Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

segunda-feira, agosto 20, 2007

Supercoppa 2007


Foi uma excelente avant-première do que vem por aí! Internazionale e Roma decidiram a Supercoppa TIM 2007 neste domingo no Giuseppe Meazza de Milão e protagonizaram um excelente jogo, vencido pelos visitantes "grazie a un rigore trasformato da De Rossi dopo un fallo di Burdisso di Totti" (Gazzetta dello Sport).
Com a vitória, já que a Supercopa é agora definida em apenas uma partida, com mando de campo do campeão italiano, a Roma, vencedora da última edição da Copa Itália, conseguiu seu secondo sigillo no albo d'oro della Supercoppa italiana, bisando o feito de 2001.
E o feito foi merecido, vez que o time da capital italiana, não obstante as ausências de Juan, Mancini e Perrotta (estes 2 últimos ficaram no banco de reservas), foi superior desde o apito inicial, tendo o estreante Giuly (na foto do alto à direita em 2º plano, observando o capitano Zanetti - Afp) desperdiçado pelo menos duas boas oportunidades no primeiro quarto de hora.
Do lado da Internazionale, o também esordiente Suazo se movimentou bem no ataque, mas seu companheiro Ibrahimovic demorou a ser notado em campo, assim como o sérvio Stankovic (na foto mais abaixo saltando De Rossi - Reuters), que deveria ser o cérebro do meio de campo interista, mas só foi aparecer quase no final da 1ª etapa.
Totti (na esquerda marcado por Materazzi - Afp), por sua vez, ainda que longe de sua melhor forma física, foi um gladiador dentro das 4 linhas, buscando o jogo e chamando a responsabilidade para si, dotado de um espírito vencedor que foi decisivo para o deslinde do jogo.
Assim, quando o embate caminhava para terminar sem gols, apesar das boas oportunidades criadas por ambas as equipes (sensacional, por exemplo, a saída de Doni nos pés de Figo), Totti foi aterrado por Burdisso e o árbitro Rosetti não teve dúvidas em anotar a penalidade máxima, convertida por De Rossi, tornando inócuo o esforço de Júlio César, que chegou até mesmo a tocar na bola.
Portanto, sábias as palavras do presidente Massimo Moratti logo após a derrota: "Serve più umiltà, diciamo che contro la Roma ho visto un'involontaria presunzione. Bisogna scendere in campo senza pensare di essere i migliori solo perché l'anno scorso si è dominato. Questa è un'altra storia, ciò che è stato fatto è importante, ma oggi non conta più nulla: lo scudetto vinto non ci garantisce un gol di vantaggio. Senza sacrificio e rispetto per qualsiasi avversario non si va da nessuna parte, non si vince nulla".
Afinal, mais uma vez o melhor elenco foi derrotado por um plantel inferior tecnicamente, mas dotado de maior garra e afinco - que sirva de aviso para a Serie A!

Marcadores:

2 Comments:

At 10:40 PM, Blogger Lady Cyntia said...

Rodolfo...

Faço minhas as palavras de 'Massimo de Milano'.

Entretanto, não acho que ele deva fazer tanto drama. Seu time é favorito sim, e o campeonato é longo para que algumas arestas sejam aparadas.

Eu ainda não confio na Roma. Gostaria de estar enganada, mas o time carece ainda de força psicológica capaz de equilibrá-los em momentos mais tensos de uma partida.

Abçs!

 
At 10:55 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
Também acho que em um campeonato por pontos corridos a Roma não tem condições de acompanhar a Inter e, nesta próxima temporada, o Milan.
Mas ..., quem sabe um Totti em mais um ano estupendo não resolva queimar a minha língua?
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker