Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quarta-feira, junho 20, 2007

Gli Azzurri


Uma decepção! Os Azzurrini de Casiraghi não conseguiram sequer a classificação para as semi-finais do Europeu Under 21 que está sendo disputado na Holanda.
Agora, como consolo, resta a disputa pela última vaga européia para as Olímpiadas vindouras, sendo que caberá aos italianos o desafio de superar Portugal no dia de amanhã.
Mas, porque uma geração que conta com vários jogadores talentosos e já afirmados em seus clubes não conseguiu realizar em campo o que dela se esperava?
Talvez o desgaste de uma temporada árdua possa ser uma justificativa, mas não, certamente, a suficiente.
De fato, contra a Sérvia e, especialmente, nos primeiros 30' contra a Inglaterra, a Itália não jogou - daí o retorno para casa antes do esperado.
Aliás, contra o English Team comandado pelo antigo lateral do Nottingham Forest Stuart Pearce, no último dia 14, o selecionado de Casiraghi viveu um incrível e colossale blackout que resultou na desvantagem de 2 gols, que só não foram 3 ou 4 porque o atacante Lita (na foto acima superando o arqueiro italiano Viviano - Reuters) desperdiçou algumas boas oportunidades.
Ao final da gara, a Nazionale havia alcançado o empate com gols do lateral Chiellini (abaixo, à esquerda, contra Milner - Ap) e do mediano Aquilani, com um potente sinistro dalla distanza, mas, com a vitória da Sérvia sobre a República Tcheca, a classificação italiana para as semi-finais já estava comprometida, vez que uma vitória sobre os tchecos, no dia 17, não seria suficiente se os ingleses superassem os sérvios.
E foi exatamente o que aconteceu. Finalmente os Azzurrini jogaram bem (daí porque a justificativa do cansaço não pode imperar) e venceram, convincentemente, por 3 x 1, tentos de Aquiliani (na foto mais abaixo - Reuters), Chiellini e Rossi, enquanto Papadopulos (isto lá é nome de tcheco?) diminuiu.
Porém, os ingleses também venceram os sérvios - por 1 x 0 - e ficaram com a 2ª vaga do grupo para as semi-finais, onde encontrarão a Holanda, enquanto à Sérvia caberá a Bélgica.
Agora, cabe repetir: porque uma equipe que pôde contar com a segurança de defensores valorosos como Andreolli, Criscito e Chiellini; talentos do calibre de Aquilani, Montolivo e Rosina no meio; além de micidali atacantes como Palladino, Pazzini e Rossi na frente, naufragou tão cedo?
Algo a ser refletido...
De qualquer maneira, um último esforço ainda deve ser realizado para garantir a participação italiana a Pechino!

Na Última Vez ...

2 Comments:

At 5:18 PM, Anonymous Gílson said...

Gravei os jogos da Itália e o Casiraghi mostrou que não é do ramo. Deixar o Rossi no banco e insistir no pouquíssimo produtivo Palladino foi a principal barbeiragem. Além disso, achei os centrais muito pouco protegidos. As linhas de defesa e de meio-campo próximas, coisa sempre tão cara aos italianos, nem sempre existiu. No primeiro tempo contra os ingleses, por exemplo, havia um buraco na frente da zaga e toda hora era alguém correndo atrás de um atacante inglês. Aí fica difícil!

 
At 7:39 AM, Blogger Rodolfo Moura said...

Gílson,
Realmente, a campanha italiana deixou a desejar.
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker