Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

Gli Azzurri


Foi uma semana perfeita para os selecionados italianos, que venceram seus difíceis compromissos agendados e, mais importante, conveceram.
Na terça, l'Olimpica treinada por Casiraghi (envolto em uma polêmica sobre a utilização ou não dos chamados fuori quota em Pequim) recebeu a atual bicampeã européia Holanda em Ferrara e venceu por 2 x 1, gols do ítalo-argentino Osvaldo e do sempre decisivo Giuseppe Rossi (ao lado seu tiro - Grazia Neri - que pena que os clubes italianos tenham deixado esse talentoso atacante sair da Itália), tendo o galactico Drenthe descontado para os arancioni.
Ao final do amistoso disputado com muito empenho por ambas as equipes (foram distribuídos 5 cartões amarelos e 1 vermelho), Casiraghi utilizou 20 jogadores, alguns bastante conhecidos do público da Serie A, como os meias Cigarini, De Ceglie, Montolivo e Nocerino, chegando ao 25º resultado útil casalingo consecutivo.
No dia seguinte, na Suíça (como teste das instalações que serão utilizadas na próxima Eurocopa), a seleção italiana principal enfrentou sua equivalente portuguesa no estádio Letzigrund de Zurique (onde a Itália jogará contra França e Romênia em junho), conquistando uma importante vitória por 3 x 1.
Apesar da vontade do técnico Scolari em derrotar a Itália (na véspera da partida, o treinador chegou a declarar: "Em 23 jogos com a Itália, perdemos 17, o que é uma vergonha. Temos apenas quatro vitórias e dois empates. Em caso de derrota, poderia dizer que era um jogo de preparação..., mas seria mentira. O grande objectivo é a vitória"), uma seleção lusitana super dependente do seu astro maior Cristiano Ronaldo não foi párea para uma Itália disposta no 4-1-4-1 por Donadoni (acima, à esquerda, os 11 que começaram - Grazia Neri).
E a Azzurra só precisou de, efetivamente, 5 minutos para definir o destino da partida: aos 46' do 1º tempo o aríete Toni aproveitou um cruzamento da esquerda e, contando com a falha do goleiro Ricardo, só empurrou a bola para o fundo das redes; aos 5º da etapa final, um ótimo Pirlo acertou um belo tiro que entrou no canto do arqueiro português, não sem antes sofrer um ligerio desvio nos pés do capitano Cannavaro, para quem acabou sendo consignado o gol.
Mas, algum tempo antes, logo aos 5' da etapa inicial, aproveitando bela jogada de Zambrotta (que cederia o posto para Grosso antes dos 30'), Pirlo (abaixo contra o atacante Makukula - Ap) fez o que quis na área portuguesa antes de concluir para o fundo das redes - o tento acabou anulado pelo árbitro suíço Kever por suposto toque de mão do meia italiano.
Com 2 x 0 no placar, Donadoni sacou vários de seus titulares, dando oportunidade até para o estreante Borriello, que substituiu, com louvor, Toni.
Apesar das diversas alterações (6 no total), o time italiano não se desfigurou e só sofreu o gol do atacante Quaresma por desatenção do miolo da defesa, que, no resto, esteve impecável.
De qualquer maneira, no minuto seguinte ao gol português, um dos jogadores que tinham acabado de entrar, o ala Quagliarella, ampliou para a Itália em conclusão de puro oportunismo.
E assim a Azzurra de Donadoni chegou a sua 6ª vitória consecutiva!

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

4 Comments:

At 5:20 PM, Blogger Lady Cyntia said...

I love Quagliarella! rs

 
At 7:37 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
É, 'Quaglia' mostrou ter estrela!
Abraços,

 
At 4:46 PM, Anonymous Bryan Robson said...

Vcs acham que o capitano Totti deve estar no grupo dos 23 jogadores que vão à Pequim-2008?

 
At 5:13 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Grande Bryan Robson,
Acho que Totti deveria, por sua classe, participar do grupo italiano que vai à Pequim, mas não acredito que tal desejo se realize.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker