Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, março 04, 2008

Momento Panini - Marcelo Zalayeta


O atacante uruguaio Marcelo Zalayeta foi o principal responsável pela quebra da invencibilidade da Internazionale na Serie A que perdurava desde abril de 2007 (fora de casa, a Inter não era derrotada desde 30 de abril de 2006!), período no qual a equipe de Milão colecionou 23 vitórias e 8 empates, ao marcar o belíssimo tento que decretou a vitória do Napoli por 1 x 0 no último domingo.
Crescido no Danubio, este atacante de físico imponente (1,88 m por 89 kg) parece, aos 29 anos (nasceu em 5 de dezembro de 1978 em Montevideo), ter finalmente alcançado sua plenitude técnica, tendo se tornado um dos principais pilares do bom Napoli comandado por Edoardo Reja, formando uma interessante dupla com o arisco e piccolo Lavezzi.
Mas, ao contrário de El Pocho, Zalayeta não é um novato no Calcio, onde desembarcou em novembro de 1997, contratado pela Juventus após se destacar no Campeonato Mundial de Juniores disputado na Malásia um pouco antes.
Evidentemente, em um time que tinha como atacantes titulares a dupla Del Piero-Inzaghi, o jovem uruguaio de 19 anos teve poucas oportunidades, embora tenha anotado um gol logo em sua estréia, ocorrida em 15 de março de 1998 contra o ... Napoli!
De qualquer maneira, aquelas 5 presenças no campeonato 1997/1998 valeram para Zalayeta seu 1º scudetto.
No campeonato seguinte, depois de uma mera presença com os bianconeri, El Panteron foi emprestado ao Empoli (figurinha ao lado), com o qual realizou apenas 2 tentos em 17 partidas, naufragando com o clube que terminou na última colocação 13 pontos atrás do penúltimo colocado.
Evidentemente, números tão modestos não fizeram o atacante digno de retornar à Juventus, que, não obstante a boa participação de Zalayeta na Copa América de 1999 (na qual o Uruguai foi vice-campeão, perdendo a final para o Brasil, com El Panteron terminando como o artilheiro da Celeste na competição com 3 gols), emprestou o atacante ao espanhol Sevilla, clube com o qual Zalayeta disputou duas temporadas, sem maior sucesso (10 gols em 50 partidas).
De volta à Juventus em novembro de 2001, Zalayeta não fez nenhum gol nas 11 partidas das quais participou naquela Serie A, mas acabou computando seu 2º scudetto.
A temporada 2002/2003 foi melhor para Panterone, que fez 4 gols em 22 partidas na Serie A e, especialmente, realizou o decisivo tento que classificou a Juventus em Barcelona para a semi-final da Champions League que seria perdida para o Milan em Manchester no mês seguinte.
Em janeiro de 2004, depois de começar mais uma temporada com a camisa da Vecchia Signora, Zalayeta foi emprestado ao Perugia, onde parecia que finalmente se firmaria, mas teve sua ascesa interrompida por uma grave lesão com rottura di tibia e perone.
Da temporada 2004/2005 à 2006/2007, Zalayeta defendeu sempre a Juventus, tendo sido utilizado com certa regularidade, em especial na primeira, quando Capello o mandou a campo em 28 oportunidades, com o uruguaio respondendo com 6 tentos.
Agora, contratado pelo Napoli por indicação de Capello à Reja, Zalayeta (figurinha ao lado) tem se mostrado um válido avante, já tendo anotado 8 gols (o que o faz o capocannoniere napoletano) na Serie A, inclusive uma doppietta em sua 1ª aparição como titular, contra a Udinese, além, é claro, da importante rete anotada contra a Inter.
Na seleção uruguaia, El Panteron não vem sendo convocado desde o ano passado, tendo ficado marcado por ter desperdiçado o pênalti que poderia classificar o Uruguai à última Copa do Mundo quando da disputa do spareggio contra a Austrália.
Porém, com os gols marcados com a camisa azzurra, Zalayeta espera lembrar seus conterrâneos que, nas mesmas eliminatórias, marcou uma tripletta contra a Colômbia e que seu futebol elegante ainda pode ser muito últil à Celeste!

Marcadores:

Na Última Vez ...

2 Comments:

At 12:50 AM, Blogger JP said...

Ora aí está um jogador que sempre me dividiu bastante na apreciação das suas qualidades. Houve alturas em que concordava com a sua utilização e permanência no plantel bianconero, mas pelo contrário existiram outras em que só me apetecia vê-lo longe de Turim!
Penso que é um jogador esforçado, útil como alternativa numa equipa grande como fez quando esteve na Juve, mas penso que é numa equipa tipo o Nápoles que melhor pode explanar as suas capacidades...
Parece que se lesionou e irá perder o resto da temporada, uma baixa de vulto para o Nápoles...
Penso que está em regime de co-propriedade, mas depois daquele penalty forjado contra a Juventus acho que a esmagadora maioria dos tiffosi bianconeri não o quererão de volta, eu incluido nesse lote, não se faz aquilo...
Abraços

 
At 5:31 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Concordo plenamente com você! Zalayeta é um desses jogadores que figura bem em um time com, no máximo, pretensões medianas.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker