Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, novembro 24, 2007

O Jogo Da TV (Parte I) - Genoa x Roma



Decisivo pela Itália contra a Escócia no final de semana passado, decisivo pela Roma contra o Genoa hoje - Christian Panucci é realmente um jogador predestinado, dono de uma carreira singular, com passagens por Milan, Inter, Real Madrid e Chelsea, dentre outros grandes clubes, totalizando mais de 300 jogos na Serie A e 50 com a Azzurra.
Mas Genoa x Roma não foi assim uma partida tão entusiasmante, até porque, se Spalletti não podia contar com o zagueiro Mexes, com os meias Aquilani, Perrotta e Taddei e até com o capitano e anima Totti, na equipe de Gênova Gasperini optou por mandar a campo uma equipe sem o habilidoso Milanetto e os ágeis Di Vaio e Figueroa, preferindo um meio de campo mais robusto com Rossi, Paro, Juric e Danilo.
Assim, acabou sendo uma partida muito aguerrida e combatida na parte central do campo, onde também se destacaram os romaniste Brighi (acima contra Borriello - Ap), De Rossi e Pizarro.
Na frente, o brasiliano Mancini (à esquerda contra Paro - Roma) começou bem, puxando as principais jogadas do time giallorosso, mas depois, com o decorrer da partida, acabou se perdendo, até por um excesso de agonismo, vez que acabou sendo mais notado pelas faltas cometidas.
Já Vucinic, o substituto de Totti, não conseguiu ser incisivo como em outras ocasiões, pouco aparecendo na partida, apesar das boas atuações dos alas Cassetti e Tonetto pela esquerda.
Pelo lado do Genoa, o tridente ofensivo também não funcionou, já que Sculli figurou muito mais como homem de contenção no meio de campo (por causa das subidas de Panucci) e Borriello estava em giornata no, sobrando só a fantasia pouco concreta do hondurenho reclamão Leon.
Mas algumas chances foram criadas sim - como aos 30' da etapa final, quando o goleiro Rubinho fez uma belíssima defesa em cabaçada de Vucinic e depois impediu, de forma miracolosa, a conclusão de De Rossi no rebote - e a partida não foi monótona a ponto de ser chata.
Com as entradas de Di Vaio no posto de Sculli e Giuly no de Brighi as equipes ganharam fôlego novo e o bom meia Paro acertou um foguete no travessão defendido por Doni aos 25'.
Depois, Gasperini mandou o brigador Coppola no lugar do brasileiro Danilo e Spalletti o atacante Esposito no de Mancini - e esta predileção pela ofensividade acabou premiada: cobrança de falta de Pizarro na cabeça de Panucci que, totalmente desmarcado, não teve trabalho para, com sua habitual competência de excelente cabeceador, anotar o gol da vitória de seu atual clube em cima do time que o reveleou para o futebol (foto acima - La Repubblica)!
Não houve tempo para mais nada, ainda que Gasperini tenha tentado a cartada Figueroa - a Roma encosta na líder Internazionale enquanto o Genoa somou apenas 2 pontos nas últimas 6 giornate.
O tabellino do Marassi:
Genoa: Rubinho; Konko, Bega, Bovo; Paro, Juric, Rossi (91' Figueroa), Danilo (74' Coppola); Leon, Borriello, Sculli (62' Di Vaio). All. Gasperini.
Roma: Doni; Panucci, Ferrari, Juan, Cassetti; De Rossi, Brighi (67' Giuly), Mancini (83' Esposito), Pizarro (93' Barusso), Tonetto; Vucinic. All. Spalletti.
Gol: 90' Panucci.
Árbitro: Rosetti.
Cartões amarelos: Danilo, Paro, Ferrari, Bovo, Bega e Juric.

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

11 Comments:

At 9:55 PM, Anonymous Brahma said...

No fim das contas a Roma mereceu a vitoria mas acho que os torcedores do Geona não tem que se preocupar, esse treinador è muito bom na minha opinião.
Abraço

 
At 11:32 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Brahma,
Concordo plenamente com você! Agora, gostaria de ver o Milanetto e o Di Vaio como titulares deste Genoa, clube pelo qual tenho uma grande simpatia - por ser o clube mais antigo da Itália e pelo Branco por lá ter jogado.
Abraços,

 
At 5:50 AM, Anonymous Brahma said...

Mais passa o tempo, mais vc desperta sua paixão Tricolor! (rs)Ma aquele Genoa de Branco era um bom time mesmo!
AbraçO

 
At 6:47 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Brahma,
Sabe, usei fralda do Fluminense e fui gândula do clube, como não poderia ser apaixonado?
Agora, aquele time do Genoa era bom mesmo, tanto que chegou à UEFA e ganhou do fantástico Liverpool.
Lembro que, além de Branco, Skuhravy, Aguilera e Collovati, por lá, naquela época, se destacaram Panucci, Eranio, o mítico Signorini, Torrente, Ruotolo, Bortolazzi, ....
Abraços,

 
At 4:33 PM, Anonymous Brahma said...

Aquele Genoa era bom mesmo! me lembro que durante o jogo contra os Reds na arquibancada tinha um bandeirão com sob escreito "WE ARE GENOA", ficou bem emocionante.
Vc sabia que o termo "gandula" vem do jogador argentino Gandula que atuou no Vasco da Gama no fim da decada dos 30? ele era um "gentleman" dentro e fora do gramado, tão que quando a bola saia do campo, atè a pegava para entrega la ao adversario.
Abraço

 
At 9:06 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Brahma,
Não tinha a mínima idéia dessa! Muito obrigado! Agora sei de uma contribuição que o Vasco da Gama proporcionou ao futebol brasileiro (rs)...
Abraços,

 
At 11:24 PM, Blogger JP said...

Panucci anda goleador! Quando (ainda) não se tem Totti tem que ser o carismático defesa a resolver e a manter a Roma nos primeiros postos...

 
At 7:11 PM, Anonymous Brahma said...

Essa do Gandula foi uma profecia! (rs)(jogo do Pacaembu),quem sabe agora, falando do seu Flu não vai chover pò de arroz? (alias a contribuição do Tricolor) (rs)
Abração

 
At 11:34 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Brahma,
É... são essas histórias pitorescas que fazem o 'esporte bretão' ser tão apaixonante!
Abraços,

 
At 11:48 PM, Blogger Lady Cyntia said...

Panucci, sempre ele. E olha que ele nem lê nossos blogs! rs

E essa história do gandula é por demais interessante. Vai para meu caderno de curiosidades.

Liás, falando em curiosidades, recomendo a vocês a leitura do livro do Edurado Galeano, Futebol ao Sol e à Sombra. É recheado de histórias do mundo da bola.

Abraços,

 
At 3:43 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Vou colocar na minha lista de futuras aquisições.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker