Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quarta-feira, agosto 22, 2007

Guia Da Temporada 2007/2008 (Parte II)


Prosseguindo no 'Guia Da Temporada 2007/2008', hoje é dia de boas vindas aos recém-promovidos Genoa e Juventus, de analisar o que mudou na atual campeã e favorita a mais um scudetto Internazionale, além de verificar o que esperar da romana Lazio e do toscano Livorno.
Boa leitura!
Genoa - O retorno à Serie A depois de 12 anos, uma torcida apaixonada e um presidente ambicioso eram os ingredientes necessários para um calciomercato bombástico na agremiação mais antiga da Bota, certo? Errado, Enrico Preziosi e Giambattista Pastorello efetuaram, até aqui, apenas contratações miradas (o que foi uma certa decepção) para reforçar um elenco que já era bom e que deve, nesta primeira temporada depois do longo período no purgatório, apenas brigar para permanecer na Serie A com alguma tranquilidade.
Técnico, provável formação tática e time base: O esordiente Gian Piero Gasperini vai iniciar a temporada sentado no banco do Grifone propondo um ofensivo 3-4-3 com: Rubinho; Bovo, De Rosa e Santos; M. Rossi, Milanetto, Paro e Fabiano; Papa Waigo, Borriello e Di Vaio.
Quem chegou: Borriello (a, ita, Milan), Bovo (d, ita, Torino), Danilo (m, bra, Ponte Preta-BRA), Konko (m, fra, Siena), A. Lucarelli (d, ita, Reggina), Papa Waigo (a, sen, Cesena), Paro (m, ita, Juventus), Pegolo (g, ita, Verona) e Santos (d, bra, Albinoleffe).
Quem saiu: Botta (c, ita, Cesena), Carobbio (m, ita, Albinoleffe), Criscito (d, ita, Juventus), Forestieri (a, ita, Siena) e Galeoto (d, ita, Messina).
Pontos fortes: Um ataque que pode contar com jogadores do calibre dos italianos Borriello, Di Vaio e Sculli, do argentino Lucho Figueroa, do brasileiro Adailton e do senegalês Papa Waigo não fica nada a dever para muitos clubes que disputam competições européias. Ademais, as opções são boas também no meio e na zaga, onde o brasileiro Santos foi apenas uma das várias contratações.
Pontos fracos: A eliminação logo no 2º turno da Copa Itália frente ao Ascoli acendeu o alerta - apenas um bando de jogadores talentosos não é suficiente para o desempenho de um papel digno na Serie A, sendo necessário bem mais, inclusive um padrão de jogo.
Voto: 5,5.
Internazionale - O que falar de um clube que já tinha um dos melhores elencos do mundo e ainda trouxe reforços excelentes como o romeno Chivu e o hondurenho Suazo? Só resta concordar com o técnico Mancini que acredita ser possível "vincere tutto"!
Técnico, provável formação tática e time base: Roberto Mancini está indo para sua 4ª temporada à frente da Internazionale e é indiscutível sua evolução neste período, evidenciada pela excelente condução de um grupo que tem, dentre outros focos de atrito, jogadores que não se falam como Materazzi e Vieira e um notívago Adriano. Sua Inter deve jogar no seguinte 4-3-1-2: Júlio César; Maicon, Cordoba, Materazzi e Chivu; Vieira, Cambiasso e J. Zanetti; Stankovic; Crespo e Ibrahimovic.
Quem chegou: César (m, bra, Livorno), Chivu (d, rom, Roma), Coco (d, ita, Torino), Jimenez (m, chi, Lazio), Rivas (d, col, River Plate-ARG) e Suazo (a, hon, Cagliari).
Quem saiu: Andreolli (d, ita, Roma), Carini (g, uru, Murcia-ESP), Gonzalez (m, arg, Porto-POR) e Grosso (d, ita, Lyon-FRA).
Pontos fortes: Difícil é achar ponto fraco. Qual outro clube pode escolher entre Adriano, Crespo, Cruz, Ibrahimovic, Recoba e Suazo? E contar com volantes como Cambiasso, Dacourt e Vieira? Basta lembrar que o goleiro Carini, até pouco titular da seleção uruguaia, era apenas o 3º portiere da equipe nerazzurra...
Pontos fracos: A pressão por ter que conquistar tudo o que disputar, inclusive a Champions League, já que esta será a temporada na qual a Internazionale completará seu centenário, assim como as travessuras de jogadores como Adriano, que só marcou 5 vezes na última Serie A.
Voto: 9,0.
Juventus - De volta à Serie A depois do rebaixamento em razão do Calciopoli, o discurso dos dirigentes da Vecchia Signora é o de que a equipe vai brigar apenas por uma vaga na Uefa Champions League, mas a Juventus não pode ser excluída do rol de favoritos ao título de qualquer competição que participe, ainda que não aparente estar no mesmo nível dos milaneses.
Técnico, provável formação tática e time base: Ranieri parece ser o técnico ideal para a atual fase juventina, vez que tanto ele como o clube estão em busca do status perdido. O ex-treinador de Cagliari, Napoli, Fiorentina, Atlético de Madrid, Valencia e Chelsea costuma empregar seus times no tradicional 4-4-2, indo a Juventus de: Buffon; Grygera, Andrade, Criscito e Chiellini; Camoranesi, Almiron, Nocerino e Nedved; Del Piero e Trezeguet.
Quem chegou: Almiron (m, arg, Empoli), Andrade (d, por, Deportivo La Coruña-ESP), Criscito (d, ita, Genoa), Grygera (d, cze, Ajax-NED), Iaquinta (a, ita, Udinese), Molinaro (d, ita, Siena), Nocerino (m, ita, Piacenza), Olivera (m, uru, Sampdoria), Salihamidzic (m, bih, Bayern München-GER) e Tiago (m, por, Lyon-FRA).
Quem saiu: Balzaretti (d, ita, Fiorentina), Bojinov (a, bul, Manchester City-ENG), De Ceglie (m, ita, Siena), Giannichedda (m, ita, Livorno), Giovinco (a, ita, Empoli), Kovac (d, cro, Borussia Dortmund-GER), Marchisio (m, ita, Empoli), Mirante (g, ita, Sampdoria), Paro (m, ita, Genoa), Piccolo (d, ita, Empoli), Tudor (d, cro, Hajduk Split-CRO) e Zalayeta (a, uru, Napoli).
Pontos fortes: A motivação de um grupo que não teve vergonha de disputar a Serie B e conquistá-la de forma briosa não pode ser ignorada. Ademais, a Juventus não terá que dividir suas forças na Europa e poderá se concentrar exclusivamente na Serie A. Por fim, talentos como Del Piero e Nedved podem sempre desequilibrar.
Pontos fracos: Ao contrário de anos anteriores, o plantel da Juventus sofreu várias alterações para esta temporada, sendo que a defesa titular é praticamente toda nova, podendo demorar algumas rodadas até engrenar.
Voto: 8,0.
Lazio - O grupo que conquistou uma vaga na Champions League na temporada passada sofreu poucas alterações e o presidente Lotito acredita que para melhor, porém, com a chegada da Juventus e os reforços apresentados por Fiorentina e Palermo, ficou mais difícil à Lazio acompanhar Inter, Milan e Roma na próxima Liga dos Campeões. Melhor restar focada em uma vaga na próxima Copa U.E.F.A.
Técnico, provável formação tática e time base: Delio Rossi vai para sua 3ª temporada no comando laziale e deve continuar apostando no 4-3-1-2 com: Ballotta; Scaloni, Siviglia, Cribari e Zauri; Mundigayi, Ledesma e Mutarelli; Mauri; Pandev e Rocchi.
Quem chegou: Del Nero (a, ita, Brescia), Kolarov (d, srb, OFK Beograd-SRB), Meghni (m, fra, Bologna) e Scaloni (d, arg, Racing Santander-ESP).
Quem saiu: Bonetto (d, ita, Bologna), Jimenez (m, chi, Internazionale), Peruzzi (g, ita, fim de carreira) e Sereni (g, ita, Torino).
Pontos fortes: O espírito de grupo demonstrado na temporada passada e a individualidade de jogadores como Mauri, Pandev e Rocchi.
Pontos fracos: O elenco não tem alternativas válidas suficientes para substituir os titulares e a equipe ainda terá que enfrentar a Champions League, cuja classificação para a fase de grupos já está ameaçada.
Voto: 7,0.
Livorno - O clube do presidente Spinelli está indo para seu 4º campeonato da Serie A consecutivo e não dá mostras de querer deixá-la, mas também dá a entender que as vagas obtidas na Copa U.E.F.A. nos últimos anos é feito que não irá se repetir nesta, quando o Livorno deve brigar apenas para escapar do rebaixamento com antecedência.
Técnico, provável formação tática e time base: O ex-auxiliar de Roberto Mancini e goleiro da Lazio Fernando Orsi prossegue na direção da equipe, que deve ser alinhada em um 4-4-2 com: Amelia; Grandoni, Knezevic, Galante e Pasquale; A. Filippini, Pulzetti, Giannichedda e E. Filippini; Tristán e Tavano.
Quem chegou: De Lucia (g, ita, Parma), Dhorasoo (m, fra, Paris SG-FRA), Diamanti (a, ita, Prato), E. Filippini (m, ita, Bologna), Giannichedda (m, ita, Juventus), Loviso (m, ita, Sambenedettese), Pulzetti (m, ita, Verona), Rossini (a, ita, Catania), Tavano (a, ita, Roma), Tristán (a, esp, Mallorca-ESP) e Volpe (a, ita, Ravenna).
Quem saiu: César (m, bra, Internazionale), C. Coppola (m, ita, Messina), Fiore (m, ita, Mantova), Gambadori (m, ita, Pistoiese), Giallombardo (m, ita, Ascoli), Kuffour (d, gha, Roma), C. Lucarelli (a, ita, Shakhtar Donetsk-UKR), Morrone (m, ita, Parma), Passoni (m, ita, Mantova), Paulinho (a, bra, Grosseto) e Pfertzel (m, fra, Bochum-GER).
Pontos fortes: O grupo continua bom, já que jogadores como Galante, Pasquale, Giannichedda e Tavano são acima da média, não esquecendo do ótimo goleiro Amelia (se permanecer) e dos irmãos Filippini.
Pontos fracos: Alguns jogadores, como Galante e Giannichedda, não estão mais em idade tenra e outros vêm de temporadas ruins, como é o caso dos atacantes Tavano e Tristán, que ainda têm a difícil missão de substituir o ídolo e artilheiro Cristiano Lucarelli. Para piorar, o francês Dhorasoo ainda enfrenta problemas físicos.
Voto: 6,0.
Em razão deste especial, as colunas 'Momento Panini', 'L'Enigma' e 'Memorabilia' não serão postadas nesta semana.

Marcadores: ,

Na Última Vez ...

2 Comments:

At 11:51 AM, Blogger JP said...

Para mim o Genova será uma incógnita neste regresso mas penso que não aspirará a mais que lutar pela permanência...
O Livorno perdeu o seu ídolo e capitão Lucarelli, não sei até que ponto se irá ressentir dessa baixa de vulto. Os reforços que enumeraste são de créditos firmados, mas não será equipa para passar de meio da tabela penso eu.
A Lázio depois de uma grande temporada parte este ano com maiores dificuldades como referiste e bem. Deverá apenas lutar pela UEFA.
A 'minha' Juve apesar de um óptimo começo ontem encontra-se em fase de maturação em especial na defesa e se conseguir lutar pelo título com os rivais de Milão será muito bom. O apuramento para a Champions será ainda assim objectivo perfeitamente posssível e como escreveste quem tem dois senhores chamados Del Piero e Nedved pode aspirar sempre a grandes sonhos...
O Inter do insipido Mancini parte como grande favorito, não pelo jogo como equipa mas sim devido às muitas estrelas que possui no seu riquissimo plantel...

 
At 5:30 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

JP,
Parabéns, sua Juve começou arrasadora ontem. Acho que por estar disputando apenas a Serie A, a Juve tem boas condições de brigar pelo título já nesta temporada.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker