Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quarta-feira, junho 18, 2008

Gli Azzurri


E a Azzurra foi ... no melhor estilo Itália! Com apenas uma vitória, um empate e uma derrota que veio a ser a pior já sofrida pelo selecionado em uma fase final de Eurocopa, tendo marcado apenas 3 gols (e nenhum por atacante), a Itália conseguiu se classificar às 4ªs de final da Euro 2008 como 2ª colocada no difícil Grupo C, atrás da Holanda e a frente de Romênia e França.
Porém, depois da vexaminosa derrota perante a Holanda (vide link Na Última Vez ...), quase que a squadra comandada por Donadoni foi eliminada logo no confronto seguinte, disputado contra a Romênia de Codrea, Chivu e Mutu.
Apesar da alteração no esquema tático (abandonando o 4-3-3 utilizado na estréia para o 4-3-1-2) e da rivoluzione nas peças (saíram Barzagli, Materazzi, Ambrosini, Gattuso e Di Natale, entrando Chiellini, Grosso - com Panucci passando ao centro da zaga -, De Rossi, Perrotta e Del Piero - acima cobrando uma falta - Ap), a Itália continuou dando a impressão de ser um bando em campo, atuando sem qualquer organização, vivendo da individualidade de seus jogadores.
De qualquer maneira, com Grosso em dia bastante inspirado, a Azzurra até chegou a marcar no 1º tempo, mas o árbitro norueguês Ovrebo acabou por anular, indevidamente, o gol anotado por Toni (à esquerda contra Goian e Tamas - Reuters).
Na 2ª etapa, foi a vez da Romênia sair na frente com o viola Mutu aos 10', ao que Panucci empatou logo no minuto seguinte.
Resultado indefinido, a Itália até conseguiu criar boas oportunidades, com Donadoni lançando Cassano no posto de Perrotta e depois trocando Del Piero por Quagliarella, mas a melhor chance coube novamente a Romania nos pés de Mutu, que cobrou um pênalti cometido por Panucci em Niculae para defesa de um extraordinário Buffon (abaixo a cobrança do romeno - Afp).
Apesar da campanha muito abaixo do esperado, a Itália chegou para o último jogo da 1ª fase ainda viva, precisando vencer a França (que também vinha de um empate contra a Romênia e uma derrota - de 4 x 1 - para a Holanda) e torcer pelo sucesso orange no confronto contra os gialli de Piturca para ascender à fase seguinte.
E contra os galletti do presunçoso Raymond Domenech a Azzurra finalmente realizou uma atuação aceitável, embora favorecida pela contusão do perigoso Ribery logo aos 8' e pela expulsão de Abidal ainda aos 25', culpado pelo fallo di rigore em Toni (abaixo, à esquerda - Reuters) que originou o 1º tento, anotado por Pirlo.
De qualquer modo, a Itália, com Gattuso no lugar de Camoranesi e Cassano no de Del Piero, foi merecedora da vitória, até porque tomou a iniciativa da partida desde o início, tendo uma grande chance já aos 4', quando Toni, lançado por Grosso, chutou para fora cara-a-cara com Coupet (é possível conferir o lance no vídeo ao final do post).
No 2º tempo, o gol de De Rossi (cobrança de falta que ainda desviou em Henry - foto abaixo - Ap) apenas sacramentou o domínio azzurro, cuja classificação foi consolidada com o sucesso da Holanda sobre a Romênia também por 2 x 0.
Não obstante o sucesso italiano contra o rival histórico, evidente que a equipe ainda peca por um padrão de jogo pouco consistente, embora o 4-3-1-2 preenchido por Zambrotta e Grosso esterni, Panucci e Chiellini centrali, Gattuso e Pirlo sulle corsie e De Rossi central na linha média, com Perrotta ao lado de Cassano mais à frente e Toni como único avante de ofício (e Buffon no gol, é claro!), parece ser a melhor formação possível no momento.
Que venha a Espanha!


video

Marcadores: ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker