Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

terça-feira, fevereiro 06, 2007

Momento Panini - Marco Materazzi


Controvertido! Qual adjetivo poderia melhor definir o zagueiro italiano Marco Materazzi? Talvez alguém exclame: maluco! Ou, quem sabe, raçudo! O certo é que o zagueiro nascido na cidade de Lecce em 19 de agosto de 1973, alto (tem 1,93m) e forte (pesa 92kg), é um jogador viril, excelente no jogo aéreo e que desconhece bola perdida.
Também é fato que Materazzi peregrinou pelas divisões inferiores italianas antes de alcançar o estrelato na Serie A, tendo jogado em clubes como Tor di Quinto, Marsala, Trapani e Carpi, até estreiar no Perugia na 1ª divisão durante a temporada 1996/1997, exatamente contra a Internazionale em 02 de fevereiro de 1997.
Curiosidade: naquele Perugia jogavam também o brasileiro Muller e Gennaro Gattuso!
Sempre surpreendente, ao final da stagione 1997/1998 Materazzi foi jogar no Everton, na Premier League, mas voltou na temporada 1999/2000 (figurinha acima), sempre para o Perugia, onde fez 12 gols em 30 partidas e quebrou o recorde até então pertencente ao argentino Daniel Passarella como o zagueiro que mais fez gols em uma temporada do Calcio.
Com a façanha, foi contratado pela Internazionale por cerca de 10 milhões de euros e desde a temporada 2001/2002 vem defendendo a equipe de Milão (a figurinha abaixo é referente a temporada 2005/2006), inclusive portando a braçadeira de capitão quando da ausência de Javier Zanetti.
Materazzi é figlio d'arte, tendo seu pai sido allenatore de diversas equipes, como Pisa, Lazio, Bari, Padova, Brescia, Piacenza, Sporting (Portugal) e ultimamente o Tianjin Teda da China.
Famosas são também as tatuagens que cultua nos braços - em um a palavra leone (leão), enquanto no outro os números XIX VIII MCMLXXIII (sua data de nascimento em romano).
Na seleção italiana principal Materazzi fez sua estréia no dia 25 de abril de 2001, em amistoso disputado em Perugia (também seu clube da época) contra a África do Sul.
Desde então participou da Copa do Mundo de 2002, da Euro 2004 e da vitoriosa campanha no Mundial da Alemanha em 2006, ainda que nunca como titular absoluto, mas sempre aproveitando as oportunidades surgidas com as contusões dos vários Maldini, Nesta e Cannavaro.
E é incontestável que na Copa do Mundo de 2006 Materazzi foi protagonista! Fez 2 gols de cabeça (sendo que o 2º o do empate na finalíssima), foi expulso (contra a Austrália) e ainda provocou o cartão vermelho do meia Zidane, tendo recebido a famosa cabeçada que encerrou a carreira do astro francês!

Na Última Vez ...

5 Comments:

At 8:30 AM, Anonymous Michel said...

Ótimo texto sobre o Materazzi. Parabéns!
Ah! Estou esperando uma visita sua ao meu blog, pois nesta semana tem um question fácil pra vc.

 
At 11:16 AM, Anonymous Tiago said...

Esqueceu de falar que ele se destaca por sua enorme categoria e pela lealdade com que enfrenta os adversários..

 
At 12:26 PM, Blogger fmmouras said...

Eu sou fã do Matrix! Adoraria tê-lo no meu time. Odeio jogadores frescos que não entendem que o futebol é parente do Rugbi e não do Balé. Viva Matrix! Longa vida, meu caro.

 
At 12:27 PM, Anonymous Foquinha said...

Eu sou fã do Matrix! Adoraria tê-lo no meu time. Odeio jogadores frescos que não entendem que o futebol é parente do Rugbi e não do Balé. Viva Matrix! Longa vida, meu caro.

 
At 8:52 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Prezados,
Muito obrigado pelas participações! Realmente, havia muito mais para falar do Materazzi, já que até o apelido Matrix eu omiti...
Abraços,

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker