Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quinta-feira, janeiro 03, 2008

Memorabilia - Antonio Conte

Il Capitano, como ficou conhecido o meia leccese Antonio Conte por sua longa trajetória defendendo a Juventus de Turim, recentemente afirmou que sua melhor recordação daqueles dias é também sua maior desilusão futebolística: a final da Champions League de 1996, quando a Juve venceu o holandês Ajax em Roma, mas viu seu forte centrocampista se contundir gravemente no finalzinho do 1º tempo e, assim, ficar de fora do Europeu daquele ano, disputado na Inglaterra, bem como de grande parte da temporada seguinte.
Meio-campista central, de estilo clássico e com vício do gol, Conte só vestiu a camisa de 2 clubes durante sua longa carreira, que começou precisamente em 06 de abril de 1986, quando, ainda com 16 anos (nasceu em 31 de julho de 1969), estreou na Serie A defendendo o time de sua cidade natal - Lecce - contra o Pisa.
Em novembro de 1991, depois de mais de 6 temporadas defendendo o clube giallorosso, com o qual realizou 77 jogos e 1 único gol na Serie A (acima no final dos anos 80 - Guerin Sportivo), Conte foi contratado pela Juventus, onde logo se tornou un punto fermo della squadra.
Depois do tricampeonato milanista targato Capello (1991/1992, 1992/1993 e 1993/1994), quando a Juve foi duas vezes 2ª colocada, na temporada 1994/1995 Conte conquistou seu 1º scudetto, logo na estréia de Lippi no comando bianconero.
E foi com o técnico de Viareggio que Conte viveu seu período mais vitorioso, embora o relacionamento de ambos nem sempre tenha sido fácil, com Lippi muitas vezes optando por deixar o determinado meia na reserva.
De qualquer maneira, com as saídas de Vialli e Ravanelli, Conte foi promovido a capitão da Juventus, embora não tenha sido grande protagonista na campanha do título da temporada 1996/1997, quando só conseguiu participar de 6 partidas em virtude da contusão sofrida contra o Ajax na final da UCL precedente.
Ainda sob o comando de Marcello Lippi e com Conte como Il Capitano, a Juventus ainda conquistou o Scudetto da temporada 1997/1998 e perdeu as finais da Champions League de 1997 (para o Borussia Dortmund) e 1998 (para o Real Madrid).
Nas temporadas 1999/2000 e 2000/2001, com Ancelotti na régia, Conte foi assolutamente insostituibile, mas com o retorno de Lippi ao comando juventino e com a idade não mais fresca, Conte (acima, à esquerda - Onze) voltou a não ser o favorito, embora sempre importantíssimo para a equipe.
Em 2004, cada vez sofrendo mais com reiteradas contusões, Conte encerrou sua carreira, totalizando 372 partidas e 30 gols na Serie A, coroada com incríveis 5 scudetti (os últimos nas temporadas 2001/2002 e 2002/2003).
Com a seleção italiana, Conte fez sua estréia em 27 de maio de 1994, na vitória de 2 x 0 sobre a Finlândia no Ennio Tardini, participando da Copa do Mundo do mesmo ano e do Europeu de 2000, se sagrando vice-campeão em ambas as ocasiões.
Ao se despedir ainda em 2000, Conte chegou a 20 apresentações e 2 gols com a camisa azzurra (à direita - French), sendo que o 2º, anotado exatamente na estréia italiana na Eurocopa disputada na Bélgica e na Holanda, foi con una spettacolare rovesciata contra a Turquia.
Em 2005, Antonio Conte iniciou a carreira de treinador, estando atualmente no comando do Bari, para tristeza dos tifosi leccesi.

Marcadores: , , ,

Na Última Vez ...

2 Comments:

At 4:44 AM, Blogger JP said...

Excelente post Rodolfo, o Conte foi um dos grandes jogadores da Juve da década de 90 e merece este espaço aqui no Memorabilia.
Eu apreciava muito as suas características, médio centro hábil e lutador, aparecia muito bem a finalizar, fazia alguns golos por época se bem me lembro. Tal como referes foi muito massacrado por lesões, aquela da final da Champions então foi negra...
Ah! Conte poderia ter ficado ainda mais na história juventina se na final da Champions de 2003 com o Milan, acabado de entrar ao intervalo, a primeira vez que toca na bola cabeceia estrondosamente à barra! Foi pena...
Lembro-me muito bem desse golo à Turquia, foi um golaço! Ele nesse Euro foi titular indiscutível junto com o Albertini.
Vamos a ver então o que faz como treinador...
Abraços

 
At 10:54 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Mais uma vez, muitíssimo obrigado!
Realmente, o Conte foi um jogador de grande relevância na história do 'Calcio', especialmente vestindo a legendária 'maglia bianconera'.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker