Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

sábado, setembro 13, 2008

O Jogo Da TV (Parte I) - Palermo x Roma



Contra uma Roma que só jogou no primeiro quarto de hora, o Palermo, agora targato Ballardini, obteve uma merecida vitória por 3 x 1.
Analisada a derrota pelos mesmos 3 x 1 na 1ª rodada frente a Udinese, na partida que abriu a Serie A 2008/2009, não é possível afirmar que foi a mudança de técnico que promoveu tamanha alteração no modo de atuar do Palermo, mas o certo é que a equipe rosanera vista neste sábado pouco tinha de semelhante com aquela do último final de semana de agosto.
Mas, partindo do início, o que se viu nos primeiros minutos foi um consistente domínio romanista que, embora com vários desfalques (Totti, Mexes, Juan, Perrotta e Vucinic os principais), conteve o Palermo em seu campo e logo aos 6' teve a primeira grande chance, com Júlio Baptista acertando uma cobrança de falta no travessão e Aquilani desperdiçando o rebote.
Depois, aos 8', coube a Okaka (atuando pela esquerda do ataque) fazer uma excelente jogada e servir para Júlio Baptista fazer o seu 1º gol na Serie sem qualquer dificuldade (ao lado a imagem do momento do toque decisivo - La Presse).
Porém, transcorridos apenas mais alguns minutos, o jogo mudou por completo, passando a ter como protagonistas dois meias sulamericanos: Fábio Simplício para o bem e David Pizarro para o mal (abaixo, o chileno observado pelo brasileiro - Grazia Neri).
O centrocampista ex Parma esteve impecável, acertando mais de 85% dos passes realizados e, principalmente, proporcionando duas assistências para gols do Palermo, enquanto o nazionale cileno esteve bastante abaixo da média, errando passes fáceis e se mostrando, em mais de uma oportunidade, disperso.
Aliás, o gol da virada palermitana surgiu exatamente de um descuido de Pizarro, que foi facilmente desarmado por Simplício que, com um lançamento preciso, ainda serviu o baixinho Miccoli em velocidade, com o Romario del Salento tocando por cima do goleiro Doni quando de sua saída do gol (foto mais abaixo - Grazia Neri).
Antes, aos 20' do 1º tempo, o mesmo Miccoli empatou a partida com um belíssimo tiro de fora da área, indefensável para o brasileiro Doni.
Assim, quando as equipes foram para os vestiários, com o placar apontando 1 x 1, o Palermo já era bem superior tática e tecnicamente, só não tendo alcançado a vantagem porque o uruguaio Cavani não conseguiu, em mais de uma oportunidade, vencer o arqueiro giallorosso.
Para piorar, Capitan Futuro De Rossi teve que deixar o gramado contundido, dando lugar a Brighi ainda na 1ª etapa.
E o 2º tempo começou com Miccoli dando trabalho ao zagueiro Loria que, não obstante a derrota, teve uma atuação convincente em sua estréia com a camisa da Roma.
Depois do 2º gol do pequeno atacante rosanero, a supremacia do Palermo ficou ainda mais evidente, até que Cavani aproveitou mais uma assistência de Simplício e firmou o 3 x 1 aos 27', definindo o placar final da partida.
Mérito para Ballardini, que achou as posições corretas para Fábio Simplício e Bresciano, ou Spalletti ainda não conseguiu encaixar as novas peças no esquema vitorioso dos últimos anos? A resposta nas próximas rodadas...
Por enquanto, o tabellino (e os melhores momentos do cotejo):
Palermo: Amelia; Cassani, Bovo, Carrozzieri, Balzaretti; Nocerino, Liverani (59' Guana), Fábio Simplício (84' Migliaccio), Bresciano; Cavani, Miccoli (61' Lanzafame). All. Ballardini.
Roma: Doni; Cicinho, Loria, Panucci, Riise; De Rossi (37' Brighi), Pizarro, Aquilani, Taddei (60' Menez); Júlio Baptista, Okaka (76' Montella). All. Spalletti.
Gols: 8' Júlio Baptista, 20' Miccoli, 56' Miccoli, 72' Cavani.
Árbitro: Saccani.
Cartões amarelos: Taddei, Bresciano e Pizarro.

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...

8 Comments:

At 8:01 PM, Blogger JP said...

A Roma está a passar um mau bocado, a derrota na 3ª feira perante o modesto apenas o confirmou...
Abraços

 
At 11:07 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
É verdade, pois, apesar dos vários desfalques, o passo falso na UCL foi injustificável e compromete, desde já, a campanha da equipe na competição.
Abraços,

 
At 11:42 PM, Blogger Cyntia said...

Para mim, o campeonato é dividido em Inter e o resto. Óbvio que ficarei atenta a todas as rodadas que poderei ver, esperando ansiosamente o dia em que alguém derrote a Inter...
Que Michel não me leia.

Ciao e ótimo fim de semana para todos

 
At 10:58 AM, Blogger Michel Costa said...

O problema é que eu li, Cyntia.
O que é seu está guardado. Espere só pra ver :-)

Abs e um grande fim de semana para todos!

 
At 11:58 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Apesar dos passos falsos de Roma e Milan, não acredito que o Inter vá 'nadar de braçada' neste campeonato, até porque a Juventus me parece bastante apta a também disputar o 'scudetto'.
Abraços,

 
At 10:25 PM, Blogger JP said...

Concordo com o Rodolfo, Cyntia. Também acho que a Juventus está mais forte este ano e com todas as condições para disputar o 'scudetto' até ao fim com o Inter e não digo isto com o 'coração' mas, pela avaliação que fiz da equipa até ao momento. Aliás, o grande problema da Juve no ano passado foi ter perdido pontos com adversários do fundo da tabela porque com as equipas da frente da classificação conseguiu globalmente óptimos resultados.
Um pouco mais abaixo coloco Milan, Roma e Fiorentina, numa segunda linha de favoritos.
Abraços a todos

 
At 11:23 PM, Blogger Cyntia said...

kkkk

Michel, eu sabia que você ia ler...
Prometo que vou ser uma amiga boazinha :-)

Até um certo ponto, confesso a vocês que a Juve tem que comer muita bola para vencer o scudetto. Pelo pocuo que sei de tática e essas cosinhas que só vocês homens consegume gostar, o mal da Juve é o próprio Ranieri. Ele é aquele que pode por tudo a perder. Gostaria de ser surpreendida positivamente pelo time nessa temporada. Na Champions eu já fui :-)

Ótimo fim de semana para todos.

 
At 11:51 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Se me permite, não considero o Ranieri um técnico capaz de influir negativamente na condução da Juve, mas muito ao contrário, pois o tenho como um 'allenatore' competente.
Aliás, considero apenas Capello, Mourinho e, quem sabe, Trapattoni, como 'foras-de-série'.
O próprio Lippi, que fez um ótimo trabalho na Juve, quando esteve na Inter decepcionou muito.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker