Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quinta-feira, dezembro 27, 2007

Memorabilia - Ghezzi

Recentemente, o prestigioso jornalista Adalberto Bortolotti elegeu para a não menos influente revista Guerin Sportivo os 20 maiores portieri di sempre, colocando o italiano Giorgio Ghezzi na 19ª posição.
Nascido em Cesenatico, uma importante estação balneária no Mar Adriático, aos 10 de julho de 1930, Ghezzi fez sua estréia como profissional jogando pelo Rimini, então na Serie C, a soli 18 anni.
Depois de duas temporadas militando no Modena, Ghezzi chegou à Inter no campeonato 1951/1952, quando começou a escrever sua história na Serie A (à direita defendendo a meta nerazzurra - Inter) a partir do jogo contra o Legnano em 21 de outubro (vitória da Beneamata por 3 x 1).
Depois de 18 presenças em sua 1ª temporada como interista, Ghezzi se tornou titular absoluto da Inter, não ficando de fora de um jogo sequer nas duas temporadas seguintes, quando a Internazionale venceu um histórico bicampeonato (1952/1953 e 1953/1954).
Goleiro muito arrojado e de reflexos dignos de um felino, Ghezzi não tinha qualquer receio de mergulhar nos pés dos jogadores adversários para ficar com a bola, a ponto de ser apelidado de Kamikaze depois de ter se lançado como um míssil nos pés de Nordahl em um Derby (como na foto à esquerda - Inter).
Seu sucesso com as cores preta e azul acabou levando-o à Azzurra, com a qual fez sua estréia em um amistoso contra a França em Paris, vencido pela Itália por 3 x 1.
Porém, em uma época na qual as seleções não jogavam tanto e a Itália tinha um goleiro chamado Buffon (Lorenzo, cugino del nonno do atual goleiro da Juventus), Ghezzi não teve tantas chances no selecionado italiano, terminando sua carreira com apenas 6 aparições, incluíndo 2 na Copa do Mundo de 1954.
Em 1958, depois de 186 presenças com a Inter na Serie A, Ghezzi se transferiu ao Genoa, onde ficou apenas uma temporada, indo para o Milan em 1959.
Na sponda rossonera, Ghezzi também viveu grandes momentos, sendo campeão italiano na temporada 1961/1962 (à direita o time campeão, com, partindo da fileira do alto à esquerda: Dino Sani, Trapattoni, Rivera, Salvadore, Pivatelli e Cesare Maldini; Radice, Ghezzi, Danova, Altafini e David - Panini) e conquistando a Coppa dei Campioni de 1963 contra o Benfica de Eusébio.
Em 1965, depois de 341 presenças na Serie A, Ghezzi pendurou suas chuteiras.
Ghezzi, que foi parar nos hospitais em mais de uma ocasião com contusões na testa por causa de suas saídas arrojadas, também era um estudioso dos adversários, a ponto de se esconder dietro le colonne da Arena Civica para espiar as cobranças de Liedholm durante os treinamentos do Milan.
Kamikaze faleceu em 12 de dezembro de 1990, tendo passado seus últimos anos dedicando-se ao seu albergo em sua cidade natal.

Marcadores: , ,

Na Última Vez ...

22 Comments:

At 1:51 AM, Blogger JP said...

Rodolfo, confesso que nunca tinha ouvido falar deste guarda redes mas, depois de ler este excelente post fiquei a conhecer bastante sobre o Ghezzi. Gostei do apelido 'kamikaze'! E também a referência ao familiar de Gigi Buffon que nós por aqui também já tinhamos comentado.
Abraços

 
At 3:46 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Que bom que você gostou! Sabe, gosto muito de escrever sobre jogadores de um passado mais remoto, pois acho super legal não deixá-los cair no esquecimento e há muito pouco sobre eles na internet.
Abraços,

 
At 11:26 PM, Blogger JP said...

É verdade Rodolfo, há pouquíssimas referências na net a jogadores mais antigos e esta tua coluna 'Memorabilia' é sem dúvida uma óptima maneira de ficarmos a conhecer bastantes coisas sobre esses craques do antigamente. Gosto sempre bastante de ler esta tua coluna, quer sejam jogadores por mim conhecidos ou não...
Abraços

 
At 11:36 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Mais uma vez, muitíssimo obrigado pela participação!
Sabe, são leitores como você (e alguns outros que já considero como verdadeiros amigos) que fazem valer a pena este 'blog'.
Abraços,

 
At 1:43 AM, Blogger Lady Cyntia said...

Tal como JP, desconhecia Ghezzi. Também sempre aprendo coisas novas nessa parte do blog :) E percebo que você se dedica a ela com esmero. Acho legal conhecermos personagens que engrandeceram o 'Calcio'.

Se me permite, Rodolfo, a cidade de Cesenatico também é a terra natal do ciclista Marco Pantani, 'il Pirata', infelizmente, já falecido, também.

Abraços,

 
At 2:31 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Que bom que você também gostou! Estou realizado, pois realmente esta é a coluna que mais gosto de fazer, especialmente com os jogadores mais antigos.
Sua contribuição foi perfeita, já que 'Il Pirata' foi um dos grandes personagens esportivos dos últimos tempos na Itália, apesar de seu fim trágico...
Abraços,

 
At 3:26 PM, Blogger JP said...

É verdade Rodolfo, esta interacção promovida pelo Calcio e pelos blogs dá mesmo para fazer novas amizades, não físicas, mas bem reais. É um prazer poder ler o teu blog e considerar-te um amigo :)
Abraços

 
At 6:34 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
A recíproca é verdadeira!
Abraços

 
At 12:28 AM, Blogger JP said...

Digo o mesmo Rodolfo! Penso que ainda não te contei como descobri o teu blog... No ano passado estava a tirar um curso extra curricular na universidade de italiano e além de 2 testes escritos tinha que fazer um trabalho de pesquisa sobre uma personalidade italiana. Obviamente escolhi Del Piero e quando andava a efectuar as minhas pesquisas pela net lembrei-me de colocar no trabalho 2 ou 3 fotos dele no modo de cromos da Panini, uma jovem, outra a meio da carreira e uma mais recente... coloquei no google as palavras chaves e num dos primeiros resultados surgiu o teu momento Panini sobre ele, li, gostei, comentei e a partir daí é o que ambos sabemos :)
Abraços

 
At 1:27 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Que legal, eu realmente não sabia! Que bom que eu postei a 'Momento Panini' com o Del Piero antes de você terminar seu curso extra...
Já te contei que meu pai e meu irmão são engenheiros?
Abraços,

 
At 4:08 PM, Blogger JP said...

Foi mesmo Rodolfo, ainda bem que postaste o momento Panini com o 'Alex' e eu estava fazendo o trabalho sobre ele ;)
Sim, já me tinhas falado. Tiro o chapéu ao teu pai e irmão, não me quero vangloriar porque espero em breve também ser engenheiro, mas é um curso bem difícil, não imaginas as vezes em que as coisas correm mal e que me arrependi de ter escolhido tal curso tão puxado... Mas, depois da tempestade vem a bonança e como já se vê uma luz ao fundo do túnel as coisas vão-se compondo... Já comentei com a Cyntia que tenho um professor brasileiro regente da cadeira de Betão Armado, Concreto como vocês chamam aí no Brasil, um tal de Luíz Oliveira, um tipo porreiro e é adepto do Corinthians, tenho que brincar com ele agora que desceram para a 2ª... ;)
Abraços

 
At 11:24 PM, Blogger Lady Cyntia said...

Descobri o blog do Rodolfo ano passado e foi também através do Google. Grande Google!!

Me lembro que brinquei com ele escrevendo que havia encontrado alguém que gostasse de futebol italiano tanto quanto eu :) Virei abituê daqui.

De fato, o Calcio Serie A foi de onde tudo começou... rs De onde um foi 'conhecendo' o outro.

Ah, JP, o seu professor é Corinthiano. Pobre homem

Voltando ao Ghezzi, interessante que ele defendeu os dois clubes de Milão. Não sei se estou certa, mas parece que antigamente as rivalidades eram menos acirradas do que hoje em dia.

Abraços,

 
At 12:58 AM, Blogger JP said...

É verdade Cyntia, bendito Google, foi o arranque que permitiu que nos 'conhecêssemos' tendo como origem comum a paixão pelo 'Calcio'.
Pois é, o homem é mesmo do Corinthians, no inicio deste semestre fez uma piada qualquer misturando futebol e betão e descobrimos que ele era adepto desse clube ;)
Ui, sobre as rivalidades acho que depende do contexto e dos clubes, por exemplo a maior rivalidade que existe em Portugal é entre o Benfica e o Sporting e vem desde os anos 30, e curiosamente nasceu no Ciclismo com duelos imortais na Volta a Portugal em Bicicleta entre o Nicolau e o Trindade, depois foi a luta pelo Eusébio na década de 60, a ida de Paulo Sousa para o Sporting em 93, Simão ter ido para o Benfica quando saiu do Barça entre muitas outras histórias de pura rivalidade... para não falar da rivalidade entre Barça e o Real Madrid durante a ditadura de Franco, consta-se que foi por ordem expressa do ditador que Di Stéfano foi desviado de Barcelona para Madrid...
Abraços

 
At 1:39 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Prezados,
Betão Armado ... gostei! Quando li pela primeira vez, confesso que não entendi nada.
Quanto ao Google, é realmente um ferramente fantástica - para quem se interessar, aconselho a leitura do livro "Google - a história do negócio de mídia e tecnologia de maior sucesso dos nossos tempos", dos americanos David A. Vise e Mark Malseed.
Por fim, quanto a rivalidade entre Inter e Milan, acho que ela sempre foi bem presente, certamente sofrendo atenuações ou ficando mais exarcebada em determinados momentos da história.
Aliás, vocês sabiam que o primeiro 'Derby della Madonnina', lógico que ainda sem essa denominação, foi disputado pela primeira vez em 18 de outubro de 1908 em Chiasso, na Suíça?
Abraços,

 
At 10:14 PM, Blogger JP said...

Rodolfo, eu a primeira vez que tentei estudar Betão Armado também não entendi nada... na minha opinião é a 'cadeira' mais difícil do curso. O teu pai e irmão também são engenheiros civis? Se forem pergunta-lhes o que eles acharam de Concreto... ;)
Essa do 1º derby de Milão disputado na Suiça é que não fazia a menor ideia? Não tinham campo em Milão para jogar?...
Abraços

 
At 1:11 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Meu pai se formou em uma época que o curso de engenharia era, digamos, generalista e não havia essas subdivisões hoje existentes.
Ele, durante sua vida profissional, acabou trabalhando na área de engenharia civil, mas depois foi para a seara de lubrificantes (ele tem até uma obra bastante conceituada aqui no Brasil e que está presente no currículo de várias faculdades) e combustíveis, além de transportes.
Já meu irmão se formou na 1ª turma de Engenharia de Produção da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro), mas acabou fazendo mestrado e doutorado na área de economia e hoje é diretor de um banco de investimentos francês - ou seja, não exerce a profissão de engenheiro.
Já eu ... achei melhor fazer Direito e agora sou 'blogueiro'...
Abraços,

 
At 9:52 PM, Blogger Lady Cyntia said...

JP E Rodolfo,

Eu sempre me interessei por coisas diferentes, embora faça algo comum. Quando adolescente, meu pais ficavam de cabelo em pé porque eu dizia que queria ser Oceanógrafa. Dizia que queria viver na Antártica para estudar os blocos de gelo, os mares e o efeito estufa. Pretendo um dia trabalhar com meio ambiente, paralelamente. A paixão pelos fenômenos da natureza e as plantas ainda vive dentro de mim.

Voltando ao 'calcio' ia fazer a mesma pergunta, JP. Não tinha lugar para jogar o Derby na Itália, não? Que estranho eles irem jogar na Suíça. Será que foi por causa de algum conflito na Itália?

Abraços,

 
At 5:28 PM, Blogger JP said...

Os meus parabéns Rodolfo, isso é uma família bem eclética em termos profissionais! Se tiveres tanta qualidade no exercício da tua profissão como a de 'blogueiro' diria que és um excelente advogado :)
Curiosamente o meu irmão tirou o curso de Economia... ;)

Pois é Cyntia, já me tinhas falado nesse teu sonho de trabalhar sobre o meio ambiente, acho que é algo muito interessante e bonito, espero que o consigas concretizar :)
Abraços
Abraços

 
At 10:55 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Tenho um grande amigo que começou a cursar Oceanografia na UERJ e depois acabou fazendo biologia aqui na UnB - hoje ele é doutor pela Universidade de Saint Andrews, na Escócia.
Porém, como estamos no Brasil, ele nunca conseguiu trabalhar no que gosta (e que estudou muito) e, atualmente, é perito da Polícia Federal...
Quanto ao 'primo Derby della Madonnina' ter sido realizado em Chiasso, a explicação que conheço (não sei se verdadeira) é que o jogo se deu na Suíça exatamente em decorrência do nome Internazionale, que, afinal, foi fundado a partir de uma dissidência do Milan, que não aceitava jogadores estrangeiros à época.
Assim, o jogo que terminou 2 x 1 para os 'nerazzurri' teria sido realizado na vizinha Suíça após uma marcha de protesto (mas não me perguntem de quem ou porquê).
Abraços,

 
At 12:22 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Muito obrigado! Não posso reclamar, sou também realizado como profissional - aliás, acabei de concluir uma defesa em um processo de um cliente do escritório (Moura e Ribeiro Advogados) que já tem pouco mais de 1.800 páginas!
Por isso ainda não postei a 'Momento Panini' da semana...
Abraços,

 
At 4:51 PM, Blogger Lady Cyntia said...

Puxa, aqui acabam acontecendo coisas assim, né? Você se forma e acaba mudando de área por não encontrar colocação ou não ter o devido crédito dado ao seu trabalho. Se tivesse seguido essa carreira, provavelmente estaria como ele, ou então teria que sair do país.

Me sinto feliz com a escolha que fiz, de ser professora. Poderia ganhar mais como psicóloga e coisa e tal, mas nada que me fizesse acordar de manhã e me sentir bem. Ademais, tenho horários de trabalho flexíveis que me permitem fazer coisas que muita gente não pode fazer durante o dia, como por exemplo ir ao cinema, ir à praia, nadar, enfim, cuidar da minha saúde física e mental, coisas de que não abro mão.

Sou muito natureza, muito ao ar livre e esse contato com o mar, as plantas, bichos para mim, ao menos, é fundamental para uma vida saudável.

Abraços,

 
At 9:32 PM, Blogger JP said...

Rodolfo e Cyntia, fico muito contente que ambos vocês sejam felizes e realizados com a vossa escolha e actividade profissional. Oxalá eu daqui a uns tempos vos possa dizer o mesmo...
Abraços

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker