Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, outubro 09, 2007

Momento Panini - Alberto Gilardino


No último domingo, um dos mais valorosos atacantes italianos dos últimos anos acabou com um incômodo jejum que já durava 158 dias.
Agora, com a doppietta anotada na Lazio, Alberto Gilardino espera que seu relacionamento com o fundo das redes retorne à antiga e excelente média, de quase um gol a cada duas partidas.
Nascido em Biella, na região do Piemonte, aos 5 de julho de 1982 (exatamente o dia no qual a Itália eliminou o Brasil na Copa do Mundo de 1982), logo se destacou como uma jovem promessa na Cossatese, la squadra del paese dove vive, se transferindo ao Piacenza ainda nas categorias de base após rejeitar um convite da Fiorentina, que também desejava contar com o giovane attaccante.
E foi com a equipe biancorossa que Gilardino fez sua estréia na Serie A, mais precisamente em 06 de janeiro de 2000 na derrota do seu presente Piacenza para o seu futuro Milan.
Ao lado dos vários Vierchowod, Morrone, Buso e Stroppa, Gila acabou rebaixado à Serie B com o Piacenza ao final da temporada, mas fez atuações convincentes e importantes 3 gols, apenas 1 a menos que o artilheiro do time, Arturo Di Napoli.
Na temporada seguinte, com 18 anos, Gilardino se transferiu ao Verona, onde ficou por duas stagioni (a figurinha do alto à direita é referente ao campeonato 2000/2001), realizando 5 gols em 39 partidas.
Porém, a passagem de Gila pela cidade que inspirou Shakespeare a escrever Romeu e Julieta quase ficou marcada por outra tragédia: um acidente automobilístico quase interrompeu a carreira do atacante, então já um contumaz integrante da Under 21 italiana.
Desde então, Gilardino é extremamente rigoroso com sua preparação, assegurando deitar-se bastante cedo e que nunca será encontrado em uma discoteca após às 22h00.
Daí, por forte insistência do allenatore Cesare Prandelli, Gilardino se transferiu ao Parma, com o qual transcorreu um 1º campeonato obscurizado pela dupla Adriano-Mutu antes de explodir na temporada 2003/2004, quando fez 23 gols em 34 partidas, classificandosi al secondo posto nella classifica marcatori italiana.
No campeonato seguinte, apesar da péssima campanha do Parma, que só escapou do rebaixamento à Serie B depois da disputa de um spareggio salvezza, Gila fez novamente 23 tentos, apenas 1 a menos que o capocannoniere Lucarelli.
Com a Under 21 de Gentile, Gilardino foi a ponta de diamante da seleção campione d'Europa em 2004 e medalha de bronze nas Olímpiadas de Atenas, onde fez 4 gols, inclusive o decisivo na disputa do 3º lugar contra o Iraque.
Tantos gols levaram o atacante, aos 22 anos, também à seleção italiana principal, com o qual fez sua estréia em 04 de setembro de 2004 na vitória sobre a Noruega pelas eliminatórias para a Copa do Mundo de 2006.
Já apontado como uma das maiores revelações do futebol italiano, Gilardino se transferiu ao Milan em julho de 2005 por 24 millioni di euro.
Na importante equipe de Milão, Gilardino (a figurinha à esquerda é referente a temporada 2006/2007) tem atravessado momentos turbulentos, embora tenha registrado boas marcas nos 2 campeonatos até aqui disputados com a camisa rossonera (17 e 12, respectivamente) e conquistado a última Champions League.
Campeão do mundo com a seleção italiana na Alemanha, Gila é apontado, principalmente pela imprensa brasileira, como presa fácil para a dupla Ronaldo-Alexandre Pato na briga por uma camisa de titular no Milan, mas é bom lembrar que o atacante, que ainda não completou 26 anos e teve como ídolos Van Basten e Batistuta, está acostumado a superar, com muitos gols, os obstáculos que aparecem na sua frente!

Marcadores:

Na Última Vez ...

6 Comments:

At 7:51 AM, Blogger Lady Cyntia said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 7:53 AM, Blogger Lady Cyntia said...

Desculpe. Acabei errando...

Saudades dele no Parma, quando fazia gols. Acabou obscurecido por outros atacantes no Milan. E agora com Pato para estreiar e Ronaldo voltando ao cenário e Pippo que mesmo jogando pouco faz gols importantes, ele tende a ser, sei lá, uma terceira opção.

Tomara que os gols de domingo não tenham sido um lampejo apenas. Qualquer coisa, diga a ele que as portas do Marassi estão sempre abertas. Meu time precisa de homens-gol e ele seria muito bem vindo em Gênova!

Como estou por fora do ambiente 'rossonero', queria saber Rodolfo, quem são atualmente os atacantes disponíveis no elenco?

Abraços,

 
At 12:04 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Concordo plenamente com suas considerações! Quanto aos atacantes atualmente disponíveis para Ancelotti, são apenas 2: o próprio Gilardino e Inzaghi, razão até pela qual o Kaká vem sendo bastante utilizado como homem de frente (e com sucesso!).
Abraços,

 
At 1:01 PM, Blogger JP said...

É verdade Cyntia, no Parma e nos Under 21 Gilardino era absolutamente demolidor, marcava golos em catadupa... depois no Milan tem perdido gás com o passar do tempo... eu gostava muito de o ver como bianconero que ao que parece é a sua 'squadra del cuore'...

Será que as noticias em torno de Lucarelli no Milan são apenas especulação? Não estou vendo o carismático jogador ir para o clube de Berlusconi, era um tremendo choque de ideais entre ambos...

Abraços

 
At 5:47 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Acho que o Gilardino faria uma ótima dupla com o Trezeguet e até mesmo com o Iaquinta, Del Piero permitindo.
Quanto ao Lucarelli, não me parece que seja o ideal para o Milan, seja pela idade, seja pela categoria (não vou nem tocar na questão ideológica ...).
Agora, depois que até o Amoroso em final de carreira foi para lá...
Abraços,

 
At 2:37 PM, Blogger JP said...

Eu também penso que sim Rodolfo, acho que Gilardino encaixaria muito bem na Juve seja com quem fosse ao lado... também gostava muito que contratassem Huntelaar, o jovem craque holandês do Ajax...

Quanto ao Lucarelli, apesar de ser um goleador nato, apenas se notabilizou em equipas de menor dimensão e não sei até que ponto iria render num grande como o Milan... provavelmente seria mais um reserva para os actuais avançados, sabendo que Ronaldo passa mais tempo na enfermaria do que em campo... sem esquecer que Lucarelli já passou os 30, foi bem notado esse exemplo do Amoroso...
Abraços

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker