Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

domingo, fevereiro 15, 2009

O Jogo Da TV (Parte IV) - Internazionale x Milan



Foi um Derby maiúsculo - eletrizante, com lances polêmicos e que terminou com a Inter ampliando para 11 pontos sua vantagem sobre o Milan, forte no sucesso por 2 x 1!
As equipes entraram em campo como previsto, a não ser pela presença do stankovista Maicon na lateral direita nerazzurra, com Santon permanecendo pela esquerda e Samuel e Chivu como centrais - no Milan, sem Kaká, Ancelotti formou o centrocampo com Beckham, Pirlo e Ambrosini em linha e Seedorf e Ronaldinho mais à frente no suporte do solito Pato.
Depois de um começo melhor do Milan, embora sem maior incisividade, coube à Inter a primeira grande chance da partida, com Stankovic demorando demais para concluir já dentro da área e cara-a-cara com Abbiati, permitindo a intervenção precisa de Ambrosini (ao lado dando combate a Adriano - Afp), que jogou a bola para escanteio.
Mas, a defesa do Milan continuou desatenta e, aos 29', Maldini não acompanhou Adriano que, em cruzamento de Maicon, cabeceou para fazer 1 x 0.
Porém, o lance que resultou no vantaggio interista ainda vai gerar muita discussão, pois a bola, depois de testada pelo atacante brasileiro, tocou em seu braço (à esquerda - Reuters), o que acabou sendo fundamental para a trajetória vincente da pelota (o lance, em sua íntegra, pode ser visualizado nos highlights ao final do post).
O Milan tentou reagir imediatamente, mas e defesa da Inter estava bem postada e, nas poucas vezes em que superada, o ataque rossonero ainda tinha que se ver com Júlio César (mais abaixo contra Pato - La Presse).
E, quando o ritmo diminuiu e parecia que as equipes já pensavam no intervalo, eis que Ibrahimovic subiu mais que Kaladze e, com o toque de cabeça, serviu para Stankovic, mais uma vez indisturbato dentro da área, concluir para fazer 2 x 0 - inapelável para Abbiati!
O 2º tempo começou com Seedorf telegrafando um passe para Muntari que, velozmente, lançou da sua própria intermediária Adriano que, com a complacência de Kaladze, entrou dentro da área, mas acabou concluindo ao lado do gol defendido por Abbiati.
Aí, foi a vez do Milan começar a jogar, inaugurando uma série orgulhosa com o pênalti não marcado de Stankovic em Ambrosini aos 10'.
Depois, tendo Inzaghi no posto de um affaticatto Beckham e Ronaldinho inspirado, a equipe rossonera chegou ao seu gol aos 26', com Jankulovski (servido magistralmente por Dinho) centrando, da linha de fundo, para antes da marca do pênalti, onde Pato teve apenas o trabalho de colocar em posição impossível para Júlio César.
Um novo Milan (que terminou com incríveis 64,5% de posse de bola) partiu com muito ímpeto atrás do pareggio e só mesmo um grande Júlio César para negar o gol milanista - na única vez que a bola superou o goleiro brasileiro, o árbitro Rosetti justamente invalidou o gol (belíssimo) de Inzaghi (abaixo a conclusão perfeita de sem-pulo - Reuters), que partiu em impedimento.
Em um final amplamente dominado pelo Milan (e com uma Inter super defensiva), um bravo Adriano ainda conseguiu expor as mazelas defensivas da equipe rossonera ao levar grande vantagem sobre Maldini (em seu último dos 42 confrontos contra a Inter) e concluir, de dentro da área, para grande defesa de Abbiati aos 29'.
O Milan ainda reclamou mais um pênalti, que desta vez teria sido cometido por Chivu em Inzaghi, mas, a considerar a defesa de Júlio César em tiro do próprio Pippo aos 45', o portierone seria um difícil obstáculo até mesmo para uma conclusão su rigore.
O tabellino da partida que abriu ainda mais o caminho da Inter rumo ao 4º scudetto seguido:
Inter: Júlio César; Maicon, Samuel, Chivu, Santon; Zanetti, Cambiasso, Muntari (88' Maxwell), Stankovic (83' Burdisso); Ibrahimovic, Adriano (80' Vieira). All. Mourinho.
Milan: Abbiati; Zambrotta, Maldini, Kaladze (77' Senderos), Jankulovski; Beckham (57' Inzaghi), Pirlo, Ambrosini, Seedorf, Ronaldinho; Pato. All. Ancelotti.
Gols: 29' Adriano, 43' Stankovic, 71' Pato.
Árbitro: Rosetti.
Cartões amarelos: Ambrosini, Samuel, Cambiasso, Burdisso, Vieira e Chivu.
Incasso? Apenas módicos € 2.584.283,49!

video

Marcadores: , , , ,

Na Última Vez ...
eXTReMe Tracker