Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, junho 19, 2007

Momento Panini - Piá


Na semana passada, a 'Momento Panini' homenageou a Juventus e seu capitano Alessandro Del Piero comemorando o retorno da Vecchia Signora à Serie A.
Nesta semana, é a vez do Napoli, glorioso clube do sul da Itália que, com o vice-campeonato da Serie B conquistado nesta temporada, assegurou seu retorno ao olímpio do futebol italiano depois de 6 anos de purgatório.
Quem vestiu a camisa nº 8 na temporada recém-encerrada e é um dos jogadores mais valorizados do famoso clube partenopeo é um brasileiro de nome João Batista Inácio, noto come Piá.
Praticamente desconhecido em seu país de origem, Piá nasceu em Ibitinga, no Estado de São Paulo, em 22 de março de 1982, mas transcorreu toda a sua carreira, até aqui, na Itália, onde chegou em 1998 junto com seu irmão Joelson (um ano mais novo).
Atacante rápido e habilidoso, Piá cresceu calcisticamente nel fiorente vivaio dell'Atalanta, um dos mais férteis de toda a Europa.
E foi na equipe de Bergamo que João Batista Inácio fez sua estréia na Serie A, mais precisamente em 02 de dezembro de 2001, entrando aos 70' no lugar de Colombo contra a Internazionale de Ronaldo, que, porém, ficou no banco durante os 90'.
Até o final da temporada (figurinha à direita) Piá colecionou outras 8 presenças e 1 gol, anotado contra a Fiorentina na 2oª rodada.
No ano seguinte, a Atalanta não conseguiu repetir a boa campanha anterior e acabou rebaixada à Serie B depois de perder um spareggio contra a Reggina, tendo o jovem atacante participado de 14 partidas.
A temporada 2003/2004 Piá passou em Ascoli Piceno, defendendo a equipe bianconera da cidade - e acabou sendo a melhor stagione do brasileiro até aqui, que terminou como artilheiro do time com 13 gols em 36 partidas.
Suas boas atuações valeram o retorno à casa-mãe Atalanta, que, neste interregno, conquistou seu retorno à Serie A.
Porém, a volta à principal divisão do Calcio não foi o sucesso esperado e Piá, então já com 23 anos, começou a passar por uma situação comum no futebol - o dilema de não confirmar as expectativas geradas quando giovane.
Então, eclipsado pelos vários Budan, Comandini e Pazzini, Piá tomou uma decisão corajosa e fundamental no mercado invernale da temporada 2004/2005 - aceitou descer à Serie C1 para defender o Napoli.
Com a camisa azzurra, Piá recuou um pouco seu raio de ação em campo, passando a funcionar como um 2º atacante mais recuado.
Daí, o atacante abandonou seus sonhos de ser um prolífico goleador (fez apenas 2 tentos na Serie B na última temporada - figurinha à esquerda), mas se tornou um atleta muito mais útil e apreciado, não só pelos tifosi.
Tanto que o treinador da Fiorentina Cesare Prandelli pretende tirá-lo de perto do Vesúvio já para a temporada vindoura!

Na Última Vez ...

2 Comments:

At 4:47 PM, Blogger Lady Veronese said...

Justa homenagem Rodolfo. Agora, não me lembro desse jogador.

Ele aparece agora na lista dos jogadores a serem observados no 'mercato' do 'Corriere dello Sport'. Segundo o jornal, a Fiore já fez uma sondagem inicial...

 
At 5:59 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Cyntia,
É verdade, tenho lido que o Prandelli gostaria de tê-lo no elenco para a temporada que vem. Acredito em um 'scambio' com o búlgaro Bojinov, comprado a peso de ouro do Lecce em 2005, mas pouco aproveitado nas temporadas seguintes, seja na Fiorentina, seja na Juventus.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker