Google
 
Web calcioseriea.blogspot.com

quinta-feira, novembro 09, 2006

Memorabilia - Zico


Nessa coluna, pretendo abordar a carreira, com enfâse na Serie A, de jogadores que já encerraram a carreira mas não foram esquecidos pelos torcedores.
Merecedor do destaque da estréia é um craque de nome Arthur Antunes Coimbra, detto Zico.
Nascido em 03 de março de 1953 no Rio de Janeiro, Zico teve uma passagem fugaz, porém destacada na Serie A (foto ao lado - Zucchi).
No dia 1º de junho de 1983 a imprensa italiana noticia: a Udinese, um clube apenas de mediana expressão, havia contratado o miglior giocatore al mondo. Ocorre que, em seguida, a Federação Italiana veta a contratação, sob o argumento de que a Udinese não teria como garantir a operação financeira (a maior até então no futebol italiano). Decorre daí uma verdadeira revolução do povo friulano, que chega a afirmar "ou Zico ou a Áustria", em referência ao fato da região ter sido controlada por este país até meados do século XIX.
No final, a Federação autoriza o tesseramento de Zico pela Udinese, que é recebido por mais de 2.000 pessoas no aeroporto e significa 26.611 abbonati para o clube na temporada.
O time, com Edinho na zaga, Causio e Mauro no meio de campo, Zico e o então jovem Virdis no ataque, parte bem, chega a ocupar colocações de vértice, mas no dia 08 de março de 1984, em um amistoso disputado em Brescia, perde o 'Galinho' por contusão por cinco rodadas. E pior, quando volta, Zico não consegue reeditar as belas atuações e a Udinese, da 3ª colocação, termina na 9ª.
Contudo, Zico totalizou 19 tentos na temporada, apenas um a menos que o cannoniere Michel Platini, que atuou em 28 partidas (contra 24 de Zico) pelo time campeão - a Juventus.
Na temporada seguinte as excelentes atuações não se repetem, Zico joga apenas 16 vezes, tem problemas musculares e a Udinese termina numa modesta 12ª colocação, dentre apenas 16 clubes.
Pior, Zico é acusado e vem condenado por crimes fiscais, deixando a Itália para voltar ao Brasil.
De qualquer maneira, até os dias atuais Zico é reverenciado em Udine, onde a torcida, mais de 20 anos depois, ainda estende uma faixa em sua homenagem sempre que há jogo no Stadio Friuli, lembrandos jogadas e cobranças de faltas como a abaixo (foto Briguglio).

14 Comments:

At 12:23 PM, Anonymous Anônimo said...

Fala Rodolfo,

Mais um belo texto para enriquecer a nossa cultura futebolística.
Hoje mesmo li na Zero Hora (coluna do Mário Marcos) que o periódico La Repubblica está fazendo uma votação sobre o melhor jogador de futebol brasileiro de todos os tempos atuando na Itália.
Até agora, o Falcão está com 25%, seguido pelo Zico, com 21%, Kaká (14%) e Careca (13%).
E o Nápoli, será que sobe para a Série A este ano?
Aguardo uma coluna sobre os bons tempos do time que lotava o San Paolo com Maradona, Careca, Alemão, Di Napoli, etc.
Forte abraço.
Tiago

 
At 3:17 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Tiago,
Muito obrigado pela participação. Na verdade, são comentários como o seu que fazem o blog valer a pena.
Falcão teve, realmente, uma excelente passagem pelo Calcio, e, caso venha a vencer a pesquisa, não será nenhuma injustiça. Porém, com todo respeito, antes de Kaká (pelo que já fez), Careca e Zico, deveriam ser lembrados jogadores como Altafini, Amarildo e, principalmente, Julinho.
Pode deixar que seu pedido sobre o fantástico Napoli será atendido.
Abraços,

 
At 3:51 PM, Anonymous Anônimo said...

Fala Rodolfo,
Você está de parabéns. Sabe que não entendo muito de campeonato italiano, mais agora com certeza me informarei melhor.
Vamos ver se pelo menos você descola um bico lá na ESPN.
ahahaha
Valeu Palhares

 
At 3:55 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Grande Palhares,
Valeu pela participação e pela força. Pode deixar que, descolando 'um bico', arrumarei uma poltrona para você também.
Abraços,

 
At 4:32 PM, Anonymous Anônimo said...

Parabéns pelo texto sobre um dos maiores de todos os tempos. Você só esqueceu de mencionar que o Zico praticamente carregou o time nas costas. Mas foi muito bom.
E quando vai ter o texto sobre o Leovegildo o "Junior"? E a perna quebrada de Falcâo no Roma?
Abraço,
Alcindo

 
At 4:40 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Alcindo,
Mais uma vez muito obrigado pela participação, sempre engrandecendo o blog! Pode deixar que vou preparar as matérias sobre o Junior e o Falcão, já que pretendo editar a 'Memorabilia' toda quinta-feira.
Abraços,

 
At 5:47 PM, Anonymous Afonso Assis Ribeiro said...

Rodolfo,

lembro dos problemas fiscais do Zico, diz a lenda que ele só não foi preso porque conseguiu embarcar em um avião da Varig, só com a roupa do corpo, deixando demais pertences por lá.

Afonso

 
At 9:34 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Afonso,
Mais uma vez, muito obrigado pela participação. Realmente o Zico não deixou a Itália da maneira como gostaria, tendo sido condenado, em maio de 1984, a 8 meses de reclusão e ao pagamento de multa. Porém, em dezembro de 1988 foi reabilitado pela Corte de Apelação de Trieste.
Abraços,

 
At 12:57 AM, Anonymous Anônimo said...

Sem comentarios...

Ei, ei, ei, o Zico eh nosso rei!

Schneider

 
At 11:41 AM, Anonymous Anônimo said...

O que eu lembro do Zico é o pênalti perdido contra a França. Lamentável...nunca ganhou uma copa do Mundo. Absolutamente um fracassado.

 
At 1:29 PM, Anonymous Anônimo said...

Uma pena que que você pense assim... Isso porque ganhar ou não uma Copa do Mundo não significa que um jogador seja ou não um fracassado...
Com esse pensamento obtuso e limitado, vamos ter que achar o Ronaldão, o Viola ou o Anderson Polga grandes jogadores, grandes vencedores... E considerar Leônidas da Silva, Zico, Roberto Dinamite, Baggio, dentre outros fantásticos, grandes fracassados...
Claro que resultados são importantes e que se esses jogadores tivessem uma copa no currículo seriam muito mais realizados, mas futebol é muito mais do que a Copa do Mundo...
É só dar uma olhada nos títulos e nos números da carreira do galinho de Quintino para constatar que, de lamentável, só o seu comentário mesmo...
Mundial Interclubes (Flamengo, 1981)
Taça Libertadores da América (Flamengo, 1981)
Campeonato Brasileiro (4) (Flamengo, 1980, 82, 83 e 87)Melhor jogador das Américas eleito pelo jornal "El Mundo" (VEN) - (1977)
Melhor jogador do mundo eleito pelo "Guerin Esportivo" (ITA), "El Balón" (ESP), "El Mundo" (VEN) e revista "Placar" - (1981)
Melhor jogador das Américas eleito pelos jornais "El Gráfico" (ARG) e "El Mundo" (VEN) - (1982)
Maior vencedor de todos os tempos do prêmio Bola de Prata/Bola de Ouro da Revista Placar.

Nada pessoal, afinal vivemos numa democracia e você tem direito à liberdade de opinião, assim como tenho o direito de discordar dela e demonstrar porque. Não dá para menosprezar uma carreira tão vitoriosa dessas...

Schneider

 
At 1:51 PM, Blogger Rodolfo Moura said...

Schina,
Mais uma vez obrigado pela sua participação. Quanto ao comentário anterior, infelizmente seu autor preferiu o anonimato. De qualquer maneira, concordo com você, até porque, sendo assumidamente tricolor, tive o Zico como meu grande ídolo de infância, apesar de todas as tristezas que o mesmo me proporcionou.
Abraços,

 
At 8:06 AM, Blogger Derly said...

Acho uma perda de tempo ficar criticando o Zico em sua carreira profissional.Que todos as atletas fossem iguais a ele.
Quem critica só pode ser por mágoa.
Infelizmente nosso mal é a falta de educação.
Abraços a todos, independente de clube e parabéns a este site.

 
At 7:33 AM, Blogger Jorge Ramiro said...

Acho que Zico é o melhor jogador do mundo. Meu avô tinha uma loja de rações, Zico sempre esteve lá, ele era uma boa pessoa.

 

Postar um comentário

<< Home

eXTReMe Tracker