Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, outubro 26, 2010

O Jogo Da TV (Parte III) - Lazio x Cagliari



Una meteora? Muito provavelmente a Lazio de Reja não ostenterá o scudetto no peito no próximo campeonato, mas ao vencer a 6ª partida em 8 rodadas, fazendo melhor do que a scudettata de Eriksson, essa Lazio começa a lasciare il segno.
Jogando no 4-3-1-2 que por vezes aparentava um 4-4-1-1, com o avante Zárate (abaixo contrastato por Nainggolan - La Presse) recuando para compor o meio de campo, deixando apenas o brasileiro Hernanes a sostegno de Floccari no ataque, os Aquilotti, se não foram brilhantes, deram mostra de grande maturidade se impondo, sem maiores dificuldades, durante boa parte da partida deste domingo contra o Cagliari.
Cagliari que, com a vitória da Fiorentina no sábado e o empate do Parma mais cedo, vai terminar a 8ª giornata da Serie A 2010/2011 como lanterna da competição.
E, se não tem time para figurar nas últimas colocações, pelo menos contra a Lazio o time rossoblù não mereceu melhor destino, vez que o esquema com um único atacante (Matri) e vários trequartisti (Cossu, Lazzari e Pinardi) teve êxito bem modesto, praticamente não incomodando o uruguaio Muslera, que na 1ª etapa só se assustou com um tirocross de Lazzari aos 10', tendo que se jogar aos pés de Matri no rebote para evitar o gol cagliaritano.
Na verdade, a Lazio foi para o intervalo vencendo por 1 x 0 com méritos, apesar do gol que resultou na vantagem ter sido um tanto fortunato: Hernanes cobrou mal falta já na intermediária adversária, a bola voltou para o brasileiro (abaixo combatido por Agostini - Reuters), que a chutou novamente em direção ao gol e, desta vez, chegou até Mauri, que acabou ajeitando como pôde a pelota para Floccari, habilíssimo em concluir da entrada da área de chapa no canto da meta defendida por Agazzi, que nada foi capaz de fazer para evitar o tento laziale.
No 2º tempo, Bisoli mandou a campo o brasileiro Nenê no posto de Lazzari, corrigindo, assim, uma das principais deficiências do seu Cagliari, que tinha Matri muito isolado no meio da segura defesa biancoceleste, formada pelos centrais Biava e Dias.
Porém, foi a Lazio que voltou a marcar, logo aos 8', em mais uma jogada em que contou com um tanto de sorte, vez que o cruzamento de Floccari parecia ter como destinatário Hernanes, mas o brasileiro acabou passando da bola e só conseguiu resvalar na pelota, que subiu e acabou de encontro ao peito de Mauri, que jogou a bola para o fundo das redes.
Aí, quando a partida parecia definida, o Cagliari resolveu jogar e, com Nenê muito voluntarioso, diminuiu aos 14', com Matri (na foto abaixo marcado por Biava - Locci) concluindo de cabeça cruzamento de Cossu, depois de bobeada de Radu.
O Olimpico chegou a tremer, com o Cagliari criando, ao menos, duas boas oportunidades em seguida para empatar, ambas com Matri - na primeira o avante testou por cima da meta de Muslera e na segunda o goleiro uruguaio foi eficaz em defender chute rasteiro do avante sardo.
Reja, então, sacou Hernanes para colocar seu compatriota Matuzalem e, em seqüência, trocou Zárate por Rocchi, com o atacante de Venezia dando novo ânimo ao ataque laziale e protagonizando o lance mais discutido da partida, vez que pareceu clara a penalidade máxima cometida por Astori aos 38', mas o árbitro Mazzoleni optou por mandar a partida seguir.
No final, mesmo contra o Cagliari com 3 atacantes puros, uma compacta Lazio de Reja mereceu a vitória que assegurou, por pelo menos mais uma semana, a liderança dos romanos.
O tabellino:
Lazio: Muslera; Lichtsteiner, Biava (88' Stendardo), Dias, Radu; Brocchi, Ledesma, Mauri, Hernanes (67' Matuzalem); Zárate (75' Rocchi), Floccari. All. Reja.
Cagliari: Agazzi; Perico, Canini, Astori, Agostini; Biondini, Nainggolan (81' Acquafresca), Lazzari (55' Nenê), Cossu, Pinardi (75' Laner); Matri. All. Bisoli.
Gols: 21' Floccari, 53' Mauri, 59' Matri.
Árbitro: Mazzoleni.
Cartões amarelos: Perico, Nenê e Astori.
Abaixo, os highlights da partida:

video

eXTReMe Tracker