Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, junho 24, 2008

Momento Panini - Valerio Fiori


O goleiro Valerio Fiori, cuja carreira profissional deve ser oficialmente encerrada no próximo dia 30 - quando finda seu atual contrato com o Milan, passou ao largo do estereótipo de boleiro.
Fiori foi um jogador diferenciado não só por ter se laureato in giurisprudenza pela conceituada Università Sapienza di Roma, mas, principalmente por, depois de ser apontado como um dos jovens valores mais promissores da Itália no final dos anos 80 e início dos 90, ter passado quase 10 temporadas no anonimato como terceiro goleiro do Milan.
Ainda assim, Valerio Fiori se manteve, durante todos esses anos, como importante peça all'interno dello spogliatoio rossonero, sendo sempre ouvido pelos mais jovens.
Nascido aos 27 de abril de 1969 em Roma, Fiori começou sua carreira no Lodigiani, passando à Lazio ainda amador, em 1986.
A temporada 1988/1989 marcou o retorno dos Aquilotti à Serie A e também a estréia de Fiori como goleiro laziale (a figurinha à direita é da temporada em questão).
Depois de começar como reserva do experiente Silvano Martina, Fiori teve oportunidade de jogar pela primeira vez na Serie A em 08 de janeiro de 1989, em partida valida pela 12ª rodada e disputada contra a Fiorentina, quando Borgonovo, Salvatori e Baggio deram as boas vindas ao então dicianovenne e logo mostraram o quanto seria dura a vida de goleiro na principal divisão do Calcio.
Com Martina indisponível, Fiori prosseguiu defendendo o gol laziale e, já no domingo seguinte, estava em campo no Derby della Capitale, vencido pela Lazio com gol de Di Canio.
Depois da 25ª giornata, com a passagem de Martina ao Torino, Fiori assumiu definitivamente a meta titular biancoceleste, que defendeu, com competência, fino al 1992, quando o então allenatore laziale Zoff o preteriu pelo mais experiente Fernando Orsi.
Neste interim, Fiori fez parte da Nazionale U21 da Itália, então comandada por Cesare Maldini, fazendo sua estréia em uma vitória contra a pari età de San Marino em 04 de outubro de 1989, figurando ao lado de Di Canio e de outros futuros companheiros como Casiraghi, Fuser e Simone.
Depois de 117 presenças com a Lazio na Serie A, Fiori passou ao Cagliari na temporada 1993/1994, permanecendo na Sardenha por 3 temporadas ao total, seguindo para Cesena em 1996/1997, defendendo a equipe romagnola na Serie B naquele campeonato.
Na temporada 1997/1998 Fiori voltou à Serie A, agora como secondo portiere da Fiorentina, voltando a ser titular na Serie A na stagione seguinte, quando defendeu o Piacenza.
Em 1999, Valerio Fiori acertou com o Milan, passando a ocupar o posto de terzo portiere, primeiramente de Rossi e Abbiati e ultimamente da dupla Dida-Kalac.
Em todos esses anos, porém, Fiori só teve oportunidade de vestir oficialmente a camisa rossonera em duas oportunidades: contra o Piacenza em 24 de maio de 2003, na última rodada do campeonato 2002/2003, e contra a Sampdoria em 18 de dezembro do mesmo ano, quando substituiu o lesionado Abbiati em jogo válido pela Copa Itália.
Agora, perto de completar 40 anos de idade e 10 de Milan, Fiori tirou sua última foto para o álbum Calciatori (à figurinha acima é da temporada 2007/2008).
Epílogo pouco confortante para quem chegou a deixar Peruzzi no banco da U21 ...

Marcadores:

Na Última Vez ...

3 Comments:

At 9:26 AM, Anonymous Brahma said...

Esse cara nao era mal, mas começou disputar algumas temporadas debaixo do nivel dele..tao que foi chamado de "sabonete Fiori", talvez seja por isso que ele preferiu a mordomia (e o dinheiro) do banco milanista aos holofetes de um time menor que potencialmente toma muitos chutes no gol.
Abraço

 
At 8:27 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Brahma,
Perfeita sua síntese sobre as opções do Fiori!
Abraços,

 
At 12:44 AM, Anonymous Anônimo said...

http://site.ru - [url=http://site.ru]site[/url] site
site

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker