).
Quem saiu: Amoruso (a, ita, Torino), Castiglia (m, ita, Cittadella), Cherubin (d, ita, Cittadella), Joelson (a, bra, Pisa), Makinwa (a, ngr, Lazio), Modesto (d, ita, Genoa), Novakovic (g, srb, Aalesunds-NOR), Pettinari (m, ita, Ravenna), Tullberg (a, den, Hearts-SCO) e Ungaro (d, ita, Ravenna).
Pontos fortes: A genialidade de Cozza e a habilidade de Brienza, bem como a concretezza dos meias Barreto e Hallfredsson.
Pontos fracos: Tem um dos elencos mais limitados da Serie A, sendo que, particularmente, a defesa preocupa bastante.
Voto: 4,5.

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

3 Comments:

At 1:27 AM, Blogger JP said...

Rodolfo, há pouco fiquei surpreendido quando li que o Génova foi o 2º clube que mais investiu para esta temporada, só superado pelo óbvio Inter...
Tal como o Napoles penso que será um forte concorrente a um lugar europeu. O Lecce e o Reggina são sérios candidatos à descida enquanto o Milan não sei... a ver pela primeira jornada não sei até que ponto será candidato ao 'scudetto'...
Abraços

 
At 12:59 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
É verdade, o Genoa acabou investindo bastante (e me parece bem) - resta ver se o fato do Milito ganhar bem mais do que os demais não trará conseqüências prejudiciais...
Na minha opinião, Inter, Juve, Milan e Roma disputarão o título e as vagas para a U.C.L., onde, aí, também entra a Fiorentina. Em seguida, Genoa, Lazio, Napoli, Sampdoria e Udinese devem disputar vagas para a 'Uefa Cup'. Atalanta, Bologna, Catania, Palermo e Torino devem fazer um campeonato digno e nada mais. Por fim, Cagliari, Chievo, Lecce, Reggina e Siena devem lutar contra o rebaixamento.
Abraços,

 
At 1:28 PM, Blogger JP said...

Concordo com essa tua análise no provável escalonamento das equipas na tabela embora saibamos bem que as coisas nunca acontecem tal e qual como se prevê... Em princípio será assim como esquematizaste, mas eu não coloco de parte que algumas das equipas que colocaste no 'campeonato digno' não caiam na luta contra a descida...
Abraços

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker