Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quinta-feira, maio 10, 2007

Memorabilia - Altafini

José João Altafini, simplesmente Altafini para os italianos ou Mazola para os brasileiros, é possivelmente o brasileiro de maior sucesso nos gramados italianos em todos os tempos.
Nascido em Piracicaba, Estado de São Paulo, em 24 de julho de 1938, 5º filho de seu Gioacchino Altafini e dona Maria Marchesoni, chegou ao Palmeiras em julho de 1955, 3 dias após completar seu 17º aniversário e poucos meses depois começaria a frequentar o grupo principal da squadra degli italiani del Brasile.
No Palestra Itália recebeu a alcunha de Mazola, como ficou popularmente conhecido no Brasil, em razão de um dirigente, nostálgico do Grande Torino, ter visto grande similitude entre o ragazzino biondo e o povero Valentino Mazzola, além de ter conhecido sua futura esposa, figlia del direttore della biblioteca.
Inicialmente mezzala sinistra, passou a jogar de centroavante por insistência do treinador argentino Alfredo Gonzales, responsável técnico das categorias inferiores do Palmeiras, que viu no jovem grande potencial.
Titularizado na equipe principal em 1957, já como atacante de área, no mesmo ano alcançou a seleção paulista e a brasileira, onde estreou contra Portugal fazendo 1 gol e dando o passe para outro na vitória de 3 x 0.
Campeão mundial com o Brasil na Copa do Mundo da Suécia, em 1958, foi durante esta viagem à Europa que Mazola teve seus primeiros contatos com emissários de clubes italianos - Internazionale e Milan mais precisamente.
De volta ao Brasil, chegou a acertar sua transferência para a Roma, mas, enquanto o contrato era preparado, o Milan apresentou uma proposta em muito superior (foi uma quantia recorde para o futebol brasileiro da época) e o Palmeiras acabou cedendo o atacante aos rossoneri.
E foi dentre os vários Buffon, Liedholm, Maldini, Schiaffino, Grillo e Bean que Altafini fez seu esordio no Milan, com apenas 20 anos (na foto do alto - Guerin Sportivo - com a camisa do time de Milão) e face ao Monza, em uma partida pré-campeonato.
No final da temporada, 28 gols em 32 partidas (recorde para um jogador do Milan em campeonato com 18 equipes) valeram a vice-artilharia (o interista Angelillo fez 33 - número insuperado até os dias atuais) e o scudetto da Serie A para Mazola, agora já mundialmente Altafini.
Em Milão, Altafini permaneceu até o final da temporada 1964/1965, tendo conquistado mais 1 scudetto na stagione 1961/1962, quando também foi o máximo artilheiro da Serie A juntamente com Aurelio Milani da Fiorentina, ambos com 22 gols cada, além da Copa dos Campeões em 1963, quando 2 gols do atacante serviram para derrotar o Benfica na finalíssima de Wembley.
Neste interregno Altafini fez também sua estréia na seleção italiana, com a qual totalizou 6 partidas e 5 gols, tendo participado da Copa do Mundo de 1962, disputada no Chile.
A partir de 1965 e até 1972 Altafini defendeu o Napoli (na foto à esquerda com Sivori e Cané - Guerin Sportivo), época na qual o time do sul da Itália, com Altafini e Sivori jogando un calcio sopraffino, conseguiu um vice-campeonato (na temporada 1967/1968) e vários 3ºs e 4ºs lugares.
Em 1972, apesar da idade já não mais verdíssima, Altafini passou à Juventus, onde logo conquistou o scudetto da temporada 1972/1973 e se tornou San Josè nonno gol.
Em 74 partidas com a Vecchia Signora (foto abaixo - Guerin Sportivo), Altafini fez 25 gols, muitos deles importantíssimos, como o decisivo para o 15º título italiano da Juventus.
Se a cabeleira bionda não era mais a mesma, assim como a explosão, Altafini soube se adaptar e o foi 1º a se destacar como calciatore part-time, entrando rapidamente no ritmo dos companheiros durante as partidas.
Ao final da temporada 1975/1976, com mais um scudetto conquistado na temporada anterior ao lado de Zoff, Gentile, Scirea, Causio, Capello e Bettega, Altafini deixou a Serie A para encerrar a carreira na Suíça, onde jogou até os 42 anos.
Com 216 gols marcados em 459 partidas, Altafini é o 4º maior artilheiro da Serie A de todos os tempos, atrás apenas de Piola, Nordahl e Meazza, tornando desnecessário qualquer outro comentário para ressaltar sua importância no Calcio.
Ademais, atualmente é um apreciado comentarista esportivo na televisão italiana, comandando um dos programas mais assistidos em todo o país.

Na Última Vez ...

8 Comments:

At 2:08 PM, Blogger Lady Veronese said...

Rodolfo...
Puxa, até uns dois anos atrás ele costumava ir à Domenica Sportiva, agora não mais:( Ele é uma figura. Fala de uma maneira muito engraçada. Às vezes não dá para saber se é sério ou não!
E ele é o 4º artilheiro da Serie A? Nunca ia imaginar. Por isso ele é tão querido por lá.
Abraços

Ah, parabéns para sua esposa, quase mamãe pelo dia de hoje!

 
At 2:43 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Que bom que você leu o post - esta coluna, junto com a 'Momento Panini', são as que mais gosto de escrever!
Muito obrigado pela lembrança, irei transmitir os cumprimentos!
Abraços,

 
At 11:21 PM, Anonymous daniel schneider said...

Muito bom, Rodolfo! Esse eu praticamente não vi jogar, mas sempre ouço dizer (e os números comprovam)que era um cracaço. além de ser extremamente bem humorado, como pude constatar em algumas entrevistas dele que vi.

 
At 8:11 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Schina,
Muito obrigado! Também não tive o prazer de ver o Altafini jogar, mas, como você mesmo destacou, os números comprovam que foi um cracaço!
Abraços,

 
At 7:20 PM, Anonymous carlos roberto said...

Rodolfo
Muito obrigado por publicar a memória do meu tempo.
Esse, ao contrário da maioria dos seus leitores, eu vi jogar!
Continuo aguardando a matéria sobre o Vinício.
Pai

 
At 11:49 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Pai,
Muito obrigado pela visita. Com certeza, você pode vivenciar momentos que nós teríamos muito admirado.
Beijos,

 
At 10:28 AM, Anonymous Anônimo said...

eM OUTRO SITE ELE É APONTADO COMO O TERCEIRO MAIOR ARTILHEIRO

 
At 10:29 AM, Anonymous Anônimo said...

Gostaria de agradecer em nome da familia Altafini, da qual faço parte no grau de sobrinho do Altafini(mazola), ele e irmao de minha falecida mae.Acho tao bacana que sempre tenha pessoas como voce para sempre estar relatando sobre nossos grandes jogadores. Mais uma vez muito obrigado, gostaria de saber se voce tem o e-mail do Altafini,por incrivel que possas parecer mesmo sendo parente nao tenho oe-mail.
Francisco

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker